Breaking News
Home / Obras Literárias / Senhora, se eu alcançasse (1595)

Senhora, se eu alcançasse (1595)

Redondilhas de Luís Vaz de Camões

Trovas

PUBLICIDADE

a uma Dama que lhe mandou

pedir algumas obras suas

Senhora, se eu alcançasse

no tempo que ler quereis,

que a dita dos meus papéis

pola minha se trocasse;

e por ver

tudo o que posso escrever

em mais breve relação,

indo eu onde eles vão,

por mim só quisésseis ler;

Depois de ver um cuidado

tão contente de seu mal,

veríeis o natural

do que aqui vedes pintado;

que o perfeito

Amor, de que sou sujeito,

vereis áspero e cruel,

aqui com tinta e papel,

em mim co sangue no peito.

Que um contino imaginar

naquilo que Amor ordena,

é pena que, enfim, por pena

se não pode declarar;

que, se eu levo

dentro n’alma quanto devo

de trasladar em papéis,

vede qual melhor lereis:

se a mim, se aquilo que escrevo?

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

 

Veja também

O Soldado e a Trombeta

Fábula de Esopo por Olavo Bilac PUBLICIDADE Um velho soldado Um dia por terra A …

O Credo – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Crê no Dever e na Virtude! É um combate insano e rude …

O Remédio – Olavo Bilac

PUBLICIDADE A Amelinha está doente, Chora, tem febre, delira; Em casa, está toda gente Aflita, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.