Breaking News
Home / Obras Literárias / Num bosque que dos Ninfas se habitava (1595)

Num bosque que dos Ninfas se habitava (1595)

Sonetos de Luís Vaz de Camões

PUBLICIDADE

Num bosque que das Ninfas se habitava

Sílvia, Ninfa linda, andava um dia;

subida nüa árvore sombria,

as amarelas flores apanhava.

Cupido, que ali sempre costumava

a vir passar a sesta à sombra fria,

num ramo o arco e setas que trazia,

antes que adormecesse, pendurava.

A Ninfa, como idóneo tempo vira

para tamanha empresa, não dilata,

mas com as armas foge ao Moço esquivo.

As setas traz nos olhos, com que tira:

—Ó pastores! fugi, que a todos mata,

senão a mim, que de matar me vivo

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Velhas Árvores

Olavo Bilac PUBLICIDADE Olha estas velhas árvores, — mais belas, Do que as árvores mais …

Plutão – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Negro, com os olhos em brasa, Bom, fiel e brincalhão, Era a …

O Trabalho – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Tal como a chuva caída Fecunda a terra, no estio, Para fecundar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.