Breaking News
Home / Obras Literárias / Grão tempo ha já que soube da Ventura (1595)

Grão tempo ha já que soube da Ventura (1595)

Sonetos de Luís Vaz de Camões

PUBLICIDADE

Grão tempo há já que soube da Ventura

a vida que me tinha destinada;

que a longa experiência da passada

me dava claro indício da futura.

Amor fero, cruel, Fortuna dura,

bem tendes vossa força exprimentada:

assolai, destruí, não fique nada;

vingai vos desta vida, qu’inda dura.

Soube Amor da Ventura, que a não tinha,

e, por que mais sentisse a falta dela,

de imagens impossíveis me mantinha.

Mas vós, Senhora, pois que minha estrela

não foi milhor, vivei nesta alma minha,

que não tem a Fortuna poder nela

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Velhas Árvores

Olavo Bilac PUBLICIDADE Olha estas velhas árvores, — mais belas, Do que as árvores mais …

Plutão – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Negro, com os olhos em brasa, Bom, fiel e brincalhão, Era a …

O Trabalho – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Tal como a chuva caída Fecunda a terra, no estio, Para fecundar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.