Breaking News
Home / Obras Literárias / Num jardim adornado de verdura (1595)

Num jardim adornado de verdura (1595)

Sonetos de Luís Vaz de Camões

PUBLICIDADE

Num jardim adornado de verdura,

a que esmaltam por cima várias flores,

entrou um dia a deusa dos amores,

com a deusa da caça e da espessura.

Diana tomou logo üa rosa pura,

Vénus um roxo lírio, dos milhores;

mas excediam muito às outras flores

as violas, na graça e fermosura.

Perguntam a Cupido, que ali estava,

qual daquelas três flores tomaria,

por mais suave, pura e mais fermosa?

Sorrindo se, o Minino lhe tornava:

todas fermosas são, mas eu queria

V i o l ‘a n t e s que lírio, nem que rosa

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Velhas Árvores

Olavo Bilac PUBLICIDADE Olha estas velhas árvores, — mais belas, Do que as árvores mais …

Plutão – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Negro, com os olhos em brasa, Bom, fiel e brincalhão, Era a …

O Trabalho – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Tal como a chuva caída Fecunda a terra, no estio, Para fecundar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.