Breaking News
Home / Obras Literárias / Peço-vos que me digais (1595)

Peço-vos que me digais (1595)

Redondilhas de Luís Vaz de Camões

PUBLICIDADE

Trovas a üa Senhora que estava rezando por üas contas

Peço-vos que me digais

as orações que rezastes

se são pelos que matastes,

se por vós, que assi matais?

Se são por vós, sãoperdidas;

que, qual será a oração

que seja satisfação,

Senhora, de tantas vidas?

Que, se vedes quantos vêm

a só vida vos pedir,

como vos há Deus ouvir

se vós não ouvis ninguém?

Não podeis ser perdoada

com mãos a matar tão prontas,

que, se nüa trazeis contas,

na outra trazeis espada

Se dizeis que encomendando

os que matastes andais,

se rezais por quem matais,

para que matais rezando?

Que, se na força do orar

levantais as mãos aos

Céus, não as ergueis para Deus,

erguei-las para matar.

E quando os olhos cerrais

todaenlevada na fé,

cerram-se os de quem vos vê,

para nunca verem mais.

Pois se assi forem tratados

os que vos vêm quando orais,

essas horas que rezais

são as horas dos finados.

Pois logo, se sais servida

que tantos mortos não sejam,

não rezeis onde vos vejam,

ou vede para dar vida.

Ou, se quereis escusar

estes males que causastes,

ressuscitai quem matastes,

não tereis por quem rezar

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Velhas Árvores

Olavo Bilac PUBLICIDADE Olha estas velhas árvores, — mais belas, Do que as árvores mais …

Plutão – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Negro, com os olhos em brasa, Bom, fiel e brincalhão, Era a …

O Trabalho – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Tal como a chuva caída Fecunda a terra, no estio, Para fecundar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.