Breaking News
Home / Obras Literárias / Leva na cabeça o pote (1668)

Leva na cabeça o pote (1668)

Redondilhas de Luís Vaz de Camões

Cantiga

PUBLICIDADE

a este moto:
Descalça vai para a fonte
Leanor pela verdura;
vai fermosa, e não segura.

VOLTAS

Leva na cabeça o pote,

o testo nas mãos de prata,

cinta de fina escarlata,

sainho de chamalote;

traz a vasquinha de cote,

mais branca que a nove pura;

vai fermosa, e não segura.

Descobre a touca a garganta,

cabelos d’ouro o trançado,

-fita, de cor d’encarnado,

tão linda que o mundo espanta-;

chave nela graça tanta

que dá graça à fermosura;

vai fermosa, e não segura.

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

 

Veja também

O Soldado e a Trombeta

Fábula de Esopo por Olavo Bilac PUBLICIDADE Um velho soldado Um dia por terra A …

O Credo – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Crê no Dever e na Virtude! É um combate insano e rude …

O Remédio – Olavo Bilac

PUBLICIDADE A Amelinha está doente, Chora, tem febre, delira; Em casa, está toda gente Aflita, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.