Breaking News
Home / Obras Literárias / Olhos fermosos, em quem quis Natura (1668)

Olhos fermosos, em quem quis Natura (1668)

Sonetos de Luís Vaz de Camões

PUBLICIDADE

Olhos fermosos, em quem quis Natura

mostrar do seu poder altos sinais,

se quiserdes saber quanto possais,

vede-me a mim, que sou vossa feitura.

Pintada em mim se vê vossa figura,

no que eu padeço retratada estais;

que, se eu passo tormentos desiguais,

muito mais pode vossa fermosura.

De mim não quero mais que o meu desejo:

ser vosso; e só de ser vosso me arreio,

porque o vosso penhor em mim se assele.

!Tão me lembro de mim quando vos vejo,

nem do mundo; e não erro, porque creio,

que, em lembrar-me de vós, cumpro com ele

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

 

Veja também

O Soldado e a Trombeta

Fábula de Esopo por Olavo Bilac PUBLICIDADE Um velho soldado Um dia por terra A …

O Credo – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Crê no Dever e na Virtude! É um combate insano e rude …

O Remédio – Olavo Bilac

PUBLICIDADE A Amelinha está doente, Chora, tem febre, delira; Em casa, está toda gente Aflita, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.