Breaking News
Home / Obras Literárias / Fermosos olhos, que na idade nossa (1595)

Fermosos olhos, que na idade nossa (1595)

Sonetos de Luís Vaz de Camões

PUBLICIDADE

Fermosos olhos que na idade nossa

mostrais do Céu certissimos sinais,

se quereis conhecer quanto possais,

olhai me a mim, que sou feitura vossa.

Vereis que de viver me desapossa

aquele riso com que a vida dais;

vereis como de Amor não quero mais,

por mais que o tempo corra e o dano possa.

E se dentro nest’alma ver quiserdes,

como num claro espelho, ali vereis

também a vossa, angélica e serena.

Mas eu cuido que só por não me verdes,

ver vos em mim, Senhora, não quereis:

tanto gosto levais de minha pena!

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

Veja também

O Soldado e a Trombeta

Fábula de Esopo por Olavo Bilac PUBLICIDADE Um velho soldado Um dia por terra A …

O Credo – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Crê no Dever e na Virtude! É um combate insano e rude …

O Remédio – Olavo Bilac

PUBLICIDADE A Amelinha está doente, Chora, tem febre, delira; Em casa, está toda gente Aflita, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.