Breaking News
Home / Obras Literárias / Indo o triste pastor todo embebido (1668)

Indo o triste pastor todo embebido (1668)

Sonetos de Luís Vaz de Camões

PUBLICIDADE

Indo o triste pastor todo embebido

na sombra de seu doce pensamento,

tais queixas espalhava ao leve vento

cum brando suspirar da alma saído:

—A quem me queixarei, cego, perdido,

pois nas pedras não acho sentimento?

Com quem falo? A quem digo meu tormento

que onde mais chamo, sou menos ouvido?

Oh! bela Ninfa, porque não respondes?

Porque o olhar-me tanto me encareces?

Porque queres que sempre me querele?

Eu quanto mais te vejo, mais te escondes!

Quanto mais mal me vês, mais te endureces!

Assi que co mal cresce a causa dele

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Velhas Árvores

Olavo Bilac PUBLICIDADE Olha estas velhas árvores, — mais belas, Do que as árvores mais …

Plutão – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Negro, com os olhos em brasa, Bom, fiel e brincalhão, Era a …

O Trabalho – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Tal como a chuva caída Fecunda a terra, no estio, Para fecundar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.