Breaking News
Home / Obras Literárias / Os vestidos Elisa revolvia (1598)

Os vestidos Elisa revolvia (1598)

Sonetos de Luís Vaz de Camões

PUBLICIDADE

Os vestidos Elisa revolvia

que lh’Eneias deixara por memória:

doces despojos da passada glória,

doces, quando seu Fado o consentia.

Entr’eles a fermosa espada via

que instrumento foi da triste história;

e, como quem de si tinha a vitória,

falando só com ela, assi dezia:

—Fermosa e nova espada, se ficaste

só para executares os enganos

de quem te quis deixar, em minha vida,

Sabe que tu comigo t’enganaste;

que, para me tirar de tantos danos,

sobeja me a tristeza da partida.

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Velhas Árvores

Olavo Bilac PUBLICIDADE Olha estas velhas árvores, — mais belas, Do que as árvores mais …

Plutão – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Negro, com os olhos em brasa, Bom, fiel e brincalhão, Era a …

O Trabalho – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Tal como a chuva caída Fecunda a terra, no estio, Para fecundar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.