Breaking News
Home / Obras Literárias / Senhora já dest’alma, perdoai (1668)

Senhora já dest’alma, perdoai (1668)

Sonetos de Luís Vaz de Camões

PUBLICIDADE

Senhora já dest’alma, perdoai

de um vencido de Amor os desatinos,

e sejam vossos olhos tão beninos

com este puro amor, que d’alma sai.

A minha pura fé somente olhai,

e vede meus extremos se são finos;

e se de algüa pena forem dinos,

em mim, Senhora minha, vos vingai.

Não seja a dor que abrasa o triste peito

causa por onde pene o coração,

que tanto em firme amor vos é sujeito.

Guardai-vos do que alguns, Dama, dirão,

que, sendo raro em tudo vosso objeito,

possa morar em vós ingratidão

Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

Veja também

O Soldado e a Trombeta

Fábula de Esopo por Olavo Bilac PUBLICIDADE Um velho soldado Um dia por terra A …

O Credo – Olavo Bilac

Olavo Bilac PUBLICIDADE Crê no Dever e na Virtude! É um combate insano e rude …

O Remédio – Olavo Bilac

PUBLICIDADE A Amelinha está doente, Chora, tem febre, delira; Em casa, está toda gente Aflita, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.