Breaking News
Home / Automóveis / Chevrolet Impala

Chevrolet Impala

PUBLICIDADE

A Impala foi não só um dos veículos mais históricas da Chevrolet, mas também da América.

Durante décadas, ele estabeleceu o padrão em conforto e valor.

Primeiro estreando no ano modelo 1958, o Impala começou como um topo de linha.

Foi sucesso como um sedan familiar longo, largo e luxuoso, criando o que estava prestes a ser um dos carros mais vendidos e completo da América.

Ao longo dos anos, o Impala tem feito muitos impactos de estilo distinto, com suas extremidades traseiras selvagens e grades icônicos.

O Chevrolet Impala tem uma longa história que remonta a 1958.

Nascido como modelo topo de linha da Chevrolet, o Impala rapidamente se tornou o símbolo para o desempenho no início da década e introduziu da Chevrolet assinatura “SS” marca de performance. Embora mais tarde seria eclipsado por menores automóveis, mais leves, o Impala continua a ser o carro de desempenho de escolha para aqueles que gostam de carros grandes.

História 1958-1969

1958

Chevrolet Impala

1959

Chevrolet Impala

1960

Chevrolet Impala

1961

Chevrolet Impala
Chevrolet Impala SS

1962

Chevrolet Impala
Chevrolet Impala SS

1963

Chevrolet Impala
Chevrolet Impala SS

1964

Chevrolet Impala
Chevrolet Impala SS

1965

Chevrolet Impala
Chevrolet Impala SS

1966

Chevrolet Impala
Chevrolet Impala SS

1967

Chevrolet Impala
Chevrolet Impala SS

1968

Chevrolet Impala
Chevrolet Impala SS

1969

Chevrolet Impala
Chevrolet Impala SS

O Impala

Mais de 5,3 metros de comprimento, 145 a 280 cv de potência, carroceria hardtop ou conversível, seis lanternas circulares…

Com essas características e um vasto catálogo de equipamentos, a linha Bel Air 1958 incluía o superior Bel Air Impala para coroar o aumento das dimensões nos novos Chevrolet – o nome Impala vinha de um carro-conceito de 1956.

A marca começava a se render ao gigantismo e ao excesso de cromados que assolavam Detroit.

O Impala oficializava que tamanho era documento, e que devia ser acompanhado por mais vigor.

Os Chevrolet estreavam um V8 de bloco grande, com 5,7 litros e 250 ou 315 cv. Molas helicoidais traseiras aposentavam o feixe de molas. A extravagância era notada também no desenho, com faróis duplos. Tinha lanternas triplas, que se tornariam símbolo do modelo. Até logotipo das bandeiras (como no Corvette) ele tinha para acompanhar a figurinha do antílope que lhe serviu de batismo. Havia os V8 de bloco pequeno de 185 e 230 cv, mais o seis-cilindros de 145 cv.

Para 1959, o Impala abandonava seu vínculo com o Bel Air, que passava a ser uma série intermediária, acima do Delray e o Biscayne.

O Impala se tornava o topo-de-linha. Na prática, só havia dois Chevrolet de passeio: o full-size (tamanho grande) – dividido por séries com variações de acabamento – e o Corvette. O modelo 1960 receberia desenho simplificado e nova gama de motores que, chegava a 335 cv.

E foi a linha 1961 que inaugurou a vertente esportiva do Impala, com o pacote SS, para o cupê e o conversível, com câmbio manual no assoalho, conta-giros e reforços de suspensão, chassi e freios. Podia vir com bancos dianteiros individuais ou o novo V8 6.7 de 360 cv.

Chevrolet Impala

A partir daí a Chevrolet só manteve a fórmula. Fazia atualizações anuais de estilo e vitaminava seus V8. O Impala 1962 ganhou estilo mais comedido, o cupê perdia o desenho “bubbletop” das colunas traseiras (que pareciam formar uma bolha) por traços retos e formais. Dos 1,4 milhão de Chevrolet grandes vendidos naquele ano, 50% eram Impala.

O leque dos V8 para 1963 chegava a 430 cv, mas com espaço para um seis-cilindros de 3,8 litros e 140 cv, semelhante ao do nosso Opala 1968. Um ano depois o SS era promovido de pacote a uma série própria. Já na linha 1965 os contornos curvos do Impala faziam alusão à garrafa da Coca-Cola, especialmente se fosse o cupê, com seu estilo fastback.

Agora era o sedã que dispunha de um pacote próprio, o Caprice, com itens de luxo. Foi o nome que a Chevrolet usou para dissolver um mito, na esperança de criar outro, como fizer a com o Bel Air em 1958. Em 1966 o Caprice se tornou a série superior dos Chevrolet grandes. Uma nova geração de full-size veio em 1971 e outra em 1977.

Abaixo do Caprice, o Impala mantinha-se como um confortável e comportado carro grande.

Seu nome durou até 1985, mas voltou de 1994 a 1996 num Impala SS com um V8 5.7 de 260 cv.

O maior dos Chevy voltou a se chamar Impala em 2000 e hoje dispõe de motores V6 e V8. Entretanto, por mais que o nome Impala conste no catálogo da Chevrolet, o mito por trás dele continua a pertencer exclusivamente ao início dos anos 60.

HOMENAGEM

Chevrolet Impala

Um dos nomes mais felizes surgiu em 1968, com o Opala, referência a uma pedra preciosa, adequado ao carro de luxo. Remetia ainda a Opel, de onde vinha o projeto, e Impala, ícone americano de luxo da década. Não por acaso, o Opala também ganhou a versão esportiva SS.

Ficha Técnica:

Motor: 6 cilindros em linha, 3,8 litros; V8 de 4,6, 5,7 ou 6,7 litros
Potência:
135 cv a 4 000 rpm (6 cilindros) / 170 cv a 4 200 rpm (V8 4.6) / 250 cv a 4 400 rpm a 350 cv a 6 000 rpm (V8 5.7) / 380 cv a 5 800 rpm (V8 6.7)
Câmbio:
manual de 3 (com sobremarcha opcional) ou 4 marchas, automático de 2 ou 3 marchas
Carroceria:
sedã de 2 ou 4 portas, sedã hardtop de 4 portas, cupê hardtop e conversível
Dimensões:
comprimento, 531 cm; largura, 195 cm; altura, 139 cm; entreeixos, 302 cm
0 a 100 km/h:
0 a 96 km/h em 7,3 segundos e 201 km/h (SS 409 de 1962, com V8 de 380 cv)

Fotos

Chevrolet Impala

Chevrolet Impala
As lanternas triplas são a marca registrada do Impala

Chevrolet Impala
O banco era inteiriço, mas havia o individual como opcional

Chevrolet Impala
Velocímetro até 120 mph e câmbio automático na coluna

Chevrolet Impala
O motor V8 4.5 tinha carburação bijet e 195 cv de potência

Chevrolet Impala
O vidro descia e a coluna sumia

Fonte: www.musclecarclub.com/quatrorodas.abril.com.br

Veja também

História da Tucker

História da Tucker, 48, Carro, Preston, Empresa, Torpedo, Automóveis, Sedan, Motor, Características, Fotos, História da Tucker

Tucker Torpedo

Tucker Torpedo, Carro, História, Preston, Motor, Automóvel, Sedan, Velocidade, Características, Fotos, Tucker Torpedo

Willys Interlagos

Willys Interlagos, Carros, Modelos, História, Brasil, Versão, Velocidade, Motor, Autódromo, Berlineta, Conversível, Willys Interlagos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.