Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Automóveis / Jaguar E-Type

Jaguar E-Type

PUBLICIDADE

O carro mais bonito do mundo, o Jaguar E-type.

Denominado principalmente por aerodinâmica Malcom Sayer, com uma contribuição significativa de Sir William Lyons, o carro causou sensação quando foi revelada em 1961.

O Jaguar E-Type foi introduzido pela primeira vez em 1961 para a aclamação mundial.

Foi um enorme sucesso para a Jaguar e alcançou o status instantâneo como um carro esporte altamente desejável que todos os entusiastas incluído na sua lista de “querer possuir”.

O Jaguar E-Type Série I com motor 4.2 , de 1965.

Trata-se de um roadster que foi considerado uma referência na linha Jaguar, sendo chamado de um dos mais belos automóveis produzidos em todos os tempos.

Tanto é verdade que esse Jaguar E-Type é um dos três carros que fazem parte do acervo do Museu de Arte Moderna de Nova York.

Jaguar E-Type

Jaguar E-Type

Jaguar E-Type
As bem desenhadas linhas do roadster inglês renderam lugar entre os poucos carros que fazem parte do acervo do Museu de Arte Moderna de Nova York

Desde o início de sua produção, em 1961, o Jaguar E-Type impressionava por sua bela estampa e eficiente conjunto mecânico.

Em 1964, a Jaguar apresentou uma nova versão do modelo, denominada Série I, que tinha o visual idêntico ao anterior, mas a diferença estava sob o capô: o motor 3.8 litros deu lugar a um poderoso 4.2, de 265 cv.

Com mais potência e torque, e uma transmissão manual de quatro velocidades, o E-Type 4.2 roadster oferecia uma equilibrada combinação de performance e beleza.

Jaguar E-Type

Jaguar E-Type
Traseira é mais curta em relação à frente, mas segue as mesmas linhas arredondadas. O interior tem acabamento sofisticado, com revestimento em couro e volante de madeira. Já o motor seis cilindros em linha de 4.235 cm³ tem 265 cv de potência

O motor é um seis cilindros em linha de 4.235 cm³ de cilindrada e as suspensões independentes contam com barra de torção na frente e molas espirais na traseira.

Para segurar a fera, o sistema de freio adota disco nas quatro rodas.

Com a carroceria pintada em vermelho Carmen, o carro tem características interessantes, como detalhes em alumínio no interior e volante de madeira com três raios.

Restauração

O modelo das fotos foi restaurado em 2002 por uma conceituada oficina em Taylor, no Texas.

Alguns componentes tiveram que ser refeitos e outros simplesmente foram substituídos.

O revestimento interno original em couro vermelho foi substituído pelo mesmo material, porém na cor bege claro, atendendo o gosto do proprietário.

O esportivo britânico tem a frente longa (apropriada para acomodar o grande motor), com linhas aerodinâmicas e faróis ovais.

As laterais são lisas e arredondadas, formando belo conjunto com a traseira do carro.

Os pára-choques finos cromados e as rodas raiadas completam o visual do roadster.

A capota de couro pode ser recolhida, deixando o interior bem exposto. São apenas dois lugares, mas com espaço de sobra para o motorista e felizardo acompanhante.

O Jaguar E-Type em questão foi colocado em leilão com preço estimado entre US$ 100 mil e US$ 130 mil, ou algo em torno de R$ 280 mil. Muito dinheiro para simples mortais, mas uma bagatela para os abastados que não fazem contas para ter uma preciosidade dessa na garagem de casa.

Fonte: noticias.vrum.com.br

Quem se lembra de um anúncio da Pirelli em que um Jaguar E-Type salta sobre uma estrada e aterrissa, incólume, como se fosse um felino selvagem que usa suas garras (no caso, os largos pneus) para se estabilizar? Pois bem, toda leveza e agilidade desse esportivo foram os segredos do seu sucesso.

No caso do exemplar conversível que você vê nas fotos, essas habilidades foram postas em xeque em provas de regularidade, das quais seu dono costumava participar em países da América Latina, principalmente na Argentina e no Brasil.

Vitorioso em algumas ocasiões, esse modelo, de 1970, sempre chamou a atenção por suas linhas elegantes.

Depois das disputas, agora repousa no show-room da Private Collections, loja especializada em clássicos e importados.  T

Todo original,  veio da Inglaterra no início dos anos 1970, nunca passou por nenhum tipo de restauração e ainda está em plena forma.

A vocação esportiva desse emblemático Jaguar corre em suas veias desde que foi lançado, em março de 1961, no Salão de Genebra (Suíça).

Nasceu para brigar com Ferrari, Porsche e Lamborghini de plantão.

Nas lojas, tinha como aliado a boa relação custo-benefício e, nas pistas, um projeto inovador, que incluía uma estrutura leve e um motor poderoso, protegido por um imenso capô, que leva os pára-lamas junto quando é aberto.

Tudo feito com perfeição, como nesse conversível marrom, um dos oito com seis cilindros que existem no Brasil.

Já começa pelo motor, com três carburadores Stromberg, cabeçote de alumínio, dois comandos de válvulas acionados por corrente e virabrequim de oito mancais.

Entre outros itens, são detalhes que geram 265 cavalos e 38,6 kgfm de torque, números que levam esse praticamente quarentão a 230 km/h e de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos, desempenho de causar inveja a muito lançamento por aí.

Não é à toa que no interior desse esportivo inglês você se sente um legítimo piloto de competição dos áureos tempos do automobilismo.

O volante com aro de madeira e raios metálicos é uma herança dos lendários modelos de corrida, como o D-Type.

No centro do painel, com nada menos que dez botões e cinco instrumentos Smith, também remetem ao mundo das pistas, assim como a alavanca de câmbio com manopla de madeira (que fica quase na altura dos ombros) e os dois principais instrumentos, bem visíveis, facilitando o uso da visão periférica, útil para saber a hora certa para trocar de marcha sem precisar tirar a atenção do piloto. Nesse E-Type, há três limpadores de pára-brisa para dar conta da grande área envidraçada com pouca inclinação.

Em ação, esse Jaguar ronca forte pelas duas saídas de escape, que chegam a ser até estreitas para um esportivo.

O ponto marcante é a força do motor 4.2, daí a embreagem pesada, feita para transmitir toda a disposição dos seis cilindros para as rodas traseiras.

Apesar do tamanho (4,5 metros de comprimento), basta acelerar que o carro responde rápido.

O longo capô, rente à visão e com saídas de ar para ajudar na refrigeração do motor, também não deixa nenhuma  dúvida de que você está ao volante de um puro-sangue. 

Mas é bom ter cautela: os freios a disco nas quatro rodas não estão entre os pontos fortes do carro.

De qualquer forma, isso não tira todo o brio do E-Type, um feliz sucessor do lendário XK 120, o roadster responsável por boa parte da reputação que a marca inglesa tem até hoje, mesmo depois de ter sido vendida para a indiana Tata Motors. 

Fotos

Jaguar E-Type

Jaguar E-Type

Jaguar E-Type

Jaguar E-Type

Jaguar E-Type

Jaguar E-Type

Jaguar E-Type
Jaguar E-Type

Fonte: carmagazine.uol.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Cadillac Self-Starter

Cadillac Self-Starter, Construção, Sistema, Motor, Arranque, Partida, Elétrica, Dispositivo, Inovação, História, Cadillac Self-Starter

História da Cadillac

História da Cadillac, Carro, Marca, Modelos, Fabricação, Motor, Empresa, Construção, Logo, Veículos, Automóveis, História da Cadillac

Aero Willys

Aero Willys, Carros, Brasil, Versão, Veículos, Velocidade, Modelo, Características, Linha, História, Fotos, Aero Willys

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+