Breaking News
Home / Automóveis / Puma GT

Puma GT

Puma GTE 1978 – carro clássico

PUBLICIDADE

O Puma GT manteve uma aparência semelhante ao Malzoni GT, mas agora usado a unidade plana e quatro do Karmann Ghia e tração traseira refrigerado a ar.

Ao longo de sua corrida de produção, o Puma GT iria continuar a usar as peças tanto do Karmann Ghia ou do Brasília.

O carro rapidamente se tornou muito popular no Brasil, bem como a África do Sul, e milhares foram construídos ao longo de 1960 e 1970.

No início de 1970, uma versão conversível chamado GTS foi adicionado. Em 1980, este modelo foi alterado para o GTC.

A Série GT nasceu em 1967, com mecânica DKW e carroceria de fibra, representando o segmento de esportivos que começava a nascer no Brasil, porém com o fim dos DKW, a empresa foi obrigada a mudar para a mecânica Wolkswagen, menos potente, mas de maior confiança.

Puma GT (DKW) PUMA GT 1500 O Puma GT 1500 foi lançado em 1968, com a plataforma VW.

Fotos

Puma GT

Puma GT

Puma GT

Puma GT

Puma GT

Puma GT

Puma GT

Puma GT
Puma GT

História

Também era conhecido como Puma II ou Puma Malzoni, seu design foi inspirado em modelos esportivos consagrados na época, como a Lamborghini Miura, mas mantendo a idéia básica de seu antecessor o Puma DKW.

O resultado foi uma feliz combinação de linhas harmoniosas com esportividade, admirado no mundo inteiro, até os dias atuais.

Pequeno, belo e ágil, o Puma GT 1500, utilizava o chassis Karman Ghia encurtado em 25cm e mecânica VW a ar.

O motor 1500cc recebia um Kit especial com dupla carburação e escapamento esportivo, subindo sua potência para 60 cv e levando o carro a velocidade máxima de 150km. Um desempenho surpreendente para época, tendo obtido muito destaque nas pistas de corridas.

Puma GT

O GT/GTE foi até 1975 na carroceria Tubarão (com guelras).

O posterior, 1976, teve sua carroceria aumentada e passou a ter mais um vidro lateral.

O antigo tinha chassi do Karman guia, um pouco mais curto. Neste modelo houve dois tipos de painéis, um com cinco (05), outro com três (03) relógios.

Quanto ao protetor de faróis em acrílico transparente, não existe muita certeza, mas aparentemente modelos 1973 ainda os tinham.

O modelo 1969/1970 tinham as rodas estilo Bolo de Noiva, diferentes das apresentadas na foto de cima. O modelo da foto e posterior com pequeno detalhe no centro, são suas sucessoras.

As carrocerias 1969/1970 que levam piscas do corcel I, e não da CG, são réplicas exatas da Ferrari DINO.

Ficha Técnica:

PUMA GT 1969/70

Características do Motor:

Nº de Cilindros: 4
Diâmetro/curso: 83X69mm
Cilindrada: 1493 cm³
Taxa de compressão: 6,6
Potência máxima (HP-RPM): 60-4.400

Características do Carro:

Peso do carro: 680 Kg
Peso por HP: 11,3 Kg
Tanque de combustível: 40 L
Velocidade máxima: 150 Km/H
Câmbio: 4 marchas
Freios: HD
Medidas dos pneus: 700X14
Bitola (distância entre as rodas do mesmo eixo): 130/128 cm
Distância entre eixos: 215 cm
Refrigeração do Motor: Ar

Fonte: www.autosantigosbrasileiros.hpg.ig.com.br/www.clubedogtb.com.br

Veja também

História da Tucker

História da Tucker, 48, Carro, Preston, Empresa, Torpedo, Automóveis, Sedan, Motor, Características, Fotos, História da Tucker

Tucker Torpedo

Tucker Torpedo, Carro, História, Preston, Motor, Automóvel, Sedan, Velocidade, Características, Fotos, Tucker Torpedo

Willys Interlagos

Willys Interlagos, Carros, Modelos, História, Brasil, Versão, Velocidade, Motor, Autódromo, Berlineta, Conversível, Willys Interlagos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.