Breaking News
Home / Automóveis / Chevrolet Kadett

Chevrolet Kadett

PUBLICIDADE

O Kadett GSi foi desenvolvido e projetado pela OPEL em 1987, com um potente motor 2.0 16 (Opel Kadett Gsi 16v) válvulas que, infelizmente, foi descartado pela GM do Brasil. Ele veio para o Brasil em 1992.

Em 1995 foi o seu último ano de gestão, dando espaço para seu sucessor, o Kadett Sport.

Em sua época, o Kadett GSi vinha equipado com computador de bordo, o famoso painel digital, volante escamoteável, suspensão traseira a ar, teto solar (ou Conversivel) e freio a disco nas quatro rodas, Bancos Recaro, sendo que o seu concorrente só tinha ar-condicianado e olhe lá…

Nos dias de hoje, o KADETT GSi ainda tem sua legião fiel de fãs, e é o sonho de muita gente.

Kadett Sport não ficou muito no mercado, apenas de 1995 a 1997, ele foi muito criticado como o sucessor do GSi, começando pelo motor.

Este foi reduzida a potencia e a tecnologia, de 121HP e sistema de Injeção Multipoint, passou a 110HP com Injeção SinglePoint, a justificativa da GM do Brasil foi de redução do custo do carro, mas foi pouco vendido pois o preço continuava alto, ainda mais pelo que ele oferecia de conforto.

Chevrolet Kadett
Chevrolet Kadett

Atualmente os Kadetts GSi são encontrados em grande número nas periferias das metrópoles brasileiras, visto que é um carro com grande número de opcionais (bancos Recaros ou esportivos, freio a disco, ar condicionado, direção hidráulica, cd player, teto solar ou conversível) e de baixo custo (algo em torno de USD 7,000.00)

Kadett GL e GLS retornaram ao mercado muito rapidamente, mostrando que o carro apesar de 2 decadas no mercado, tinha potencial de fazer muita gente comprar e ficar satisfeito com o produto.

Eles eram equipados com um motor de 2.0 e 1.8 com Injeção Multipoint, não tão potente com a do GSi, que tinha a taxa de compressão alterada para uma maior desempenho, por motivos também de legislação, emissão de gases poluentes.

Com quase 17 anos do seu lançamento, O Kadett já começa a aparecer como um alvo de aficionados e colecionadores. Modelos do início da década de 90 são raros em boas condições de conservação.

Destaque especial a este caso pode ser dado ao “Kadett Turim“.

Lançado em 1990 na onda da Copa da Itália, o veículo conta com os opcionais existentes no “Kadett GS” (fabricado entre 1989 e 1991)com o diferencial de ser um “série limitada”.

Relativamente raro de ser encontrado pelas ruas, pode ser reconhecido por sua faixa cinza escuro na parte de baixo das portas e para-lama traseiro, friso com as cores da Itália e a cor prata, única disponível.

Unidades produzidas:

459.068 incluindo a Ipanema (65.000).

1989 – Inicio produção
1990 – Série Turim (prata) – Referência à Copa da Itália
1991 – Injeção eletrônica EFi.
1992 – Injeção eletrônica MPFi.
1993 – Conversível, Ipanema Sol
1994 – Versões Lite, GL e GLS.
1995 – Versão Sport 2.0 e discreto “face-lift”.

Término produção: 16/Setembro/1998.

Veja os principais fatos que marcaram a história do Kadett no Brasil.

1989 – Em abril, apresentação do Chevrolet Kadett à imprensa, no Rio de Janeiro; em 19 de outubro, lançamento do Chevrolet Kadett Ipanema.
1990 – Em março, escolha do Chevrolet Kadett como Carro Oficial da Fórmula 1, em 14 de maio foi apresentado à imprensa o Chevrolet Kadett Turim, série especial alusiva à Copa do Mundo de Futebol de 1990, na Itália.
1991 = Em março, o Chevrolet Kadett é eleito Carro do Ano pela revista Autoesporte.
1992 – Tem início em janeiro a comercialização do Chevrolet Kadett GSi 2.0 conversível.
1993 – Nos dias 1º e 2 de abril, a GM apresenta à imprensa especializada o Chevrolet Kadett Ipanema de quatro portas; em 1º de junho, a linha de montagem da fábrica de São José dos Campos (SP) atinge a marca de 30.000 Kadett Ipanema produzidas.
1994 – Em novembro, a linha de montagem do Chevrolet Kadett e do Chevrolet Ipanema é transferida de São José dos Campos (SP) para São Caetano do Sul (SP).
1996 – Em agosto, deixa de ser produzido o Chevrolet Kadett GSi.
1998 – Em 16 de setembro, o último Chevrolet Kadett deixa a linha de montagem em São Caetano do Sul (SP). Chevrolet Kadett O
1998 – O Chevrolet Astra é lançado e substitui a linha Kadett.

Chevrolet Kadett – OPEL

Chevrolet Kadett
Opel Kadett

Você queira ou não acreditar mas esta foto acima é um Kadett, é lógico que estamos falando dos primeiros Kadett que a OPEL fabricou, isto foi em 1936, equipada com motor de 1,1 litro.

O sucesso da série se firmou com a segunda geração, lançada apenas em 1962: um compacto de linhas retas, nas versões de duas e quatro portas.

Chevrolet Kadett
Opel Kadett Caravan, conhecida aqui como Marajó e fabricada durante a década de 80

Na terceira, lançada em 1965, tinha motores de 1,1 até 1,9 litro, nas versões sedã de duas e quatro portas, fastback e perua, que se chamava Kadett Caravan, conhecida aqui como Marajó e fabricada durante a década de 80.

A quarta geração foi lançada no Salão de Frankfurt de 1973, na Alemanha. Como na geração anterior, o Kadett IV tinha versões de duas e quatro portas, fastback (a de maior sucesso) e a perua Caravan.

Também foi feita uma versão interessante, baseada na carroceria sedã duas-portas, entre 1976 e 1978: o Aero, com teto tipo targa, em que apenas a parte traseira abria-se como num conversível, com motor 1,2 S, era o inicio do Kadett Cabriolet (Conversivel).

A quarta geração foi lançada no Salão de Frankfurt de 1973, na Alemanha. Como na geração anterior, o Kadett IV tinha versões de duas e quatro portas, fastback (a de maior sucesso) e a perua Caravan.

Também foi feita uma versão interessante, baseada na carroceria sedã duas-portas, entre 1976 e 1978: o Aero, com teto tipo targa, em que apenas a parte traseira abria-se como num conversível, com motor 1,2 S, era o inicio do Kadett Cabriolet(Conversivel).

Chevrolet Kadett
Versão interessante e desconhecida entre nós era o cupê fastback, que serviu de base para o esportivo GT/E

O Kadett, a partir da segunda geração, sempre foi o carro de maior sucesso da Opel.

Seus concorrentes diretos na Europa eram o VW Golf, o Ford Escort, o Peugeot 304, o Triumph Dolomite e o Fiat 124.

Para concorrer com modelos menores, como VW Polo e Renault 5, foi lançada em 1975 a versão City, igual à nossa Hatch.

O esportivo fastback GT/E tinha concorrentes de peso como o Triumph Dolomite Sprint, o Golf GTI da primeira geração (1976) e o Renault 5 Alpine.

Seu desempenho era muito bom e fazia sucesso também nas competições. Foi produzido de 1973 a 1981 na Europa.

O Kadett fazia parte da linha mundial T-Car. Também foram lançados e produzidos no Japão (Isuzu), Inglaterra (Vauxhall Chevette), Austrália (Holden Gemini), no Brasil (Chevrolet Chevette e Chevrolet Marajo) e EUA (Chevrolet Chevette e Pontiac T-1000). Havia diferenças regionais de carroceria e motorização (como ocorre hoje com diversos modelos). No Vauxhall o capô era fechado, sem grade — a entrada de ar ficava abaixo do para-choque. No Japão o Isuzu tinha retrovisores sobre o capô, coisas de lá. No americano as linhas eram mais retas, com versão hatch de três e cinco portas, e algumas versões tinham pneus de faixa branca.

A sexta e última geração do Kadett, de 1984 (houve também uma intermediária, a quinta, já com motor transversal e tração dianteira), deu origem ao Chevrolet brasileiro de mesmo nome cinco anos depois. Em 1991 ele daria lugar ao Opel Astra, nome já utilizado no Kadett inglês, passando este à segunda geração em 1997 — bem conhecida no Brasil.

Chevrolet Kadett
O por não ficar de fora, a versão esportiva desta seria … o Kadett GT/E

O Kadett GSi foi desenvolvido e projetado pela OPEL em 1987, com um potente motor 2.0 16 válvulas que, infelizmente, foi descartado pela GM do Brasil. Ele veio para o Brasil em 1992.

Em 1995 foi o seu último ano de gestão, dando espaço para seu sucessor, o Kadett Sport .

Em sua época, o Kadett GSi vinha equipado com computador de bordo, o famoso painel digital, volante escamoteável, suspensão traseira a ar, teto solar (ou Conversível) e freio a disco nas quatro rodas, Bancos Recaro, sendo que o seu concorrente só tinha ar-condicionado e olhe lá…

Nos dias de hoje, o KADETT GSi ainda tem sua legião fiel de fãs, e é o sonho de muita gente.

Chevrolet Kadett
Kadett GSi Conversivel

O Kadett Sport não ficou muito no mercado, apenas de 1995 a 1997, ele foi muito criticado como o sucessor do GSi, começando pelo motor. Este foi reduzida a potencia e a tecnologia, de 121HP e sistema de Injeção Multipoint, passou a 110HP com Injeção SinglePoint, a justificativa da GM do Brasil foi de redução do custo do carro, mas foi pouco vendido pois o preço continuava alto, ainda mais pelo que ele oferecia de conforto.

O Kadett GL e GLS retornaram ao mercado muito rapidamente, mostrando que o carro apesar de 2 décadas no mercado, tinha potencial de fazer muita gente comprar e ficar satisfeito com o produto. Eles eram equipados com um motor de 2.0 e 1.8 com Injeção Multipoint, não tão potente com a do GSi, que tinha a taxa de compressão alterada para uma maior desempenho, por motivos também de legislação, emissão de gases poluentes. O Kadett foi substituído pelo Astra em 2000, mas para todos os famas, vão ficar a saudade deste carro.

História

Em 1898 uma pequena fabrica de máquinas de costura e bicicletas resolve fabricar um carro. Essa fábrica era a Opel, e seu carro era um monocilindrico refrigerado a água. Mas em 1929 a Opel foi comprada pela General Motors, que em 1935 lançou o primeiro carro com carroceria monobloco na Alemanha.

Chevrolet Kadett
Este foi o primeiro Kadett produzido, que surgiu em 1936

No ano seguinte foi lançada a primeira geração do Kadett, equipada com um motor de 1100cc. Mas foi fabricado apenas até 1939, por causa da segunda guerra mundial. Os russos levaram suas linhas de produção e o produziram sob o nome de Moskvitch.

Somente em 1962 a Opel voltou a fabricar um Kadett. Seria a segunda geração, também conhecida como Kadett A, nas versões duas e quatro portas. Três anos depois, em 1965 era lançada mais uma geração, o Kadett B, que tinha motorização que variava entre 1100cc e 1900cc e que além das versões da geração anterior, também ganhou um fastback e uma station wagon.

Chevrolet Kadett
O Kadett A de 1962 e o Kadett B de 1965 – segunda e terceira gerações do Kadett

No famoso Salão de Frankfurt em 1973, foi lançada a quarta geração (Kadett C), que seis meses antes era lançada no Brasil com o nome de Chevette. Até a chegada do Corsa em 1982 o Kadett C era o compacto da Opel. O nome Kadett significa cadete em alemão, e outros carros da Opel tambem já se utilizaram de patentes da marinha como nome. Além das mesmas versões da geração anterior, o Kadett teve uma versão interessante, o Aero, que tinha a parte de trás aberta, como um conversível e possuía motor de 1200cc.

Chevrolet Kadett
A quarta geração, já se parecia com o nosso Chevette

O Kadett, sempre foi o carro de maior sucesso da Opel, sendo concorrente do VW Golf, Ford Escort, Peugeot 304, e do Fiat 124. Uma versão chamada Kadett City, igual ao nosso Chevette hatch foi lançada para concorrer com modelos menores, como VW Polo. O esportivo fastback GT/E foi lançado para fazer frente ao Golf GTI e o Renault 5 Alpine. Fabricado de 1973 até 1981, o GT/E fez muito sucesso em competições.

Chevrolet Kadett
O pequeno kadett City, concorrente dos modelos menores e o esportivo GT/E

O Kadett era um carro mundial, sendo também produzido no Japão (Isuzu), Inglaterra (Vauxhall Chevette), Austrália (Holden Gemini) e EUA (Chevrolet Chevette e Pontiac T-1000). Havia diferenças na carroceria e motorização. No Vauxhall o capô era fechado, sem grade e a entrada de ar ficava abaixo do pára-choque. No Japão o Isuzu tinha retrovisores sobre o capô, gosto no minimo estranho em outros lugares do mundo. No americano as linhas eram mais retas, com versão hatch de três e cinco portas.

A quinta geração, conhecida como “Kadett D”, de 1979 ja possuia motor transversal e tração dianteira, e até foi testado no Brasil, inclusive com motor a álcool, mas na verdade eram testes e estudos para a mecânica do Monza. Como este só saiu na Europa em 81 (Ascona), a GM aproveitou para rodar com um carro “disfarçado”.

Chevrolet Kadett
A quinta e sexta gerações do Kadett. Esta última foi o primeiro Kadett brasileiro, fabricado pela Chevrolet

A sexta e última geração do Kadett, surgiu em 1984, e saiu de linha em 1991 dando lugar ao Opel Astra, nome já utilizado no Kadett inglês pela Vauxhall. Esta sexta geração, foi a que deu origem ao Kadett brasileiro, fabricado pela Chevrolet em 1989, permanecendo em linha ate setembro de 1998 quando também deu lugar ao Astra, mas este ja da segunda geração europeia.

O Kadett foi um carro que inovou em vários aspectos da produção de veículos no Brasil, sendo o primeiro carro produzido em serie a utilizar vidros colados (para-brisas e traseiro), a possuir suspensão regulável a ar, a contar com um motor a álcool injetado (junto com o Monza em 1991) e pneus serie 65 (Kadett GS 1991).

Foi o primeiro carro da Chevrolet a utilizar computador de bordo e check-control, além de possuir o melhor coeficiente aerodinamico da época: Cx 0,30 no Kadett GS e Cx 0,32 nos demais modelos.

Cronologia do Kadett durante o seu período em linha no Brasil:

ABR 89 – Lançamento do Kadett no Brasil nas versões SL e SL/E 1,8 e GS 2,0 álcool
OUT 89 – Lançamento da Ipanema SL e SL/E 1,8 (3p)
MAR 90 – Série Turim (faixa lateral escura, aerofólio parecido com o do GS, bancos Recaro). Esta serie acabou ficando bem mais tempo em linha do que se esperava. (+/- um ano)
JUL 90 – GS gasolina, diferencial + longo e pneus 185/65 (também para versão álcool)
SET 91- Injeção monoponto para os 1,8 e multiponto para o GS, agora GSi. Chega o GSi conversível
SET 92 – Ipanema Wave, com bagageiro no teto, rodas de liga leve polidas, molduras laterais inferiores e espelhos pintados na cor do carro.

Chevrolet Kadett
Serie especial Ipanema Wave e o Kadett GSi conversível – Novidades no fim de 92 SET 92 – Logotipo Chevrolet no capô em vez da grade

MAR 93 – Ipanema 2,0 e 5 portas (a 3p já sai de linha)
SET 93 – Linha 94: agora GL e GLS
ABR 94 – Painel mais cheio, novas portas, temporizador do limpador regulável, alarme acionado na fechadura, GLS recebe freio a disco traseiro e soleira entre eixos.
NOV 94 – Chega o Astra importado: GLS hatch e perua, ambos 5p e 2,0 multiponto
JAN 95 – GLS e Gsi e GSi conversível saem de linha (uma heresia para os kadetteiros!!!)
ABR 95 – Lançada série Sport, com para-choques pintados em parte, aerofólio
DEZ 95 – Novos para-choques, Sport vira versão de linha com motor 2,0
ABR 97 – Volta o GLS no lugar do Sport, com câmbio mais curto e sem o aerofólio. No fim de 96, o motor 2,0 vira de série e ganha multiponto – o mesmo do novo Vectra, com 110 cv. O GSi tinha 121 cv porque na época o Proconve (norma de emissões poluentes) era menos rigoroso.
DEZ 97 – GLS ganha aerofólio
ABR 97 – GL sai de linha, fica só o GLS
FINAL DE 97 – Sai de linha a Ipanema.
SET 98 – Chega o Astra nacional, fim do Kadett.

Curiosidades sobre o Kadett

O nacional tinha para-choques mais salientes, porque uma pesquisa da GM apontou a sensação de fragilidade do europeu.

Em 1988 a Daewoo, da Coréia do Sul, passou a produzir uma versão local do Kadett, vendida nos EUA como Pontiac Le Mans. Foi o único “Kadett” vendido nos EUA.

Nos anos 90 a Daewoo continuou produzindo o carro, para o mercado interno, com o nome de Daewoo Racer (exportado para a Europa como Daewoo Nexia).

O nome Astra já era usado há tempos pela Vauxhall no Kadett inglês

Foi pensado para o Brasil, mas havia uma marca de itens sanitários com o nome. Mas resolveram isso depois, usando o nome a partir de 94.

A Ipanema 3 portas foi exclusiva do Brasil, mas não tivemos o hatch 5 portas e o volumes.

Chevrolet Kadett
Kadett 3 volumes e hatch 5 portas – modelos que não vieram para o Brasil

A Ipanema 5 portas não usava a ótima trava de porta junto à maçaneta, e sim os velhos pinos. As portas eram importadas, pelo menos no início, e na Alemanha não se importavam com as travas, pelo menos no sentido de evitar roubos.

As primeiras Ipanemas 2,0 vinham com os estranhos pneus 165/80 R 13.

A ótima luz que indica troca de marcha, adaptativa e ligada à injeção, entrou no modelo 92 e sumiu em 96, pois as pessoas se ofendiam em ser “ensinadas por uma luzinha”.

Kadett conversível era fabricado no Brasil e ia para a Alemanha para ser recortado, retornando logo em seguida ao Brasil para ser vendido ao consumidor.

Fonte: kadettweb.multiply.com/kedeteiros.vilabol.com.br/www.cars.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

História da Cadillac

História da Cadillac, Carro, Marca, Modelos, Fabricação, Motor, Empresa, Construção, Logo, Veículos, Automóveis, História da Cadillac

Cadillac Self-Starter

Cadillac Self-Starter, Construção, Sistema, Motor, Arranque, Partida, Elétrica, Dispositivo, Inovação, História, Cadillac Self-Starter

Aero Willys

Aero Willys, Carros, Brasil, Versão, Veículos, Velocidade, Modelo, Características, Linha, História, Fotos, Aero Willys

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.