Breaking News
Home / Bem-Estar / Mulungu

Mulungu

PUBLICIDADE

Mulungu é excelente para pessoas com problemas de insônia.

É anti depressivo, alivia o estresse, calmante, sedativa do sistema nervoso, dores de cabeça, bruxismo.

O mulungu também é regulador dos batimentos do sistema cardíaco. Auxilia em problemas do sistema respiratório, como asma, tosse, bronquite.

( Por Portal São Francisco)

Erythrina mulungu ( Mulungu ) é uma árvore ornamental brasileira e é uma planta medicinal nativa do cerrado e da caatinga no Brasil , América do Sul.

Estudos mostram que a erva é um sedativo, e tem ansiolíticas e anticonvulsivantes propriedades.

Usos Medicinais

Mulungu não é amplamente conhecido ou usado na América do Norte, na maior parte aparecendo como um ingrediente em apenas algumas fórmulas à base de plantas para a ansiedade ou a depressão.

Preparação típica é fazer uma infusão da casca ou raiz e beber a infusão como calmante. Outros métodos incluem a preparação de uma tintura, que é então consumida em pequenas quantidades.
Alguns sites incluem alertas sobre a potência de mulungu como um sedativo.

Erythrina mulungu

Fitoterápicos: Mulungu

Descrição

Planta da família das Fabaceae, também conhecida como amansa-senhor, bico-de-papagaio, canivete, capa-homem, corticeira, eritrina, sapatinho-de-judeu, sinanduva, suinã e mulungu. Árvore de 10 a 17 m de altura. Tronco retilíneo, revestido por casca grossa, com fissuras longitudinais, ramos aculeados, com áculeos tringulares, compressos. Folhas compostas, trifoliadas, sustentadas por pecíolo de 4 a 10 cm de comprimento; folíolo central quase orbicular, os laterais elitícos-oblongos, glabros, coriáceos, 7 a 10 cm de comprimento por 5 a 8 cm de largura. Inflorescências numerosas, em cacho, muito atraentes, com flores alaranjadas até avermelhadas, abundantes. Fruto tipo legumes, achatado, com sementes de coloração acastanhada, presas a parede do fruto. Anualmente, na estação fria, perdem as suas folhas, ficando somente a copa da árvore constituída de flores, e nesse momento, sobressai na mata pela sua beleza.

Parte utilizada

Casca, flores, frutos, sementes.

Modo de Conservar

As cascas de tronco e dos ramos devem ser secas ao sol, em local ventilado e sem umidade. Guardar em recipiente de vidro ou louça bem fechado, ao abrigo da luz solar, do calor e da umidade. Após a secagem podem ser transformadas em pó.

Origem

Regiões litorâneas do Brasil

Princípios Ativos

Erisopina, erisodina, eritramina, eritrina, eritrocoraloidina, eritratina, esteróides, glucosídeos, hipaforina.

Propriedades medicinais

Analgésico, antiasmático, antitussígeno, calmante, diurético, expectorante, hepatoprotetor, hipnótico, hipotensivo, narcótico, resolutivo, sedativo, tranquilizante.

Indicações

Afecções bucais, agitação, asma, bronquite asmática, coqueluche, crises nervosas, dor reumática, dores musculares, febres, fígado, histeria, insônia, neurose, palpitação, sistema nervoso, tosses.

Contra-indicações/cuidados

Em excesso, pode provocar alucinações.

Efeitos colaterais:

Sedativo do sistema nervoso central.

Modo de usar

Ansiedade; tensão nervosa; insônia : em 1 xícara de chá, coloque 1 colher de sobremesa de pó e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome 1 xícara de chá, de 1 a 32 vezes ao dia, ou 1 xícara de chá antes de se deitar.

Banho (calmante e relaxante); dores (reumáticas e musculares); stresses : Coloque 3 colheres de sopa de cascas picadas em 1 litro de água em fervura. Desligue o fogo, coe e adicione à água do banho que deverá estar morna. A duração do banho é de 10 a 15 minutos, de preferência antes de se deitar.

Reumatismo; dores musculares; afecções hepáticas e do baço : Coloque 2 colheres de sopa de cascas picadas em 1 litro de água em fervura. Deixe ferver por 10 minutos. Espere amornar e coe. Aplique nos locais afetados, com um pano, em forma de compressas mornas e deixe agir por 2 horas ou a noite toda.

Fitoterápicos: Mulungu

 

Mulungu

Planta medicinal com efeito ansiolítico, antidepressivo, tranquilizante, sedativo, hepatoprotetor, hipotensivo, entre outros. Seu uso interno faz-se através de infusões, decocções, extrato seco, tintura e xaropes.

Nomes

Nomes em português: mulungu, corticeira, murungu, muchocho, murungo, totocero, flor-de-coral, árvore-de-coral, amerikadeigo, ceibo, chilichi, chopo, hosoba deiko, pau-imortal, mulungu-coral, capa-homem, suiná-suiná, amansa senhor, bico de papagaio, canivete, capa homem, corticeira, eritrina, sapatinho de judeu, sinanduva, suinã, mulungu, murungu

Nome latim: Erythrina mulungu
Nome inglês: mulungu, murungu, muchoc
Nome francês: mulungu
Nome alemão: mulungu
Nome italiano: mulungu
Nome espanhol: mulungu

Família

Fabaceae

Constituintes

Alanina, arginina, ácido aspártico, cristacarpina, cristadina, cristamidina, dmietilmedicarpina, eribidina, ericristagalina, ericristanol, ericristina, eridotrina, erisodienona, erisodina, erisonina, erisopina, erisotrina, erisovina, eristagalina A-C, eritrabissina ii, eritralinas, eritraminas, eritratina, eriariestireno, ácido gama-amino butírico, ácido glutâmico, lectinas hipaporinas, n-nor-orientalina, ácido oléico, ácido oleanóico, faseolidinas, proteinases, ácido ursólico e vitexina.

Partes utilizadas

Raiz e casca da árvore.

Efeitos do mulungu

Antidepressivo, ansiolítico, sedativo, calmante, tônico hepático (tonifica, equilibra e fortalece o fígado), antibacteriano, antiinflamatório, antimicobacteriano, antiespasmódico, tônico, hipotensivo, diurética, expectorante, narcótica, tranquilizante, dores reumáticas e musculares.

Indicações do mulungu

Doenças mentais (depressão, neurose, ansiedade, estresse, histeria, ataque de pânico, compulsões, etc.), sedativo para insônia, relaxamento, distúrbio do sono, doenças hepáticas (hepatite, obstruções, enzimas hepáticas aumentadas, esclerose, etc.), hipertensão, palpitações cardíacas, abstinência de drogas/nicotina, cistite, epilepsia, irritações oculares, histeria, insônia, dor de estômago, problemas de lactação, edema, dor de cabeça, hepatite, hérnia, reumatismo, espasmos, insuficiência urinária, diarréia, hemorróida, infecção respiratória, infecção urinária, asma, infecções bacterianas, bronquite, tosse, febre, gengivite, neuralgia, tensão nervosa, estresse, inflamações, bronquite asmática, coqueluche,tosse.

Efeitos secundários

O mulungu é um sedativo e pode causar sonolência. Em excesso pode causar depressão e paralisias musculares.

Contra-indicações

Por seu efeito hipotensivo, é recomendado que pacientes que utilizem o fitoterápico e ainda façam uso de algum medicamento anti-hipertensivo, tenham sua pressão controlada e monitorada de acordo com as devidas precauções.

Interações

Nenhuma interação foi documentada, entretanto o mulungu pode potencializar o efeito de alguns medicamentos ansiolíticos e anti-hipertensivos.

Toxicidade

As sementes dos frutos são tóxicas.

Preparações à base de mulungu

Infusão
Extrato Fluído
Extrato Seco
Tintura
Xarope
Decocção

Onde cresce o mulungu?

É nativa da parte central e Nordeste do Brasil e hoje cresce na região desde São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e na floresta estacional semidecidual da Bacia do Paraná, até Tocantins e Bahia.

A árvore nativa é vistosa, tem floração vermelho vivo, grande porte e é comum nas regiões do leste do estado de Minas Gerais.

Quando colher o mulungu?

A época da floração varia entre Junho a Setembro, destituído de folhas, e em geral as árvores Mulungu não mantêm suas flores mais que uma ou duas semanas. Já a colheita de seus frutos pode ser observada entre setembro e outubro.

Fonte: wikipedia.org/www.plantasquecuram.com.br/www.criasaude.com.br

Veja também

triptofano

Triptofano

PUBLICIDADE O triptofano é um aminoácido, uma proteína sem a qual os seres humanos não …

melatonina

Melatonina

PUBLICIDADE A melatonina é um hormônio produzido pelo nosso cérebro, e esse hormônio interfere em …

Kefir

Kefir

PUBLICIDADE Alimentos probióticos são microrganismos vivos que ajudam a equilibrar a flora intestinal. A flora …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.