Breaking News
Home / Bem-Estar / Eclipta

Eclipta

PUBLICIDADE

Essa planta possui propriedades desintoxicantes, adstringentes, laxante e rejuvenescedor.

Auxilia no crescimento, queda e beleza dos cabelos.

Infecções respiratórias e tosses, a erva também pode auxiliar.

Eclipta alba

Eclipta

AÇÃO E INDICAÇÃO

Auxilia no tratamento de desintoxicação do fígado, cirrose e hepatite.

FORMAS UTILIZADAS

Cápsula (pó da planta);
Tintura (líquido).

Hoje vamos conversar sobre uma plantinha com ampla distribuição pelo mundo, inclusive fazendo parte da cultura terapêutica de povos milenares. A erva botão, ou cientificamente Eclipta alba, é uma planta anual, de pequeno porte, podendo atingir no máximo 80 cm de altura. Possui uma ampla distribuição geográfica, sendo encontrada vegetando espontaneamente por quase todo o território nacional. É considerada uma planta invasora, principalmente em culturas de terrenos alagadiços ou muito úmidos, como por exemplo, a do arroz irrigado em tabuleiros. Planta empregada há séculos pelos indianos para uma infinidade de propósitos, é a mais indicada para combater o veneno de cobras e até mesmo para auxiliar a escurecer os cabelos.

Suas folhas de um verde claro, lanceoladas, muito estreitas não chegam a 1 cm de largura e podem chegar a uns 5 ou 6 cm de comprimento. Muito tenras, murcham rapidamente após a colheita. Seu caule é muito delicado, principalmente no primeiro corte. Depois vai enrijecendo e se torna um pouco mais resistente. Suas flores são pequenas e brancas, parecendo um botão, daí o nome “erva botão”. Suas sementes são pequenas e possuem uma grande capacidade de germinação e distribuição, por isso mesmo que é considerada uma erva invasora.

No Brasil ela tem sido empregada por alguns profissionais da saúde pela sua fantástica ação hepatoprotetora, principalmente na forma de cápsulas. É indicada nos casos de intoxicações hepáticas, hepatites, hepatite medicamentosa, litíase biliar e cirrose, proporcionando uma melhora significativa no fígado. Temos acompanhado algumas pessoas fazendo quimioterapia com resultados muito interessantes. Apesar da agressividade das substâncias químicas do tratamento quimioterápico, a eclipta tem proporcionado uma proteção ao fígado e estas pessoas não reclamam de mal estar e nem de desconforto gástrico.

Não é só para o fígado que podemos empregar a eclipta. Ela possui ação imunoestimulante, atua em doenças infecciosas recidivantes, é cicatrizante, podendo ser utilizada em eczemas, cortes, feridas e até mesmo em conjuntivites. Também possui ação antiviral, é um laxante suave e pode ser incorporado em tônicos capilares e xampus, pois também promove crescimento de cabelos.

A eclipta não é uma planta encontrada no comércio de drogas. Pelos seus valores terapêuticos no Brasil ainda serem pouco conhecidos, não existe um esquema de coleta ou cultivo para atender ao mercado, além de poucas pessoas conhecerem a planta em seu estado nativo. O que temos procurado fazer é mostrar esta e outras plantas em nossos cursos e ensinar o seu cultivo, coleta, secagem e até mesmo como processá-las. Infeliz-mente as pessoas não estão muito interessadas em ter este trabalho e preferem ficar nos criticando, dizendo que possuímos o monopólio desta e de outras drogas vegetais. Acreditamos que o conhecimento não pertence a ninguém especificamente. Ele pertence a todos, é universal, é coletivo, por isso nunca nos recusamos a compartilhar o pouco que sabemos com outros interessados, mas o que nos deixa triste é que por mais boa vontade que tenhamos, sempre existem alguns que saem por aí a criticar o nosso trabalho.

Ademar Menezes Junior

Eclipta

Eclipta alba (América) (syn. Eclipta prostrata latim), comumente conhecido, erva-de-Tago, é uma planta pertencente à família Asteraceae. Cresce geralmente em lugares úmidos como uma erva daninha em todo o mundo. É amplamente distribuído por toda a Índia, China, Tailândia e Brasil.

Na medicina, o extrato de folhas é considerado um tônico para o fígado poderoso, rejuvenescedor, e especialmente bom para o cabelo. Um corante negro obtido a partir de eclipta alba é utilizado para o tingimento do cabelo e tatuagem. Eclipta alba também tem utilizações tradicionais externos, como o pé de atleta, eczema e dermatite, no couro cabeludo para tratar a perda de cabelo, e as folhas têm sido usadas no tratamento de picadas de escorpião. Ele é usado como anti-veneno contra picada de cobra na China e no Brasil.

Ajuda a melhorar o crescimento do cabelo e da cor. Na Índia, é cultivado ao longo do lado de campos de arroz e suas folhas são usadas na preparação dos alimentos. Extratos de Eclipta Alba são conhecidos por crescer o cabelo mais rápido do que o minoxidil.

Óleo (Eclipta alba) para o cabelo

Aplicando este óleo todos os dias, pelo menos 1 hora antes de lavar o cabelo vai aumentar o comprimento do cabelo mais rápido.

Eclipta

Descrição

Planta da família das Asteraceae, também conhecida como agrião-do-brejo, erva-cidreira, lanceta, surucuina.

Propriedades medicinais

Adstringente, antiofídica, cicatrizante, imunoestimulante.

Indicações

Asma, depressão do sistema imunológico, hemorragia, pedra dos rins e da vesícula.

Fonte: www.oficinadeervas.com.br/www.astrogle.com/www.plantasquecuram.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Veganismo

Veganismo

PUBLICIDADE O veganismo é um sistema de crenças que considera que os animais não devem …

Ergonomia

Ergonomia

PUBLICIDADE Definição Ergonomia é o processo de projetar ou organizar locais de trabalho, produtos e sistemas …

eletroterapia

Eletroterapia

PUBLICIDADE A eletroterapia é o uso terapêutico da eletricidade para tratamento médico. Este tipo de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.