Breaking News
Home / Física / Capilaridade

Capilaridade

PUBLICIDADE

Definição de Capilaridade

Capilaridade é também chamada de ação capilar, atração capilar.

Em Física, capilaridade é uma manifestação de tensão superficial pela qual a porção da superfície de um líquido que entra em contato com um sólido é elevada ou deprimida, dependendo das propriedades adesivas ou coesivas do líquido.

capilaridade é um fenômeno associado à tensão superficial e resultando na elevação ou depressão de líquidos nos capilares

A interação entre as superfícies de um sólido e líquido em contato que distorce a geometria normal da superfície do líquido; especialmente a ascensão ou queda de um líquido em um tubo fino.

A ação peculiar pela qual a superfície de um líquido, onde está em contato com um sólido (como em um tubo capilar), é elevada ou deprimida; atração capilar

A ação pela qual a superfície de um líquido onde ele entra em contato com um sólido é elevada ou deprimida, por causa da atração relativa das moléculas do líquido umas pelas outras e pelas do sólido.

Capilaridade – ou ação capilar – é a capacidade de um tubo estreito de puxar um líquido para cima contra a força da gravidade

A ação capilar pode ser definida como a ascensão de líquidos por meio de um tubo fino, cilindro ou substância permeável devido às forças adesivas e coesivas que interagem entre o líquido e a superfície.

ação capilar é um fenômeno associado à tensão superficial, por meio do qual os líquidos podem viajar – horizontalmente ou verticalmente (contra a força da gravidade) em pequenos espaços dentro dos materiais.

Às vezes é chamada de atração capilar, capilaridade ou absorção.

ação capilar é o movimento é devido à tensão superficial que resulta quando o líquido ou umidade está contido em espaços ou tubos muito finos (capilares). Essencialmente, o líquido é atraído para as laterais do recipiente; quanto menor o espaço, maior a atração. Exemplos de capilaridade incluem a ação observada quando uma toalha de papel ou papel absorvente absorvem água e a forma como o óleo sobe por um pavio em lamparinas.

O que é Capilaridade ou ação capilar?

ação capilar é um princípio que explica por que os fluidos são freqüentemente transformados em outras substâncias. Esse fenômeno às vezes também é descrito como “capilaridade“.

Um exemplo clássico dessa ação envolve uma toalha de papel e uma poça d’água derramada: quando a toalha é mergulhada na água, ela suga a água.

Isso explica um grande número de eventos que ocorrem na natureza, desde como as árvores conseguem levar água até a copa até a forma como a água parece subir pela palha.

Vários fatores estão envolvidos na ação capilar.

O primeiro é a coesão, a tendência das moléculas de uma substância se unirem. A água é um elemento coeso, com um nível de coesão que cria um alto grau de tensão superficial. Quando a água é derramada sobre uma mesa, ela tende a se grudar em uma poça, em vez de se espalhar, porque é coesa.

O segundo fator é a adesão, a tendência de algumas substâncias serem atraídas por substâncias diferentes. No exemplo da árvore e da água do solo, o líquido é atraído para as fibras de celulose do tronco da árvore, que formam pequenos capilares conhecidos como xilema. Conforme o fluido adere, ele cria um menisco, uma pequena curva, ao longo das bordas do xilema. A tensão superficial na água faz com que a água suba à medida que o menisco se forma, por causa da força de adesão entre a madeira e as moléculas de água, e um novo menisco se forma à medida que a água é puxada para dentro da árvore.

Sem nenhum esforço de sua parte, a árvore pode puxar a água até os galhos superiores.

Quando um menisco se curva para baixo, criando uma superfície côncava, diz-se que o fluido está “umedecendo” a substância para a qual é atraído, criando as circunstâncias necessárias para que a ação capilar ocorra.

Para um exemplo simples de molhar, encha um copo de água e observe o formato do menisco. Deve ser mais alto nas laterais do copo, com a superfície da água no meio do copo sendo notavelmente mais baixa.

Quando uma superfície convexa se forma, o líquido não molha a superfície, porque a coesão do líquido é mais forte do que as forças adesivas que promovem a capilaridade. O mercúrio é um exemplo de líquido que não molha.

Quanto mais denso é um líquido, menos provável que ele demonstre capilaridade.

Também é menos comum com líquidos que têm um nível muito alto de coesão, porque as moléculas individuais no fluido são atraídas mais fortemente umas para as outras do que para uma superfície oposta.

Eventualmente, a ação capilar também atingirá um ponto de equilíbrio, no qual as forças de adesão e coesão são iguais, e o peso do líquido o mantém no lugar. Como regra geral, quanto menor o tubo, mais alto o fluido será puxado.

O que é um tubo capilar?

Ação capilar

Um tubo capilar é um tubo muito fino feito de um material rígido, como plástico ou vidro.

Os tubos são usados para coletar amostras de líquidos, que irão fluir para dentro dos tubos contra os efeitos da gravidade em um processo chamado ação capilar. Eles são comumente usados em campos médicos e de pesquisa para extrair amostras muito pequenas de líquidos a serem analisados, como amostras de sangue para diabéticos, ou para transportá-los para outros dispositivos, como placas de Petri ou microscópios, para estudo ou experimentação.

A espessura na abertura dos tubos capilares varia de aplicação para aplicação, sendo o fator determinante a densidade ou peso dos fluidos a serem aspirados.

Existem muitos tamanhos de tubos pré-fabricados para uso em aplicações específicas, como a retirada de sangue para testar os níveis de açúcar no sangue. Em aplicações de pesquisa, os pesquisadores geralmente aquecem o centro de um tubo de vidro até próximo ao seu ponto de fusão. Eles então puxam as pontas, esticando o centro em um tubo muito fino adequado para suas necessidades imediatas e, uma vez que o vidro esfria, quebram-no no meio para criar uma ferramenta personalizada.

Todos esses tubos funcionam por meio de um processo denominado ação capilar. Este processo usa duas forças físicas – tensão superficial e adesão – para combater os efeitos da gravidade e extrair uma amostra.

A tensão superficial é a formação de uma barreira na superfície de um fluido criada pela força necessária para separar as moléculas individuais do fluido umas das outras.

Essa força pode ser observada em um copo de bebida, que pode ser enchido com água até um nível um pouco maior que o volume do copo, permitindo que suba acima da borda. A água permanece acima do vidro porque a força necessária para separar as moléculas de água na superfície é maior do que a força que a gravidade está exercendo na água acima da borda do vidro.

A ação capilar faz com que a água no tubo mais fino suba para um nível mais alto
do que nos outros tubos

A adesão auxilia na ação capilar, criando uma força mutuamente atrativa entre o líquido e o próprio tubo.

No exemplo de um copo d’água, a água é atraída e adere à borda do copo, criando um limite para a superfície da água. É isso que mantém a água no copo enquanto a tensão superficial determina o quão alto a água pode subir acima dele.

Os tubos capilares são, por natureza, muito finos. Devido a este fato, existe uma grande quantidade de adesão ao redor do interior do tubo, o que cria uma área de superfície na parte superior e inferior de um líquido no tubo. Como resultado, quando um líquido encontra um, ele é puxado para dentro do tubo pelas forças de adesão, criando uma superfície com uma tensão superficial específica que permanece intacta devido à adesão das laterais do tubo.

O líquido continuará a subir pelo tubo até que o peso da massa total de todo o líquido no tubo exceda a tensão superficial na parte inferior.

Capilaridade – Física

Capilaridade, aumento ou depressão de um líquido em uma pequena passagem como um tubo de pequena área de seção transversal, como os espaços entre as fibras de uma toalha ou as aberturas em um material poroso.

A capilaridade não se limita à direção vertical.

A água é atraída para as fibras de uma toalha, não importa como a toalha esteja orientada.

Diz-se que os líquidos que sobem em tubos de pequeno calibre inseridos no líquido molham o tubo, enquanto os líquidos que são comprimidos dentro de tubos finos abaixo da superfície do líquido circundante não molham o tubo.

A água é um líquido que molha os tubos capilares de vidro; mercúrio é aquele que não tem.

Quando não ocorre molhamento, a capilaridade não ocorre.

Tubo capilar

capilaridade é o resultado de forças superficiais ou interfaciais.

A subida da água em um tubo fino inserido na água é causada por forças de atração entre as moléculas de água e as paredes de vidro e entre as próprias moléculas de água.

Essas forças de atração apenas equilibram a força da gravidade da coluna de água que atingiu uma altura característica.

Quanto mais estreito for o diâmetro do tubo capilar, maior será a subida da água. Mercúrio, ao contrário, fica mais deprimido quanto mais estreito é o diâmetro.

Fonte: www.engineeringtoolbox.com/www.dictionary.com/web.mit.edu/www.usgs.gov/Encyclopaedia Britannica/www.designingbuildings.co.uk/www.wisegeek.org/davidson.weizmann.ac.il/chem.libretexts.org

 

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Movimento de Translação

PUBLICIDADE Definição de Movimento de Translação O movimento translacional é o movimento pelo qual um corpo muda …

Momento de Inércia

PUBLICIDADE Definição de Momento de inércia O Momento de inércia é o nome dado à inércia rotacional, …

Momento Angular

PUBLICIDADE Definição de momento angular Momento é o produto da massa e a velocidade do objecto. …