Breaking News
Home / Física / Giroscópio

Giroscópio

PUBLICIDADE

O que é

O giroscópio foi nomeado por Leon Foucault, um físico francês, em uma tentativa de demonstrar a rotação da terra.

Um disco de rotação livre, denominado rotor, foi montado sobre um eixo giratório no centro de uma roda maior e estável.

Como a terra gira em seu eixo, a roda estável gira com ele, mas o rotor não se move. O movimento da roda montada seguiu a rotação da terra, girando em torno do disco central e demonstrando a rotação da terra.

Normalmente, em giroscópios modernos, o rotor está constantemente girando.

A fiação constante acrescenta certas propriedades ao giroscópio e aumenta seus usos. Assim como um topo giratório, que permanece nivelado em uma superfície inclinada, o centro giratório de um giroscópio não muda sua orientação. A fiação do rotor significa que qualquer mudança de orientação afeta todos os pontos do rotor igualmente, fazendo com que o rotor gire em um eixo fixo. Isso é chamado de precessão.

A precessão cria uma orientação fixa. O rotor gira sobre um eixo fixo enquanto a estrutura em torno dele gira ou se inclina. No espaço, onde os quatro pontos da bússola são sem sentido, o eixo do rotor de fiação é usado como um ponto de referência para a navegação.

Além do rotor, giroscópios modernos normalmente têm dois anéis adicionais, chamados cardânios, no centro de um anel estável maior. O rotor gira sobre um eixo conectado ao cardã interno menor.Este cardan gira sobre um eixo horizontal criado pela sua ligação ao cardan maior, exterior. O cardan maior roda verticalmente e gira em torno de um eixo ligado ao anel exterior estável.

Os giroscópios estão em bússolas para aviões, naves espaciais e barcos. Em aviões, o passo ea orientação do avião é medido contra o giro constante do giroscópio.

No espaço, onde há poucos pontos de referência para ajudar a navegar, o centro giratório do giroscópio é usado como um ponto de orientação.

Os giroscópios maciços são usados para estabilizar barcos grandes e alguns satélites. Eles também são usados em sistemas de orientação em alguns mísseis. Eles até fazem um divertido brinquedo para crianças.

Definição

Um giroscópio é uma roda giratória ou disco em que o eixo de rotação é livre para assumir qualquer orientação por si só. Ao rodar, a orientação deste eixo não é afetada pela inclinação ou rotação da montagem, de acordo com a conservação do momento angular. Devido a isso, giroscópios são úteis para medir ou manter a orientação.

Um giroscópio é um aparelho constituído por uma roda giratória montada de modo que o seu eixo possa girar livremente em certas ou em todas as direções e capaz de manter a mesma direção absoluta no espaço, apesar dos movimentos das montagens e das partes circundantes: utilizado para manter o equilíbrio, etc

Giroscópio Mecânico

Giroscópio
Giroscópio

Um giroscópio mecânico consiste em uma roda montada em um suporte especial. Quando a roda, apoiada a uma barra chamada eixo, é acionada, começa a girar em torno do eixo, que está preso a uma argola de suspensão. Essa argola, por sua vez, está presa a outra argola, que está fixa em uma base. As argolas podem se movimentar em qualquer direção, permitindo ao eixo manter-se sempre na mesma posição, mesmo que a base se mova.

Dispositivo

Um giroscópio é um dispositivo com um disco rotativo ou um mecanismo de roda que explora o princípio da conservação do momento angular: a tendência para a rotação de um sistema que se mantenha constante a menos que submetidas a binário externo.

Os giroscópios são usados em muitas invenções antigas e novas para estabilizar, guiar ou medir o movimento rotacional. Rodas em uma bicicleta, por exemplo, agem como giroscópios como eles giram até a velocidade, tornando mais fácil para ficar na posição vertical e mais difícil de virar impulso. Mísseis guiados usam giroscópios para rastrear e guiar seus cursos.

A alteração da direção de um dispositivo com um giroscópio é conseguido pela rotação do giroscópio, mudando o seu eixo de força de saída. A rotação medida de giroscópios de múltiplos eixos através de sensores permite a medição e orientação precisas de muitos dispositivos.

Os giroscópios também apresentam algumas questões de segurança. As capacidades dos giroscópios também podem ser usadas para rastreamento de localização, quer desejado pelo usuário ou por outras partes que tenham – ou obtenham acesso – ao dispositivo. Juntamente com o software de reconhecimento de fala modificado, os dispositivos podem habilitar a escuta quando um microfone não está disponível. Eles também podem ser usados para manter a precisão dos ataques de vibração do teclado apesar do movimento do telefone.

Direção

Giroscópio
Giroscópio

O giroscópio consiste essencialmente em uma roda livre para girar em qualquer direção e com uma propriedade: opõe-se a qualquer tentativa de mudar sua direção original.

Você já experimentou colocar um pião parado em equilíbrio sobre sua ponta?

É uma tarefa difícil, quase impossível. Entretanto, à maneira das crianças, basta fazer o pião girar rapidamente para que ele não caia. O pião em movimento tem certas características interessantes. Por exemplo, mantém-se na posição vertical quando é lançado verticalmente em relação ao solo. Mesmo que a base seja inclinada ou transportada, ainda assim o pião mantém-se na vertical.

O giroscópio consiste numa versão mais aprimorada do conhecido brinquedo. O pião tem o seu movimento prejudicado pelo atrito que existe entre sua ponta e o solo e apenas gira na vertical. Mas o giroscópio possui um sistema de suspensão adequado, não só para reduzir o atrito, como também para permitir-lhe girar em torno de um eixo orientado, seguindo qualquer direção do espaço.

Em essência o giroscópio é um corpo em forma de polia, bastante pesada, com sua massa homogeneamente distribuída. Esta polia gira sobre um eixo cujos extremos, com pontas finas, são suportadas por mancais de pedras duras (rubis, por exemplo), ou encaixadas dentro de rolamentos com esferas de precisão.

Um pequeno giroscópio pode ser posto em movimento através de uma corda enrolada em torno do eixo e puxada com força. Uma vez em movimento, ele se comporta de maneira análoga ao pião. Mostra forte persistência na direção em que posto a girar e resiste em mudá-la. Se essa alteração é tentada com a mão, a impressão que se tem é de grande resistência, como se tratasse de uma massa muito grande.

Para utilizar o giroscópio em aplicações práticas, houve necessidade de um aprimoramento.

O s primeiros modelos apresentavam um grave incoveniente, devido ao atrito: o movimento de rotação só se mantinha por um certo intervalo. Isso tornava precário o uso do aparelho. Consequentemente, durante muito tempo o giroscópio foi usado somente para fins demonstrativos.

A solução veio com Hopkins, que lhe introduziu o primeiro motor elétrico em fins do século XIX. A partir dessa época o giroscópio passou a ser utilizado como um instrumento de controle. E hoje é indispensável para a navegação marítima e aérea.

Baseados no giroscópio, construíram-se inúmeros aparelhos. Dentre eles destaca-se o girocompasso – uma necessidade naval quando as grandes massas de ferro atrapalham seriamente o funcionamento da bússola magnética. Outra aplicação é o giropiloto, que tem a função de manter uma embarcação automaticamente dirigida segundo um rumo predeterminado, sem o controle humano direto. Importante ainda é o horizonte artificial, que dá ao piloto de um avião o conhecimento de sua inclinação em relação ao solo.

Resumo

Giroscópio é um dispositivo usado para orientação de navios, aviões e espaçonaves (naves espaciais), inventado por Léon Foucault (físico e astrônomo francês) em 1852. O giroscópio consiste num rotor suspenso por um suporte formado por dois círculos articulados, com juntas tipo “cardan”. O seu funcionamento baseia-se no princípio da inércia.

O eixo em rotação guarda a direção fixa em relação ao espaço. O giroscópio veio substituir a bússola na navegação marítima. Na aviação, serve de girocompasso e piloto automático, permitindo o voo em condições de visibilidade zero. Nos voos espaciais o dispositivo é fundamental para a orientação das espaçonaves.

O giroscópio consiste essencialmente numa roda livre, ou várias rodas, para girar em qualquer direção e com uma propriedade: opõe-se a qualquer tentativa de mudar a sua direção original.

Exemplo disso é virar a roda de uma bicicleta no ar e tentar mudar a sua rota bruscamente: você sentirá uma enorme reação.

Existem giroscópios completos, quer dizer, eles atuam em todas as direções e giroscópios simples, atuam apenas num sentido.

Ele é usado como auxiliar em navegação de helicópteros rádio-controlados, corrigindo automaticamente o curso.

Fonte: www.wisegeek.com/en.wikipedia.org/www.dictionary.com/br.geocities.com

Veja também

Hidrodinâmica

Hidrodinâmica

PUBLICIDADE Definição A hidrodinâmica é um ramo da física que lida com o movimento de …

Magnetron

PUBLICIDADE Definição de Magnetron Um Magnetron é um tubo de vácuo de dois elementos no …

Força de Lorentz

Força de Lorentz

PUBLICIDADE Definição A Força de Lorentz é a força em uma partícula carregada movendo-se através de uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.