Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Física / Raios Catódicos

Raios Catódicos

PUBLICIDADE

A propriedade de produzir fluorescência a partir de certos materiais tornou os tubos de raios catódicos a base técnica de televisores e outros aparelhos, como osciloscópios e telas de radar.

Raios catódicos são radiações compostas de elétrons que se originam no interior de tubos cheios de gás rarefeito (tubos de Crookes) e submetidos a uma diferença de potencial elétrico entre suas extremidades metálicas, ou pólos.

Os elétrons emergem do pólo positivo do eletrodo, chamado catodo, e se propagam na forma de um feixe de partículas negativas.

A pesquisa dos raios catódicos teve início em 1838, quando Michael Faraday começou a estudar as descargas elétricas em gases submetidos a baixas pressões.

A pesquisa alcançou maior desenvolvimento depois que o alemão Heinrich Geissler conseguiu construir tubos de vidro selados que continham eletrodos de metal.

Com esses tubos, o matemático e físico alemão Julius Plücker realizou, em 1858, uma série de experiências. Plücker notou que, próximo ao catodo, formava-se uma luminescência de cor verde e, mais ainda, que sua posição variava com a proximidade de campos magnéticos.

Estudos posteriores realizados pelo físico alemão Eugen Goldstein mostraram que a luminosidade era provocada por raios que partiam do catodo e atravessavam o tubo em linha reta, em direção perpendicular à superfície do catodo.

Por essa razão, Goldstein chamou essas radiações de raios catódicos. Com base na descoberta de Goldstein foram construídos, mais tarde, catodos côncavos com a finalidade de produzir raios dirigidos e concentrados, fundamentais na realização de numerosas experiências.

Por volta de 1878, William Crookes concluiu que os raios catódicos são formados de feixes de partículas com carga negativa, emitidas do catodo com velocidade muito alta.

O fato foi comprovado em 1879 pelo físico Joseph John Thomson, que demonstrou serem as radiações desviadas pela ação de campos elétricos.

Os raios catódicos produzem ionização nos gases que atravessam, causam fluorescência nas paredes de vidro dos tubos de Crookes e em algumas substâncias como o sulfato de zinco. Além disso, têm baixo poder de penetração, aquecem as superfícies sobre as quais incidem e são independentes da natureza do gás existente no tubo.  

Fonte: biomania.com

Raios Catódicos

A luminescência esverdeada que aparece na parede do tubo de Crookes sempre aparece no lado oposto ao catodo, em frente a este. Mudando-se a posição do catodo e a do anodo, de todas as maneiras possíveis, ela sempre aparece em frente ao catodo.

Concluímos então que a luminescência é produzida por alguma coisa que sai do catodo, atravessa o tubo, e se choca com a parede de vidro. Quando este fenômeno foi descoberto, deu-se o nome muito vago de raios catódicos a essa coisa que sai do catodo, isso porque sua natureza era inteiramente desconhecida.a. Natureza dos raios catódicos Depois de alguns anos que os raios catódicos foram descobertos, o estudo de suas propriedades mostrou claramente que eles são constituídos de partículas que possuem carga elétrica e massa mecânica muito pequenas.

Observou-se também que essas partículas são todas iguais, independentemente do metal do que é feito o catodo ou o anodo. Concluiu-se então, que essas partículas emitidas pelo catodo entram na constituição de todos os corpos. Elas foram chamadas elétrons. Resumo Os raios catódicos são elétrons, que são arrancados do catodo por causa da diferença de potencial existente entre o catodo e o anodo, e são atraídos pelo anodo.b. Propriedades dos raios catódicos1a) Produzem luminescência nos corpos com que se chocam, como por exemplo, na parede do tubo. Foi esta propriedade que permitiu sua descoberta. A emissão dessa luz se explica do seguinte modo: os elétrons que constituem os raios catódicos, quando encontram o vidro, possuem grande energia cinética. Com o choque, eles perdem essa energia cinética, comunicando energia aos elétrons dos átomos do vidro; estes elétrons são então acelerados. E já sabemos que uma carga elétrica acelerada emite onda eletromagnética. Os elétrons do vidro emitem então, onda eletromagnética cujo comprimento de onda está nos limites da luz, isto é, onda eletromagnética visível. (Veja o capítulo 18 de Eletricidade).

2a) Propagam-se com grande velocidade, que varia desde um limite inferior de uns 100 Km/seg até um limite superior próximo da velocidade da luz (300.000 Km/seg). A velocidade é maior quanto maior for a diferença de potencial aplicada entre o anodo e o catodo.

3a) Propagam-se aproximadamente em linha reta. Costuma-se demonstrar esta propriedade construindo-se um tubo de Crookes em que o anodo seja uma cruz. Quando o tubo funciona em uma câmara escura nota-se na parede do tubo a sombra da cruz, indicando que os elétrons se propagam aproximadamente em linha reta; os que foram barrados pela cruz produziram sua sombra. A figura a é fotografia de um desses tubos. A figura b é fotografia de um desses tubos funcionando; esta fotografia foi tirada em uma câmara escura, com a própria luz emitida pela parede do tubo devido ao choque dos raios catódicos.

Raios Catódicos

Esta propriedade também pode ser demonstrada com o tubo da figura abaixo. O catodo é o círculo central, e há dois anodos: um é a estrela, o outro é um disco com falta de uma estrela no meio. Quando o tubo funciona numa câmara escura, se nota, no lado direito a sombra da estrela; no lado esquerdo, uma estrela luminosa, produzida pelos raios catódicos que passaram pela parte central do disco.

Raios Catódicos

4a) Atravessam pequenas espessuras de materiais. Por exemplo, a cruz da figura a seguir deve ter de 1 a 2mm de espessura, senão é atravessada pelos elétrons.

Raios Catódicos

5a) Para demonstrar que os raios catódicos são constituídos de partículas que possuem energia cinética, constrói-se um tubo que tenha, entre o anodo e o catodo, uma hélice que possa girar facilmente. Quando o tubo funciona, a hélice é empurrada do catodo para o anodo, devido ao impacto dos raios catódicos. A figura abaixo é fotografia de um desses tubos, em que a hélice é feita de vidro.

Raios Catódicos

6a) São desviados por um campo elétrico ou por um campo magnético. Por um campo elétrico, porque os elétrons, tendo carga elétrica, ficam sujeitos à força nesse campo. Por um campo magnético, porque os elétrons em movimento constituem uma corrente elétrica; e já sabemos que uma corrente elétrica é sujeita a forças num campo magnético.

O desvio dos raios catódicos nos campos elétricos e magnéticos sugeriu um método para a medida da carga elétrica e da massa do elétron.c. Aplicações dos raios catódicos Os raios catódicos permitiram a descoberta do elétron, fato que constituiu a origem da Física Atômica. Eles permitem a medida da carga elétrica e da massa do elétron, que são dados muito importantes para a Física moderna.

Na indústria e na técnica suas aplicações crescem dia a dia. Assim, a imagem fornecida pelos aparelhos de televisão é dada por um tubo de raios catódicos.Nota Insistimos com o leitor para que fixe a diferença entre uma descarga elétrica num gás à baixa pressão e descarga no vácuo.

No gás à baixa pressão, há um número relativamente grande de moléculas, de maneira que a descarga é formada pelo movimento de íons do gás para o catodo, e elétrons para o anodo, conforme foi descrito no tópico “Condições para que um Gás seja Condutor – Ionização”. Durante a ionização do gás se produz luz, e é por este motivo que nessas descargas há um feixe luminoso do anodo ao catodo (tubos de Geissler).

Raios Catódicos

Tubos de Geissler

Mas, na descarga no vácuo, o número de moléculas de gás que restam no interior do tubo é insignificante, de maneira que o número de íons formados também é insignificante, e não chega a se formar a corrente de íons como no caso anterior.

Neste caso, a corrente elétrica no interior do tubo é constituída somente por elétrons que são arrancados do catodo e atraídos pelo anodo, isto é, raios catódicos. E como não há formação de íons, não há produção de luz no interior do tubo, e não há feixe luminoso entre o catodo e o anodo. (Tubo de Crookes). Resumo Na descarga no vácuo as moléculas de gás que restam no interior do tubo são tão poucas, que não participam da descarga. Esta é formada só pelos elétrons dos raios catódicos.

Fonte: efisica.if.usp.br

Raios Catódicos

Por volta de 1887 um cientista inglês chamado Joseph John Thomson fez experiências com tubo de raios catódicos, e concluiu que os raios catódicos são na verdade, constituídos pelo fluxo de partículas menores que o átomo e dotadas de carga elétrica negativa. Estava descoberto o elétron. Tubos de raios catódicos: São tubos de vidro que contém nas duas pontas extremidades metálicas (chamadas de eletrodos) ligadas a uma bateria. Quando a pressão dentro desse tubo é diminuída, o gás entre os eletrodos transmite certa luminosidade (Você verá um tubo desses se olhar para a lâmpada fluorescente, que tem na sua casa ou escola), mas quando abaixarmos muitíssimo a pressão (cerca de 100mil vezes a pressão ambiente) a luminosidade desaparece, restando apenas uma mancha luminosa atrás do pólo positivo (chamado de raio catódico). Obs: Os raios catódicos são formados independentes do tipo de gás utilizado. O tubo de raios catódicos consiste em produzir uma descarga elétrica, através de um gás em baixa pressão, aplicando-se uma grande diferença de potencial entre os dois eletrodos colocados dentro do mesmo.

Quando o gás do tubo for conservado a uma pressão menor que a milésima parte da pressão atmosférica, não são mais observados os efeitos visíveis dentro do tubo, mas é percebida uma mancha luminosa na parede do tubo diretamente oposto ao catodo. A aproximação de um imã perto do feixe luminoso provoca a sua deflexão, permitindo conhecer a sua carga elétrica.  

Fonte: www.fis.unb.br

Raios Catódicos

Raios Catódicos

Na metade do século XIX o Físico alemão J. Plücker descobre que, aplicando alta tensão em dois eletrodos num gás a baixa pressão, contido em um tubo de vidro, produzia-se uma descarga luminosa.

Esta experiência foi precursora da moderna espectroscopia, das lâmpadas fluorescentes atuais e de todos os modernos tubos de raios catódicos. As descobertas de Plücker foram possíveis graças ao aperfeiçoamento das bombas de vácuo feitas pelo seu vidreiro e colaborador H. Geissler. Geissler aperfeiçoou os tubos de descarga de Plücker e deu início a uma indústria de lâmpadas ornamentais.

Paralelamente, o físico inglês William Crookes aperfeiçoou ainda mais as bombas de vácuo, alcançando pressões da ordem de 10-5 torr, dando um novo impulso às investigações científicas dos raios catódicos. As inovações introduzidas por Crookes nos vários modelos de Tubos de Raios Catódicos desenvolvidos por ele levaram às descobertas da Física  Moderna, como o Elétron e Raio X, bem como toda a moderna tecnologia baseada nos TRC.

Raios Catódicos

Podemos entender melhor o que acontece num Tubo de Raios Catódicos (em inglês Cathode Ray Tube ou CRT) se supusermos a existência de uma partícula muito pequena que carrega  uma carga negativa, o elétron, presente em todos os materiais.

Nos materiais isolantes todos os elétrons estão fortemente ligados aos orbitais moleculares. Nos metais e demais materiais condutores há os elétrons da banda de condução, que estão quase livres para circular ao longo domaterial.

Estes elétrons são os responsáveis pela condutividade elétrica destes materiais. Aoaplicarmos uma tensão entre o catodo e o anodo, estes elétrons são atraídos para o anodo, saindo do catodo (este é o motivo pelo qual foram denominadas de raios catódicos).

O  estudo dos Tubos de Raios Catódicos e a Descoberta do elétron deu a Phillipe Lenard em 1905 e a J. J. Thomson em 1906 o Prêmio Nobel de Física.

No Tubo de Raios Catódicos os elétrons (pequenas partículas com carga elétrica negativa) são atraídos pelo pólo positivo (ânodo), emergindo do pólonegativo (cátodo), por isso sendo chamados de Raios Catódicos.

J.J. Thomson mostrou que estas partículas estão presentes em todas as substâncias, sendo um das partículas fundamentais constituintes do átomo.Thomson propôs no seu artigo de 1897 o primeiro modelo atômico, conhecido como o Modelo do Pudim de Passas.

Raios Catódicos

Um fator importante é que estas descoberta somente foram possíveis graças ao desenvolvimento tecnológico e industrial do século XIX. Somente nesta época é que foi possível se produzir um vidro com consistênciahomogênea que suportasse uma diferença de pressão da ordem de uma atmosfera.

O aperfeiçoamento das bombas de vácuo possibilitou a produção das baixas pressões necessárias para a operação dos tubos de raios catódicos.

Embora também a eletricidade na sua forma estática já fosse conhecida há séculos, apenas há poucas décadas se conseguia produzir correntes constantes ou com variabilidade determinada (indústria elétrica). São desta época a invenção da bateria de Volta e da pilha de LeClanché.

Por fim, o advento das bobinas de alta tensão tiveram papel fundamental para a produção das tensões necessárias para o funcionamento dos tubos.

O perfeiçoamento das bobinas de indução, feito pelo alemão Heinrich Ruhmkorff, podia fazer com que fossem produzidas centenas de milhares de volts de tensão.

Hoje encontramos os Tubos de Raios Catódicos em várias aplicações: os tubos de televisão, monitores de computador, radar, ecografia, lâmpadas fluorescentes, válvulas em amplificadores valvulados, aparelhos de raios X. Vale lembrar que os atuais aceleradores de partículas e microscópios eletrônicos também são um aperfeiçoamento tecnológico dos TRC.

Fonte: www.ufrgs.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Equações de Maxwell

Equações de Maxwell

PUBLICIDADE Quais são as Equações de Maxwell? As quatro Equações de Maxwell descrevem os campos …

Corrente Contínua

Corrente Contínua

PUBLICIDADE O que é corrente contínua? A corrente contínua (CC) é unidirecional, portanto o fluxo …

Espectro Eletromagnético

Espectro Eletromagnético

PUBLICIDADE Definição O espectro eletromagnético é uma faixa contínua de comprimentos de onda. Os tipos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+