Breaking News
Home / Física / Eletromagnetismo

Eletromagnetismo

PUBLICIDADE

Eletromagnetismo em um sentido geral é o estudo de um campo eletromagnético. O eletromagnetismo abrange o fenômeno da eletricidade e do magnetismo. Ele descreve a relação entre os dois campos separados e os combina em uma entidade. Campos elétricos e magnéticos são na verdade dois aspectos da mesma coisa e através de indução eletromagnética, um campo magnético variável pode produzir um campo elétrico e vice-versa. A radiação eletromagnética é composta de ondas eletromagnéticas que são produzidas por um campo elétrico e um campo magnético que se move pelo espaço. As ondas eletromagnéticas viajam à velocidade da luz e não precisam de um meio para atravessar.

Eletromagnetismo
Eletromagnetismo é a combinação de eletricidade e magnetismo

A unificação da eletricidade e do magnetismo foi uma das maiores conquistas do século XIX. O eletromagnetismo surgiu em 1864, quando James Clerk Maxwell criou um conjunto de quatro equações, agora conhecidas como equações de Maxwell, que descrevem o comportamento dos campos elétrico e magnético e suas interações com a matéria. As quatro equações de Maxwell serviram de base para a eletrodinâmica clássica. A eletrodinâmica clássica foi excelente para descrever o eletromagnetismo que ocorreu em uma escala maior, em que os efeitos da mecânica quântica geralmente não se aplicam. Para partículas no nível quântico, a eletrodinâmica quântica é necessária, uma vez que prevê com precisão as interações entre as partículas carregadas.

A descoberta do eletromagnetismo teve conseqüências de longo alcance. Isso levou a novas descobertas sobre a natureza da luz.

Eletromagnetismo
Campo eletromagnético em torno de um imã

Também levou ao desenvolvimento da relatividade especial por Albert Einstein em 1905. O eletromagnetismo deu origem a uma compreensão da força eletromagnética, uma das quatro forças fundamentais da natureza.

O que é o Eletromagnetismo?

O eletromagnetismo é um ramo da física que lida com a eletricidade e o magnetismo e a interação entre eles.

Foi descoberto pela primeira vez no século 19 e tem ampla aplicação no mundo da física de hoje.

O eletromagnetismo é basicamente a ciência dos campos eletromagnéticos.

Um campo eletromagnético é o campo produzido por objetos que são carregados eletricamente. Ondas de rádio, ondas infravermelhas, ondas ultravioletas e raios-x são todos campos eletromagnéticos em uma certa faixa de freqüência.

A eletricidade é produzida pela mudança do campo magnético. O fenômeno também é chamado de “indução eletromagnética”. Da mesma forma, o campo magnético é produzido pelo movimento de cargas elétricas.

A lei básica do eletromagnetismo é conhecida como “lei da indução de Faraday”.

O fenômeno do eletromagnetismo foi descoberto no século XIX, e isso levou à descoberta da “teoria da relatividade especial” por Albert Einstein. Segundo sua teoria, campos elétricos e magnéticos poderiam ser convertidos um no outro com um movimento relativo.

Esse fenômeno e suas aplicações foram descobertos por causa das muitas contribuições de grandes cientistas e físicos, como Michael Faraday, James Clerk Maxwell, Oliver Heaviside e Heinrich Hertz.

Em 1802, um estudioso italiano demonstrou a relação entre eletricidade e magnetismo, desviando uma agulha magnética com cargas eletrostáticas.

O eletromagnetismo é basicamente uma conjectura de uma expressão combinada de uma força subjacente, conhecida como “força eletromagnética”. Essa força pode ser vista quando uma carga elétrica está se movendo. Esse movimento produz magnetismo.

Essa idéia foi apresentada por James Clerk Maxwell, que publicou a teoria da eletricidade e do magnetismo em 1865. Com base nessa teoria, muitas aplicações e outros efeitos foram descobertos por outros cientistas.

O eletromagnetismo foi estendido para a área da física quântica, onde a luz se propaga como uma onda e interage como uma partícula.

Eletromagnetismo
Eletromagnetismo

Está provado que a eletricidade pode dar origem ao magnetismo e vice-versa. Um exemplo muito simples é o de um “transformador elétrico”. As trocas ocorrem dentro do transformador que dá origem a ondas eletromagnéticas. Outro fato sobre essas ondas é que elas não precisam de um meio para se propagar, embora sua velocidade seja relativamente mais lenta quando viajam através de substâncias transparentes.

Ondas eletromagnéticas

Ondas eletromagnéticas foram descobertas pela primeira vez por James Clerk Maxwell e foram confirmadas após alas por Heinrich Hertz.

Posteriormente, uma forma de onda de equações elétricas e magnéticas foi derivada por Maxwell, que mostrou que os campos elétricos e magnéticos tinham natureza semelhante a ondas.

Os fatores que diferenciam as ondas eletromagnéticas entre si são freqüência, amplitude e polarização.

Por exemplo, um feixe de laser é coerente e a radiação é de apenas uma frequência.

Existem outros tipos de ondas que variam com as suas frequências, tais como ondas de rádio que estão em frequências muito baixas e raios gama e raios-x de frequência muito alta.

As ondas eletromagnéticas podem se propagar a distâncias muito longas e não são afetadas por nenhum tipo de obstáculo, sejam elas grandes paredes ou torres.

Essa interação especial de eletricidade e magnetismo levou a grandes avanços na ciência e tecnologia modernas, e esforços estão sendo feitos para descobrir mais sobre o eletromagnetismo e suas aplicações. Outras forças são forças gravitacionais, forças fortes e fracas. O eletromagnetismo também foi combinado com a força fraca conhecida como “força eletrofraca”.

Aplicações do Eletromagnetismo

O eletromagnetismo tem inúmeras aplicações no mundo atual da ciência e da física.

A aplicação básica do eletromagnetismo está no uso de motores.

O motor tem um interruptor que muda continuamente a polaridade do exterior do motor. Um eletroímã faz a mesma coisa. Podemos mudar a direção simplesmente invertendo a corrente. O interior do motor tem um eletroímã, mas a corrente é controlada de tal maneira que o ímã externo a repele.

Outra aplicação muito útil do eletromagnetismo é a “máquina de tomografia”. Esta máquina é geralmente usada em hospitais para diagnosticar uma doença. Como sabemos que a corrente está presente em nosso corpo e mais forte é a corrente, o forte é o campo magnético. Essa tecnologia de escaneamento é capaz de captar os campos magnéticos e pode ser facilmente identificada onde há uma grande quantidade de atividade elétrica dentro do corpo.

O trabalho do cérebro humano é baseado no eletromagnetismo. Impulsos elétricos causam as operações dentro do cérebro e tem algum campo magnético.

Quando dois campos magnéticos se cruzam dentro do cérebro, ocorre interferência que não é saudável para o cérebro.

Fonte: mocomi.com/www.joeruff.com/www.brighthubengineering.com/www.universalclass.com

Veja também

Hidrodinâmica

Hidrodinâmica

PUBLICIDADE Definição A hidrodinâmica é um ramo da física que lida com o movimento de …

Magnetron

PUBLICIDADE Definição de Magnetron Um Magnetron é um tubo de vácuo de dois elementos no …

Força de Lorentz

Força de Lorentz

PUBLICIDADE Definição A Força de Lorentz é a força em uma partícula carregada movendo-se através de uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.