Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Parque Nacional Do Araguaia  Voltar

Parque Nacional do Araguaia

OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA UNIDADE

Proteger uma amostra do ecossistema de transição entre o Cerrado e a Floresta Amazônica e de uma porção da Ilha do Bananal.

Parque Nacional do Araguaia

DECRETO E DATA DE CRIAÇÃO

Foi criado pelo Decreto n.º 47.570 de 31.12.1959 e alterado pelos seguintes Decretos: n.º 68.873 de 05.07.1971; n.º 71.879 de 01.03.1973 e n.º 84.844 de 24.06.1980.

ASPECTOS CULTURAIS E HISTÓRICOS

Os aspectos culturais e históricos da área onde situa o parque nacional confunde-se com a própria cultura e história dos índios que habitam a região, os carajás e os javaés, principalmente.

ÁREA, LOCALIZAÇÃO E ACESSOS

Possui um área de 557.714 ha. Está localizado no terço norte da Ilha do Bananal, sudoeste do estado do Tocantins, abrangendo parte dos municípios de Pium e Lagoa da Confusão. De Brasília o acesso é feito pela BR-153 (Belém/Brasília) até a cidade de Nova Rosalândia. Daí a pela TO-255 até Cristalândia (aprox. 30 Km), percorrendo-se a partir daí cerca de 113 Km, sendo 55Km por estrada não asfaltada. De palmas, capital do estado, para o Parque, toma-se a TO-080 em direção a Paraíso do Tocantins e em seguida, a BR-153 em direção a Nova Rosalândia, adotando-se o mesmo roteiro descrito anteriormente a partir dessa cidade. As cidades mais próximas são: Pium/TO (120 km da capital), Cristalândia/TO (140 Km da capital), Lagoa da Confusão/TO (190 Km da capital) e Santa Terezinha/MT (600 Km da capital).

CLIMA

A região apresenta clima quente, semi-úmido, com temperatura média anual variando entre 8 e 42 graus. Os meses mais quentes são setembro e outubro, e os mais frios junho e julho. Possui uma precipitação anual de 1.750 mm. O período de chuva vai de novembro a março.

QUE VER E FAZER (ATRAÇÕES ESPECIAIS)/ÉPOCA IDEAL PARA VISITAÇÃO

Acompanhados por funcionários é possível percorrer estradas e caminhos existentes próximos à sede, fazer excursões terrestres e fluviais na porção oeste da unidade, observar e fotografar diferentes ambientes e paisagens, grupos de animais, bem como espécies raras da flora. Nas proximidades do Parque Indígena do Araguaia há excelentes pontos de observação astronômica e ainda pode-se ver o pôr-do-sol e praias fluviais no período de seca.

RELEVO

Constitui-se em extensa planície, formada por sedimentos quaternários, periodicamente inundada pelas cheias dos rios Araguaia e Javaés.

VEGETAÇÃO

O Parque está situado na faixa de transição entre a Floresta Amazônica e o Cerrado, predominando os Campos. Apresenta também fisionomias como o Cerradão, Matas Ciliares, Matas de Igapó e Floresta Pluvial Tropical. As espécies representativas são das famílias (Leguminoseae Vochysiaceae) tropical e Bignoniaceae.

FAUNA

No parque a fauna é muito heterogênea, com predominância de espécies ligadas ao meio aquático. O cervo do pantanal, espécie ameaçada de extinção. Possui também uma avifauna rica, não só pela abundância como pela diversidade de espécies.

USOS CONFLITANTES QUE AFETAM A UNIDADE E SEU ENTORNO

A existência de invasores no interior da unidade, a criação de gado na região, as queimadas, a pesca predatória, a captura de ovos de tartaruga, os grupos de caçadores e o relacionamento conflitante com os índios, são alguns problemas que o Parque enfrenta.

BENEFÍCIOS INDIRETOS E DIRETOS DA UNIDADE PARA O ENTORNO

Benefícios globais de interesse ecológico para a manutenção dos mecanismos naturais da região, que envolvem uma valiosa zona de Ecótono entre os dois maiores ecossistemas do país: Cerrado e Floresta Amazônica.

INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A UNIDADE

Número total de Funcionários

04 funcionários do IBAMA e 12 servidores por compensação ambiental (ano 2000).

Infra-estrutura disponível

10 casas; 1 alojamento para visitantes (100 m2); 6 residências funcionais (150 m2, 60 m2, 80 m2, 80 m2, 100 m2, 70 m2); 1 laboratório (80 m20; 1 almoxarifado/escritório (115 m2); 1 garagem (100 m2); 2 postos de fiscalização (60 m2 cada); 1 posto flutuante (4 cômodos); 4 Toyotas (1990, 1995 e 1992); sistema de comunicação (telefone, fax, e-mail e rádio transmissor SSB) e 4 motores de popa (todos de 25 Hp).

Fonte: www.brasilturismo.com

Parque Nacional do Araguaia

Parque Nacional do Araguaia

O Parque Nacional do Araguaia tem como principal característica sua ampla rede de drenagem, formada por rios de médio e grande porte. Nessa área ocorre a formação de ipucas, ou seja, furos no igapó, que na época das cheias fazem a ligação entre os vários rios e córregos. Formado pela deposição de sedimentos trazidos pelos rios, o relevo da ilha do Bananal é baixo e plano, com altitudes entre 171 e 239 metros.

Os rios são permanentes e geralmente oferecem panoramas de rara beleza, como as praias do rio Mercês, limpas, de areias claras e praticamente desprovidas de vegetação.

Na época das cheias, a área fica toda recoberta pelas águas, com exceção da parte conhecida como Torrão, onde se situa a sede do Parque.No solo a predominância é de hidromórficos, características de solos de ácidos a muito ácidos, com baixa fertilidade natural.No geral, entretanto, a vegetação da região é de campos de várzea inundáveis. E ao norte, na zona de transição entre os cerrados e a floresta amazônica, aparecem grandes áreas florestais.
Entre as espécies mais comuns na área estão a maçaranduba. açoita-cavalo, pau-d'alho, canjeranas, pau-terra, pequi e piaçava, além de vários tipos de palmeiras e orquídias.

Parque Nacional do Araguaia

Na fauna há exemplares tanto da região amazônica como do cerrado. Entre os mamíferos destacam-se o cervo-do-pantanal, que é o maior e mais belo cervídeo neotropical, ariranha, ameaçada de extinção em algumas regiões, onça-pintada, e tamnduá-bandeira.

Há também uma infinidade de espécies de aves, dentre as quais a arara-azul, harpia ou gavião-real, tucano-açu, uirapuru, mutum, ema, maguaris e águia-pescadora.

Fauna aquática é abundante nas lagoas e rios do Parque. Destacam-se os peixes de grande tamanho, como o pirarucu, tucunaré e surubim, além de diversos tipos de piranha. Os répteis estão representados principalmente pela tartaruga-da-amazônia, jacaré-açu e cobras, como a surucucu, jibóia, coral e sucuri.

Localizado no médio Araguaia, no extremo norte da Ilha do Bananal, confluência do rio Araguaia com seu braço menor, o rio Javaés. Sem infra-estrutura para visitantes, o Parque tem sede provisória na cidade de Macaúbas, onde há campo de pouso para avões.

Mapa do Parque Nacional do Araguaia
Mapa do Parque Nacional do Araguaia

Parque Nacional do Araguaia

Data de criação: 31 de dezembro de 1.959, pelo decreto federal nº. 47.570.
Localização: Tocantins, abrangendo os municípios de Pium, Cristalânia e Formoso de Goiás
Área: 562.312 hectares
Perímetro: 520 km
Clima: tropical, quente semi-úmido, com quatro a cinco meses secos.
Temperaturas: média anual de 24 a 26ºC, máxima absoluta de 42ºC e mínima absoluta de 8 a 12ºC
Chuvas: entre 1750 e 2000 mm anuais
Relevo: plano.

Fonte: paginas.terra.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal