Breaking News
Home / Meio Ambiente / Reciclagem

Reciclagem

PUBLICIDADE

 

Reciclagem – O que é

Reciclagem é um conjunto de técnicas que tem por finalidade aproveitar os detritos e reutilizá-los no ciclo de produção de que saíram. É o resultado de uma série de atividades, pela qual materiais que se tornariam lixo, ou estão no lixo, são desviados, coletados, separados e processados para serem usados como matéria-prima na manufatura de novos produtos.

Reciclagem é um termo originalmente utilizado para indicar o reaproveitamento (ou a reutilização) de um polímero no mesmo processo em que, por alguma razão foi rejeitado.

É retorno da matéria-prima ao ciclo de produção.

O vocábulo surgiu na década de 1970, quando as preocupações ambientais passaram a ser tratadas com maior rigor, especialmente após o primeiro choque do petróleo, quando reciclar ganhou importância estratégica.

As indústrias de reciclagem são também chamadas secundárias, por processarem matéria-prima de recuperação. Na maior parte dos processos, o produto reciclado é completamente diferente do produto inicial.

Quando não é mais possível (MESMO) reaproveitar um produto, a terceira e última alternativa é aproveitar a matéria prima que o constitui, ou seja, fazer uma reciclagem.

Reciclagem, portanto, consiste em aproveitar os resíduos para fabricar novos produtos, idênticos ou não ao que lhes deu origem.

Reciclagem – Processo

reciclagem é o processo de quebrar e reutilizar materiais que de outra forma seriam jogados fora como lixo.

Muitas comunidades e empresas facilitam a reciclagem colocando recipientes rotulados ao ar livre para uso público ou fornecendo lixeiras para proprietários de residências e empresas que têm coleta na calçada.

São inúmeros os benefícios da reciclagem, e com tantas novas tecnologias tornando ainda mais recicláveis os materiais, com a ajuda de todos, podemos limpar nossa Terra.

reciclagem não só beneficia o meio ambiente, mas também tem um efeito positivo na economia. A reciclagem é relatada ao longo da história humana, mas percorreu um longo caminho desde a época de Platão, quando os humanos reutilizavam ferramentas quebradas e cerâmica quando os materiais eram escassos.

Reciclagem – Importância

Os benefícios são amplos e todos ganham quando as pessoas adotam a reciclagem como um hábito diário.

Seja um esforço comunitário para ajudar a embelezar uma rua suja do bairro ou em maior escala para ajudar uma empresa a economizar centenas a milhares de dólares em gerenciamento de resíduos, as vantagens de um programa de reciclagem bem mantido são infinitas.

Reciclagem – Resíduos

Todos os dias, milhares de toneladas de resíduos, são atirados fora pelos consumidores e pela indústria. Muito do lixo doméstico pode ser usado de novo ou assim mesmo ou depois de um tratamento relativamente simples.

Os benefícios ecológicos derivados de se voltar a usar materiais desperdiçados vão para além de uma boa gestão de recursos, a reciclagem é super vantajosa. É mais barato reciclar do que fabricar um produto novo; gastamos menos matéria-prima (árvores, petróleo), menos energia e menos água; para reciclar é necessário mais mão-de-obra, logo a reciclagem cria mais postos de trabalho; reciclando diminuímos a quantidade de lixo nos aterros o que contribui para a não contaminação da água, solos, ar e aumenta o tempo de vida do aterro obviamente, menos poluição!

Reciclar é recuperar o material usado, reaproveitando-o para fabricar materiais novos. Mas para reciclar é preciso primeiro proceder à correta separação dos lixos.

COMO RECICLAR

Reciclagem

Aprenda o que fazer para reciclar:

1. Procure um programa especializado de coleta de seu município, seja uma instituição, empresa ou catador.
2.
 Separe os resíduos em não-recicláveis e recicláveis e dentro dos recicláveis separe papel (jornais, revistas, formulários contínuos, folhas de escritório, caixas, papelão), metal (latas de aço e de alumínio, clipes, grampos de papel e de cabelo, papel alumínio), vidro (garrafas, copos, recipientes) e plástico (garrafas de refrigerantes e água, copos, canos, embalagens de material de limpeza e de alimentos, sacos).

Escolha um local adequado para guardar os recipientes com os recicláveis até a hora da coleta. Antes de guardá-los, limpe-os para retirar os resíduos e deixe-os secar naturalmente. Para facilitar o armazenamento, você pode diminuir o volume das embalagens de plástico e alumínios amassando-as. As caixas devem ser guardadas desmontadas.

VANTAGENS DA RECICLAGEM

1. Cada 50 quilos de papel usado, transformado em papel novo, evita que uma árvore seja cortada. Pense na quantidade de papel que você já jogou fora até hoje e imagine quantas árvores você poderia ter ajudado a preservar.
2.
 Cada 50 quilos de alumínio usado e reciclado, evita que sejam extraídos do solo cerca de 5.000 quilos de minério, a bauxita.
3.
 Com um quilo de vidro quebrado, faz-se exatamente um quilo de vidro novo. E a grande vantagem do vidro é que ele pode ser reciclado infinitas vezes.
4.
 Além da economia de energia e matérias-primas, temos menos poluição do ar, da água e do solo.
5.
 Melhora a limpeza da cidade, pois o morador que adquire o hábito de separar o lixo, dificilmente o joga nas vias públicas.
6.
 Gera renda pela comercialização dos recicláveis. Diminui o desperdício.
7. Gera empregos para os usuários dos programas sociais e de saúde da Prefeitura.
8.
 Dá oportunidade aos cidadãos de preservar a natureza de forma concreta, tendo mais responsabilidade com o lixo que geram.

Palavra de ordem: Reciclar

Reciclagem
Reciclagem

Face à escassez de recursos naturais e à quantidade de lixo existente nas nossas cidades, a reciclagem apresenta-se como uma das ações mais inteligentes e eficazes para ajudar a concretizar um futuro mais limpo e sustentável.

Sabia que:

Cada ser humano produz, por ano, uma quantidade de lixo dez vezes superior ao peso do seu corpo?
A decomposição natural de plástico demora cerca de 450 anos?
Dezenas de milhares de mamíferos marinhos morrem por ano ao comer ou se emaranhar em detritos de plástico?
Uma fralda descartável demora, no mínimo, três anos para se decompor naturalmente?
Por cada tonelada de papel reciclado evita-se o abate de 15 a 20 árvores de médio porte?
Papel produzido com fibra reciclada produz menos poluição atmosférica, gasta menos água e menos energia?
O alumínio pode ser reciclado inúmeras vezes sem perda de qualidade?
84% do lixo doméstico pode ser reciclado?

Nos últimos anos a questão da gestão dos resíduos/desperdícios ganhou uma importância vital. Face à cada vez maior quantidade de lixo gerada pela atual sociedade de consumo (ou deveríamos dizer sociedade de desperdício?), à falta de locais para o colocar, às polémicas da incineração e da localização dos aterros sanitários, reciclar parece ser a chave para um futuro mais limpo e sustentável.

Reciclar implica reaproveitar, reutilizar. A produção de materiais reciclados implica uma menor extração e delapidação dos recursos naturais da Terra, um menor consumo de energia, um menor volume e número de lixeiras e incineradoras e consequentemente uma redução da poluição. Para que a reciclagem ganhe uma maior importância é essencial que se faça uma recolha, separação e transformação dos resíduos eficientes, que a utilização dos resíduos enquanto matérias primas secundárias seja energética e economicamente vantajosa e que estes produtos tenham um público consumidor que os valorize.

Para que a reciclagem dos produtos seja eficaz é necessário que a qualidade dos resíduos seja a melhor possível.

Resíduos impróprios ou sujos podem contaminar todo um lote, tornando o trabalho de recolha inútil.

Assim, apresentamos uma lista de material que pode ou não ser reciclável. Outro fator importante para uma reciclagem eficaz é a colocação destes materiais nos recipientes adequados para o efeito.

MATERIAL RECICLÁVEL

Papel: Jornais, revistas, cadernos, formulários, caixas em geral, fotocópias, envelopes, papel de fax, cartazes, cartolinas, aparas de papel.
Metal:
 Latas de alumínio, panelas, utensílios de ferro, arames, pregos.
Vidro:
 Recipientes em geral, garrafas e copos.
Plástico
: Embalagens de refrigerantes, de produtos de limpeza e de higiene, de margarina, de leite, canos e tubos, sacos plásticos em geral.

MATERIAL NÃO-RECICLÁVEL

Papel: Etiquetas adesivas, papel carbono, papéis sanitários, metalizados, parafinados, plastificados ou sujos, guardanapos, tocos de cigarro, lenços, fotografias.
Metal: 
Clips, ganchos, canos, recipientes de produtos tóxicos ou de restos de produtos gordurosos.
Vidro: 
Espelhos, lâmpadas, cerâmica, porcelana, recipientes de produtos tóxicos ou de restos de produtos gordurosos, mistura de vidro de diferentes cores.
Plástico: 
Tomadas, misturas de papel, plásticos e metais, recipientes de produtos tóxicos ou de restos de produtos gordurosos.

Reciclagem
Reciclagem

Outros produtos que podem ser reciclados são as pilhas, os toners, os cartuchos das impressoras, as disquetes de computador, os pneus usados e o óleo do motor.

Convém contatar as autoridades locais para esclarecimentos sobre o local onde colocar estes produtos.

Atenção às falsas rotulagens, muitos produtos rotulados como reciclados ou “amigos do ambiente” não o são na realidade. Informe-se junto das autoridades competentes.

Fonte: www.tse.gov.br/www.pucpr.br/www.naturlink.pt/turma.sapo.pt/www.conserve-energy-future.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Efeito La Niña

PUBLICIDADE Efeito La Niña – O que é Tradicionalmente, La Niña tem recebido menos atenção do que …

Poluição Industrial

PUBLICIDADE Muitos processos de fabricação industrial usam ou produzem produtos químicos que podem prejudicar a …

Biotecnologia Ambiental

Biotecnologia Ambiental

PUBLICIDADE Definição A biotecnologia ambiental, em particular, é a aplicação de processos para a proteção e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.