Breaking News
Home / Meio Ambiente / Chuva Ácida

Chuva Ácida

O que é Chuva Ácida?

PUBLICIDADE

Plantas manchadas não são algo incomum de se ver atualmente, isso porque com o aumento da poluição atmosférica as chuvas ácidas não são mais raras, a planta sofre com acidez da chuva podendo manchar sua folhas e flores ou até mesmo matar a planta, outro dano que pode ocorrer é a alteração significativa do pH do solo, prejudicando a vegetação local.

Atualmente podemos ver as consequências da chuva ácida em diversos lugares como edifícios expostos que começa a ocorrer deformações em sua estrutura, esses edifícios geralmente são monumentos antigos que foram feitos com calcário e mármores que sofrem reações químicas na presença da chuva ácida e assim a construção sofre deformação em sua estrutura, também pode ser visto nas pinturas das construções e até mesmo de carros sendo manchadas.

Chuva Ácida

A chuva ácida pode ocorrer em todo lugar, ela ocorre em ambientes poluídos quando a chuva é formada, ou seja, a água que está no estado gasoso condensa passando para o estado líquido, assim ocorre o fenômeno da precipitação onde as gotas de água caem. A chuva que está caindo carrega grande parte de ácidos que são formados nas reações químicas e outras moléculas presentes na atmosfera, e muitos desses ácidos formados são resultante do lançamento de poluentes produzidos pelas atividades humanas.

Mesmo em ambientes não muito poluídos, as chuvas são sempre ácidas com pH abaixo de 7, vale ressaltar que o pH da água pura é 7. Mas porque em ambientes não muito poluídos as chuvas são sempre ácidas?  Pois a combinação de gás carbônico (CO2) e água presentes na atmosfera produzem ácido carbônico (H2CO3), como mostra a reação química abaixo, o ácido carbônico (H2CO3) produzido mesmo em pequena quantidade, já torna as chuvas normalmente ácidas, com pH 5,6.

CO2 (g)  +  H2O (l) → H2CO3 (aq)

H2CO3 (aq) → H+ (aq)  +  HCO3 (aq)

HCO3 (aq) → H+ (aq)  +  CO32- (aq)

Mas da onde vem o gás carbônico (CO2), ele é liberado no processo de respiração (na expiração) dos seres humanos e animais, e também na queima dos combustíveis fósseis (gasolina, diesel, querosene, carvão mineral e vegetal). Porem essa acidez não é o maior agravante e sim os outros poluentes.

Os principais poluentes que deixam a chuva com níveis de acidez muito baixos são o trióxido de enxofre e o dióxido de nitrogênio que ao se combinarem com água em suspensão, se transformam em ácido sulfúrico, ácido nítrico e nitroso respectivamente. E são esses ácidos que têm elevada capacidade de corrosão.

O gás nitrogênio (N2) é o gás mais abundante na composição da atmosfera da Terra, ele e o oxigênio molecular (O2) da atmosfera podem reagir formando o monóxido de nitrogênio (NO). Como essa reação não é espontânea, ela precisa de energia para ocorrer, existem lugares em que ela pode ocorrer facilmente como no motor do carro que fica muito quente por causa da queima de combustível ou em fornos industriais a temperatura é muito elevada. O dióxido de nitrogênio pode sofrer reações com a água da chuva e formar o ácido nítrico (HNO3), que aumenta a acidez da água de chuva.

N2 (g) + O2 (g) → 2 NO (g) (em altas temperaturas)

2 NO (g) + O2 (g) → 2 NO2 (g)

2 NO2 (g)  +  H2O (l)  →  HNO3 (aq)   +  HNO2 (aq)

O dióxido de enxofre (SO2) é o responsável pelo maior aumento na acidez da chuva. Este é produzido diretamente como subproduto da queima de combustíveis fósseis como a gasolina, carvão e óleo diesel. O óleo diesel e o carvão contém grandes quantidades de enxofre em sua composição, sendo responsáveis por uma grande parcela da emissão de SO2 para a atmosfera.

A formação do ácido sulfúrico que é um ácido muito forte ocorre na reação do dióxido de enxofre SO2 com a água formando o ácido sulfuroso. O dióxido de enxofre também pode sofre oxidação, reação com o oxigênio (O2) que está presente na atmosfera, e formar o trióxido de enxofre (SO3), que quando entra em contato com a água da chuva irá formar o ácido sulfúrico (H2SO4).

SO2 (g) + H2O (l) → H2SO3 (aq)

H2SO3 (aq)  →   H+(aq) + HSO3- (aq)

SO2 (g) + ½ O2 (g) →  SO3 (g)

SO3 (g) +  H2O (l)  →  H2SO4 (aq)

H2SO4 (aq)  →  2H+ (aq) + SO42- (aq)

Tatiane Bianquini

Referências

Sato, M., & Carvalho, I. (2009). Educação ambiental: pesquisa e desafios. Artmed Editora.

CAMPOS, MARIA LÚCIA A. MOURA; ABREU, DANIELA GONÇALVES DE;  FRANCELIN, RODRIGO; SANTOS, MICHEL MOZINHO DOS.  Poluição Atmosférica & Chuva ácida. Disponível em: <http://www.usp.br/qambiental/chuva_acidafront.html> Acesso em: 19/07/2017

Chuva Ácida

As chuvas ácidas são um sério problema de agressão ao meio ambiente, são gotas de água que podem ser chuva ou neblina carregadas de ácido nítrico e sulfúrico. Esses ácidos são resultados de reações químicas que correm na atmosfera a partir da presença do enxofre. O enxofre, por sua vez, é emitido para a atmosfera pelas indústrias, pela queima de carvão, pelos veículos, etc. Ela pode manifestar-se tanto no local de origem, como a centenas de quilômetros de distância.

A ação corrosiva do ácido é impiedosa, provoca acidificação do solo, prejudicando as plantas e animais, a vida dos rios e florestas. Da mesma forma as edificações presentes na área são afetadas, o excesso de nitrogênio lançado pela chuva ácida em determinados lagos também pode causar crescimento excessivo de algas, e conseqüentemente perda de oxigênio, provocando um significativo empobrecimento da vida aquática.

No Brasil, durante muito tempo e até recentemente, a maior e mais famosa região industrial poluidora do meio ambiente era Cubatão.

Todos os tipos imagináveis de poluição e de agressão ao meio ambiente podiam ser encontrados nesse enorme complexo industrial, que apresenta uma grande siderúrgica (Cosipa) e uma refinaria de petróleo (Presidente Bernardes), além de inúmeras indústrias químicas (fertilizantes, sabão, etc).

Poluindo atmosfera, chuva ácida, chuva química, poluição dos rios, destruição da vegetação da Serra do Mar, população afetada com problemas respiratórios, abortos e crianças nascendo sem cérebro foram alguns dos problemas ambientais que deram fama a Cubatão como uma das cidades mais poluídas do mundo.

No mundo as chuvas e neblinas carregadas de ácidos são responsáveis pelo “desgastes” de esculturas de mármore, como ocorre em Atenas e em todos os grandes centros poluídos por automóveis e fábricas do mundo.

Na Europa esse problema é muito grave, pela antiguidade das obras expostas a céu aberto. É o chamado Câncer de Pedra, que faz com que seja necessário recolher essas obras de arte, substituí-las por réplicas e somente expô-las em ambientes fechados. Infelizmente, muitas obras de arte e monumentos antigos, já se acham completamente destruídos pela corrosão provocada pelas chuvas ácidas.

As chuvas ácidas também tem provocado a destruição completa da flora e da fauna aquática de numerosos lagos nos Estados unidos, no Canadá e na Suécia, também as florestas, como a Floresta Negra na Alemanha, vêm sofrendo os efeitos dessa poluição. Floresta Negra é o nome dado a floresta de pinheiros típicas do Sul da Alemanha.

O controle da chuva ácida tem de ser feito como o emprego de combustíveis de baixo teor de enxofre, com a instalação de sistemas de tratamento de emissões gasosas nas indústrias e no veículos com motor de explosão.

A ingestão de água potável acidificada, por longos períodos , pode causar a doença de Parkinson e de Alzheimer, a hipertensão, problemas renais e principalmente em crianças, danos ao cérebro. Estima-se que nos Estados Unidos a chuva ácida é a terceira maior causa de doenças pulmonares.

Continuando no ritmo de poluição do ar, nos próximos 30 a 40 anos a chuva ácida causará maiores alterações na química dos solos do que as florestas tropicais poderiam suportar.

Portal São Francisco

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Dragagem

Dragagem

Draga é um navio usado para escavar material, sob o nível da água, e aumentando o material extraído da superfície.

Fitorremediação

Fitorremediação

PUBLICIDADE O fitorremediação é a descontaminação de solo, o tratamento de águas residuais ou de …

Buraco na Camada de Ozônio

Buraco na Camada de Ozônio

PUBLICIDADE Os furos na camada de ozono, são causados pelo aumento das concentrações de produtos …

Um comentário

  1. ANA Paula notaroberto

    Muito obrigada pela reportagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.