Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Meio Ambiente / Poliestireno

Poliestireno

PUBLICIDADE

O poliestireno é um polímeros.

Poliestireno também é usado para fazer copos – os plásticos rígidos e também os espumosos macios. A popular marca de espuma de poliestireno é chamado de isopor TM.

Poliestireno
Poliestireno diferentes

O poliestireno é extraído do petróleo. Milhares de pequenas unidades de estireno chamados monómeros de ligação em conjunto de modo a formar grandes moléculas de poliestireno por um processo chamado de polimerização.

O poliestireno é uma das formas mais comuns de plástico.

O que é

O poliestireno é um tipo de plástico fabricado a partir de combustíveis fósseis não renováveis e produtos químicos sintéticos em duas formas principais:

Poliestireno expandido (EPS) espuma, que é normalmente usadocomo louça para cozinha mais barato, descartável (copos, pratos, ‘conchas’, etc) e de embalagens para proteger bens durante o transporte.
Poliestireno sólido, que é frequentemente usado para uma variedade de coisas, incluindo talheres descartáveis, os modelos de plástico, caixas de CD e DVD, e detector de fumaça caixas.

Isopor (TM)

A palavra de isopor é muitas vezes usado para descrever produtos de espuma de poliestireno expandido, no entanto, “isopor” é na verdade um termo registrado de propriedade da The Dow Chemical Company para de célula fechada de poliestireno extrudido (XPS) espuma feita para aplicações de isolamento e de artesanato térmicas.

Fabricação e Características

Poliestireno

Polímero de estireno, originário da reação de etileno com benzeno na presença de cloreto de alumínio, obtendo-se o etilbenzeno, que hidrogenado forma o estireno.

O monomêro de estireno é polimerizado na presença de radicais livres.

Sua produção comercial deu-se no ano de 1938, sendo descoberto pela primeira vez em 1839 pelo farmacêutico alemão Eduard Simon.

Sua representação quimica é descrita pela formúla:

CH2CHC6H5

O resultado desta cadeia é um material frágil e transparente, mas que permite várias combinações produzindo-se outros com características diferentes.

Por ex : adicionado-se de 5 a 10 por cento de polibutadieno reduz-se esta fragilidade e consegue-se o poliestireno de alto impacto.

O poliestireno é atacado por vários tipos de solventes, como materiais de limpeza, graxas e detergentes, que inclusive podem causar rachaduras no mesmo.

Um produto muito comum mas com certeza sua origem é muito pouco conhecida, é o poliestireno expandido (isopor®).

A expansão acontece quando as cápsulas de estireno são aquecidas e, estando herméticamente fechadas, aplica-se o vácuo. Elas vão se expandir e se amoldar ao recepiente onde estiverem, produzindo-se desta forma vários tipos de produtos, desde objetos de dimensões reduzidas até volumes de alguns metros cúbicos.

Poliestireno

Quando não estão acondicionadas em nenhum recipiente produz-se as conhecidas “bolinhas de isopor”

Processos de transformação

A maior parte de PS produzido se divide em dois tipos básicos:

1 – PS Cristal: é conhecido como GPPS, sendo transparente e rígido.
2 – PS Alto Impacto: é conhecido como HIPS e é translúcido e resistente ao impacto.

De acordo com o produto a ser fabricado, e o processo de transformação a que se destina, utiliza-se um dos dois ou, em alguns casos, a mistura de ambos.

Extrusão

Processo de transformação de termoplásticos que consiste em empurrar o material a ser moldado através de uma matriz de extrusão. Os materiais plásticos são misturados conforme o produto final a ser fabricado, e colocados na extrusora que irá empurrá-los até a matriz de extrusão.

A extrusora é uma máquina que, como princípio geral, possuí uma entrada de material chamada de funil de alimentação, vindo em seguida um corpo formado por um cilindro, dentro do qual gira um parafuso sem fim e uma cabeça que serve de suporte para a matriz de extrusão.

Pode se fazer com que o termoplástico, na saída da extrusora, passe por cilindros de gravação onde receberão o acabamento necessário a sua utilização.

Na maioria das vezes, como processo final da transformação, o produto final é cortado ou enrolado.

Como podemos ver na foto ao lado, temos uma extrusora própria para fabricação de chapas rígidas que pode ser utilizada com o HIPS, que produzirá chapas de poliestireno alto impacto, ou também bobinas do mesmo material.

Sopro

A principal utilização deste processo se encontra na fabricação de garrafas e recepientes plásticos, que é o principal mercado do sopro. O polímero fundido proveniente de uma extrusora é expulso de uma fenda onde está o molde do recepiente a ser utilizado.

Neste momento um fluxo de ar prevíamente dimensionado é “soprado” para dentro do molde herméticamente fechado, fazendo com que o polímero assuma a forma do mesmo.

Uma vez em contato com a parede fria do molde o plástico se solidifica, e se ajusta a todas as paredes do mesmo, então o molde é aberto e a garrafa amoldada é retirada ou expulsa.

Existem diversos tipos de máquinas de sopro, com diferenciações entre o tipo de recepiente e o volume de produção.

Injeção

A injeção é um processo de moldagem de materiais plásticos ( termoplásticos e termofixos ) onde o material é fluidificado por aquecimento e a seguir injetado em um molde de uma ou mais partes. Na injetora existe um conjunto denominado de rosca-pistão, onde o plástico é fluidificado para ser injetado no molde. A cavidade do molde é essencialmente o negativo da peça a ser produzida. A cavidade se enche de plástico sob grande pressão e sofre um resfriamento, indo para o estado sólido, quando finalmente a peça é expulsa da cavidade resultando no produto final.

As pressões aplicadas neste processo podem variar de 5000 a 20.000 psi, e por este motivo, o molde é seguro e fechado durante a injeção e resfriamento, com forças medidas em toneladas.

Este processo permite produzir peças com uma grande precisão com tolerâncias de medidas muito pequenas.

Esta precisão é alcançada com a elaboração de moldes específicos e utilizando-se o plástico adequado ao produto que se deseja produzir. Normalmente estes moldes são fabricados em aço endurecido, com um ciclo de produção alto, ou em alumínio ou em outros materiais quando o ciclo de produção não fôr grande.

Por este motivo torna-se um processo caro quando a quantidade de peças não fôr grande, só ficando viável quando se produz uma grande quantidade de peças que compense os custos do molde.

Formas de apresentação

Chapas – Extrusadas

São fabricadas com o poliestireno alto impacto, pois destinam-se, na maioria das vezes, ao processo de vacuum-forming para confecção de peças de grande porte e de grande resistência mecânica.

As medidas comercialmente fabricadas são de 100 por 200 cms. para a chapa grande e, 62 por 124 cms. para a pequena, mas podem ser feitas por encomenda em várias medidas de acôrdo com a largura máxima da extrusora.

Sua espessura pode variar de 0,20 até 5.000 mm ou superior, dependendo do uso final do produto utiliza-se uma espessura adequada.

Bobinas – Extrusadas

No caso das bobinas, que também são feitas com o HIPS, são fabricadas em qualquer largura pois destinam-se ao processo de vacuum forming, mas comercialmente encontra-se nas larg. de 400 mm, 550 mm e 650 mm.

Neste caso varia sua espessura em função do seu emprego, indo de 0,30 mm até 0,80 mm, pois a partir desta espessura o rebobinamento do material fica prejudicado pela espessura.

Pode ser fabricada em diversas cores, sendo mais comum o branco opaco com um lado brilhante, e na côr preta com o mesmo tipo de acabamento.

Peças Técnicas – Extrusão, Injeção e Sopro

Um copo, um pote de iogurte, ou até uma peça de uma máquina podem ser feitos em poliestireno pelos processos acima. Normalmente são executadas peças que possuam uma boa resistência a choques, muito usado em peças de geladeiras e de cozinhas que necessitem desta característica.

O poliestireno é utilizado para copos e recipientes para embalagens do tipo rígido e maleável, o tipo maleável também é fabricado em polietilieno.

Suas propriedades permitem que se façam vários produtos e de uma maneira genérica podemos dizer que se apresentam como “Peças Técnicas”.

Usos e aplicações

As aplicações do poliestireno estão relacionadas diretamente com a sua forma de apresentação como veremos a seguir:

Chapas

Amplamente usadas no processo de vacuum forming como já dissemos anteriormente, servem para produzir diversos produtos finais, e também para complementar outro, como por exemplo: uma gaveta de um armário de cozinha.

Na comunicação visual, como subestrato, servem de apoio para avisos e propagandas, sendo mais indicada para uso interno, pois não possuí grande durabilidade a agentes externos tais como: sol, chuva, etc…

Bobinas

São encontradas sem passar por processo nenhum, da forma que foram transformadas em acabamentos de lustres, luminárias e cúpula de abajur, normalmente nas cores branca ou bege.

Mas a sua maior utilização encontra-se em peças produzidas por vacuum forming como: bandejas, recepientes de armazenagem, confecções de materiais cosméticos, embalagem de bijouterias, jogos e brinquedos infantis, displays, etc ….

Injeção – Sopro

Dentro destes processos pode-se enumerar um infinidade de artigos fabricados com o poliestireno, pois com o mesmo pode-se produzir desde peças pequenas até grandes objetos. Com a adição de aditivos que fornecem cores, acabamentos, resistência variada fica fácil visualizar-se a grande gamas de produtos que se pode obter, como nós dá uma idéia a foto ao lado.

Poliestireno expandido

Por ser muito leve e resistente a choques mecânicos o isopor ® é muito utilizado em embalagens adequando-se muito bem a este fim, pois como explicamos, é de muito fácil fabricação nos moldes e formatos que se precisa para embalar, e principalmente proteger equipamentos delicados e sensíveis.

Além deste uso, o isopor ® em placas serve para trabalhos escolares e forros em geral, também utilizado na construção civil na confecção de formas para lages e pisos

Fonte: www.plasticoscarone.com.br

Poliestireno

O que é poliestireno?

O poliestireno é um tipo de polímero com propriedades termoplásticas produzidas a partir do derivado do petróleo monómero, o estireno.

Na forma sólida, que é um plástico rígido e incolor, mas também podem ser devolvidos ao estado líquido por meio de aquecimento, e utilizada de novo para a moldagem ou extrusão.

Ele é utilizado para produzir diversos produtos de uso industrial e de consumo. Na verdade, a sua presença como um plástico na vida cotidiana é apenas a segunda de polietileno.

A estrutura química deste material permite que seja classificado como um hidrocarboneto líquido, o que significa que ele é composto exclusivamente de hidrogénio e carbono . Tal como o seu precursor, que é um hidrocarboneto aromático que participa em ligação covalente com todos os outros átomos de carbono que é ligado a um grupo fenol. É produzido através de polimerização por radicais livres, o que significa que a reação envolve quebrar os laços entre elétrons e deixando-os “livre” para formar novos laços. Quando queimado, produz este material de partículas de carbono negro, ou fuligem. Quando completamente oxidado, apenas dióxido de carbono e vapor de água permanecem.

Existem vários tipos diferentes que são produzidos. Poliestireno extrudido é considerada como tendo resistência à tração tanto como puro alumínio, mas que é mais leve e mais elástica. Este é o material usado para fazer uma variedade de produtos moldados, variando de talheres de plástico para caixas de CD e modelos de carros. É também utilizado para a produção de produtos médicos e farmacêuticos.

Espuma de poliestireno extrudido, vulgarmente conhecido como isopor ™, é um tipo de isolamento com aplicações versáteis, tais como a fabricação de pranchas de surf.

Este material forte, mas leve também é utilizado para o artesanato, e é geralmente vendido em folhas. Ele é geralmente composto de três camadas, com poliestireno no núcleo colada por papel de cada lado. As folhas são freqüentemente usados como apoio para montar arte ou fotografia, ou para a construção de modelos de arquitetura. Esta espuma também é familiar para aqueles que trabalham com artesanato florais.

Poliestireno
Poliestireno

Fonte: www.wisegeek.org

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Dragagem

Dragagem

Draga é um navio usado para escavar material, sob o nível da água, e aumentando o material extraído da superfície.

Fitorremediação

Fitorremediação

PUBLICIDADE O fitorremediação é a descontaminação de solo, o tratamento de águas residuais ou de …

Buraco na Camada de Ozônio

Buraco na Camada de Ozônio

PUBLICIDADE Os furos na camada de ozono, são causados pelo aumento das concentrações de produtos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+