Breaking News
Home / Meio Ambiente / Parque Nacional do Monte Pascoal

Parque Nacional do Monte Pascoal

PUBLICIDADE

Em seus limites encontram-se três fases distintas do ciclo que contribuiu decisivamente para a transição entre os ecossistemas do litoral e da floresta densa dos tabuleiros terciários.

Foi a primeira porção continental avistada pelos portugueses ao descobrir o Brasil, o Monte Pascoal – que dá nome ao Parque – reúne, além da importância histórica, uma diversidade de ecossistemas, como a floresta atlântica densa, regiões alagadiças, restinga, mangue e praia.

Monte Pascoal, um pico de 586 m de altura, foi a primeira terra avistada quando os portugueses descobriram o Brasil em 1500.

A mais antiga dessas fases tem no Monte Pascoal seu mais notável afloramento.

As outras duas, do terciário e quaternário, são respectivamente representadas pelas rochas sedimentares do grupo Barreiras, constituintes dos chamados “tabuleiros”, e pelos sedimentos aluviais e costeiros.

No Parque Nacional de Monte Pascoal, embora variada, a vegetação predominante é de mata atlântica densa, onde ocorrem árvores de grande porte, como o visgueiro (Parkia pendula), de origem amazônica, mas que se espalha até o norte do Espírito Santo.

As mais famosas, porém, são a canela-sassafrás (Ocotea pretiosa), jequitibá (Cariniana estrelensis), araribás (Centrolobium robustum), jacarandá-caviúna (Dalbergia nigra) e maçaranduba (Manilkara elata).

Nos trechos mais úmidos há a formação de densas comunidades de samambaias (Pteridium aquilinum), podendo-se também encontrar o palmito (Euterpe edulis) e diversas espécies de orquídeas, como a rara Cattleya schilleriana. E, nas partes mais secas, ocorre a piaçava.

Na fauna, os destaques são o raro ouriço-preto (Chaetomys subspinosus), preguiça-de-coleira (Bradypus torquatus) e caxinguelê (Scirurius sp), além de guariba (Alouatta fusca) e anta (Tapirus terrestris), que habitam perto dos leitos dos rios. Há também tamanduás (Tamandua tetradactyla), cutias (Dasyprocta sp) e pacas (Agouti paca).

Entre os mamíferos ameaçados de extinção, a onça (Phantera onca) e a suçuarana (Puma concolor) mantêm-se protegidos no interior do Parque. E, entre as aves, há exemplares dos também ameaçados gavião-de-penacho (Spizaetus ornatus) e gavião-pega-macaco (Spizaetus tyrannus), além de mutum (Crax blumenbachii), curió (Oryzoborus angolensis) e sabiá-da-mata (Turdus fumigatos).

Distante apenas 14 km da BR-1O1, que liga Vitória a Salvador, e a 156 km de Porto Seguro, o Parque ainda não dispõe de infra-estrutura para a hospedagem de visitantes.

Parque Nacional de Monte Pascoal – Dados

Parque Nacional de Monte Pascoal

Data de criação: 29 de novembro de 1.961, pelo decreto federal nº. 242.
Localização: Bahia, município de Porto Seguro.
Área: 22.500 hectares
Perímetro: 110 km
Clima: tropical do Brasil Central, quente úmido, com um a dois meses secos.
Temperaturas: média anual de 22 a 24ºC, máxima absoluta de 36 a 38ºC e mínima absoluta de 8 a 12ºC.
Chuvas: Entre 1500 e 1750 mm anuais.
Relevo: plano e ondulado.

Parque Nacional de Monte Pascoal – Brasil

Monte Pascoal

Parque Nacional Monte Pascoal é um parque nacional no estado da Bahia, Brasil.

O Parque Nacional e Histórico fica no bioma Mata Atlântica.

A reserva abrange parte dos municípios de Porto Seguro e Prado, no estado da Bahia.

Faz parte das Reservas da Mata Atlântica da Costa do Descobrimento, um conjunto de oito áreas protegidas com 112 mil hectares do bioma Mata Atlântica, tombado como Patrimônio da Humanidade.

O parque contém e leva o nome de Monte Pascoal, a primeira terra vista pelo explorador português Pedro Álvares Cabral.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA UNIDADE

Conservar uma amostra representativa dos ecossistemas de transição entre o litoral e a floresta pluvial dos tabuleiros terciários, conservar os recursos genéticos, possibilitar; fomentar atividades de educação e investigação e proteger o Monte Pascoal, marco histórico do Brasil.

DECRETO E DATA DE CRIAÇÃO

Foi criado pelo Decreto n.º 242 de 29.11.1961.

ASPECTOS CULTURAIS E HISTÓRICOS

Monte Pascoal

Monte Pascoal foi o primeiro ponto de terra avistado pelos portugueses em 1.500, quando descobriram o Brasil. O monte avistado foi batizado por Pedro Alvares Cabral com o nome de Monte Pascal.

O nome da unidade é devido a este monte.

Há notícias sobre a existência do grupo indígena Pataxó no extremo sul da Bahia desde o século XVI. Esses indígenas, que naquela época já eram bastante influenciados pela cultura civilizada, possuíam pequena tradição agrícola, o que aliado ao assédio dos madeireiros da região, levou- os a desmatar e comercializar a cobertura vegetal nativa existente.

Este fato aliado à expansão agrícola da região culminou com a propostas de criação da unidade. A primeira proposta de protegê-lo partiu da comissão nomeada pelo Governo Federal na década de 30, encarregada de determinar o exato ponto do descobrimento do Brasil, presidida por Bernardino José de Souza. A concretização dessa proposta partiu do General Pinto Aleixo, que criou o parque Monte Pascoal em terras devolutas do estado.

ÁREA, LOCALIZAÇÃO E ACESSOS

Parque Nacional de Monte Pascoal

Possui 22.500 ha de área total e 110 Km de perímetro.

Está localizado no extremo sul do estado da Bahia, no município de Porto Seguro.

O acesso é feito, por via terrestre, através da rodovia BR-101, no trecho situado entre as cidades baianas de Itamaraju e Itabela, percorrendo uma estrada (BR-498) asfaltada que tem início na BR-101 com cerca de 14 Km até a entrada.

A cidade de Itamaraju fica a 750 Km da capital do estado, sendo a mais próxima à Unidade.

CLIMA

O clima da região do Parque Nacional de Monte Pascoal pode ser considerado de úmido a super úmido, tropical e subtropical, apresentando uma temperatura média entre 21 e 24,2° C.

Conta ainda com precipitações com médias anuais em torno de 1500 a 1750 mm. A umidade relativa do ar fica em média em torno de 80% durante todo ano.

QUE VER E FAZER (ATRAÇÕES ESPECIAIS)/ÉPOCA IDEAL PARA VISITAÇÃO

É aberto à visitação todos os dias da semana, das 8:00 às 16:00 hs.

A unidade tem como principal atração a trilha para o Monte Pascoal (valor histórico) e o centro de visitantes que conta parte da história do descobrimento do Brasil.

Nos meses de dezembro a março e os de junho e junho, a unidade é mais visitada.

RELEVO

O relevo é caracterizado pelos depósitos de praias, às vezes com bancos de recifes, extensas planícies costeiras, tabuleiros da formação barreiras, colinas e pequenas serras de rochas cristalinas.

VEGETAÇÃO

Abriga um dos últimos remanescentes da Mata Atlântica, tendo como vegetação predominante a Floresta Tropical Pluvial.

Segundo aspecto fisionômico e estrutural esta tipologia assemelha-se à Hileia Amazônica, apresentando um vegetação densa e exuberante.

Algumas espécies de ocorrência são visgueiro, farinha-seca e anda-açu (grande porte).

FAUNA

Parque Nacional de Monte Pascoal tem grande diversidade faunística.

Entre os mamíferos destacam-se: veado-campeiro e a ariranha, ambos ameaçados de extinção.

Ainda conta com alguns raros, como: ouriço preto, preguiça de coleira e o guariba.

Já os carnívoros pode-se citar a suçuarana e a tradicional onça.

As aves ameaçadas de extinção: urubu-rei, macuco e mutum.

USOS CONFLITANTES QUE AFETAM A UNIDADE E SEU ENTORNO

A problemática da unidade reside nas atividades degradantes como: incêndios florestais, ação predatória sobre fauna e flora e descaracterização do ecossistema.

Outro sério problema enfrentado pela unidade é o relacionamento conflitante com os índios Pataxós.

No momento o Parque Nacional de Monte Pascoal encontra-se ocupado pelos índios, que o invadiram no início do ano (2000).

Fonte: paginas.terra.com.br/www.brasilturismo.com/www.nybg.org/opopularmm.com.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Efeito La Niña

PUBLICIDADE Efeito La Niña – O que é Tradicionalmente, La Niña tem recebido menos atenção do que …

Poluição Industrial

PUBLICIDADE Muitos processos de fabricação industrial usam ou produzem produtos químicos que podem prejudicar a …

Biotecnologia Ambiental

Biotecnologia Ambiental

PUBLICIDADE Definição A biotecnologia ambiental, em particular, é a aplicação de processos para a proteção e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.