Breaking News
Home / Meio Ambiente / Poluição da Água

Poluição da Água

PUBLICIDADE

Definição da Poluição da Água

poluição é considerada uma das causadoras da escassez de água, pois, quando poluída, a água torna-se imprópria para o uso.

O ser humano é o grande responsável pela poluição da água doce. Esgoto, lixo, resíduos industriais e agrotóxicos são jogados, muitas vezes, em nossos rios, riachos e lagos. Porém, esse não é o único problema.

A destruição das matas ciliares provoca o assoreamento dos rios.

Mas qual o significado de Matas Ciliares e Assoreamento?

Matas ciliares são vegetações que acompanham o curso dos rios. A existência da mata está diretamente relacionada à existência de diversas espécies de peixes em nossos rios.

Muitos animais aquáticos dependem dos frutos, das flores e folhas das matas ciliares e até dos insetos que surgem com esse tipo de vegetação.

As matas ciliares também são responsáveis pela proteção dos terrenos das margens dos mananciais, que, sem a vegetação, são levados pela chuva, causando erosão. Com a obstrução do rio, aumenta a velocidade das águas e diminui a profundidade, podendo haver enchentes, na época de chuva, e seca, no período de estiagem. Quando isto acontece, dizemos que o rio está assoreado.

A presença da vegetação nas margens dos rios impede que isto aconteça.

O ecossistema aquático é extremamente susceptível de sofrer poluição e contaminações derivadas das atividades humanas.

Atividades econômicas como agricultura, industria e também de forma muito significativa a urbanização descontrolada e mal planejada, geram uma enorme quantidade de efluentes originados de processos de produção de bens, irrigação de lavouras, aplicação de agrotóxicos, uso para atividades domésticas, lançamento de esgotos etc.

A quantidade de água disponível no mundo, que possa ser prontamente aproveitada nestes processos, é relativamente muito pequena, e mal distribuída geográfiamente, existindo regiões áridas onde as populaçõres se enfretam violentamente em disputa por territórios que comportam pequenos cursos dágua indispensáveis a sua sobrevivência e desenvolvimento. Por outro lado, regiões como a Amazônia e o Pantanal Matogrossense por exemplo, possuem gigantescas bacias hidrográficas, com uma inestimável biodiversidade ligada ao ecossistema formado por estas condições de umidade.

Entretanto, a espécie humana não tém se dado conta dos porcessos destrutivos e suicidas que pressionam estes importantes ecossitemas aquáticos, de água doce ou mesmo de água salgada.

O controle de lançamentos de poluição nestes compartimentos tem sido um desafio aos governos mundiais que buscam através de instrumentos legais e tecnológicos conter a degradação das bacias hidrográficas mais importantes para a sobrevivência dos seus povos.

Que é a causa da poluição de água?

poluição de água refere as mudanças nas condições físicas, biológicas, e químicas de todo o corpo de água que interrompe prejudicial o contrapeso do ecossistema.

Como qualquer tipo de poluição, a poluição de água resulta quando uma quantidade opressivamente de desperdício que vem das fontes diferentes de poluentes pode já não ser acomodada pelo ecossistema natural.

Conseqüentemente, quando os desperdícios não são destruídos tão rapidamente como estão produzidos, fazem desfavorável aos seres humanos e aos muitos outros organismos. Mas aquele não é todo.

Há realmente muitas razões específicas atrás do que causa a poluição de água. Entretanto, é importante familiarizar-se com as duas categorias principais de poluição de água.

Este tipo de poluição é chamado poluição da fonte de ponto tal como as tubulações da água de esgoto que esvaziam a água contaminada no rio e na terra. Entrementes, a poluição da fonte do não-ponto é a poluição que vem dos áres extensa como a gasolina e a outra sujeira das estradas que entram nos lagos e nos rios.

Que são a poluição de água das causas?

Quem são os culpados que devem ser responsáveis para o dano trazido por seus poluentes?

Como estas fontes de poluição poluem corpos de água diferentes?

Uma causa principal da poluição de água que causou ambiental sério e os problemas de saúde são os poluentes que vêm dos processos químicos e industriais.

Quando as fábricas e os fabricantes derramam seus produtos químicos e desperdícios de rebanhos animais diretamente em córregos e em rios, a água torna-se venenosa e os níveis do oxigênio são esgotados que fazem com que muitos organismos aquáticos morram. Estes desperdícios incluem solventes e substâncias tóxicas.

A maioria dos desperdícios não são biodegradáveis. As centrais energéticas, moinhos de papel, refinarias, fábricas de automóvel dispor o desperdício nos rios.

A água heated das centrais energéticas é chamada poluição térmica. Isto mata animais e plantas aquáticos reduzindo o índice de oxigênio da água. Água do uso das centrais energéticas para refrigerar seus machineries, assim mudando a temperatura da água.

Com exceção da poluição térmica, há igualmente poluentes orgânicos e inorgánicos. Os desperdícios orgânicos incluem a recusa das casas de chacina, as fábricas de colocação em latas dos peixes e da carne, e companhias tanning do couro, usinas, inseticidas e empresas petrolíferas cruas. Desde que os desperdícios orgânicos são decompor por micro-organismos, muito do oxigênio dissolvido na água é usado acima e o waster começa a tresandar.

Os desperdícios inorgánicos incluem substâncias tóxicas e corrosivas como os ácidos, os metais pesados, o mercúrio, o cádmio e a ligação que podem danificar os processos de corpo normais.

Os fabricantes da bateria, mineração, os moinhos de papel aumentam a concentração de mercúrio que faz a água perigosa e venenosa para a maioria de coisas vivas.

Uma outra causa da poluição de água é dos inseticidas. Os inseticidas da exploração agrícola envenenam plantas e animais aquáticos. O estrume animal, fertilizantes químicos, fosfata o detergente polui a água fornecendo nutrientes adicionais. Esta poluição é sabida como a eutrofização.

Isto aumenta extremamente o crescimento das algas na água que diminui desse modo a quantidade de nível do oxigênio na água que causa a morte de muitos organismos aquáticos.

A água está sendo poluída igualmente por plásticos e por outro do lixo especificamente plástico-como substâncias. Algum plástico como o nylon pode complicar peixes e outros animais marinhos.

Os plásticos que dividiram em partes minúsculas podem ser comidos pelas criaturas do mar que podem causar sua morte.

Desde que o plástico é não-biodegradável, continuará a matar mais peixes.

Uma mais causa da poluição de água é água de esgoto que vem dos agregados familiares. Desde que ninguém quer viver em uma área poluída, perto de um dumpsite ou de uma operação de descarga, o esgoto e a água de esgoto não tratada são levados da CASA que polui corpos de água diferentes. A maioria de países em vias de desenvolvimento praticam este tipo de canalização.

Mesmo os países modernos carrega água de esgoto deficientemente tratada aos canais que conduzem para major corpos de água.

O perigo é quando as tubulações da água de esgoto começ quebradas e waste contamina a água bebendo. Quando isto acontece, a ruptura abrirá um vasto leque das doenças carregadas água que levantarão certamente o perigo aos consumidores.

Últimos entre as causas da poluição de água são os produtos do cuidado pessoal e do agregado familiar. O champô, a loção, o moisturizer, a tintura de cabelo, o descorante, o detergente de lavanderia, o emoliente da tela, e muito outro contribuem à poluição de água. O desperdício humano não é a única coisa que vai à água de esgoto. Estes produtos igualmente juntam-se ao wastewater para contaminar os córregos, os rios, e os lagos.

Embora o mundo abunde com água, simplesmente três por cento dele são potáveis. São incluídos na fonte de 3% de água potável os córregos, a mola, os rios, os lagos, e as cachoeiras que continuamente estão sendo ameaçadas e contaminadas pelos fatores diferentes que causa da poluição de água. Se as fontes de poluição de água não são controladas, esta necessidade básica transformar-se-á eventualmente um producto raro somente que algumas podem ter recursos para ter.

Poluição da Água – Terra

água é um dos mais essenciais recursos naturais para os seres vivos. Além de ser vital para a manutenção da vida, o domínio da água permitiu que o homem aprendesse a plantar, criar animais para seu sustento, a gerar energia, etc. Uma evidência da importância da água é o fato de que o homem sempre procurou morar perto de rios e regiões de lagos.

O planeta Terra é composto por 75% de água, aproximadamente. Entretanto, se levarmos em conta a água doce, aquela utilizada pelo homem em suas necessidades, somente 1% está efetivamente disponível para o consumo.

A água nunca é pura na natureza, pois nela estão dissolvidos gases, sais sólidos e íons. Dentro dessa complexa mistura, há uma coleção variada de vida vegetal e animal, desde o fitoplâncton e o zooplâncton até a baleia azul (maior mamífero do planeta). Dentro dessa gama de variadas formas de vida, há organismos que dependem dela inclusive para completar seu ciclo de vida (como ocorre com os insetos). Enfim, a água é componente vital no sistema de sustentação da vida na Terra e por isso deve ser preservada, mas nem sempre isso acontece.

A sua poluição impede a sobrevivência daqueles seres, causando também graves conseqüências aos seres humanos.

Se não bastasse o fato de ser um recurso escasso, o ser humano passou, ao longo da história, a poluir os rios, lagos, oceanos, etc.

Desde os tempos mais remotos o homem costuma lançar seus detritos nos cursos de água. Até a Revolução Industrial, porém, esse procedimento não causava problemas, já que os rios, lagos e oceanos têm considerável poder de autolimpeza, de purificação. Com a industrialização, a situação começou a sofrer profundas alterações. O volume de detritos despejados nas águas tornou-se cada vez maior, superando a capacidade de purificação dos rios e oceanos, que é limitada.

Além disso, passou a ser despejada na água uma grande quantidade de elementos que não são biodegradáveis, ou seja, não são decompostos pela natureza. Tais elementos – por exemplo, os plásticos, a maioria dos detergentes e os pesticidas – vão se acumulando nos rios, lagos e oceanos, diminuindo a capacidade de retenção de oxigênio das águas e, consequentemente, prejudicando a vida aquática.

A água empregada para resfriar os equipamentos nas usinas termelétricas e termonucleares e em alguns tipos de indústrias também causa sérios problemas de poluição. Essa água, que é lançada nos rios ainda quente, faz aumentar a temperatura da água do rio e acaba provocando a eliminação de algumas espécies de peixes, a proliferação excessiva de outras e, em alguns casos, a destruição de todas.

Do ponto de vista econômico, a poluição da água é uma alteração da qualidade que afeta o bem-estar do consumidor e reduz os lucros do produtor.

Ambientalmente, a poluição da água é uma alteração do ambiente que afeta os ecossistemas e direta ou indiretamente, o homem e os demais seres vivos.

É qualquer mistura que altere as propriedades da água afetando a saúde de animais e vegetais que dependem dela. Normalmente é causada pelo lançamento inadequado de restos industriais, agrícolas e esgotos domésticos.

Os resíduos gerados pelas indústrias, cidades e atividades agrícolas são sólidos ou líquidos, tendo um potencial de poluição muito grande. Os resíduos gerados pelas cidades, como lixo, entulhos e produtos tóxicos são carreados para os rios com a ajuda das chuvas. Os resíduos líquidos carregam poluentes orgânicos (que são mais fáceis de ser controlados do que os inorgânicos, quando em pequena quantidade). As indústrias produzem grande quantidade de resíduos em seus processos, sendo uma parte retida pelas instalações de tratamento da própria indústria, que retêm tanto resíduos sólidos quanto líquidos, e a outra parte despejada no ambiente. No processo de tratamento dos resíduos também é produzido outro resíduo chamado “chorume”, líquido que precisa novamente de tratamento e controle. As cidades podem ser ainda poluídas pelas enxurradas, pelo lixo e pelo esgoto.

Os esgotos domésticos contém materiais orgânicos que nutrem bactérias aeróbias que consomem oxigênio da água podendo matar todo ser vivente nele contido por asfixia. Ainda podem existir vermes, protozoários, vírus e outras bactérias. Entre as doenças causadas direta ou indiretamente pela água contaminada estão as disenterias, a amebíase, a esquistossomose, a malária, a leishmaniose, a cólera, a febre tifóide, entre várias outras.

Os compostos orgânicos lançados nas águas provocam um aumento no número de microrganismos decompositores. Esses microrganismos consomem todo o oxigênio dissolvido na água, provocando a morte dos peixes que ali vivem, não por envenenamento, mas por asfixia. As fezes quando erradamente conduzidas às águas das estações de tratamento podem contaminar os rios e lagos.

As fezes acumulam-se na superfície da água, impedindo a entrada de luz. Os vegetais que vivem no fundo dos rios e lagos, como as algas, ficam impossibilitados de realizar a fotossíntese e, conseqüentemente, de produzir oxigênio. Os animais que se alimentam dessas algas acabam morrendo. Sobrevivem apenas as bactérias anaeróbias que são capazes de viver na ausência de oxigênio.

Essas bactérias podem causar males à saúde humana.

Sobre a contaminação agrícola temos, no primeiro caso, os resíduos do uso de agrotóxicos (comum na agropecuária), que provêm de uma prática muitas vezes desnecessária ou intensiva nos campos, enviando grandes quantidades de substâncias tóxicas para os lençóis freáticos e rios através das chuvas, o mesmo ocorrendo com a eliminação do esterco de animais criados em pastagens. No segundo caso, há o uso de fertilizantes, muitas vezes exagerado, que acabam por ser carregados pelas chuvas aos rios locais, acarretando o aumento de nutrientes nestes pontos.

Isso propicia a ocorrência de uma explosão de bactérias decompositoras que consomem oxigênio, contribuindo ainda para diminuir a concentração do mesmo na água, produzindo sulfeto de hidrogênio, um gás de cheiro muito forte que, em grandes quantidades, é tóxico. Isso também afeta as formas superiores de vida animal e vegetal, que utilizam o oxigênio na respiração, além das bactérias aeróbicas, que seriam impedidas de decompor a matéria orgânica sem deixar odores nocivos através do consumo de oxigênio.

Enfim, a poluição das águas pode aparecer de vários modos, incluindo a poluição térmica, que é a descarga de efluentes a altas temperaturas, poluição física, que é a descarga de material em suspensão, poluição biológica, que é a descarga de bactérias patogênicas e vírus, e poluição química, que pode ocorrer por deficiência de oxigênio, toxidez e eutrofização.

A eutrofização é causada por processos de erosão e decomposição que fazem aumentar o conteúdo de nutrientes, aumentando a produtividade biológica, permitindo periódicas proliferações de algas, que tornam a água turva e com isso podem causar deficiência de oxigênio pelo seu apodrecimento, aumentando sua toxidez para os organismos que nela vivem (como os peixes, que aparecem mortos junto a espumas tóxicas).

poluição da água indica que um ou mais de seus usos foram prejudicados, podendo atingir o homem de forma direta, pois ela é usada por este para ser bebida, para tomar banho, para lavar roupas e utensílios e, principalmente, para sua alimentação e dos animais domésticos. Além disso, abastece nossas cidades, sendo também utilizada nas indústrias e na irrigação de plantações. Por isso, a água deve ter aspecto limpo, pureza de gosto e estar isenta de microorganismos patogênicos, o que é conseguido através do seu tratamento, desde a retirada dos rios até a chegada nas residências urbanas ou rurais.

A água de um rio é considerada de boa qualidade quando apresenta menos de mil coliformes fecais e menos de dez microorganismos patogênicos por mililitro (como aqueles causadores de verminoses, cólera, esquistossomose, febre tifóide, hepatite, leptospirose, poliomielite etc.). Portanto, para a água se manter nessas condições, deve-se evitar sua contaminação por resíduos, sejam eles agrícolas (de natureza química ou orgânica), esgotos, resíduos industriais, lixo ou sedimentos vindos da erosão. Para controlar a poluição é necessário tratar o esgoto antes de lançá-lo aos rios diminuindo matérias orgânicas, substâncias tóxicas e agentes patogênicos.

Além de evitar, ou no mínimo, diminuir a emissão de agentes poluentes, é necessário preservar e proteger os mananciais existentes.

poluição de águas nos países ricos é resultado da maneira como a sociedade consumista está organizada para produzir e desfrutar de sua riqueza, progresso material e bem-estar. Já nos países pobres, a poluição é resultado da pobreza e da ausência de educação de seus habitantes, que, assim, não têm base para exigir os seus direitos de cidadãos, o que só tende a prejudicá-los, pois esta omissão na reivindicação de seus direitos leva à impunidade às indústrias, que poluem cada vez mais, e aos governantes, que também se aproveitam da ausência da educação do povo e, em geral, fecham os olhos para a questão, como se tal poluição não atingisse também a eles.

A Educação Ambiental vem justamente resgatar a cidadania para que o povo tome consciência da necessidade da preservação do meio ambiente, que influi diretamente na manutenção da sua qualidade de vida.

O Brasil dispõe de 15% de toda a água doce existente no mundo, ou seja, dos 113 trilhões de m 3 disponíveis para a vida terrestre, 17 trilhões foram reservados ao nosso país. No processo de reciclagem, quase a totalidade dessa água é recolhida pelas nove grandes bacias hidrográficas aqui existentes. Como a água é necessária para dar continuidade ao crescimento econômico, as bacias hidrográficas passam a ser áreas geográficas de preocupação de todos os agentes e interesses públicos e privados, pois elas passam por várias cidades, propriedades agrícolas e indústrias.

A poluição tornou 70% das águas de rios, lagos e lagoas do Brasil impróprias para o consumo. Estão identificadas 20.760 áreas de contaminação em todo o país que afetam diretamente cinco milhões de pessoas, além de outras 15 milhões de vítimas de impactos indiretos. Em relação à 2004, a contaminação das águas superficiais cresceu 280%. Nesse ritmo, se nada for feito, nos próximos quatro anos, 90% das águas estarão impróprias para o contato humano.

As principais causas da contaminação são atribuídas principalmente ao agronegócio e à atividade industrial. Há uma falta generalizada de controle e de fiscalização da geração, da destinação e do tratamento de resíduos, sejam eles urbanos, de saúde ou residenciais. A mineração, a produção de suco de laranja e de derivados da cana-de-açúcar são “destaques negativos” pelos problemas ambientais provocados pelo descarte inadequado de resíduos industriais e pelas conseqüências sociais ligadas aos empreendimentos (como exploração de mão-de-obra e avanço sobre áreas indígenas). Vem contribuindo também para o agravamento da poluição hídrica no país, a “euforia” com a produção de biodiesel, que demonstra tendência para a economia agrícola, com empresas petrolíferas altamente contaminadoras apropriando-se indevidamente do discurso do uso de elementos naturais que na verdade mascaram as tentativas de sobrevida dos combustíveis fósseis.

O lançamento de esgotos diretamente nos rios e a exposição de resíduos em lixões também são apontadas como causas do crescimento contínuo da poluição das águas, principalmente em áreas urbanas.

A existência de lixões continua sendo uma realidade irrefutável em mais de 4,7 mil municípios sendo que a deposição de resíduos sem controle ou proteção continua ocorrendo nas margens de cursos de água e proximidades de nascentes. Um agravante é que menos de 3% dos lixões enquadram-se na categoria de “aterros controlados”, por exemplo. Além disso, o país conta com apenas cerca de 20 aterros devidamente licenciados e com capacidade para receber lixo hospitalar infectante.

A classificação de água poluída depende do seu uso, e do equilíbrio que existe entre o meio aquático e a sua fauna e flora, assim sendo, uma água pode ser imprópria para consumo humano, mas estando em equilíbrio com o seu meio não poder ser classificada como poluída. Um exemplo é a água dos oceanos, que devido a sua composição mineral e iônica, não se encontra dentro dos padrões definidos para consumo humano, mas no entanto não pode ser considerada como poluída.

Podemos destacar a lgumas medidas para solucionar os problemas da poluição das águas:

Investimentos nas áreas de fiscalização de indústrias
Ampliação da rede de esgotos
Saneamento básico para todos
Investimentos na construção de navios mais seguros para o transporte de combustíveis
Melhoras no sistema de coleta de lixo
Implantação de estações de tratamento de esgotos
Campanhas educativas, buscando a explicação de técnicas de saneamento para a população carente
Campanhas de conscientização da população para os riscos da poluição
Criação de produtos químicos mais seguros para a agricultura
Cooperação com as entidades de proteção ambiental.

Poluição da Água – Lixo

Todos os tipos de lixo jogados na rua, podem por sua vez ser carregados por alguma tempestade, e levados para algum rio que atravessa a cidade.

Quem não viu um monte de coisas flutuando na água?

Mas essa é a poluição que enxergamos.

A que vemos que é causada pelo esgoto das casas, que lança nos rios o resto de comida e um tipo de bactéria que deles se alimenta: são as chamadas bactérias aeróbicas, elas consomem oxigênio e destroem a vida aquática e além disso podem causar problemas de saúde se forem ingeridas.

Outros problemas são as indústrias localizadas ao lado de rios e lagos.

Só recentemente foram criadas leis para que elas tratem o esgoto industrial, tentando diminuir a quantidade de rios e lagos poluídos em todo o mundo, responsáveis por muitas “mortes”.

Os vazamentos de petróleo são uma das piores causas de poluição do mar, pois essa substância espalha-se pela superfície das águas, levando anos para ser absorvida, o que gera sérios desequilíbrios no meio ambiente.

Combatendo a poluição das águas

Chamamos de água poluída a que:

Apresenta cheiro forte provocada pelas substâncias químicas;
Apresenta cores variadas,como Amarelo, Verde ou Marrom;
Possui gosto diferente por causa das substâncias tóxicas.
As substâncias que se misturam na água são chamadas de agentes poluentes que fazem muito mal aos seres vivos.

Veja alguns agentes poluentes da água:

Esgotos das cidades, eliminados em rios e mares;
Detritos domésticos, lançados em rios, riachos, lagos, etc…
Elementos sólidos, líquidos e gasosos
Óleo e lixo que os navios lançam nos mares.

É muito comum as pessoas confundirem água poluída com água contaminada, razão pela qual vamos explicar cada uma delas.

Água Contaminada: é aquela que transmite doenças, pois além de conter microorganismos, restos de animais, larvas e ovos de vermes.

Água Poluída: é aquela que tem cheiro forte, cor bem escura, que alterou suas características naturais, isto é, deixou de ser pura e saudável para os seres vivos.

poluição da água traz conseqüências muito graves aos seres vivos.

As principais são :

Substâncias tóxicas lançadas nas águas pelas indústrias e navios atingem os animais e os vegetais aquáticos, – chegando a matá-los;
Os animais e vegetais aquáticos atingidos contaminam o homem;
Os esgotos das cidades podem lançar nos rios, lagos e mares seres vivos causadores de doenças.

Para evitar e combater a poluição da água, não precisamos acabar com as fábricas e indústrias,temos que tomar medidas como:

Colocar filtros nas fábricas e em indústrias;
Tratar os esgotos para evitar que contaminem rios e mares;
Evitar jogar lixo ou material reciclável em rios e mares;
Conduzir toda a água utilizada pela população para uma estação de tratamento.

O que é contaminação da água?

Poluição da Água

Contaminação da água é o termo usado para descrever materiais perigosos de qualquer tipo que estão poluindo uma fonte de água. Isso pode incluir substâncias biológicas e químicas, e a fonte de água pode ser lagoas, lagos, mares, oceanos ou reservatórios usados para beber e tomar banho por humanos.

Os tipos mais comuns de contaminação da água são o escoamento químico de casas e empresas e, às vezes, de resíduos humanos ou animais.

Em nações industrializadas, a contaminação da água é muito menos comum do que no terceiro mundo e países em desenvolvimento.

Isso ocorre porque sofisticados sistemas de purificação de água estão em vigor para limpar os resíduos da água, desinfetá-la com produtos químicos e, em seguida, purificá-la para que seja segura para consumo. As áreas que não têm essas tecnologias podem encontrar água contaminada devido à entrada de dejetos de animais no abastecimento de água ou produtos químicos domésticos correndo do solo para poços subterrâneos.

A maioria das fontes de contaminação da água no mundo industrializado vem da poluição química, seja do despejo de produtos químicos no solo ou em ralos, ou por meio de derramamentos acidentais.

Derramamentos de óleo, por exemplo, podem ocorrer em poços ou navios e podem contaminar a água por quilômetros a partir do local do derramamento.

As plantas industriais também podem despejar resíduos na água, embora isso seja menos comum devido a regulamentações governamentais mais rígidas sobre o descarte de materiais perigosos.

Qualquer material nocivo que entre na água pode ser considerado uma forma de contaminação da água. O consumo de água poluída tem sido associado a distúrbios gastrointestinais, à propagação de certas doenças e, às vezes, à morte em casos graves. Parasitas também podem estar presentes em fontes de água suja. Ao visitar países em desenvolvimento, é recomendável que os turistas tragam água engarrafada de outro local para evitar beber do abastecimento local.

Qualquer pessoa que acreditar que a contaminação da água pode ser um problema em sua área, ou que testemunhar a poluição da água, deve entrar em contato com o órgão ambiental local.

Humanos e animais devem evitar o contato com a água contaminada, inclusive para uso em banho ou rega de plantas. Geralmente, se a água em uma determinada área for temporariamente imprópria para consumo, um aviso será enviado ao público.

Para evitar a contaminação da água que ocorre devido ao escoamento para bueiros nas ruas ou calçadas, é importante descartar os materiais perigosos de maneira adequada.

Os produtos de limpeza domésticos não devem ser despejados em ralos, a menos que sejam especificamente projetados para esse fim, como no caso de produtos de limpeza de banheiros ou chuveiros. Óleo de motor, baterias descarregadas e ácidos devem ser descartados em instalações adequadas. Eles podem ser encontrados entrando em contato com a agência ambiental local ou um varejista que vende o produto em questão.

Formas de Poluição na Água

Poluição da Água

As principais formas de poluição que afetam as nossas reservas de água, são classificadas em biológica,térmica, sedimentar e química.

Poluição biológica: resulta da presença de microorganismos patogênicos(bactérias, vírus, protozoários, vermes); especialmente na água potável.

1- Doenças transmitidas diretamente através da água:

Cólera
Febre tifóide
Febre paratifóide
Desinteria bacilar
Amebíase ou desinteria amebiana
Hepatite infecciosa
Poliomelite.

2- Doenças transmitidas indiretamente através da água:

Esquistossomose
Fluorose
Malária
Febre amarela
Bócio
Dengue
Tracoma
Leptopirose
Perturbações gastro-intestinais de etiologia obscura
Infecções dos olhos, ouvidos, garganta e nariz.

Poluição térmica ocorre freqëntemente pelo descarte nos rios,lagos, oceanos,… de grandes volumes de água aquecida usada no resfriamento de uma série de processos industriais.

O aumento de temperatura causa três efeitos:

A solubilidade dos gases em água diminui como aumento da temperatura. Assim há um decréscimo na quantidade de oxigênio dissolvido na água, prejudicando a respiração dos peixes e de outros animais aquáticos.
Há uma diminuição do tempo de vida de algumas espécies aquáticas, afetando os ciclos de reprodução.
Potencializa-se a ação dos poluentes já presentes na água, pelo aumento na velocidade das reações.

Poluição sedimentar resulta do acúmulo de partículas em suspensão.

Esses sedimentos poluem de várias maneiras:

Os sedimentos bloqueiam a entrada dos raios solares na lâmina de água, interferindo na fotossíntese das plantas aquáticas e diminuindo a capacidade dos animais aquáticos de vir e encontrar comida.

Os sedimentos também conduzem poluentes químicos e biológicos neles adsorvidos.

Poluição química é talvez, a mais problemática de todas as formas de poluição aquática, é causada pela presença de produtos químicos nocivos ou indesejáveis.

Seus efeitos podem ser sutis e levar muito tempo para serem sentidos.

Os agentes poluidores mais comuns são:

Eutrofização: fertilizantes agrícolas são arrastados pela irrigação e pelas chuvas para os lençóis subterrâneos, lagos e rios. Eles contêm principalmente os íons NO3- e PO4-3. Quando os fertilizantes e outros nutrientes vegetais entram nas águas paradas de um lago ou um rio de águas lentas, causam um rápido crescimento de plantas superficiais, especialmente das algas,que tornam as águas tóxicas. À medida que essas plantas crescem, formam um tapete que pode cobrir a superfície, isolando a água do oxigênio do ar, levando ä morte dos peixes e outros animais aquáticos. É o fenômeno conhecido como floração da água e torna reservatórios de água potável (lagoas, lagos,…) imprestáveis para o uso.
Compostos orgânicos sintéticos:
 o aumento da produção industrial de compostos orgânicos sintéticos: plásticos, detergentes, solventes, tintas, inseticidas, herbicidas, produtos farmacêuticos, aditivos alimentares etc – muitos desses produtos dão cor ou sabor à água e alguns são tóxicos.
Petróleo:
 estima-se que aproximadamente 6 milhões de toneladas de petróleo são despejadas no mar a cada ano, uma parte devido a acidentes no embarque e desembarque desse minério nos navios. O derramamento de petróleo no mar acaba causando a morte de grandes quantidades de plantas, peixes e aves marinhas.
Compostos orgânicos e minerais:
 o descarte desses compostos pode acarretar variações danosas na acidez, na alcalinidade, na salinidade e na toxicidade das águas. Uma classe particularmente perigosa de compostos são os metais pesados (Cu, Zn, Pb, Cd, Hg, Ni, Sn, etc), muitos deles estão ligados a alterações degenerativas do sistema nervoso central, uma vez que não são metabolizados pelos organismos produz o efeito de bioacumulaçao: quanto mais se ingere água contaminada, maior o acúmulo destes nos tecidos do organismo.
Esgoto:
 Certos resíduos de esgoto são regularmente lançados ao mar. O esgoto é potencialmente prejudicial à saúde, nadar em águas poluídas pode causar distúrbios desagradáveis, como gastroenterites, irritação cutâneas e infecções de ouvido, nariz e garganta. Uma pesquisa nos Estados Unidos constatou que em média 18 em cada 1.000 pessoas que se banham em águas poluídas adoecem.
Bifenóis policlorados e o meio ambiente:
 Os bifenóis policlorados (PCBs) são produtos químicos complexos usados na indústria elétrica. Podem tornar-se extremamente perigosos se penetrarem na atmosfera por isso seu uso está sendo reduzido. Contudo, eles atingiram o ambiente marinho e agora são encontrados no corpo de muitos animais. Qundo é absorvido por um animal o PCB não é eliminado de seu corpo, permanecendo nele. Esse produto químico pode reduzir a resistência do corpo a doenças, diminuir a capacidade de aprendizagem das crianças, danificar o sistema nervoso central, causar câncer e afetar os fetos.

Fonte: www.trabalhoescolar.hpg.ig.com.br/www.vivaterra.org.br/www.safewater.org/www.profcupido.hpg.ig.com.br/www.wisegeek.org/www.articlegarden.com/library.thinkquest.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Poluição Industrial

PUBLICIDADE Definição de Poluição industrial A poluição cuja fonte provém diretamente da indústria é conhecida …

Biotecnologia Ambiental

Biotecnologia Ambiental

PUBLICIDADE Definição A biotecnologia ambiental, em particular, é a aplicação de processos para a proteção e …

Ecologia Industrial

PUBLICIDADE Definição de Ecologia Industrial A ecologia industrial conceitua a indústria como um ecossistema feito pelo homem …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.