Breaking News
Home / Meio Ambiente / Tipos de Água

Tipos de Água

PUBLICIDADE

Os diferentes tipos de água

Você deve ter notado ao entrar em uma mercearia que existem muitos tipos diferentes de água que você pode escolher. Além disso, existem águas que você pode beber que residem em sua própria casa.

Alguns desses diferentes tipos de água incluem:

Água da torneira: esse tipo de água é encontrado em todos os lugares, desde a água do vaso sanitário até a água da pia da cozinha ou da máquina de lavar louça. Embora a água da torneira seja regulamentada por segurança e geralmente seja segura para consumo, a realidade é que a água da torneira nunca pode ser totalmente higienizada de poluentes ambientais. Isso ocorre porque, à medida que os suprimentos de água doce (rios, córregos, oceanos etc.) estão se tornando cada vez mais contaminados, a água da torneira também corre o risco de carregar algumas dessas substâncias nocivas. Na verdade, até mesmo o abastecimento público de água pode conter produtos químicos tóxicos graves, como pesticidas, alumínio e outros metais pesados nocivos.

Água de poço: embora este método de recuperação de água seja mais incomum nos dias de hoje, algumas pessoas ainda estão retirando água diretamente do solo como sua principal fonte de água. Isso pode ser extremamente perigoso para a pessoa/pessoas que consomem esse tipo de água porque a água nunca foi tratada e tem um risco muito alto de ser contaminada com coisas como bactérias, parasitas e metais pesados. É altamente recomendável não beber esse tipo de água, especialmente se não for tratada.

Água mineral: como está implícito no nome, a água mineral é extraída de uma fonte mineral, cheia de minerais como enxofre, magnésio e cálcio. Este tipo de água pode trazer alguns benefícios para a saúde porque contém minerais, no entanto, pode deixar um sabor muito distinto na boca do bebedor por causa dos minerais adicionais adicionados à água.

Água de nascente/geleira: diz-se que esta água é engarrafada na fonte, que neste caso seria uma nascente ou uma geleira. Embora esta deva ser uma das formas mais naturais e puras de obter água, a verdade é que algumas águas de nascente não são filtradas e não testadas, o que pode levar a uma série de riscos para a saúde, dependendo das toxinas que contém.

Água com gás: também conhecida como água gaseificada ou água com gás, a água com gás é infundida com gás dióxido de carbono sob pressão. Embora muitas pessoas gostem do sabor e da sensação que a água com gás tem a oferecer, ela normalmente não contém minerais suficientes para ser verdadeiramente benéfico para a saúde. No entanto, como a maioria das pessoas normalmente não bebe água com gás como fonte de água por um dia inteiro, isso geralmente não parece ser uma fonte de preocupação para o bebedor.

Água destilada: a água destilada é criada fervendo a água e depois coletando o vapor e condensando-o de volta à forma líquida. Embora este tipo de água seja bem desinfetado de contaminantes, carece de vitaminas e minerais necessários para a saúde e vitalidade do corpo. Na verdade, pode realmente extrair minerais do corpo ao beber, levando a deficiências minerais.

Água purificada: embora esta água possa parecer extremamente pura e limpa por causa do nome, geralmente é apenas água da torneira ou subterrânea que foi desinfetada de contaminantes e bactérias nocivas. Como tal, como os suprimentos de água doce estão se tornando cada vez mais contaminados pela poluição com o passar dos dias, nenhum processo desinfetante é totalmente capaz de remover todos os produtos químicos nocivos que a terra e os cursos d’água contêm. Isso significa que a água “purificada” que você pode beber nunca pode ser totalmente purificada.

Água da chuva: ao contrário do resto, a água da chuva é, de fato, a forma mais pura de água que você pode obter. Por cair do céu, dentro de ser coletado do solo (onde se encontra a maioria dos contaminantes), há pouco risco de ser contaminado. Além disso, se a água da chuva passar por um sistema de purificação de ponta, a água acabará sendo a água mais limpa que você pode consumir no planeta.


Tipos de Água

Beber água suficiente todos os dias é crucial por muitas razões: fornecer nutrientes às células, regular a temperatura do corpo, manter os órgãos funcionando adequadamente, garantir que as articulações sejam lubrificadas, prevenir infecções e ajudar na digestão. Estar bem hidratado também melhora a qualidade do sono, a cognição e o humor.

Especialistas em saúde e nutricionistas concordam que a água potável é a melhor opção para a hidratação.

Hoje, a maioria dos consumidores obtém sua água potável das três fontes a seguir:

Água engarrafada
Água municipal
Água filtrada (filtragem doméstica e de restaurante)

A água tem características variadas dependendo da fonte da água. A água pode ser coletada de fontes superficiais, como rios, córregos, lagos e geleiras. A água também pode vir de fontes subterrâneas, como poços, nascentes e aquíferos.

Tipos de Água – Composição

Tipos de Água

A composição das águas varia conforme o tipo de solo e clima das regiões onde se originam e atravessam. Então com base na quantidade de sais dissolvidos nas águas, elas podem ser classificadas em salinas, salobras ou doces.

Cada classe se presta a usos determinados, como por exemplo, águas salinas podem ser utilizadas em algumas atividades, até industrial, nas não servem para o abastecimento humano.

Assim como as águas doces, recomendadas para o uso doméstico, não devem ser desperdiçadas em atividades menos exigentes como a refrigeração de equipamentos industriais, por exemplo.

O CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente) pela resolução 20/86 classifica as águas no Brasil de acordo com a sua salinidade.

As águas são consideradas DOCES quando apresentam salinidade menor ou igual a 0,5%. A variação de 0,5% a 30% na concentração dos sais dissolvidos, leva essas águas a serem consideradas como salobras.

Já as águas que apresentam salinidade igual ou superior a 30% são consideradas salinas.

Dependendo das condições de uso em que se encontra, a água pode ser classificada em cinco tipos:

ÁGUA PURA – Se for considerada como pura a água composta exclusivamente por hidrogênio e oxigênio, chegar-se-á facilmente à conclusão de que não existe água absolutamente pura na natureza. Isso porque, por onde ela passa, vai dissolvendo e transportando substâncias que a ela se incorporam durante seu caminho. A água pura somente vai ser encontrada quando produzida artificialmente em laboratório, e a sua finalidade é, quase sempre, a fabricação de remédios, ou algum outro processo industrial mais sofisticado.
ÁGUA POTÁVEL –
 é a que se pode beber. É fundamental para a vida humana, e é obtida através de tratamentos que eliminam qualquer impureza. A Organização Mundial de Saúde (OMS) classifica como potável uma água com teor mineral de até 500 mg por litro (mg/l). No Brasil é considerada aceitável uma água com teor mineral de até 150 mg/l. Em regiões menos providas, como o Nordeste, esse percentual pode até ultrapassar a 200 mg.
ÁGUA SERVIDA –
 é a água que foi usada pelo homem e ficou suja. É o esgoto.
ÁGUA POLUÍDA –
 é a que recebeu substâncias que a deixou turva, ou que alteraram sua cor, odor ou sabor, tornando-a desagradável. É a água que sofreu alteração em suas características físicas e químicas.
ÁGUA CONTAMINADA –
 é a que contém substâncias tóxicas ou micróbios capazes de produzir doenças. A contaminação pode ser invisível aos nossos olhos ou imperceptível ao paladar. É a água que faz mal à saúde.

Tipos de Água – Resumo

Tipos de Água

Diferentes Tipos de Água e Suas Propriedades

Composta por duas partes de hidrogênio e uma de oxigênio (H2O), a água se destaca como a substância mais abundante no corpo humano, chegando a consistir entre 50 e 65% do peso de um adulto razoavelmente magro.

A quantidade de água existente no corpo humano mantém-se constante durante longos períodos da vida sendo fundamental para a homeostasia.Esse equilíbrio exige a disponibilidade de água e nutrientes adequados na alimentação diária com a participação de vários órgãos como rins, pulmões, coração, pele e anexos, hormônios e sistema nervoso central e autônomo.

Um corpo adulto contém em média 45 litros de água, dos quais, 30 circulam dentro das células. Aproximadamente 3 litros circulam como plasma sanguíneo, transportando proteínas e outros nutrientes com capacidade de penetrar nas paredes capilares. Os demais 12 litros integram o líquido intersticial, que envolve as células e produz a linfa e várias outras secreções.Com exceção do tecido ósseo, no qual a água é mantida encapsulada, existe um intercâmbio permanente de líquidos intracelulares e extracelulares através das membranas das células.

Funções vitais

A água desempenha um papel essencial em quase todas as funções do corpo humano. É utilizada para a digestão, absorção e transporte de nutrientes; permite que ocorra uma série de processos químicos; assume o papel de solvente para resíduos do corpo e também os dilui para reduzir sua toxicidade, ajudando no processo de excreção do corpo. Além disso, mantém a temperatura do corpo estável, e proporciona uma camada protetora para as células do corpo.

É necessária ainda na formação de todos os tecidos do corpo, fornecendo base para o sangue e todas suas secreções líquidas (lágrimas, saliva, sucos gástricos, líquido sinovial, dentre outros), que lubrificam os diversos órgãos e juntas.

Tipos de água

Na natureza, encontramos diversos tipos de água, que variam de acordo com os elementos que a compõe. Algumas são ideais para o consumo, enquanto outras são prejudiciais à saúde.

Água potável: É a água que pode ser ingerida pelo homem. Para ser potável a água precisa apresentar as seguintes características: incolor (perfeitamente transparente), não ter cheiro (inodora), conter alguns sais minerais naturais (atualmente costuma-se, acrescentar à água sais de flúor o que impede o desenvolvimento das cáries dentarias), e ser estéril, isto é, isenta de micróbios causadores de doenças. Este tipo de água é apresentada no mercado em garrafões dos mais diversos tamanhos e marcas. Pode ser retirada de qualquer fonte aprovada água encanada do município, riachos, rios, reservatórios ou cisternas. Em seguida é filtrada e desinfetada, e o conteúdo mineral pode ser ajustado.
Água Mineral: 
Contém no mínimo 500mg de minerais por litro. Os produtos vendidos como água natural não sofrem nenhuma modificação no conteúdo de minerais, enquanto outros produtos podem vir da fábrica com ajustes.
Água com Gás: 
Recebe artificialmente o acréscimo de dióxido de carbono para ficar borbulhante, podendo ser ou não enriquecida de sais minerais. Existem fontes naturais de águas gaseificada, mas parte do gás se perde no processo de envazamento. A única forma de beber água naturalmente gaseificada é direto da fonte.
Rica em oxigênio: 
Sem gás e sem sabor tem alta concentração de oxigênio.
Aromatizada: 
Muito utilizada no preparo de drinks. É aromatizada artificialmente, podendo ou não ser gaseificada.
Club Soda: 
Água encanada, filtrada, gaseificada e enriquecida com bicarbonatos, citratos, fosfatos e outros tipos de sais minerais.
Água purificada: 
É aquela que foi esterilizada e filtrada para remover seus minerais naturais.
Água destilada: 
É purificada por evaporação, o que remove seus minerais. Os vapores são em seguida recondensados para sua forma líquida água.
Água salgada: 
É a água que contém muitos sais dissolvidos, como a água do mar.
Água-mole: 
Água da chuva que pode, em alguns casos, substituir a água destilada, por ser mais pura e isenta de sais minerais em relação a água das fontes ou dos rios.
Água de fonte: 
Águas subterrâneas que ao aflorarem na superfície, contém substâncias minerais e gasosas dissolvidas. Conforme o principal mineral dissolvido, a água de fonte pode ser alcalina, sulfurosa, dentre outras, decorrendo daí suas propriedades medicinais.

Existem diversos tipos de águas minerais.

As principais são:

Salobra: Levemente salgada e não forma espuma com o sabão.
Acídula: 
Contém gás carbônico. É chamada também água gasosa. Tem um sabor ácido e é usada para facilitar a digestão.
Magnesiana: 
Nesse tipo de água predominam os sais de magnésio. É usada para ajudar o funcionamento do estômago e do intestino, função laxante e desintoxicaste. Quando ingerida em excesso pode provocar diarreia.
Alcalina: 
Possui bicarbonato de sódio, combate a acidez do estômago e auxilia na digestão.
Carbônica: 
possui dióxido de carbono, o qual atua na superfície da pele, provocando vasodilatação. É indicada na hipertensão arterial leve ou moderada.
Oligomineral: 
Possui vários elementos em sua composição como sódio, cloro, alumínio, magnésio, manganês e lítio. Existem estudos mostrando a quantidade destas substâncias presentes na água que provoca um efeito prejudicial ao organismo.
Radioativa: 
Possui radônio, gás nobre que estimula o metabolismo e age no sistema digestório e respiratório Sua inalação é indicada para o tratamento de asma. Pode ser ingerida, já que o radônio permanece ativo por pouco tempo no organismo. O que elimina o risco de contaminação; nesse caso, atua como diurética.
Sódica: 
Deve ser ingerida em quantidades pequenas, pois o sódio, quando ingerido em grandes quantidades, provoca inchaço. O banho pode auxiliar em problemas reumáticos.
Sulfurosa: 
Sulfurosa contém substâncias à base de enxofre é indicada para problemas articulares, laringites, bronquites e sinusites, e acredita-se no seu poder cicatrizante, desintoxicante e estimulante do metabolismo. Pode ser inalada, ingerida ou utilizada em banhos de imersão.
Ferruginosa:
 Ferruginosa possui ferro e ajuda no combate à anemia.
Água termal ou termomineral: 
Água mineral que apresenta temperatura superior à temperatura do meio-ambiente. Possui ação medicinal devido às substancias minerais e gasosas nela dissolvidas. Esse tipo de água é usado para tratar certos problemas de pele.
Água poluída: 
É a que recebeu substâncias que a deixou turva, ou que alteraram sua cor, odor ou sabor, tornando-a desagradável. Água que sofreu alteração em suas características físicas e químicas.
Água contaminada: 
É a que contém substâncias tóxicas ou micróbios capazes de produzir doenças. A contaminação pode ser invisível aos nossos olhos ou imperceptível ao paladar.

O consumo de água engarrafada está crescendo firmemente no mundo nos últimos 30 anos. É o mais dinâmico setor de toda a indústria de alimento e bebidas; o consumo, no mundo, cresce numa média de 12% cada ano, apesar do alto preço comparado com a água de torneira.

Fonte: www.ibamapr.hpg.ig.com.br/drinkheartwater.com/bottledwater.org/www.rgnutri.com.br/www.unicer.pt

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Predação

PUBLICIDADE Na ecologia, a predação é um mecanismo de controle populacional. Assim, quando o número de predadores …

Desequilíbrio ambiental

PUBLICIDADE Desequilíbrio ambiental – O que é O desequilíbrio ambiental é uma das questões ambientais que mais …

Competição Ecológica

PUBLICIDADE Competição Ecológica – O que é A competição ecológica é a luta entre dois organismos pelos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.