Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Parque Nacional do Iguaçu  Voltar

Parque Nacional do Iguaçu

 

Parque Nacional do Iguaçu
Cataratas do Iguaçu

Sobre a Cidade

Foz do Iguaçu está localizada no extremo Oeste do Estado do Paraná, na fronteira do Brasil com Paraguai e Argentina. E junto com as cidades argentinas Ciudad Del Est e Puerto Iguassu, faz parte de um dos maiores pólos de turismo cultural da América do Sul.

A palavra Iguaçu significa "água grande", na etimologia tupi-guarani. Um nome que combina com a grandiosidade das cataratas do Iguassu, uma das maravilhas naturais do planeta, com 275 cachoeiras com altura média de 60m. Todos os anos, milhares de turistas brasileiros e estrangeiros visitam essa que é uma das principais atrações turísticas do País. A maior atração é a Garganta do Diabo, que fica do lado argentino. É possível fazer um passeio de barco pelas corredeiras das Cataratas no emocionante Macuco Safári.

Mas Foz do Iguaçu oferece outras atrações, como o Parque Nacional do Iguassu, uma das mais belas reservas ecológicas do mundo, com 225 mil hectares e reconhecido pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade. Conta também com um Centro de Visitantes, ônibus elétrico e o Porto das Canoas, um espaço com lojas de suvenires e restaurante panorâmico.

Foz do Iguassu dispõe também de um campo de golfe de nível internacional. Há ainda o Eco museu, o Zoológico do Bosque Guarani e o Marco das Três Fronteiras, local onde os territórios de Brasil, Argentina e Paraguai se encontram.

Outro passeio interessante é a visita à Usina Hidrelétrica de Itaipu – a maior do mundo em sua categoria – para conhecer sua gigantesca dimensão. Há também o Parque das Aves, onde viveiros abrigam centenas de exemplares de numerosas espécies dos cinco continentes.

Do outro lado do rio, na cidade paraguaia de Ciudad del Leste - que faz divisa com Foz -, podem-se comprar artigos importados com isenção de taxas até os valores determinados pela Receita Federal brasileira.

Atrações

Parque Nacional do Iguaçu

Foi criado em 10 de janeiro de 1939 e tombado Patrimônio Natural da Humanidade em 1986 pela UNESCO, constituindo uma das maiores reservas florestais da América do Sul, bem como de proteção dos recursos naturais renováveis do Estado do Paraná.

O Parque funciona de terça a domingo, das 8h às 17h; e na segunda-feira, das 13h às 17h. Durante o verão, fica aberto até 18h. Os ingressos são cobrados individualmente. Há também uma taxa pelo veículo.

É possível visitar as cataratas o ano inteiro. No verão, há rápidas pancadas de chuva, mas as quedas ficam mais volumosas e a mata mais exuberante. Chuvas prolongadas ocorrem entre os meses de setembro e outubro.

Além de abrigar as Cataratas, conserva área de Mata Atlântica com grande diversidade de flora e fauna. Lá vivem cerca de 350 espécies de aves, 250 de borboletas e 50 de mamíferos - algumas das quais ameaçadas de extinção, como a onça-pintada e o papagaio-de-peito-roxo.

O Parque pode ser explorado por meio de trilhas na mata e por passeios de caiaque e barco. Há locais apropriados para rafting, rapel e arvorismo. Conta com infra-estrutura completa para receber os visitantes, como transporte interno e lanchonetes, além de um tradicional resort.

Cataratas do Iguaçu

Formadas no rio Iguassu, as quedas se estendem por 2.700m. Trilhas ladeadas pela vistosa floresta subtropical do Parque Nacional do Iguassu levam às passarelas e mirantes para a observação das cataratas. Destaque para o mirante localizado bem próximo da queda Garganta do Diabo – com 90m de altura -, no lado argentino do Parque.

Passeio de helicóptero

Proporciona belíssima vista aérea do Parque Nacional do Iguaçu. É a melhor maneira de se perceber as dimensões reais das cataratas. Outra opção de passeio é o sobrevôo da Usina Hidrelétrica de Itaipu.

Centro de Visitantes - Museu

Localiza-se dentro do Parque Nacional do Iguaçu, instalado num casarão da década de 1940.

Seu acervo conta com inúmeros exemplares de animais empalhados, mostras minerais, espécimes vegetais, material etnográfico regional, objetos indígenas, urnas funerárias e artesanato pertencente a cultural tupi-guarani - além de mostras botânicas existentes na região através de painéis fotográficos. Externamente, em frente ao Museu, há uma escadaria com aproximadamente mil metros de extensão que desce até a margem do rio Iguaçu.

Poço Preto

É um passeio feito em veículo especial – por uma trilha rústica de 18 km - por entre a exuberante vegetação do Parque Nacional. Tem duração de até cinco horas. Permite fotografar ou observar aves, e conta com acompanhamento de guias especializados. O acesso é feito no km 18 da BR 469 - Rodovia das Cataratas.

Salto do Macuco (Macuco Safári)

Neste passeio o visitante percorre trilhas em veículo elétrico aberto, acompanhado de guias trilíngües, por três quilômetros de selva. O veículo para no início de uma trilha de 600 m que leva até o Salto do Macuco - possui águas límpidas e cristalinas que caem de uma altura de 20 m sobre rochas, formando um pequeno lago.

Mas quem não quiser ir a pé pode descer no mesmo carro até o local de embarque no bote inflável. Em uma aventura emocionante, o bote navega pelas águas de um cânion, chegando bem próximo das enormes quedas da Garganta do Diabo e depois, recebendo a “bênção molhada” do Salto dos Três Mosqueteiros. O acesso é feito pela Rodovia das Cataratas - km 23, no interior do Parque Nacional do Iguaçu.

Uma dica: se não quiser ficar encharcado, leve capa de chuva.

Enseada Rio Branco (Porto Canoas)

Localizada 1 km acima das Cataratas, a Enseada Rio Branco representa um local de descanso e lazer. Tem área arborizada, com churrasqueiras, bancos e mesas, e uma maravilhosa vista panorâmica do Rio Iguaçu.

Zoológico Bosque Guarani

Desde 1996, o Zoológico Municipal é um exemplo de educação ambiental, lazer e turismo. A área de 40 mil m² conta com 20 recintos – percorridos através de trilhas-, onde os visitantes podem apreciar animais como tucanos, araras, onças, macacos, entre outros.

O local possui ainda cerca de mil árvores nativas e três lagos. O zôo abriga cerca de 683 animais de 49 espécies. Fica na Rua Tarobá, 875 – Centro, e funciona de terça a domingo, das 9h às 17h, no inverno, e das 9h às 18h, durante o verão.

Parque das Aves

Considerado um santuário ecológico, o Parque das Aves está localizado próximo ao Parque Nacional do Iguaçu, numa área de 17 hectares de mata nativa. Uma trilha pavimentada leva o visitante aos imensos viveiros, integrados com a floresta, que proporcionam o conhecimento de aproximadamente 900 aves de 180 espécies.

No Parque é possível encontrar também um borboletário, com 25 espécies e um setor de répteis. Todos estes animais podem ser visto a poucos metros de distância. O Parque possui ainda estacionamento, lojinha de souvenires e lanchonete. Fica na Rodovia das Cataratas (BR-469) - km 11. Funciona diariamente - inclusive nos feriados - das 8h20 às 17h20, no inverno, e de 8h20 às 18h, durante o verão.

Lago de Itaipu

Resultado do represamento do Rio Paraná, o Lago de Itaipu abastece a usina e banha 15 municípios. A hidrelétrica pertence ao Brasil e ao Paraguai. Há visitas monitoradas que levam os turistas a conhecer suas instalações externas, passando pela barragem e o mirante, com vista do vertedouro que forma uma enorme cortina de água.

A Usina Hidrelétrica de Itaipu, recordista mundial em geração de energia elétrica, foi considerada pela Sociedade Americana de Engenharia Civil uma das sete maravilhas do mundo moderno. O Lago de Itaipu oferece diversos atrativos, como praias artificiais, barcos para passeio e regatas, clubes, marinas e parques.

Ponte da Amizade

Fator decisivo na atração de investimento e negócios entre Brasil e Paraguai, a ponte foi inaugurada em 1965. Localizada no final da BR-277, a Ponte Internacional da Amizade possibilita o acesso rodoviário direto a Assunción, pela Ruta 01 no Paraguai.

Fonte: www.alugueldetemporadabrasil.com

Parque Nacional do Iguaçu

Desde 1986, é o primeiro bem natural brasileiro a figurar na "Lista do Patrimônio Mundial".

Seu nome vem do guarani, o que significa, "água"(guaçu)"grande", por integrar em sua área, parte importante do rio Iguaçu, além das mundialmente conhecidas Cataratas do Iguaçu, o que justifica o nome do Parque Iguaçu.

Com alturas entre 300 e 600 metros, e é recoberto pela fértil terra roxa, de origem vulcânica. Possui um clima chuvoso, sem estação seca no inverso.

Sua flora se compõe de dois grupos: floresta estacional semide- cidual e mata de araucária. A floresta estacional semidecidual, é rica em leguminosas, pteridófitas, epífitas, brome- liáceas, orquídeas, aráceas e lianas, ocorre ainda o matagal de Taquara e agrupamentos de taquaruçu. Predominam o cedro, alecrim e peroba, no extrato superior dessa floresta, já nos extratos inferiores, o predomínio é do jerivá e palmito-doce.

No extrato superior da mata araucária, uma floresta mista, o dominio é da auraucária, onde encontramos algumas com até 60 anos de idade. Encontra-se também a erva-mate, jerivá guajuvira e uvaia.

A fauna do Parque tem grande expressividade, com mais de duzentas espécies. Pode se destar as araras-canindé, e o papagaio- de-peito-roxo, e ainda o gavião-pega-macaco, o macuco e o pato- mergulhador. Há ainda outros como araras, tucanos, beija-flores e pintassilgos.

Entre os mamíferos, encontramos a presença dos predadores suçuarana e onça, além de anta, veado-mateiro, capivara, paca, e coati.

Já com a ameaça de extinção, o jacaré-de-papo-amarelo, é dentre os reptéis a espécie mais importante, também são encontradas cobras venenosas, jararaca, e os rios com grandes variedades peixes.

O acesso ao Parque pode ser por rodovia ou via aérea, pois fica a 600 km de Curitiba, através da BR-277 ou pelo aeroporto internacional de Foz do Iguaçu.

O melhor período para sua visitação é no inverno, entre os meses de maio e agosto.

Dentro do Parque, há um hotel de categoria internacional, além de na região ter uma das maiores concetrações hoteleiras do país, solucionando qualquer problemas com hospedagem, e com condições de acomodar a enorme demanda que os atrativos naturais, as Cataratas do Iguaçu, trazem para apreciá-las.

Parque Nacional do Iguaçu

Data de criação: 10 de janeiro de 1.939, pelo decreto federal nº. 1.035.
Localização: Paraná, abrangendo os municípios de Foz do Iguaçu, Medianeira, Céu Azul e São Miguel do Iguaçu.
Área: 185.262 hectares
Perímetro: 420 km
Clima: mesotérmico branco superúmido, sem seca.
Temperaturas: média anual de 18 a 20ºC, máxima absoluta de 34 a 36ºC e mínima absoluta de -8 a -4ºC
Chuvas: entre 1.500 e 1.750 mm anuais.
Relevo: suave ondulado

Parque Nacional do Iguaçu

Fonte: br.geocities.com

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal