Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Cores da Reciclagem  Voltar

Cores da Reciclagem

 

As cores características dos containers apropriados para a coleta seletiva de lixo:

Papel/Papelão Metais
Plásticos Vidros

Até hoje, não se sabe onde e com que critério foi criado o padrão de cores dos containers utilizados para a coleta seletiva voluntária em todo o mundo. No entanto, alguns países já reconhecem esse padrão como um parâmetro oficial a ser seguido por qualquer modelo de gestão de programas de coleta seletiva.

Existe uma simbologia específica para a reciclagem de plásticos:

No Brasil existe uma norma (NBR 13230) da ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas, que padroniza os símbolos que identificam os diversos tipos de resinas (plásticos) virgens.

O objetivo é facilitar a etapa de triagem dos resíduos plásticos que serão encaminhados à reciclagem.

Os tipos são classificados por números a saber:

1 - PET
2 - PEAD
3 - PVC
4 - PEBD
5 - PP
6 - PS
7 - Outros,

Fonte: www.compam.com.br

Cores da Reciclagem

Podemos reciclar vários produtos, e para separarmos os tipos de lixos utilizamos algumas cores para cada tipo de lixo.

Quando você encontrar alguma lixeira com essas cores respeite-as na hora de jogar o lixo, colocando cada tipo no seu lugar. Assim, você estará contribuindo com os lixeiros na hora de separar o lixo e estará ajudando a preservar o meio ambiente.

Lembre-se, em Adamantina vamos separar apenas em 2 tipos de lixo: os orgânicos e os inorgânicos, pois já temos a usina de triagem de lixo, onde os materiais serão separados.

Fonte: www.adamantina.sp.gov.br

Cores da Reciclagem

Código de Cores para os Diferentes Tipos de Resíduos

Padrão de Cores
  AZUL papel/papelão
  VERMELHO plástico
  VERDE vidro
  AMARELO metal
  PRETO madeira
  LARANJA resíduos perigosos
  BRANCO resíduos ambulatoriais e de serviços de saúde
  ROXO resíduos radioativos
  MARROM resíduos orgânicos
  CINZA resíduo geral não reciclável ou misturado, ou contaminado não passível de separação

RESOLUÇÃO CONAMA N° 275 DE 25 DE ABRIL 2001

O CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA, no uso das atribuições que lhe conferem a Lei no 6.938, de 31 de agosto de 1981, e tendo em vista o disposto na Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, e no Decreto no 3.179, de 21 de setembro de 1999, e Considerando que a reciclagem de resíduos deve ser incentivada, facilitada e expandida no país, para reduzir o consumo de matérias-primas, recursos naturais não-renováveis, energia e água;

Considerando a necessidade de reduzir o crescente impacto ambiental associado à extração, geração, beneficiamento, transporte, tratamento e destinação final de matérias-primas, provocando o aumento de lixões e aterros sanitários;

Considerando que as campanhas de educação ambiental, providas de um sistema de identificação de fácil visualização, de validade nacional e inspirado em formas de codificação já adotadas internacionalmente, sejam essenciais para efetivarem a coleta seletiva de resíduos, viabilizando a reciclagem de materiais, resolve:

Art.1º Estabelecer o código de cores para os diferentes tipos de resíduos, a ser adotado na identificação de coletores e transportadores, bem como nas campanhas informativas para a coleta seletiva.

Art. 2º Os programas de coleta seletiva, criados e mantidos no âmbito de órgãos da administração pública federal, estadual e municipal, direta e indireta, e entidades paraestatais, devem seguir o padrão de cores estabelecido em Anexo.

§ 1o Fica recomendada a adoção de referido código de cores para programas de coleta seletiva estabelecidos pela iniciativa privada, cooperativas, escolas, igrejas, organizações não-governamentais e demais entidades interessadas.

§ 2o As entidades constantes no caput deste artigo terão o prazo de até doze meses para se adaptarem aos termos desta Resolução.

Art. 3º As inscrições com os nomes dos resíduos e instruções adicionais, quanto à segregação ou quanto ao tipo de material, não serão objeto de padronização, porém recomenda-se a adoção das cores preta ou branca, de acordo a necessidade de contraste com a cor base.

Art. 4º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

JOSÉ SARNEY FILHO

Presidente do CONAMA

Fonte: www.ambientebrasil.com.br

Cores da Reciclagem

Padrão baseado em normais internacionais - resolução CONAMA:

Azul – papel e papelão

Verde – vidro

Vermelho – plástico

Amarelo – metal

Preto – madeira

Branco- resíduos ambulatoriais e de serviços de saúde

Roxo – resíduos radioativos

Marrom - resíduos orgânicos

Cinza – resíduo geral não reciclável ou contaminado, não passível de separação

Fonte: www.profcupido.com

Cores da Reciclagem

Padrão de Cores

Azul
Papel / Papelão
 
Vermelho
Plástico
 
Verde
Vidro
 
Amarelo
Metal
 
Preto
Madeira
 
Laranja
Resíduos perigosos
 
Branco
Resíduos ambulatorias e de serviços de saúde
 
Roxo
Resíduos radioativos
 
Marrom
Resíduos orgânicos
 
Cinza
Resíduo geral não reciclável ou misturado, ou contaminado não passível de separação
 

 

Cores e/ou símbolos utilizados na Coleta Seletiva

Cores da Reciclagem

Cores da Reciclagem
PAPEL = AZUL ou o símbolo

Cores da Reciclagem

Cores da Reciclagem
PLÁSTICO = VERMELHO ou o símbolo

Cores da Reciclagem
Reciclável

O número no interior do símbolo pode variar de 1 a 7, dependendo do tipo de plástico:

Cores da Reciclagem

1 = PET - Polietileno Tereftalato, usado em garrafas de refrigerantes.

2 = PEAD - Polietileno de Alta Densidade, consumido por fabricantes de engradados de bebidas, baldes, tambores, autopeças e outros produtos.

3 = PVC - Policloreto de Vinila, comum em tubos e conexões e garrafas para água mineral e detergentes líquidos.

4 = PEBD - Polietileno de Baixa Densidade, utilizado na fabricação de embalagens de alimentos. Ex.; sacos de arroz ou feijão.

5 = PP - Polipropileno, que compõe embalagens de massas e biscoitos, potes de margarina, utilidades domésticas, entre outros.

6 = PS - Poliestireno, utilizado na fabricação de eletrodomésticos e copos descartáveis.

7 = Outros

METAL = AMARELO ou os símbolos

Cores da Reciclagem

Cores da Reciclagem
Para aço

Cores da Reciclagem
Para alumínio

VIDRO = VERDE ou o símbolo

Cores da Reciclagem

REJEITOS = CINZA

REJEITOS (NÃO RECICLÁVEIS) = CINZA

Cores da Reciclagem
Rejeito / Não reciclável

Se a Coleta for 100% Seletiva outras cores podem ser utilizadas:

MATÉRIA ORGÂNICA = MARROM

MADEIRA = PRETO

RESÍDUOS PERIGOSOS = LARANJA

RESÍDUOS HOSPITALARES = BRANCO

RESÍDUOS RADIOATIVOS = ROXO

Confira abaixo o que pode e o que não pode ser reciclado:

A reciclagem tem um papel fundamental no meio ambiente, pois além de diminuir o acúmulo de lixo nas áreas urbanas.

Classificação
Resíduos de papel, plástico ou metal
Reciclável
  • Aparas de papel
  • Arames
  • Baldes
  • Brinquedos
  • Caixas em geral
  • Canos e tubos metálicos e em PVC
  • Cartazes
  • Cartões
  • Cartolinas
  • Chapas
  • Cobre
  • Copos descartáveis
  • Embalagem de água mineral
  • Embalagem de material de limpeza ou higiêne
  • Embalagem de ovos
  •  

  • Embalagem de refrigerante (PET)
  • Embalagem longa vida (tetrapak)
  • Embalagem metalizada (biscoitos e salgadinhos)
  • Envelopes
  • Esquadrias
  • Ferragens (ferrolho, cadeado, maçaneta, etc)
  • Folhas de caderno
  • Folhetos
  • Fotocópias / xerox
  • Impressos em geral
  • Isopor (somente com o símbolo de reciclágem)
  • Jornais
  • Lata de aço (ex.:conserva, óleo, salsicha)
  • Lata de alumínio (ex.:refrigerante, cerveja, etc)
  • Panelas (sem cabos de outro material)
  • Papel de escritório (ex.:A4, ofício, fax, pautado, sulfite, formulário contínuo)
  • Papelão
  • Potes
  • Pregos e parafusos
  • Revistas
  • Sacos plásticos
  • Sucata de construção civil
  • Tampas de potes e garrafas
  •  

    Rejeito / Não Reciclável
  • Absorventes
  • Acrílico
  • Adesivos
  • Bituca de cigarro
  • Cabos de panela
  • Clipes
  • Embalagens de aerossol (ex.:desodorantes, inseticidas)
  • Esponja de aço
  • Espuma
  • Etiquetas adesivas
  • Fitas adesivas / crepe
  • Fotografias
  • Fraldas descartáveis
  • Grampos
  • Guardanapo
  • Isopor (sem o símbolo de reciclagem)
  • Latas com resíduos químicos (ex.:tinta, verniz, cola, combusível)
  • Papel carbono
  • Papel celofane
  • Papel de bala / bombom
  • Lata de aço (ex.:conserva, óleo, salsicha)
  • Lata de alumínio (ex.:refrigerante, cerveja, etc)
  • Panelas (sem cabos de outro material)
  • Papel de escritório (ex.:A4, ofício, fax, pautado, sulfite, formulário contínuo)
  • Papelão
  • Potes
  • Pregos e parafusos
  • Revistas
  • Sacos plásticos
  • Sucata de construção civil
  • Tampas de potes e garrafas
  • Fonte: www.pucpr.br

    Cores da Reciclagem

     

    Na ilustração abaixo são mostradas as cores básicas, as quais são encontradas em todos os locais de coleta seletiva de lixo:

    Cores da Reciclagem

    Quais as cores características dos contâiners apropriados para a coleta seletiva de lixo?

    RESOLUÇÃO No 275 DE 25 DE ABRIL 2001

    O CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA, no uso das atribuições que lhe conferem a Lei no 6.938, de 31 de agosto de 1981, e tendo em vista o disposto na Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, e no Decreto no 3.179, de 21 de setembro de 1999, e

    Considerando que a reciclagem de resíduos deve ser incentivada, facilitada e expandida no país, para reduzir o consumo de matérias-primas, recursos naturais não-renováveis, energia e água;

    Considerando a necessidade de reduzir o crescente impacto ambiental associado à extração, geração, beneficiamento, transporte, tratamento e destinação final de matérias-primas, provocando o aumento de lixões e aterros sanitários;

    Considerando que as campanhas de educação ambiental, providas de um sistema de identificação de fácil visualização, de validade nacional e inspirado em formas de codificação já adotadas internacionalmente, sejam essenciais para efetivarem a coleta seletiva de resíduos, viabilizando a reciclagem de materiais, resolve:

    Art.1o Estabelecer o código de cores para os diferentes tipos de resíduos, a ser adotado na identificação de coletores e transportadores, bem como nas campanhas informativas para a coleta seletiva.

    Art. 2o Os programas de coleta seletiva, criados e mantidos no âmbito de órgãos da administração pública federal, estadual e municipal, direta e indireta, e entidades paraestatais, devem seguir o padrão de cores estabelecido em Anexo. § 1o Fica recomendada a adoção de referido código de cores para programas de coleta seletiva estabelecidos pela iniciativa privada, cooperativas, escolas, igrejas, organizações não-governamentais e demais entidades interessadas. § 2o As entidades constantes no caput deste artigo terão o prazo de até doze meses para se adaptarem aos termos desta Resolução.

    Art. 3o As inscrições com os nomes dos resíduos e instruções adicionais, quanto à segregação ou quanto ao tipo de material, não serão objeto de padronização, porém recomenda-se a adoção das cores preta ou branca, de acordo a necessidade de contraste com a cor base.

    Art. 4o Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.

    JOSÉ SARNEY FILHO
    Presidente do CONAMA

    ANEXO

    Padrão de cores

    AZUL: papel/papelão;
    VERMELHO: plástico;
    VERDE: vidro;
    AMARELO: metal;
    PRETO: madeira;
    LARANJA: resíduos perigosos;
    BRANCO: resíduos ambulatoriais e de serviços de saúde;
    ROXO: resíduos radioativos;
    MARROM: resíduos orgânicos;
    CINZA: resíduo geral não reciclável ou misturado, ou contaminado não passível de separação.

    Na figura abaixo estão apresentados todas as cores mencionadas na Resolução acima:

    Cores da Reciclagem

    Cores da Reciclagem

    Cores da Reciclagem

    Fonte: www.uniagua.org.br

    Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal