Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Temperatura e Dilatação  Voltar

Temperatura e Dilatação

 

Temperatura - Definição

A temperatura é a propriedade da matéria que reflete a quantidade de energia do movimento das partículas componentes.

Temperatura (simbolizado T) é uma expressão da energia térmica

Existem várias escalas e unidades para medir a temperatura: Celsius mais comum (indicado ° C; anteriormente chamado centígrados), Fahrenheit (indicado ° F), e, especialmente na ciência, Kelvin (denotado K)

Temperatura de zero absoluto por meio termodinâmicas: zero absoluto é denotado como 0 K na escala Kelvin, -273,15 ° C na escala de Celsius, e -459,67 ° F na escala de Celsius.

Temperatura é importante em todos os campos da ciência natural, incluindo a física, geologia, química, ciências atmosféricas, medicina e biologia-bem como a maioria dos aspectos da vida diária.

Temperatura é a medida do calor ou frio de um objeto ou substância com referência a algum valor padrão.

A Temperatura é a medida do grau de agitação das moléculas do corpo. Quanto maior a agitação das moléculas, maior é a temperatura do corpo.

Temperatura - O que é

Em termos simples, a temperatura é a medida do "calor" ou "frio" de uma substância.

Mais tecnicamente, temperatura indica a direção em que os fluxos de energia (como o calor), quando dois objetos estão em contato térmico: os fluxos de energia na forma de calor a partir de uma região de alta temperatura para uma região de baixa temperatura.

Em outras palavras, a temperatura é simplesmente um indicador de direção esperada do fluxo de energia na forma de calor.

A temperatura não é o calor.

O calor é energia em transição; temperatura é a sinalização da direção esperada dessa transição. Uma grande quantidade de energia na forma de calor pode fluir a partir de uma região para outra, mesmo apesar de a diferença de temperatura entre as regiões seja instantes.

A temperatura não é energia. Um bloco muito grande, de metais a frio terá uma temperatura baixa, mas pode conter uma quantidade muito grande de energia. Um bloco pequeno do mesmo material com a mesma temperatura irá conter menos energia. Esta distinção é expressa afirmando que a temperatura seja uma propriedade intensiva, uma propriedade independente do tamanho da amostra; enquanto que o conteúdo de energia seja uma propriedade extensa, uma propriedade que não depende do tamanho da amostra. Assim, uma amostra tomada a partir de um tanque de água quente terá a mesma temperatura, independentemente do tamanho da amostra, mas o teor de energia (mais formalmente, a energia interna) de uma amostra grande é maior do que a de uma pequena amostra.

Dilatação - Definição

A dilatação é um processo autônomo, o que significa que não pode ser controlada de forma consciente.

Ela é utilizada como um método de regular ou controlar, a passagem de materiais, de fluidos, sólidos e dentro do corpo.

O processo de alargamento, alongamento, ou expansão.

A palavra "dilatação" significa a mesma coisa. Ambos vêm do "dilatare" latina que significa "para ampliar ou expandir."

Dilatação - O que é

A expansão térmica é a tendência da matéria para mudar de forma, área, e o volume em resposta a uma mudança na temperatura, por meio de transferência de calor.

A temperatura é uma função monótona da energia cinética molecular médio de uma substância. Quando uma substância é aquecida, a energia cinética das suas moléculas aumenta. Assim, as moléculas começam a se mover mais e, geralmente, manter uma maior separação média.

Materiais em contato com o aumento da temperatura são incomuns; este efeito é limitado em tamanho, e só ocorre dentro de faixas de temperatura limitados.

O grau de expansão dividida pela mudança de temperatura é chamado coeficiente de dilatação térmica do material de e, geralmente, varia com a temperatura.

A dilatação é o aumento das dimensões de um corpo ou sustância devido ao aumento da temperatura

Temperatura e Dilatação - Calor

O calor consiste nos diminutos movimentos das partículas de um corpo. (Newton)

Que é calor?

A energia de um corpo é sua capacidade de realizar trabalho o que há duas espécies de energia, potencial e cinética. Você aprendeu que a energia cinética de um corpo de pêso P e velocidade v é dada por (1/2) P/g X v2.. Na presente unidade você estudará um tipo importante de energia, a energia cinética das moléculas.

As moléculas de um gás se movem rápida e desordenadamente, como abelhas numa grande caixa, chocando-se umas contra as outras e contra as paredes da caixa, que as moléculas de um líquido se movem como abelhas amontoadas numa colmeia, e que as moléculas (ou átomos) de um sólido quase não podem sair de sua posição. No entanto, cada molécula de um sólido pode vibrar, ou mover alternadamente para um lado e para o outro. Todos esses movimentos são muito desordenados. As moléculas dos gases, líquidos e sólidos têm, portanto, energia cinética e nós a chamamos de calor. Calor é a energia cinética das moléculas.

Você pode produzir calor de vários modos. Dobre um pedaço de ferro para um lado o para o outro varias vêzes. Você produzirá calor. Risque um fósforo.

Enquanto êle se queima, a energia química da madeira se transformará em calor. Faça uma corrente elétrica passar pelo filamento de uma lâmpada. As cargas elétricas, movendo-se por entre os átomos do metal, produzirão calor.

Que é temperatura?

A sua mãe pode dizer quão quente está seu ferro elétrico, tocando-o com o dedo. O que significa, porém, temperatura para o físico?

Suponha que você ponha uma barra de ferro quente numa vasilha com água. Então, calor, ou energia térmica, passará do ferro quente para a água mais fria.

Finalmente, os dois ficarão com a mesma temperatura. O escoamento do calor cessará, então. Ponha sua mão no vidro frio da janela de sua sala de aula. Calor fluirá de sua mão mais quente para o vidro mais frio. A temperatura de um corpo é a condição que determina a direção do movimento de calor entre êle e outros corpos.

Lembre-se de que o calor de um corpo é a energia cinética total de suas moléculas. A temperatura de um corpo determina a direção do movimento de calor.

Temperatura e energia cinética

Suponha que você pudesse ver as moléculas (ou átomos) de um bloco de ferro. Você observaria que cada molécula vibra, ou se move para um lado e para o outro, de modo muito desordenado, porém. Isso está representado esquemàticamente na figura abaixo.

Se você adicionasse calor ao ferro, aumentando sua temperatura, você faria suas moléculas vibrar mais violentamente e assim lhes adicionaria energia cinética. Se você esfriasse o ferro cada vez mais, suas moléculas se agitariam menos. Finalmente, à temperatura mais baixa possível (zero absoluto) elas vibrariam muito pouco. Aumentando a temperatura, de um corpo, você aumentará a energia cinética (média) de suas moléculas.

Temperatura e Dilatação
(A) - À temperatura ambiente

Temperatura e Dilatação
(B) - A alta temperatura

Temperatura e Dilatação
(C) - No zero absoluto

Uma representação ampliada dos átomos do ferro:

(A) À temperatura ambiente êles vibram com certa intensidade.
(B)
À temperatura mais alta êles vibram mais vigorosamente.
(C)
À temperatura mais baixa possível (zero absoluto) êles vibram muito pouco. As moléculas têm maior energia cinética quando a temperatura é mais alta.

Fonte: study.com/www4.prossiga.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal