Breaking News
Home / Química / Química Orgânica

Química Orgânica

PUBLICIDADE

O que é

A química orgânica é um ramo da química que envolve o estudo das estruturas, composição e síntese de compostos contendo carbono. No entendimento desta forma de química, é importante notar que todas as moléculas orgânicas incluem não só carbono, mas também hidrogênio.

Embora seja verdade que os compostos orgânicos podem conter outros elementos, a ligação entre carbono e hidrogênio é o que torna um composto orgânico.

Originalmente, este campo foi definido como o estudo de compostos criados por organismos vivos, mas sua definição foi ampliada para incluir substâncias artificialmente sintetizadas também. Antes de 1828, todos os compostos orgânicos foram obtidos a partir de organismos vivos. Os cientistas não acreditavam que fosse possível sintetizar compostos orgânicos a partir de compostos inorgânicos, e muitos que tentaram fazê-lo, falharam.

Em 1828, contudo, a ureia foi feita a partir de substâncias inorgânicas, abrindo o caminho para uma nova definição de química orgânica.

Existem milhões de compostos orgânicos conhecidos, e além de serem abundantes, também são únicos. Isso ocorre porque os átomos de carbono têm a capacidade de formar laços fortes com muitos elementos diferentes. Os átomos de carbono também são capazes de se ligar covalentemente a outros átomos de carbono, ao mesmo tempo que formam ligações fortes com outros átomos não metálicos. Quando os átomos de carbono se unem, podem formar cadeias que consistem em milhares de átomos, assim como anéis, esferas e tubos.

Muitas pessoas consideram a química orgânica ser muito complicada e sem relação com a vida diária.

Embora o estudo desta disciplina pode ser complexa, é muito importante para a vida cotidiana. Na verdade, compostos orgânicos são uma parte de tudo, desde os alimentos que as pessoas comem para os produtos que eles usam. Eles são importantes na criação de vestuário, plásticos, fibras, medicamentos, inseticidas, produtos químicos derivados do petróleo, e uma longa lista de produtos utilizados para apoiar a vida e torná-lo mais conveniente.

Este campo de estudo é importante não só para aqueles que estão interessados em carreiras científicas, mas para todos os indivíduos vivos hoje e para aqueles que serão nascidos no futuro.

É fundamental no desenvolvimento de novos produtos e na melhoria daqueles em que as pessoas se tornaram dependentes.

Cada ano, os químicos orgânicos fazem descobertas que são úteis na melhoria de medicamentos, ajudando o crescimento agrícola, a compreensão do corpo humano, e realizanado inúmeras tarefas importantes para a pessoa humana.


Química Orgânica

Definição

A química orgânica é um subcampo da química que envolve o estudo científico da estrutura, propriedades e reações de compostos orgânicos e de materiais orgânicos, ou seja, a matéria em suas várias formas que contêm átomos de carbono.

A química orgânica é o estudo da estrutura, propriedades, composição, reações e preparação de compostos contendo carbono, que incluem não só hidrocarbonetos mas também compostos com qualquer número de outros elementos, incluindo o hidrogênio (a maioria dos compostos contém pelo menos um átomo de carbono-hidrogênio Ligação), azoto, oxigênio, halogêneos, fósforo, silício e enxofre.

Este ramo da química foi originalmente limitado a compostos produzidos por organismos vivos, mas foi ampliado para incluir substâncias humanas, tais como plásticos.

A gama de aplicação de compostos orgânicos é enorme e também inclui, mas não se limita a, produtos farmacêuticos, petroquímicos, alimentos, explosivos, tintas e cosméticos.

Conceito

É o ramo da química que estuda os compostos que contêm carbono, denominados compostos orgânicos. Como estes compostos são encontrados nos seres vivos, a Química Orgânica ficou sendo conhecida como “a química da vida.”

Importância

A Química Orgânica está presente em qualquer atividade de nossas vidas. Nesse momento, por exemplo, ao ler esse texto, tudo está sendo mediado por compostos orgânicos. Para conseguir enxergar, seus olhos estão utilizando um composto orgânico (o cis-retinal) para converter a luz em um impulso nervoso.

Quando você mexe no “mouse”, no teclado, enfim, faz qualquer movimento (até dormir) o seu organismo está fazendo uma reação química para transformar a glicose em energia. Para que você possa raciocinar e entender esse texto ou perceber o mundo, os impulsos nervosos são transmitidos entre os neurônios através da intermediação de moléculas orgânicas (neurotransmissores, como, por exemplo, a serotonina).

A vida moderna está repleta de compostos orgânicos. A grande maioria dos medicamentos, vários pesticidas, as fibras têxteis, os polímeros, os corantes…são moléculas orgânicas.

Atualmente, apesar de muitas substâncias orgânicas naturais serem muito complexas e de difícil obtenção laboratorial e, assim, ainda serem obtidas a partir de plantas ou animais, a maioria dos compostos orgânicos são obtidos em laboratório. Os compostos são retirados dos organismos vivos (atualmente, o ambiente marinho também tem se mostrado uma grande fonte de produtos orgânicos), estudados e depois, se tiverem alguma aplicação, sintetizados. Assim, por exemplo, a gente já comentou que o índigo, corante azul utilizado em “jeans”, antigamente era obtido de plantas. Porém, sua aplicação industrial é tão grande que a obtenção da fonte natural não atenderia à demanda mundial.

É aí que a Química Orgânica moderna exerce o seu papel: atualmente, o índigo é obtido através de uma síntese (chama-se síntese o processo de transformação de moléculas através de reações químicas para se obter a molécula que se deseja). Dessa mesma forma, tem se sintetizado uma variedade enorme de compostos orgânicos, cujo isolamento de fontes naturais tornaria o processo inviável economicamente.

Assim, vários compostos obtidos por síntese são exatamente iguais àqueles existentes nos organismos vivos. Outras vezes, o químico faz algumas modificações nas moléculas naturais, obtendo compostos semelhantes (denominados derivados), mas que apresentam maior aplicabilidade do que o produto natural. Por exemplo, o ácido salicílico é isolado do salgueiro (família de plantas do gênero Salix) e apresenta atividade anti-inflamatória. No entanto, possui também um efeito corrosivo nas paredes do estômago. Assim, o derivado ácido acetil salicílico (AAS) foi sintetizado e é utilizado como medicamento anti-inflamatório que possui menos efeito colateral que o primeiro.

Com o crescimento da Química Orgânica e o acúmulo de informações obtidas hoje em dia, várias moléculas de grande utilidade são obtidas por síntese química, muitas vezes sem ter nenhuma correlação com produtos naturais.

História

A química orgânica nome veio da palavra organismo.

Antes de 1828, todos os compostos orgânicos tinham sido obtidos a partir de organismos ou seus restos.

A filosofia científica na época era que a síntese de compostos orgânicos só poderia ser produzida dentro da matéria viva enquanto compostos inorgânicos foram sintetizados a partir de matéria não-viva.

Em 1828, um químico alemão Friedrich Wöhler (1800-1882) surpreendeu a comunidade científica usando a cianato composto inorgânico de amônio, NH 4 OCN para sintetizar uréia, H 2 NCONH 2, uma substância orgânica encontrada na urina de muitos animais.

Hoje, os químicos consideram os compostos orgânicos como aqueles que contêm carbono e um ou mais em outros elementos, na maioria das vezes hidrogênio, oxigênio, nitrogênio, enxofre ou os halogênios, mas às vezes outros também.

A Química orgânica é definida como a química do carbono e seus compostos.

Resumo

A química orgânica é o estudo das estruturas, propriedades e comportamentos, de compostos que contêm ligações carbono-hidrogênio.

Se  você acha que química orgânica é um monstro de sete cabeças, agora, olhando por um novo ângulo, verá como vai ficar mais fácil compreendê-la.

A química orgânica exerce grande participação no nosso cotidiano. Grande parte dos compostos produzidos em nosso corpo são orgânicos por exemplo a uréia e a glicose. Não apenas em nós, como também em todos os seres vivos, sejam eles vegetais ou animais.

Também a encontramos como combustível, na produção de tinta e sabões, até mesmo na criação de um novo composto que pode ser usado para salvar vidas.

Vários produtos essenciais para a vida são orgânicos, por isso existem tantos diferentes compostos.

Além do ar que respiramos (O2) e da água que constitui 80% do nosso corpo, há um átomo que é fundamental: o Carbono. E é dos compostos desse elemento que a química orgânica vai tratar.

A Química dos Compostos de Carbono

A química dos compostos de carbono é, freqüentemente, estudada sob o nome de Química Orgânica, como se fosse um ramo especial da Química. Na realidade, esse nome tem origens históricas e razões didáticas.

Dava-se o nome de Química Orgânica à química dos compostos produzidos pelos animais e vegetais. Acreditava-se naquela época que tais compostos se formavam pela ação de um misterioso princípio chamado de força vital.

Atualmente a Química Orgânica tem um significado completamente diverso, sendo definida em função de seu objetivo de estudo: os compostos de carbono. Hoje deveríamos denomina-la de Química dos Compostos de Carbono.

É importante ressaltar que vamos fazer uso constante das ligações químicas ao explicar a estrutura e as propriedades dos compostos orgânicos. Desta forma é necessário recordar rapidamente as ligações iônicas e covalentes e as condições que levam ao surgimento de moléculas polares e apolares. Devem ser caracterizadas as ligações do carbono nos compostos orgânicos e discutidos os vários tipos de cadeias carbônicas.

KEKULÉ e COUPER foram os primeiros a tentar determinar a estrutura dos compostos orgânicos, propondo, em sua Doutrina Estrutural, três características fundamentais dos compostos de carbono:

O carbono é tetravalente
As quatro valências do carbono são equivalentes
Os átomos de carbono formam cadeias carbônicas, ligando-se entre si.

VAN’T HOFF e LE BEL propuseram uma estrutura tetraédrica para o átomo de carbono. Sendo assim, o átomo de carbono estará sempre situado no centro de um tetraedro imaginário, estando cada uma de suas valências dirigida para um vértice do tetraedro. Ou seja, o átomo de carbono efetua quatro ligações (cada uma representada por um traço).

QUÍMICA ORGÂNICA (Químicados compostos existentesnos organismos vivos)

QUÍMICA INORGÂNICA (Química dos compostos existentes no reino animal).

Fonte: www.acs.org/www.wisegeek.com/www.nelsonlage.pro.br/web.ccead.puc-rio.br/www.angelfire.com

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Permetrina

PUBLICIDADE A permetrina é um composto químico sintético, juntamente com outros piretróides, semelhante ao produzido …

A água perfeitamente destilada contém apenas moléculas de hidrogênio e oxigênio.

Água Destilada

PUBLICIDADE Definição A água destilada é criada através do processo de destilação. Basicamente, no processo de destilação, …

Terpenos

PUBLICIDADE Definição Terpenos, qualquer um dos vários hidrocarbonetos isoméricos 10H16 encontrados presentes em óleos essenciais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.