Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Química / Propriedades Gerais da Matéria

Propriedades Gerais da Matéria

PUBLICIDADE

 

Propriedades Gerais da Matéria – Definição

Matéria é tudo que tem massa e ocupa espaço.

A matéria pode ser definido ou descrito como qualquer coisa que ocupa um espaço, e é composto de partículas minúsculas chamadas átomos

Ela pode estar na forma de sólidos, líquidos ou gases.

Quando você olha para um objeto, você é capaz de ver muitas das suas propriedades.

Os cientistas classificam a matéria com base nas suas propriedades físicas que foram observados e testados na química.

Algumas propriedades físicas são conhecidos apenas por meio de experimentação, enquanto outros são visíveis a olho nu.

Uma propriedade física é uma característica que pode ser observados ou medidos sem mudar a composição da amostra.

As propriedades físicas podem ser usadas para descrever misturas, assim como substâncias puras.

Porque estas substâncias puras têm composições uniformes e imutáveis, eles também têm propriedades físicas consistentes e imutáveis.

As Propriedades da matéria, são divididos em dois grupos:

Propriedades físicas que incluem cor, densidade, massa, ponto de ebulição, o volume, a solubilidade, a maleabilidade e temperatura; e as propriedades químicas que incluem reatividade com o oxigénio, reatividade com água, inflamabilidade, pH, de toxicidade e de combustão.
As propriedades físicas da matéria podem ser observadas ou medidas sem alterar a composição, enquanto que as propriedades químicas, pode ser observada depois de uma alteração química ocorreu.

Existem quatro propriedades diferentes da matéria.

Eles são de peso, volume, massa e densidade.

O mais importante é a massa.

Massa

Massa é a quantidade de matéria em um objeto e ele nunca muda, a menos que a matéria é retirada do objeto. Massa também tem uma relação direta com a inércia. Inércia é a resistência do movimento de um objeto. Se um objeto tem uma massa maior, então ele tem uma maior inércia. Além disso, você pode encontrar massa medindo-lo em um equilíbrio feixe triplo.

Volume

Volume é uma outra propriedade geral da matéria. Qualquer coisa que ocupa espaço tem volume. De fato, o volume é a quantidade de espaço de um objeto ocupa. Você pode encontrar o volume de um objeto com bordas retas, medindo o comprimento x largura x altura. Para objetos de forma irregular, você provavelmente quer usar um cilindro graduado. Litros e mililitros são usadas para medir o volume de líquidos, enquanto centímetros cúbicos são utilizados para medir os sólidos.

Densidade

A terceira propriedade geral da matéria é a densidade. A densidade é muito importante porque permite comparar diferentes objetos. Por exemplo, a água tem uma densidade de 1 g / cc e de madeira é de 0,8 g / cc. Por conseguinte, a madeira irá flutuar na água, porque a densidade é menor do que a da água. A equação para a densidade é Densidade = massa / volume. Além disso, se você dividir um objeto no meio, ele ainda terá a mesma densidade.

Peso

Peso é a quarta propriedade geral da matéria. É definida como a medida da força de atração entre objetos devido à gravidade. A gravidade é que mantém você e me no chão. Na verdade, a gravidade existe entre você e seu computador. Está atraídos por ela por gravidade. Você não sente a atração porque a massa do computador é tão pequena. A terra, por outro lado, possui uma massa muito grande. É por isso que você é atraído para o chão. Peso, ao contrário de massa, as mudanças com a posição. Quanto mais longe você estiver do centro da Terra, a menos que você pesa. A unidade métrica de peso é o newton, mesmo que na América a unidade mais comum é a libra. A equação para o peso é peso = Massa x Aceleração devido à gravidade, mas eu pessoalmente acho que o mais fácil é para cada quilo de massa, há 9,8 newtons de peso.

Propriedades Gerais da Matéria – Objetivo

Propriedades Gerais da Matéria tem como objetivo aprender a distinguir e recomendar materiais utilizados em equipamentos e componentes elétricos e magnéticos, levando em consideração as propriedades dos metais, ligas, cerâmicos, semicondutores e plásticos, além das tendências atuais para o uso das propriedades desses materiais.

Problemas em relação a materiais aparecerão sem dúvida, principalmente em relação à sua escolha, cada situação para essa escolha é diferente, mas existem pontos de partida gerais para uma análise inicial.

Primeiramente deve-se considerar qualquer efeito de mudança que transgride o limite do material, seja calor, resistência ou até mesmo a capacidade de conduzir corrente elétrica.
Faça uma lista com os materiais possíveis, e elimine alguns por não se adequarem às propriedades mecânicas necessárias, como corrosão fraturas, outra idéia é fazer uma pesquisa de custos e quantidades, tratar estes materiais quimicamente ou termicamente, aumenta a possibilidade de uso e diminui o risco.

Ligações químicas

Ligação metálica:

Atração interatômica forte os elétrons na camada de valência são facilmente carregados para a banda de condução, enquanto que os demais ficam ligados fortemente ao núcleo, o que origina uma estrutura formada por íons positivos e elétrons livres.

Ligações Secundárias

Interação Dipolo induzido–Dipolo induzido

É a mais fraca das ligações secundárias, existe entre duas moléculas apolares e são rápida e inconstante, uma molécula apolar muito próxima, polariza uma outra molécula apolar em questão de segundos esta interação acontece entre todas as moléculas, porém são feitas e desfeitas rapidamente, em resumo é uma ligação fraca.

Interação Dipolo-Dipolo

Esta interação já é mais forte, acontece entre moléculas polares, os pólos de sinais contrários dessas moléculas se ligam, o que resulta em uma interação mais forte, não há indução nesse caso.

Pontes de Hidrogênio

É a ligação que ocorre entre o hidrogênio e os elementos mais eletronegativos o F (Flúor), O (Oxigênio), N (Nitrogênio) devido a grande diferença de eletronegatividade essa interação é a mais forte das mencionadas.

Estruturas Cristalinas

Os materiais sólidos podem ser caracterizados em relação as suas estruturas atômicas, um arranjo periódico constante caracteriza um material cristalino para longas distâncias, em condições normais todos os metais e a maioria das cerâmicas são cristalinos.

Os materiais não cristalinos são chamados de amorfos, como por exemplo, os vidros.

Uma fase é uma parte homogênea que se estende por uma grande distância atômica, o número de fases cristalinas é imenso já que existem muitas permutações e combinações de grupos de átomos.

Uma fase amorfa tem ordem de pequenas distâncias seus arranjos são menos definidos e permitem maiores diferenças na composição, o óleo a água e o mercúrio são exemplos de fases amorfas em temperatura ambiente.

Uma molécula tem uma regularidade estrutural porque as ligações covalentes determinam o número de vizinhos para cada átomo, tais estruturas são denominadas cristais, algumas propriedades dos sólidos cristalinos dependem da estrutura do cristal deste material.

Propriedades Elétricas

As cargas elétricas se deslocam nos materiais em forma de corrente elétrica, resistência é a maior ou menor dificuldade de que se opõe um condutor à passagem de corrente elétrica mobilidade das cargas varia para cada material.

Condução nos sólidos condutores, no mercúrio e nos metais em fusão

Nestes materiais existem elétrons livres, que podem se deslocar com um movimento que depende da temperatura, os elétrons se agitam em um movimento desordenado, porém se a substância for submetida a um campo elétrico os elétrons se ordenam formando corrente, está corrente tem uma velocidade muito mais baixa do que a da agitação térmica, quando são arrastados por colisão com o material os elétrons perdem parte da sua energia em forma de calor (efeito Joule).

Condução nos líquidos

Pela hipótese de Arrenhius, sabemos que ao dissolver uma base, um ácido ou um sal em água, as moléculas se dissociam gerando íons que se deslocam no líquido, sob a ação de um campo elétrico os íons de cargas opostas vão se deslocar em sentido contrário.

Condução nos gases

Um gás à pressão atmosférica é considerado um bom isolante, mas se submetido a um campo elétrico suficientemente forte, passa a ser condutor, nesse estágio alguns elétrons se libertam dos átomos que viram cátions, esse fenômeno se chama ionização do gás.

Um gás bem ionizado conduz corrente elétrica luminescente (arco voltaico), se a causa da ionização desaparece o gás mantém a condutividade por um tempo, mas logo os íons se recombinam.

Propriedades mecânicas

Para selecionar materiais apropriados é essencial conhecer propriedades relevantes, as propriedades mecânicas são medidas nos termos do comportamento do material quando sujeito a uma força e são determinados pelas deformações, valores numéricos não são encontrados facilmente, porém podem ser comparados com outros materiais.

Todo projeto, ao ser feito deve levar em consideração a resistência do material de tal forma que as deformações em serviço não sejam excessivas e que fraturas não ocorram.

Deformações nos metais: quando se aplica uma força em um metal ele sofrerá deformação, esta pode ser elástica desaparece quando a força é retirada (momentânea) ou plástica (permanente).

Podemos definir alguns pontos para esta deformação.

LE (limite de elasticidade) é o ponto até onde a deformação segue a lei de Hooke, se a força transpassar esse ponto o objeto não mais voltará a sua forma original, se a força for aumentada pode-se atingir o L.Ru (limite de ruptura) ponto que estabelece a ruptura do material.

Conceitos:

Tensão: força por unidade de área
Modulo de elasticidade: quociente entre a tensão e a deformação resultante
Dutilidade: deformação total até o ponto de ruptura

Outras propriedades mecânicas

A dureza é a resistência da superfície do material à penetração, está intimamente relacionada com a resistência do material.

A tenacidade é uma medida de energia de deformação, é a energia total necessária para provocar a fratura do corpo de prova é representada através da área sob a curva do gráfico de tensão x deformação.

As propriedades mecânicas são levantadas através de cuidadosos testes de laboratório, através de normas e técnicas apropriadas.

Propriedades térmicas

Alguns conceitos para facilitar o entendimento temperatura é o nível de atividade térmica, enquanto que calor é a quantidade de energia térmica.

As condições térmicas do ambiente no qual está o material afetam de várias formas, sendo que a alteração na microestrutura é uma das mais importantes, pois afeta a propriedade do material.

As propriedades térmicas mais importantes são a resistência ao calor, resistência ao frio, condutividade térmica e dilatação.

A resistência ao calor é a capacidade dos materiais suportarem sem prejuízo de suas propriedades à manutenção por períodos curtos e longos de altas e baixas temperaturas.

A condutividade térmica é a proporção de calor através dos corpos e tem lugar quando todos os pontos do material não estão na mesma temperatura, o calor se propaga molécula a molécula dos pontos mais quentes para os pontos mais frios.

A dilatação é o aumento de comprimento de um objeto em uma direção, cada material tem o seu coeficiente de dilatação quanto maior, mais ele se dilata.

Propriedades Gerais da Matéria – Corpo

Matéria é tudo que tem massa e ocupa lugar no espaço. Não existe vida nem manutenção da vida sem matéria. Uma porção delimitada de matéria recebe o nome de corpo. Quando um corpo é usado como utensílio ou ferramenta pelo homem temos um objeto.

Molécula é a menor porção de uma substância pura que conserva as propriedades e a composição da substância. Apesar de minúsculas as moléculas são constituídas por partículas ainda menores, denominadas átomos.

Energia

Energia não é matéria, mas é a energia que faz com que a matéria seja sólida (como pedra), líquida (como a água da torneira) e em vapor, como a água invisível que sai do nariz durante a respiração.

Não é fácil definir energia, é mais fácil perceber sua existência. Por isso, a matéria mais simples de descrever a energia é dizendo o que ela faz.

As principais coisas que a energia faz são:

Realizar trabalho – uma força capaz tanto de movimentar a matéria bruta ou como fazer a vida acontecer;
Produzir calor –
fazendo as coisas se derreteram, ficarem quentes, ferverem ou se evaporarem.

Propriedades Gerais da Matéria

São as propriedades da matéria observadas em qualquer corpo, independente da substância de que ele é feito.

Extensão
Inércia
Impenetrabilidade
Compressibilidade
Elasticidade
Divisibilidade
Indestrutibilidade

Extensão: Propriedade que a matéria tem de ocupar um lugar no espaço. O volume mede a extensão de um corpo.

Inércia: propriedade que a matéria tem em permanecer na situação em que se encontra, seja em movimento, seja em repouso.

Quanto maior for a massa de um corpo, mais difícil alterar seu movimento, e maior a inércia. A massa mede a inércia de um corpo.

Impenetrabilidade: Dois corpos não podem ocupar, simultaneamente o esmo lugar no espaço.

Compressibilidade: propriedade da matéria que consiste em ter volume reduzido quando submetida a determinada pressão.

Elasticidade: Propriedade que a matéria tem de retornar seu volume inicial – após cessada a força que causa a compressão.

Divisibilidade: Propriedade que a matéria tem se reduzir-se em partículas extremamente pequenas.

Indestrutibilidade: A matéria não pode ser criada nem destruída, apenas transformada.

Propriedades Específicas da Matéria

São as propriedades que variam conforme as substâncias de que a matéria é feita.

Cor, sabor, odor, estado de agregação, brilho (organolépticas)
Dureza
Maleabilidade
Ductilidade
Densidade
Magnetismo

Cor, sabor, odor… (propriedades organolépticas)

Dureza: É definida pela resistência que a superfície oferece quando riscada por outro material. A substância mais dura que se conhece é o diamante, usado para cortar e riscar materiais como o vidro.

Brilho: É a propriedade que faz com que os corpos reflitam a luz de modo diferente.

Maleabilidade: Propriedade que permite à matéria ser moldada. Existem materiais maleáveis e não- maleáveis.

Dutilidade: Propriedade que permite transformar materiais em fios. Um exemplo é o cobre, usado em forma de fios em instalações elétricas e o ferro na fabricação de arames.

Densidade: é também chamada de massa específica de uma substância, pela razão (d) entre a massa dessa substância e o volume por ela ocupado.

Magnetismo: Algumas substâncias têm a propriedade de serem atraídas por ímãs, são as substâncias magnéticas.Algumas substâncias têm a propriedade de serem atraídas por ímãs, são as substâncias magnéticas.

Ponto de fusão: Temperatura na qual uma substância passa do estado sólido para o líquido.

Ponto de ebulição: Temperatura na qual uma substância passa do estado líquido para o gasoso.

Solubilidade: Quantidade máxima de soluto que pode ser dissolvido no solvente.

Fonte: study.com/www.angelfire.com/chemwiki.ucdavis.edu

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Dopamina

PUBLICIDADE A dopamina é um neurotransmissor, uma das substâncias químicas responsáveis ​​pela transmissão de sinais …

Antagonista

PUBLICIDADE Um antagonista do receptor é um tipo de ligante receptor ou droga que bloqueia …

Agonista

Definição PUBLICIDADE Um agonista é uma molécula que pode se ligar e ativar um receptor …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+