Breaking News
Home / Química / Química Inorgânica

Química Inorgânica

PUBLICIDADE

A Química é a ciência que estuda as transformações da matéria na sua dimensão micro e macromolecular bem como a energia envolvida nesses processos. A química é a mesma ciência que estuda a matéria seja na condição inorgânica ou orgânica. A diferenciação ocorre justamente pela sua ampla aplicação na nossa realidade e pelas variadas propriedades químicas e físicas dos compostos inorgânicos e orgânicos.

A química é composta por áreas do conhecimento científico que são direcionadas de acordo com o conjunto de termos e conceitos específicos a essas áreas. Essa classificação ocorre devido as demandas de estudo, aplicação e por se constituir uma ciência de muita abrangência. Desta forma, classificamos em: Química Inorgânica; Química Orgânica; Físico-Química; Química analítica; Fitoquímica; Bioquímica; Quimiometria;Química Ambiental; Química Forense; Ensino de Química.

Vamos ao tema deste estudo. Sem muito rigor literário, a distinção entre as áreas de conhecimentos da química, começam quando uma série de experimentos e escritos passam a questionar a teoria do‘vitalismo’, ao mesmo tempo em que os estudos das propriedades da matéria avançam para um contexto mais sólido, enaltecendo as diferenças entre os materiais inorgânicos daqueles referentes a matéria que constitui os seres vivos.

A teoria da força vital ou vitalismo propunha que somente organismos vivos seriam capazes de promover sínteses dos compostos orgânicos e isso devido a uma ‘força’ que poderia ser transmitida de organismo vivo para outro.

A síntese da ureia é um exemplo clássico. Em 1828, através da tentativa de sintetizar uma sustância inorgânica, o químico alemão Friedrich Wöller conseguiu sintetizar ureia a partir da reação endotérmica do cianato de potássio juntamente com o sulfato amônia. Desta reação, obteve cristais brancos equivalentes a ureia obtida através da urina de cachorros ou de humanos, que até então, eram a única fonte deste composto.

Química Inorgânica
Friedrich Wöller (1800-1882) e a síntese da Ureia

Não se sustenta o fato que um único experimento fosse suficiente para refutar a teoria da ‘força vital’ ou ‘vitalismo’.Contudo, uma série de eventos e experimentos acabaram por colaborar com este efeito. Outro fato histórico que nos chama atenção é a produção do ácido acético a partir dos componentes elementares puros, experiência esta realizada em 1845 pelo químico alemão Hermann Kolbe.

Em 1848, o professor de Wöhler, Leopold Gmelin identifica que os compostos orgânicos continham carbono e em 1859, Friedrich August von Kekulé define a Química Orgânica como a química que estuda os compostos de Carbono. Com a ampliação dessa área de estudo, a química que estuda os componentes inorgânicos, minerais, a matéria em seu estado atômico e molecular passou a ser denominada de Química Inorgânica.

De forma resumida, podemos estabelecer que:

Química Orgânica: estuda os compostos do elemento carbono (C).

Química Inorgânica: estuda os demais elementos da tabela periódica.

Alguns compostos que contêm carbono são tradicionalmente estudados em química inorgânica devido suas obtenções e descobertas ocorrerem antes da classificação dos compostos orgânicos e inorgânicos. Alguns autores denominam estes compostos como compostos de transição, sendo-os: monóxido de carbono (CO), dióxido de carbono (CO2), cianetos (KCN), carbonatos (CaCO3), bicarbonatos (NaHCO3).

Em Química Inorgânica podemos abordar os seguintes conhecimentos: Teoria atômica; Estudo da matéria; Ciências dos Materiais; Geoquímica; Ligações químicas; Formas e estrutura das moléculas; Propriedade químicas, físicas e periódica dos elementos químicos; Química nuclear; Funções Inorgânicas.

Abordaremos nesta seção as Funções Inorgânicas como critério de exemplificação.

Os compostos inorgânicos estão agrupados em quatro classe de funções inorgânicas: Ácido, Base, Sais e Óxidos.

Ácidos e Bases

Há três conceitos de ácidos e bases que podemos nos referir.

Ácido de Arrhenius: Substância que, em solução aquosa, libera como íon a espécie hidroxônio (H3O+). Exemplo: HCl em meio aquoso.

HCl(g) + H2O(l) H3O+(aq)+ Cl(aq)­­

Base de Arrhenius: Substância que, em solução aquosa, libera como íon a espécie hidroxila (OH). Exemplo, hidróxido de sódio em meio aquoso.

NaOH(s) + H2O(l) Na+ (aq) + OH(aq)

Ácido de Brønsted-Lowry: ácido é a espécie química que atua como doador de prótons.

Base de Brønsted-Lowry: base é a espécie química que atua como recebedor de prótons. Exemplos:

Química Inorgânica

Segundo o conceito de Brønsted-Lowry, ácidos e bases são espécies químicas que estão correlacionadas, para uma espécie atuar como ácido, uma outra deve estar presente para aceitar o próton, atuando como base. Para uma espécie química atuar como base, um ácido deve estar presente paradoar o próton. Nestes exemplos, como as reações se encontram em equilíbrio químico, o H3O+ transfere um próton ao CN. Desta forma, o H3O+é classificado como ácido e o CN como uma base.

O mesmo ocorre no segundo exemplo. O NH4+ transfere um próton de volta ao Cl. Desta forma, o NH4+é classificado como ácido e o Cl como base. Como os pares HCN/CN, H2O/H3O+, NH3/NH4+, HCl/Cl­-, diferem em um próton, são denominados de pares conjugados. Isto é, o CN­ é a base conjugada do HCN, assim, diz-se que a base conjugada é a espécie química produzida quando um ácido doa um próton. De forma análoga, a NH4+ é o ácido conjugado da NH3, assim, diz-se que o ácido conjugado é a espécie química produzida quando uma base recebe um próton.

– Ácido de Lewis: é a espécie química que aceitar um par de elétrons.

– Base de Lewis: é a espécie química que doa um par de elétrons.

Exemplos:

Química Inorgânica

Sais

É todo composto iônico que contém cátion proveniente de uma base e ânion proveniente de um ácido. Exemplos:

NaOH(aq) → Na+(aq) + OH(aq)

HCl(aq) → H+(aq)  + Cl(aq)

NaCl(s) Na+(aq) + Cl⁻(aq)

O NaCl é um sal constituído pelo cátion Na+ que é proveniente da base (NaOH) e pelo ânion Cl que é proveniente do ácido (HCl).

Óxidos

Denomina-se óxido todo composto formado pelo oxigênio com outros elementos menos eletronegativo que ele.

Exemplos: CO, CO2, H2O, SO2, SO3, NO, NO2, N2O4, CaO, LiO, Fe2O3, Al2O3, HgO, ZnO, LiCoO2, LiNiO2, entre outros.

Como o Flúor (F) é um elemento mais eletronegativo que o Oxigênio, o composto OF difluoreto de oxigênio, trata-se de uma exceção.

Através do estudo dos compostos inorgânicos conseguimos compreender o comportamento da matéria, a interação entre as espécies químicas bem como suas características e propriedades.

Bons Estudos!

David Pancieri Peripato

Veja também

Álcool Isopropílico

PUBLICIDADE Definição O isopropanol é um líquido claro, incolor e volátil. Também é comumente conhecido …

Serotonina

Serotonina

PUBLICIDADE Definição de Serotonina A Serotonina é um neurotransmissor que está envolvido na transmissão de …

Untitled-3

Recristalização

PUBLICIDADE Definição A recristalização, também conhecida como cristalização fracionada, é um procedimento para purificar um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.