Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Harry Houdini  Voltar

Harry Houdini

Harry Houdini O Grande Mestre do Ilusionismo

Harry Houdini

1874 / 1926

O mais famoso mágico de todos os tempos, Harry Houdini, nasceu Ehrich Weisz, em Budapeste, Hungria, no dia 24 de março de 1874. Seu pai Mayer Samuel Weisz, era um judeu religioso e professor, mudou-se com a família para Appleton, Winscousin (EUA) em 1876.

Os tempos eram difíceis para a família Weisz, e foram obrigados a mudar várias vezes para fugir de cobradores de dívidas contraídas. Por conta disso e da precária situação financeira da família, todos os filhos começaram a trabalhar cedo. Ehrich aos 8 anos já trabalhava como engraxate e vendedor de jornais.
Certo dia, seu pai o levou para assistir à performance de Dr. Lynn um mágico intinerante, neste dia, o desejo de atuar, tomou conta de Ehrich.

Aos 12 anos fugiu de casa, tendo chegado até Kansas City, onde ficou por quase um ano, mas em seguida juntou-se novamente à sua família na nova casa em Nova Iorque. Em 1888, Ehrich tinha vários trabalhos para ajudar a família.

Gastava seu tempo livre estudando mágica e disputando competições de atletismo, natação e corrida. Nesta época, Ehrich leu um livro entitulado “As Memórias de Robert Houdin” escritas pelo próprio. O livro mudou sua vida – Ehrich adicionou um “i” ao final do nome de seu ídolo e assumiu o nome com o qual se tornaria parte da história – Houdini

No entanto, os verdadeiros episódios e detalhes da infância de Houdini foram ocultados, inclusive em grande parte pelo próprio Houdini.

Algumas biografias dão conta da data de nascimento de Houdini em 6 de abril de 1874 em Appleton, Winscousin – o que foi divulgado amplamente pelas palavras de Houdini, porém o coreto é que ele nasceu mesmo em Budapeste e seu pai atendendo a uma proposta de emprego de rabino em Appleton (foi o primeiro rabino da cidade) mudou-se com toda a família, por volta de 1875/76.
Quando Houdini tinha 16 anos, seu pai morreu, dando-lhe a liberdade de se tornar um performático em tempo integral. Suas primeiras investidas incluíam truques com cartas, apresentações públicas em parques de diversão e na Chicago World’s Fair em 1893.

Junto com seu irmão Theo, Houdini estava empenhado em criar um mito em torno de seu nome.
Em 1894, Houdini conheceu Beatrice “Bess” Raymond, uma batalhadora cantora e dançarina. Os dois se apaixonaram imediatamente e se casaram em julho do mesmo ano. Bess se juntou ao espetáculo de Houdini e Theo seguiu em frente atuando por conta própria.

Houdini estava constantemente improvisando e incorporando novos truques ao seu ato.

Por muito tempo, passou aperfeiçoando e treinando um truque em que escapava de algemas, incorporou este truque ao seu show e logo passou a desafiar qualquer pessoa que pudesse algemá-lo com eficiência, inclusive oferecendo centenas de dólares caso ele não conseguisse escapar, nunca teve que pagar.
Houdini sempre soube usar com inteligência a mídia para promover seus espetáculos. Seus desafios atraíam um enorme público, no final do século XIX, que queria ver o mágico se desvencilhar de algemas, grilhões e correntes de ferro nos pés, cordas, cabos de aço, camisas de fôrça, jaulas e sarcófagos. Diferente de outros mágicos, Houdini praticava suas “escapadas” aos olhos da platéia.
Suas performances despertaram a atenção de Martin Beck que dirigia a maior cadeia de teatros de “vaudeville” dos Estados Unidos.
Houdini foi contratado por Beck, tendo se tornado um enorme sucesso de público. Provando sua incrível capacidade de se desvencilhar de qualquer tipo de prisão, Houdini tornou-se o ator principal da trupe.

Apesar de sua enorme popularidade, Houdini não estava feliz com o sucesso nos Estados Unidos. Ele e Bess, partiram para uma turnê pela Europa e Rússia na virada do século. Sua primeira apresentação em Londres foi um enorme sucesso, assim como na Alemanha e em todo o continente europeu.

Houdini permaneceu na Europa por 5 anos e foi a principal atração do “vaudeville”.
Em 1905, retornou aos Estados Unidos, determinado a se tornar uma grande estrela, maior ainda do que já era. Ele aprimorou e aumentou ainda mais a dificuldade de suas performances.

É desta época uma de suas maiores escapadas, onde ele era algemado e colocado dentro de um caixote de transporte que tinha sua tampa pregada, a seguir era jogado na água; Houdini no entanto aparelhava o caixote, de modo a poder ficar embaixo d’água por um longo período de tempo, a fim de aumentar o suspense do ato.

Houdini possuía uma força incrível e grande agilidade, o que lhe ajudava em suas performances, ele também gastava horas praticando seu condicionamento físico, para o show em que ficava debaixo d’água, treinava o fôlego numa banheira.

Por mais de duas décadas Houdini permaneceu sob os refletores. De 1916 a 1923 apresentou seus truques no cinema.

Nos seus últimos anos de vida gastou parte de seu tempo desmascarando espiritualistas e mostrando como eram cometidas fraudes em espetáculos de parapsicologia e sessões espíritas. Seu interesse por destruir outros profissionais, teve início após a morte de sua mãe Cecilia Weisz. Por causa de seu passado como ilusionista, ele conhecia a maioria das técnicas utilizadas por médiuns para estabelecer contato com o mundo dos espíritos.

Houdini criou uma espécie de cruzada contra os charlatães que tungavam o dinheiro de famílias inteiras que tentavam contactar seus mortos. Ele frequentemente comparecia disfarçado em sessões espíritas, para desmascarar os médiuns.
Houdini apregoava que se houvesse uma forma verdadeira de contactar os mortos, somente ele poderia conseguir tal proeza.
Houdini inclusive atacou o mito de Robert Houdin, de quem emprestou o nome com o qual alcançou a fama.

O mestre Arthur Conan Doyle, criador do famoso personagem Sherlock Holmes, era um admirador contemporâneo do trabalho de Houdini. Ironicamente Conan Doyle era conhecido por suas explicações lógicas nas histórias de Sherlock, no entando declarou que as escapadas, os ilusionismos e performances de Houdini só podiam ser fruto de um fenômeno sobrenatural.

Os últimos dias de vida de Houdini foram trágicos e patéticos diante de uma vida tão espetacular. Em 22 de outubro de 1926, ele se encontrava em Montreal apresentando uma conferência sobre espiritualismo. Quando se achava em seu camarim conversando com vários estudantes da McGill University, foi questionado se poderia resistir ao soco de qualquer homem no estômago, antes que pudesse se preparar contraíndo a musculatura abdominal, um dos estudantes socou-o por 3 vezes na barriga.

Depois disso Houdini demonstrando não sentir dor, ainda se apresentou por algumas vezes, mas logo caiu doente, porém não foi ver um médico no dias seguintes. Quando finalmente foi diagnosticado, seu apêndice havia sido rompido, sua circulação fora contaminada com germes de estafilococus, infelizmente já era tarde, Houdini morreu de peritonite em 31 de outubro de 1926 aos 52 anos em meio às comemorações do Halloween.

Apesar de seus esforços por desmistificar o espiritismo, Houdini estabeleceu um código secreto com sua esposa Bess, que no caso de sua morte, permitiria que ele estabelecesse contato com ela do além. Em 9 de janeiro de 1929 o jornal The Detroit News apresentava uma reportagem informando que Bess havia recebido mensagens no código secreto, durante uma sessão.

O código era uma combinação antiga que Houdini utilizava com Bess nos números de leitura da mente. Bess declarou mais tarde que estava doente durante tal sessão, depois de recuperada disse não acreditar que a mensagem recebida fosse de Harry Houdini, pois o código secreto poderia ser conhecido por outros participantes da sessão e portanto, suspeitos de fraude. Outras sessões tentaram estabelecer contato com Houdini, sempre no Halloween, por 10 anos seguidos. Em 1936 Bess desistiu, declarando que 10 anos são demais para se esperar por um homem.

Fonte: www.bricabrac.com.br/

Harry Houdini

Harry Houdini

O performer conhecido mundialmente como Harry Houdini nasceu dia 24 de Março de 1874 em Budapeste, e recebeu o nome de Ehrich Weiss.

Apesar de clamar ter nascido em Appleton, Wisconsin, Houdini só veio para a América quando completo quatro anos de idade. Até os dias de hoje, muitas pessoas conectadas com a pequena cidade de Appleton insistem na inverdade de que Houdini nasceu lá, com a intenção única de atrair turistas.

Esta claro, através de cópias de certidões de nascimento e registros familiares arquivados no Houdini Museum em Scranton, Pensylvania, na região do Pocono, que Houdini nasceu de fato em Budapeste, no dia 24 de Maio em 1874. Historiadores finalmente concordam com este fato.

Anos mais tarde, em uma entrevista em uma revista Houdini fez o comentário que: "A maior fuga que eu já realizei foi quando abandonei Appleton, Wisconsin."

O pai de Houdini era Samuel Weiss, e ele era um Rabino. E por um curto período de tempo ele foi rabino para a German Zoin Jewish Congregation em Appleton. Sua mãe se chamava Cecilia Steiner Weiss.

Existem fotos da família de Houdini expostas no Houdini Museum em Scranton, Pensylvania, na região do Pocono.

Seus pais falavam somente em Yiddish, Húngaro e Alemão. A família era muito humilde, por isso as crianças começaram a trabalhar desde cedo. Com a idade de 8 o jovem Ehrich Weiss (Erik Weisz) vendia jornais e trabalhava como engraxate. É interessante notar que quando vieram para o Estados Unidos houveram muitas mudanças nas grafias dos nomes para se ajustarem ao inglês. Com a idade de 12, o jovem Ehrich saiu de casa para se aventurar pelo mundo em uma tentativa de sustentar sua família. Este era um grande sinal de independência. Isso chega a contrariar aqueles que afirma que ele era obcecado pela mãe, apesar de amá-la muito.

Ehrich viajou através do país por aproximadamente um ano, sempre enviando dinheiro para casa sempre que podia. Finalmente ele se encontrou com seu pai em Nova Iorque. Seu pai morreria em cinco anos, dia 5 de Outubro em 1892. A mudança para Nova Iorque iria mudar sua vida e apresentá-lo ao mundo das mágicas. Sua família se mudou para Nova Iorque na esperança de encontrar uma vida melhor lá.

Houdini trabalhava como mensageiro e cortador numa alfaiataria, Richter & Sons, uma fábrica de gravatas para ajudar a sustentar a família. Ele tinha um porte atlético e chegou a ganhar prêmios em natação e corrida. E mais tarde usaria esses talentos atléticos em seus números de artista de fugas.

Houdini começou suas performances como magico ainda adolescente, primeiro usando o nome de Eric o Grande. Sempre um leitor, e teve sua vida mudada por dois livros. Ele leu, enquanto um adolescente em Nova Iorque "Revelations of a Spirit Medium" por A. Medium, o qual mostrava os truques usados por charlatães psíquicos, que após terem sido amarrados se libertariam e secretamente fariam coisas fantasmagóricas acontecerem em um quarto escuro.

O segundo livro foi "The Memoirs of Robert-Houdini", a autobiografia de um dos maiores mágicos da época. Influenciado pelo que leu e aprendeu sobre o internacionalmente conhecido mágico Robert Houdini, o jovem Ehrich mudou seu nome para Houdini, esperando de alguma forma ser como seu novo mentor.

Os primeiros shows de mágica de Houdini consistiam em truques com cartas e outros truques simples.

Nessa época Houdini se denominava "O Rei das Cartas".

Não demorou muito e Houdini começou a se interessar por algemas, e começou as usá-las como parte de seus shows.

Houdini se apresentava com outro jovem que trabalhava com ele na fábrica de gravatas em Nova Iorque. Eles se denominavam The Houdini Brothers. Após um tempo o irmão mais novo de Houdini, Theo, tomou o lugar do garoto da fábrica.

O pai de Houdini morreu quando Houdini era um adolescente. Junto com seu irmão Theo, ele tentaram sucesso como The Houdini Brothers. Suas primeiras performances incluíam shows em parques de diversão, bares, feiras e na Chicago World’s Fair em 1893.

Em 1894 Houdini conhece Wilhelmina Beatrice Rahner, que estava cantando e dançando como parte da Floral Sisters. Eles estavam trabalhando em Coney Island nessa época.

Após se conhecerem por apenas duas semanas eles se casaram no mês de julho. Bess, como era chamada, trabalhou e viajou com Houdini e o ajudou cantando, dançando e atuando na Metamorfose, um truque que Houdini inventou.

Bess tomou o lugar de Theo no show, que agora passaria a se chamar "The Houdini’s". Ele então viajou através dos Estados Unidos e então através do mundo pelos próximos 33 anos. Desnecessário dizer que novamente ele deixa sua mãe para trás, provando sua independencia dela, ainda que a amasse muito.

Suas viagens iniciais o levaram à Pensylvania, onde o Houdini Museum está localizado hoje em dia, por duas temporadas com o Welch Brothers Circus, que cobria essa área em suas apresentações. Mais tarde ele retornaria à área de Scranton como uma grande estrela, e apresentaria novos desafios, nunca vistos antes. Seu irmão Hardeen também se apresentaria nessa área.

Houdini começou então a oferecer recompensas àqueles que obtivessem sucesso em prendê-lo, primeiro com algemas e mais tarde com um grande número de objetos.

Houdini escapava de algemas, camisas de força, celas de cadeia, uma bolsa do correio, caixas de madeira, um saco de papel gigante (sem nunca rasgar o papel), uma bola de futebol americano gigante, uma panela de pressão, latas de leite, caixões e da famosa cela de tortura chinesa. Na maioria das fugas, após exames posteriores, nunca foi encontrado traço de como Houdini executou a fuga, e isso adicionava glamour ao milagre.

Algumas das fugas de Houdini, como a da camisa de força ou ser amarrado com 3 metros de corda, eram apresentadas em plena vista da platéia. Para ajudar a atrair público e vender ingressos, Houdini fazia desafios, normalmente escapando de delegacias de polícia, com a presença de repórteres, para garantir a propaganda.

Martin Beck, um dos mais importantes impresários de Vaudeville, assistiu a um show de Houdini em 1899 e ficou impressionado com a sua personalidade dinâmica e bancou ele como um "artista de fugas", uma nova forma de entretenimento. Martin Beck bancou o circuito Orpheum, a maior cadeia de teatros vaudeville na pais, e que bancava todas as estrelas vaudeville.

Ele possuía um olho treinado para o talento, e imediatamente colocou Houdini nos teatros como segundo ato.

Houdini então começou a ser a atração principal em vários teatros através do país.

Houdini tento inventado uma nova forma de entretenimento, "O Artista de Fugas" em breve se tornaria uma estrela internacional.

Após algum sucesso nos Estados Unidos, Houdini decide ir para a Europa no ano de 1900, seguindo o conselho de um amigo, o maior mágico de moedas de todos os tempos, T. Nelson Downs.

Houdini é uma grande sensação em Londres, Inglaterra, e parte em uma viagem através de toda a Europa por cinco anos como atração principal. Houdini teve tanto trabalho na Europa que ele chamou seu irmão Theo para trabalhar lá sob o nome de Hardeen.

Houdini retornou aos Estados Unidos, determinado a se tornar uma estrela ainda maior no pais que tanto amava. Ele então dividia seu tempo entre os EUA e a Europa, indo onde conseguisse obter as maiores ofertas. Em uma de suas viagens pelos EUA ele comprou um prédio em Nova Iorque na 113th Street, que se tornaria sua residência para o resto da vida.

Quando imitadores de Houdini começaram a surgir, se aproveitando do sucesso dele, Houdini começou a criar novas e mais complicadas e perigosas fugas.

Houdini inventou a caixa submersa que posteriormente foi copiada por inúmeros artistas. Ele também foi o primeiro a se livrar de uma camisa de força também. E introduziu pela primeira vez a fuga da lata de leite em St. Louis em 27 de Janeiro de 1908.

Ele foi um dos aviadores pioneiros, um fato não muito conhecido, e foi a primeira pessoa a registrar um vôo em um avião na Austrália. Um feito que ficou registrado no Digger’s Rest em 1910. Alguns clamam que ele foi um dos 17 aviadores que quebraram o recorde do dia. Após essa série de vôos ele nunca mais voaria. Em 1913 ele apresentou sua lendária câmara de tortura chinesa.

Esse foi o mesmo ano da morte de sua mãe, o que se tornou um grande choque para Houdini.

Ele estava na Europa nesse tempo e sua família não lhe contou da doença que sua mãe estava sofrendo. Ele foi também o primeiro a fazer o maior desaparecimento em palco até aquele dia, fazendo o maior objeto conhecido naqueles tempos - um elefante - desaparecer. Isso foi feito em 1918 no Hippodrome em Nova Iorque.

De acordo com Houdini a Eloá Jenny, pesava 10,000 libras.

Houdini era muito criativo e introduziu e inventou muitos truques mágicos que estão à mostra no Houdini Museum. Após suas fugas submersas, Houdini se escondia debaixo das docas, fazendo as pessoas acharem que ele havia se afogado.

No momento oportuno Houdini fazia seu reaparecimento. Possuidor de grande força e agilidade, Houdini passava muitas horas estudando, praticando e se condicionando. Para seus truques subaquáticos Houdini praticava prender o fôlego em uma banheira por até quatro minutos. Ele também ficava em um caixão submerso por mais de uma hora.

Em 1916 Houdini começou sua carreira cinematográfica. Isso deu a pessoas no mundo todo a chance de ver o grande mestre das fugas.

Houdini participou de cinco grandes filmes mudos até o ano de 1923. Ele é o único mágico da história que estrelou em cinco filmes. Ele também escreveu muitos deles. Seus filmes incluíram "The Master Mystery", "The Grim Game", "Terror Island" e "The Man From Beyond". Houdini recebeu uma das primeiras estrelas na Calçada da Fama de Hollywood por suas contribuições para a indústria cinematográfica. A estrela tem um lugar privilegiado em frente ao famoso Teatro Chinês.

Durante sua carreira Houdini expôs trapaceiros e fraudes nas áreas de jogatina, espiritualismo e paranormalidade. Ele nunca acreditou em espiritualismo, mas freqüentemente fingia o contrário para ganhar acesso a sessões espíritas, etc... Durante o inicio de sua carreira ele tentou realizar um ato espiritual, mas achou isso de tão mal gosto que desistiu da idéia e passou o resto de sua vida desmascarando os que se utilizavam de tais recursos.

Houdini chegou a escrever vários livros e artigos durante sua vida. Eles incluíram "The Right Way To Do Wrong", um ensaio sobre trapaceiros, "A Magician Among The Spirits", um livro sobre fraudes psíquicas e "The Unmasking of Robert-Houdini", que até aqueles dias foi o maior livro na história da mágica.

Em 22 de Outubro de 1926 Houdini estava se apresentando em Montreal no Pincess Theather. Ele também apresentou uma palestra sobre expor o espiritualismo na McGill University.

Em seu camarim, enquanto descansando em um sofá, recebeu a visita de um jovem atleta que perguntou se Houdini poderia de fato agüentar murros no estômago, como ele havia ouvido falar.

Antes que Houdini pudesse se preparar retesando os músculos do estômago, o aluno começou a esmurrar o legendário mágico.

Houdini não sabia, mas seu apêndice estava rompido. Ele fez mas alguns shows em Montreal e então se dirigiu para Detroit. Após sua primeira performance lá Houdini entrou em colapso e foi levado para o hospital. Ele não morreu tentando escapar de algum lugar como muitos acreditam. O grande "caça-fantasmas" morreu dia 31 de Outubro, em 1926, na noite de dia das bruxas de peritonite.

Houdini amava seus companheiros mágicos, e promovia a mágica e a Society of American Magicians por todo o mundo.

Houdini foi o presidente da Associação por dez anos até o dia de sua morte. Ele também deixou uma grande quantia de dinheiro para a Sociedade.

Houdini sempre clamou que todos seus truques e fugas era realizados por meios naturais, e que ele não possuía poderes supernaturais de nenhum tipo. Um de seus últimos truques era a fuga de um caixão após ter sido enterrado vivo, um ato que ele fez algumas vezes. E por uns 26 anos Houdini foi uma grande atração.

Houdini não só mereceu seu lugar na história como também no dicionário.

Fonte: www.mortesubita.org

voltar 123avançar
Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal