Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Biografias / Tiberius

Tiberius

PUBLICIDADE

Nascimento: 16 de novembro de 42 a.C., Roma, Itália.

Morte: 16 de março de 37 d.C., Miseno, Itália.

Tiberius
Tiberius

Tiberius, Tibério, foi um imperador romano que governou entre os anos 14-37.

Tiberius, Tibério, nasceu em 16 de novembro, 42 B.C.E., em Roma e se tornou o filho adotivo de futuro imperador Augusto.

Depois que Tibério tornar-se imperador, ele estabeleceu o conceito de régua como deus e melhorou a economia romana, apesar de seu comportamento errático tornou-o impopular com a cidadania e com o Senado.

Envolvido em conspirações assassinas relacionados ao trono, Tibério retirou-se para Capri em seus últimos anos.

Tiberius – Imperador Romano

Tiberius
Tiberius

O reinado de Tiberius, segundo imperador romano, contribuiu para o assentamento do poderio de Roma de tal modo que, graças a ele, o império foi capaz de sobreviver aos lendários excessos de seus líderes.

Tiberius Claudius Nero nasceu em 16 de novembro de 42 a.C. em Roma.

Filho do magistrado Tiberius Claudius Nero e de Livia Drusilla, o menino e seu irmão Drusus passaram a fazer parte da família imperial mediante o segundo casamento de sua mãe com Augustus.

Educado para a carreira militar, Tiberius fez brilhantes campanhas na Panônia e na Dalmácia, que lhe garantiram o apoio popular.

Casado com a filha de Marcus Agrippa, Vipsania Agrippina, Tiberius divorciou-se por ordem do imperador após a morte do sogro, em 12 a.C., e desposou Julia, filha de Augustus e viúva em terceiras núpcias de Agrippa.

Seis anos depois foi designado tribuno, mas ante a comprometedora situação em que o deixava a vida libertina de sua mulher, e temeroso de denunciá-la a Augustus, decidiu-se por um exílio voluntário na Ilha de Rodes, deixando Julia em Roma.

A morte dos candidatos à sucessão do trono, Lucius Caesar e Caius, assim como o desterro de Julia na Ilha de Pandatária, permitiram o regresso de Tiberius a Roma.

Este obteve novas vitórias na Germânia e, ao ser adotado por Augustus no ano 4 da era cristã, tornou-se o segundo homem no poder em Roma.

Com a morte de Augustus, no ano 14, o Senado elegeu-o sucessor com o nome de Tiberius Julius Caesar Augustus, mas ele só foi proclamado três anos depois.

Em seus primeiros anos de governo, regularizou a economia pela redução dos gastos públicos, assegurou as fronteiras por meio de uma política conservadora que prescindiu das invasões, consolidou as instituições e reduziu o poder do Senado, reforçou também a Marinha, exilou a comunidade judaica e determinou o fim dos duelos de gladiadores.

O abalo pela morte do filho Drusus, no ano 23, fez com que Tiberius delegasse poderes a seus conselheiros, sobretudo a Lucius Sejanus, com o que cresceram a corrupção e a prática da delação.

Em 27, temendo ser assassinado, Tiberius retirou-se para a Ilha de Capri, de onde governava por intermédio de Sejanus.

Este, porém, tramou a queda do imperador e foi por ele condenado à morte no ano 31.

Tiberius então adotou Caligula como filho e sucessor. Pelo resto da vida, o imperador submeteu Roma a um regime de terror que, juntamente com a amoralidade reinante em Capri, formou a base de sua reputação.

Muitas são as divergências quanto ao grau de veracidade de seus desatinos, mas é certo que deixou o império solidamente estabelecido. Tiberius morreu em Capri, em 16 de março de 37.

Tiberius – Vida

Tiberius
Tiberius

Tiberius foi imperador romano de 14 dC a 37 dC.

O reinado de Tibério (b. 42 aC, d. 37 dC, o imperador AD 14-37) é particularmente importante para o Principado, já que foi a primeira ocasião em que os poderes concebidos para sozinho Augustus foram exercidas por outra pessoa.

Em contraste com o Augustus acessível e tato, Tibério emerge das fontes como uma figura enigmática e sombria complexo, inteligente e astuto, mas, dada a crises de depressão e estados de espírito escuros graves que tiveram um grande impacto na sua carreira política bem como suas relações pessoais.

Seu reinado é rico em contradições.

Apesar de sua grande inteligência, ele se permitiu vir sob a influência de homens sem escrúpulos que, tanto quanto qualquer ação de sua autoria, garantiram que a reputação póstuma de Tibério seria desfavorável; apesar de sua vasta experiência militar, ele supervisionou a conquista de qualquer nova região para o império; e, apesar de suas habilidades administrativas, ele mostrou essa relutância em correr o estado como para se aposentar totalmente de Roma e viver seus últimos anos em isolamento na ilha de Capri.

Seu reinado representa, por assim dizer, a adolescência do Principado como instituição. Como qualquer adolescência, revelou-se um momento difícil.

Tiberius Claudius Nero nasceu em 16 de Novembro de 42 aC a Ti.

Claudius Nero e Livia Drusilla. Ambos os pais eram descendentes das gens Claudia que tinha fornecido os líderes para a República Romana por muitas gerações.

Através de sua mãe Tibério também gostava de conexões genealógicas para casas republicanos proeminentes como o Servilii Caepiones, o Aemilii Lepidi, e o Livii Drusi. Desde seu nascimento, em seguida, Tibério foi destinado para a vida pública.

Mas, durante sua infância o antigo sistema republicano de governo pelo Senado e magistrados, que haviam sido vacilantes durante décadas, foi finalmente derrubado e substituído por uma autocracia sob o poder e ambicioso Otaviano (mais tarde chamado Augusto).

Ele provou ser fatal para Tibério, quando, em 39 aC, sua mãe divorciada Livia Ti.

Claudius Nero e casado Octavian, tornando assim a criança Tiberius o enteado do futuro governante do mundo romano. Para sempre depois, Tibério era para ter o seu nome juntamente com este homem, e sempre em seu prejuízo.

Tiberius – Biografia

Tiberius
Tiberius

Tibério Cláudio Nero César (em Latim: Tiberius Claudius Nero Cæsar) (16 de Novembro, 42 a.C. – 16 de Março, 37 d.C.), foi imperador romano de 14 até à sua morte.

Foi o segundo imperador de Roma pertencente à dinastia Julio-Claudiana, sucedendo ao padrasto César Augusto.

Tibério pertencia à família Claudii da aristocracia romana e era filho de Tiberius Claudius Nero e de Livia Drusa, sendo irmão de Druso. A sua mãe separou-se do pai enquanto ele e o irmão eram bastante jovens, para casar com o imperador Augusto. Subsequentemente, Augusto adoptou-o como filho e, apesar de algumas hesitações, nomeou-o sucessor. À medida que foi crescendo, Augusto confiou-lhe tarefas de maior responsabilidade, até que se tornou no general supremo das legiões estacionadas na Germânia Inferior, um dos postos mais importantes do império.

Em 12 a.C., Tibério é obrigado a divorciar-se da sua mulher Vipsânia (filha de Marcos Vipsânio Agripa) para casar com a herdeira de Augusto, Júlia Cesaris.

Uma vez que Tibério gostava bastante da primeira mulher, este casamento esteve condenado ao fracasso desde o início. Talvez por este motivo, a relação com o padrasto e agora sogro esfriou e Augusto passou a preferir Germânico, um dos sobrinhos de Tibério. Numa manobra calculada, Tibério exilou-se em Rhodes, sob o pretexto de querer estudar retórica.

Acaba por regressar vários anos depois, na altura da morte dos netos de Augusto (filhos de Júlia e Agripa), dada a vontade do imperador em nomeá-lo como herdeiro. Tibério sucede no trono imperial em 14, mas descobre que as legiões do Reno se tinham amotinado por preferirem o seu comandante – Germânico – como sucessor. A rebelião foi travada pelo próprio aclamado, que não pretendia roubar o trono ao tio. No entanto Tibério passou a evitar o sobrinho e, quando este morre em 19 em circunstâncias estranhas, foi um dos principais suspeitos.

Pouco tempo depois da subida ao trono, a natureza instável de Tibério revelou-se. Entrou em conflito aberto com a mãe, Livia Drusa, recusando-lhe a parte que lhe cabia da herança de Augusto e outros previlégios concedidos. Paranóico por conspirações, retirou-se para a ilha de Capri de onde governou até ao fim do reinado. Atrás de si, deixava o controlo de Roma nas mãos do ambicioso Sejanus, o líder da guarda pretoriana. Iniciou-se então uma onda de terror, com o assassinato e proscrição de muitos senadores importantes, homens de negócios e membros da família imperial. A viúva de Germânico, Agripina e os seus dois filhos mais velhos Nero e Druso César, foram exilados e assassinados por ordem de Tibério.

Sejanus acabou por cair em desgraça e ser executado em 31, depois de descoberto um plano para depôr Tibério, o que só aumentou a paranóia do imperador e induziu nova série de proscrições. Quando Tibério morer, o povo respirou aliviado.

Em Roma, a multidão gritou: “Tiberius ad Tiberim” (Tibério ao Tibre!).

Tibério morreu de causas naturais em 37, deixando o império ao sobrinho-neto Calígula e ao neto Tibério Gemelo.

Pouco tempo depois, Calígula manda matar o primo e torna-se no único imperador.

Tiberius – Reinado

Tiberius
Tiberius – Museu Britânico de Londres

Tibério Cláudio Nero César (42 aC – AD 37)

Tiberius, Tibério, nasceu em 42 aC, o filho do aristocrática Tibério Cláudio Nero e Livia Drusilla.

Quando Tibério tinha dois anos, seu pai teve que fugir de Roma a partir do segundo triunvirato (Octavian, Lépido, Mark Antony) por causa de suas crenças republicanas (ele tinha lutado contra Octavian nas guerras civis).

Quando Tibério tinha quatro seus pais pais se divorciaram e sua mãe casou-se com Octavian, mais tarde Augusto.

Embora Tibério, um homem grande, forte, tinha sido preparado por Augusto como seu sucessor, ele era, na verdade, a quarta escolha depois de Agripa, marido da única filha de Augusto Julia, e seus filhos, Caio e Lúcio, todos os três dos quais morreram no tempo de vida de Augusto.

Assim, sendo obviamente uma escolha de segunda categoria como herdeiro do trono, Tibério estava carregado de um sentimento de inferioridade.

Ele gozava de boa saúde, apesar de sua pele, por vezes, sofria de “erupções de pele” – a maioria das erupções prováveis de algum tipo.

Também ele tinha um grande medo de trovão. Ele não gostava profundamente de jogos de gladiadores e não fazia nenhuma tentativa para gostar a fim de ganhar popularidade com as pessoas comuns de Roma.

Em 25 aC, ele já tinha seu primeiro posto como oficial na Cantábria.

Em 20 aC ele acompanhou Augustus para o leste para recuperar os padrões perdidos para os partos por Crasso trinta e três anos antes.

Em 16 aC, foi nomeado governador da Gália e em 13 aC, ele realizou seu primeiro consulado.

Em seguida, após a morte de Agripa em 12 aC, Augusto forçou um Tiberius relutantes em se divorciar de sua esposa Vipsania, a fim de se casar, Julia, própria filha e viúva de Agripa Augusto.

Então, a partir de 9 aC a 7 aC, Tibério lutou na Alemanha.

Em 6 BC Tibério foi concedido o poder tribunicia mas ele logo se retirou para Rhodes, como Augusto estava preparando seus netos Caio e Lúcio para tornar-se seus herdeiros. Infelizmente, por 2 aC, o casamento infeliz para Julia havia quebrado completamente e ela foi exilado, supostamente por adultério, mas muito provavelmente devido a antipatia profunda que Tibério sentia por ela.

Depois, com a morte dos dois herdeiros aparentes Caio e Lúcio, Augustus chamado Tibério fora da aposentadoria, reconhecendo-o relutantemente, como seu sucessor.

Em 4 AD Augustus adotou-o, acrescentando as palavras “eu faço isto por razões de Estado”. Se estas palavras provado alguma coisa, então era, que Augusto era tão relutantes em fazer Tibério seu sucessor como Tiberius parecia estar relutantes em se tornar ele.

Em qualquer caso, Tibério foi concedido poderes tribunician por dez anos e foi entregue o comando da fronteira do Reno.

Como parte do negócio embora Tibério era obrigada a adotar o seu próprio sobrinho com a idade de 18 anos Germanicus como herdeiro e sucessor.

Assim, a partir de 4 a 6 AD Tibério novamente fez campanha na Alemanha. Depois de três anos ele passou colocar rebeliões em Pannonia e Ilíria. Depois disso, ele restaurou a fronteira do Reno após a derrota de Roma no desastre Varian.

Em AD 13 os poderes constitucionais de Tibério foram renovadas em condições de igualdade com os de Augusto, fazendo sua sucessão inevitável, como os idosos Augusto morreu no ano 14 dC.

Tibério foi chamado de volta não pelo Senado, por sua mãe idosa, Livia, viúva de Augusto.

Agora com seus setenta anos, Livia era uma matriarca e ela queria compartilhar em governar o país, também.

Tibério embora teria nada disso, mas, a fim de garantir a sua posição tinha Agripa Póstumo, o exilado, última sobrevivente neto de Augusto, assassinado, embora alguns disseram que foi organizada por Livia sem o seu conhecimento.

Logo no início de seu reinado, as poderosas legiões Danúbio e Reno se amotinaram, porque alguns de Augusto promessas a respeito de seus termos de serviço e benefícios não foram cumpridas. Também eles tinham jurado fidelidade nem ao Estado, nem a Tibério, mas para Augusto. Embora, depois de dificuldades iniciais, esses distúrbios foram finalmente debelados.

O que se seguiu foram vários anos de intrigas na corte, como candidatos para suceder Tiberius (e suas esposas, filhas, amigos, etc) avançou para a posição.

Tibério teve, provavelmente, nenhuma parte em nada disso. Mas sentindo que acontece ao seu redor inquieto ele e só contribuiu ainda mais para a sua indecisão em matéria de governo.

Germanicus, em seguida, tentou trazer de volta os territórios alemães perdidos com o desastre Varian com três campanhas militares sucessivas, mas falhou em alcançar este objetivo.

Em 19 AD Germanicus morreu em Antioquia, onde até então realizado um comando alta no leste. Alguns rumores afirmam que Gnaeus Calpurnius Piso, governador da Síria e confidente de Tibério, ele tinha envenenado. Piso foi julgado por assassinato e ordenou a cometer suicídio, mas a suspeita permaneceu que ele havia agido para o imperador.

A morte de Germanicus teria deixado o caminho aberto para o próprio filho de Tibério Druso para ter sucesso como imperador, mas em 23 dC, ele também estava morto, possivelmente envenenado por sua esposa Livilla.

Os dois herdeiros aparentes eram agora os filhos de Germanicus; 17 anos de idade, Nero César e 16 anos de idade, Druso César.

Finalmente, em 26 dC Tibério tinha o suficiente. Porque ele provavelmente tinha sido sempre mais feliz quando longe da capital e sua intriga evelasting, imperador de Roma simplesmente partiu para sua mansão de férias na ilha de Capreae (Capri), para nunca mais voltar para a cidade.

Ele deixou o governo nas mãos de Lúcio Élio Sejano, o prefeito pretoriano. Sejanus acreditava-se um potencial sucessor do imperador, e foi conspirando contra Tibério, enquanto removendo quaisquer outros possíveis candidatos ao trono.

Em um movimento histórico Sejano tinha antes, em 23 AD, mudou-se os nove grupos pretorianos de seus acampamentos fora da cidade em um acampamento dentro dos limites da cidade em si, criando uma vasta base de poder para si mesmo.

Apreciando perto de poder ilimitado em Roma, Sejanus era livre para agir e mudou-se os dois herdeiros imediatos do trono, Nero César e Druso César, além do que eram cargas fictícias mais prováveis de traição. Nero César foi banido para uma ilha, Druso foi preso no porão do palácio imperial. Ele foi longa e ambos foram mortos. Nero César foi condenada a cometer suicídio, Druso César foi morto de fome.

Isso deixou apenas mais um filho sobrevivente de Germanicus como herdeiro do trono, o jovem Caio (Calígula).

O poderoso Sejanus ‘atingiu o seu ponto alto quando ele prendeu o escritório consular no mesmo ano em que Tibério (31 dC). Mas então ele trouxe sua própria queda traçando a eliminação de 19 anos de idade, Gaius.

O momento-chave foi da chegada de uma carta enviada ao imperador por sua irmã-de-lei Antonia avisando-o de Sejanus.

Tibério poderia ter se retirou para sua ilha para seu desagrado da política e intrigas. Mas quando viu teh necessidade ainda podia impiedosamente exercer o poder. Comando da guarda pratorian foi secretamente transferido para um dos amigos de Tibério, Naevius Cordus Sertório Macro, que em 18 de Outubro 31 dC teve Sejanus preso durante uma reunião do senado. Uma carta pelo imperador para o Senado foi então lida expressando suspeitas de Tibério. Sejanus foi devidamente executada, seu cadáver arrastado pelas ruas e jogado no Tibre. Sua família e muitos dos seus apoiantes sofrido destino semelhante.

Tiberius, em seguida, elaborou a sua vontade, indeciso até o fim, ele deixou Caio e Gemellus (próprio neto de Tibério) como co-herdeiros, mas é óbvio que seria até agora 24 anos de idade, Gaius que verdadeiramente sucedê-lo . Por um Gemellus ainda era uma criança. Mas também porque Tiberius parecia suspeitar que Gemellus era de fato uma criança adúltera de Sejanus.

Havia muitos rumores que sugerem que Tibério casa de repouso em Capri era um palácio de interminável excessos sexuais, no entanto, outros relatórios afirmam que Tibério se mudou para lá ‘, com apenas alguns companheiros’, que consistia principalmente de intelectuais gregos cuja conversa Tibério apreciado.

Os últimos anos de Tibério foram ainda cheio de desconfiança mórbida, e um aumento de julgamentos por traição deu desta vez um ar de terror.

Foi no início de AD 37 que Tibério ficou doente enquanto viajava em Campania.

Ele foi levado para sua casa em Misenum, a fim de recuperar, mas morreu em 16 de março AD 37.

Tiberius, aos 78 anos, morreu naturalmente ou foi assassinado, é incerto.

Fonte: www.biography.com/www.roman-empire.net/www.nomismatike.hpg.ig.com.br

 

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Samuel Morse

Samuel Morse

PUBLICIDADE Samuel Morse – Vida/Biografia Samuel Morse foi um artista e inventor norte-americano mais lembrado por …

Jean-Antoine Nollet

Jean-Antoine Nollet

PUBLICIDADE Quem foi Jean-Antoine Nollet? Nascimento: 19 de dezembro de 1700, Pimprez Morte: 25 de …

Vasco da Gama

Vasco da Gama

PUBLICIDADE Quem foi Vasco da Gama? Nascimento: 1469, Sines, Alentejo, Portugal Morte: 24 de dezembro de 1524, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+