Breaking News
Home / Biografias / Karl Marx

Karl Marx

QUEM FOI KARL MARX?

PUBLICIDADE

Karl Heinrich Marx sociólogo, filósofo, historiador, economista e socialista alemão. Seu pensamento exerce, ainda hoje, fortes influências sobre áreas do saber como o Direito, a Economia, as Ciências Sociais, a Filosofia Política, a História dentre outras.

Essa influência se dá em parte pela espetacular análise que fez do funcionamento da sociedade capitalista e de sua superação, bem como pela atualidade de seu referencial teórico crítico na compreensão de temas sociais, políticos e econômicos que emergem das crises que atravessam a sociedade em seu devir histórico; permitindo a percepção das contradições inerentes à sociedade capitalista que, por meio da ideologia, mascara a realidade de exploração do proletariado fazendo com que ele enxergue o sistema produtivo a partir da ótica burguesa e não se sinta alienado, oprimido, como de fato o é.

O objetivo deste texto é apresentar um primeiro contato com o pensamento de Karl Marx, por este motivo apresentamos ideias gerais, sem se aprofundar, que podem facilitar esse primeiro contato.

Karl Marx

RENASCIMENTO DO INTERESSE POR MARX

Na atualidade, as ideias de Marx têm marcado presença em debates acadêmicos e políticos, provocando o que Lessa e Tonet chama de “renascimento do interesse por Marx”. Essa retomada de interesse, segundo os autores, se dá em parte pela “falência das previsões ‘sociológicas’ de que estaríamos caminhando para uma sociedade para além do trabalho, quer pela robotização quer pelo fim do trabalho enquanto tal” somado à “continuidade da crise” do capital resultante do avanço neoliberal bem como a “debilidade e inconsistência teórica das vertentes que se propõem superar o paradigma marxiano”.

O pensamento marxista, a ver de Lessa e Tonet, põe em confronto direto duas formas radicais de se pensar a exploração do homem pelo homem na sociedade atual: a conservadora e a revolucionária. A primeira, partindo de um pessimismo antropológico, toma o homem como essencialmente individualista, mesquinho e incapaz de viver em uma sociedade sem classes. A segunda, constatando a crise do capital entende que o sistema capitalista pode ser destruído para ser construído em seu lugar uma sociedade sem classes.

MATERIALISMO-HISTÓRICO

O materialismo-histórico é uma forma de compreender a sociedade a partir das condições materiais de produção e distribuição de riquezas. Esse método consiste em uma crítica de Karl Marx ao idealismo hegeliano e ao materialismo feuerbachiano que acabam, a seus modos, não pensando nos indivíduos reais e suas condições materiais de existência. Desse modo, como relembram Souza e Domingues: “Marx parte dos indivíduos reais, produtores de suas ações, de suas condições de vida, de suas ideias. Assim é que, produzindo seus meios de vida, produzem sua própria vida material”. No limite, Marx volta o olhar para a história concreta dos seres humanos em sociedade para pensar as relações de exploração e opressão.

LUTA DE CLASSES

A luta de classes é o motor que move a história e revela as diferenças materiais produzidas na sociedade estabelecendo a dominantes e dominados limites e possibilidades concretas para suas atuações em sociedade. Essa relação antagônica, desigual, desonesta e de interesses irreconciliáveis travada entre a burguesia (detentora dos meios de produção) e o proletariado (detentor da força de trabalho) resultaria numa série de conflitos e contradições próprias ao sistema capitalismo. Pensando nisso, Marx acreditava que o Capitalismo acabara criando em seu seio uma classe revolucionária (proletariado) que, em razão de suas condições precárias de subsistência se uniriam para derrubar as estruturas fundantes do Capitalismo rumo à instauração final do Comunismo. E aqui vale lembrar uma frase de Marx bastante significativa para pensar esse processo quando ele afirmara que, “os proletários nada têm a perder, a não ser suas correntes”.

CRÍTICAS A MARX 

Os que repudiam seus referenciais teóricos, não raras vezes sem ter lido uma linha sequer de suas obras, decretam a morte prematura do marxismo por, segundo análises apressadas da realidade, o referencial teórico marxista ter sido inaplicável e ter gerado um colapso econômico de proporções gigantescas nos países que adotaram o modelo de economia planificada (modelo proposto pelo Socialismo).

No limite, o marxismo encontra resistência entre liberais e anarquistas que, a seus modos, denunciam a possibilidade da emergência de um governo despótico estatal (análise bastante equivocada, diga-se de passagem) dentre outras divergências conceituais no campo da economia, principalmente. Cumpre mencionar que boa parte dos ataques a Marx são frutos de leituras descontextualizadas das obras de Marx, já denunciadas por marxistas, marxianos e marxólogos.

FRASES DE MARX

  • “Não é a consciência dos homens que determina o seu ser, mas, ao contrário é o seu ser social que determina sua a consciência”.
  • “Trabalhadores do mundo, uni-vos, vós não tendes nada a perder a não ser vossos grilhões”.
  • “A história da sociedade até os nossos dias é a história da luta de classes”.
  • “Aos oprimidos é permitido uma vez a cada poucos anos decidir quais representantes específicos da classe opressora devem representá-los e reprimi-los”.
  • “os filósofos limitaram-se a interpretar o mundo de distintos modos, cabe transformá-lo’

OBRAS DE KARL MARX

O corpus teórico de Marx é imenso. Seria inviável e até pouco produtivo para os efeitos deste texto apresentar a totalidade de suas obras. Sugerimos apenas alguns títulos, o que não quer dizer que os demais sejam de menor importância ou que aqui trazemos os principais, pois isso depende muito da forma particular como cada estudioso lida com a obra de Marx e com que finalidade.

  • A Sagrada Família – 1845.
  • Miséria da Filosofia – 1847.
  • Manuscrito Econômico-filosófico – 1844.
  • A Ideologia Alemã – 1846-1847.
  • Teses Sobre Feuerbach – 1845.
  • Manifesto do Partido Comunista (com Engels) – 1848.
  • O Capital (vol I, II e III) – 1867/1885/1894.

SUGESTÃO AUDIVISUAL

Para complementar e aprofundar a compreensão sobre o pensamento de Karl Marx sugerimos a paródia: “Karl Marx e a Revolução Proletária” do canal Curso Enem Gratuito.

Outra sugestão é o filme “O Jovem Karl Marx”, lançado no Brasil em 2017 sob direção do haitiano Raoul Peck. Segue o trailer legendado. Caso se interesse, busque pelo filme que se encontra disponível gratuitamente na íntegra e legendado no YouTube. Esse filme é um convite ao aprendizado sobre diversos aspectos da vida e obra de Marx e Engels.

Referências Bibliográficas

BOUCHER, Geoff. Marxismo. Trad. Noéli C. de M. Sobrinho. Petrópolis: Vozes, 2015.

COSTA, Cristina. Sociologia: Introdução à Ciência da Sociedade. São Paulo: Moderna. 2009.

LESSA, Sérgio; TONET, Ivo. Introdução à Filosofia de Marx.

MARX, Karl; ENGELS, F. Manifesto do Partido Comunista. São Paulo: Cortez, 1998.

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

John Nash

PUBLICIDADE Quem é John Nash? John Forbes Nash, Jr., filho de um veterano da Primeira …

John Locke

PUBLICIDADE John Locke, nascido em Wrington (Inglaterra), estudou em Oxford. Em 1688, fora nomeado membro …

Gugu Liberato

PUBLICIDADE Antonio Augusto Liberato de Moraes, muito conhecido por” Gugu”, foi um importante apresentador de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.