Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Tales de Mileto  Voltar

Tales de Mileto

 

Nascimento: cerca de 624 aC, em Mileto, na Ásia Menor (atual Turquia).

Morte: cerca de 547 aC, em Mileto, na Ásia Menor (atual Turquia)

Nacionalidade: Grego.

Tales de Mileto - Filósofo

Tales de Mileto
Tales de Mileto

Tales de Mileto foi um antigo (pré-socrático) filósofo grego que é muitas vezes considerado o primeiro filósofo e o pai da filosofia ocidental.

Sua abordagem de questões filosóficas, claro, não se pode comparar filósofos modernos, no entanto, ele é a primeira pessoa conhecida na utilização de explicações naturais para fenômenos naturais em vez de virar para o mundo sobrenatural e seu exemplo foi seguido por outros pensadores gregos que dariam subir para a filosofia, tanto como disciplina e ciência.

Além de ser visto como o novato da filosofia ocidental, Tales de Mileto é também o primeiro a definir princípios gerais e desenvolver hipóteses.

Ele é, portanto, por vezes, também conhecido como o "pai da ciência", embora esse epíteto é normalmente usado em referência a Demócrito, outro antigo filósofo grego proeminente que formulou a teoria atômica que indica que toda a matéria é composta de partículas chamadas átomos.

Vida pessoal

Não se sabe muito sobre o início da vida do filósofo, nem mesmo seus datas exatas de nascimento e morte.

Acredita-se para nascer na cidade de Mileto, uma antiga cidade Ionian grega na costa ocidental da Ásia Menor na Turquia de hoje.

O tempo de sua vida foi calculado com base em eventos relacionados a ele nas fontes posteriores, mais notavelmente na obra "Vidas e Doutrinas dos Filósofos Ilustres", de Diógenes Laércio (c. 3o século BCE), que escreveu biografias de antigos filósofos gregos e uma das fontes mais importantes para a filosofia grega antiga.

Laércio diz-nos que, de acordo com a Chronicle por Apolodoro de Atenas, Tales de Mileto morreu na Olimpíada 58 aos 78 anos.

Desde a 58ª Olimpíada foi o período entre 548 e 545 aC, Tales de Mileto nasceu em algum momento entre 626 e 623 aC.

De acordo com Laércio que cita Heródoto, Douris e Demócrito, os pais Tales de Mileto 'foram Examyes e Cleobuline que são pensados para ter sido de origem fenícia e bem situado financeiramente. Tanto quanto sua vida mais atrasada está em causa, há um monte de informações conflitantes.

De acordo com algumas fontes, Tales de Mileto era casado e tinha um filho chamado Cybisthus mas de acordo com outro, ele nunca se casou e adotou seu sobrinho Cybisthus.

Tales de Mileto Obras Filosóficas

Tales de Mileto é dito que tinha escrito "On the Solstice" e "On the Equinox", no entanto, nenhuma das duas obras sobreviveram e alguns duvidam que ele deixou quaisquer obras escritas.

Mesmo na antiguidade, havia algumas dúvidas sobre obras escritas Tales de Mileto embora alguns autores também ligá-lo com o "The Nautical Estrela Guia".

Este último, no entanto, é altamente improvável que tivesse sido escrito por Tales de Mileto, considerando que Laércio diz-nos que o mesmo trabalho é atribuído a um menor conhecido Phokos de Samos.

Mas, apesar da escassez de evidência confiável sobre Tales de Mileto, há pouca dúvida sobre a sua - na época - abordagem revolucionária para questões filosóficas.

Em sua "Metafísica", Aristóteles nos diz que Tales de Mileto acreditava que tudo sai da água e que a Terra flutua na água. E de acordo com Seneca, o filósofo utilizou a teoria da terra que flutua para explicar terremotos. Isto significa que Tales de Mileto rejeitou as teorias sobrenaturais e místicos que foram usados para explicar vários fenômenos por seus antecessores que justifica sua fama como o primeiro filósofo.

Ele é o pensador conhecido primeiro a abandonar a agenda sobrenatural, mas ele é também o pensador primeira conhecido para tentar explicar o mundo por uma hipótese unificadora.

Tales de Mileto como Astrônomo e Matemático

Embora Tales de Mileto é mais conhecido como o primeiro filósofo ocidental, ele realmente tornou-se famoso para predizer um eclipse solar.

De acordo com Heródoto, o filósofo previu corretamente o ano do eclipse solar que impressionou seus contemporâneos e posteriores antigos pensadores gregos, porque em sua época, ninguém sabia como para prever eclipses solares na Grécia.

Os métodos modernos confirmaram que um eclipse solar, de fato ocorreu durante a vida de Tales de Mileto, no entanto, a história sobre Tales de Mileto prever o eclipse é cercado de controvérsia, porque se ele previu corretamente o eclipse, que aparentemente trabalhou apenas uma vez, porque o método que ele usou, ele não foi utilizado novamente.

Embora algumas fontes afirmam que ele poderia ter usado o ciclo lunar babilônico conhecido como os Sábios e que ele poderia ter adquirido o conhecimento sobre a previsão de eclipses solares dos egípcios (ele é conhecido por ter visitou o Egito), a maioria dos estudiosos modernos acho que ambas as explicações são altamente improvável. Eles atribuem a história de Tales de Mileto prever o eclipse solar a um golpe de sorte, enquanto alguns pensam que isso nunca aconteceu em tudo e que foi atribuído a ele, porque ele era um filósofo altamente respeitado que passou a viver no momento do eclipse e, portanto, ele deve ter sabido que ele está vindo.

Além de ser saudado como o primeiro filósofo, Tales de Mileto é por vezes também saudado como o primeiro matemático.

De acordo com fontes antigas, foi Tales de Mileto, que trouxeram a disciplina para a Grécia do Egito e fez muitas descobertas matemáticas importantes si mesmo, mais notavelmente que o círculo é dividido pelo seu diâmetro e que um triângulo inscrito em um semi-círculo é sempre um triângulo retângulo ( o teorema de Tales de Mileto).

No entanto, assim como descobertas astronômicas de Tales de Mileto e suas realizações matemáticas são postos em dúvida por alguns estudiosos modernos.

Tales de Mileto - Vida

Tales de Mileto
Tales de Mileto

Tales de Mileto, matemático e filósofo grego nascido em Mileto, na Ásia Menor, cidade famosa pelo florescente comércio marítimo, pátria também de Anaximandro e Anaxímenes.

É o mais antigo sábio grego conhecido, e tornou-se o mais célebre ao predizer o eclipse do Sol de 585 a.C.

Atribui-se-lhe a primeira medida exata do tempo pelo gnômon, a construção de parapegmas (calendários astronômicos ou náuticos enriquecidos com indicações meteorológicas), certos conhecimentos sobre as relações entre os ângulos e os triângulos aos quais pertencem, bem como a afirmação, e até a demonstração, da igualdade dos ângulos opostos pelo vértice.

Foi Tales de Mileto quem fundou a geometria das linhas e o primeiro a encarar a geometria de forma abstrata. Entretanto, parece que o teorema ao qual está ligado seu nome, relativo a linhas retas paralelas cortadas por uma secante, remonta à geometria egípcia e babilônica. Dividiu o ano em 365 dias.

Floresceu pelo ano de 585 a.C. segundo a tradição, é o primeiro físico grego ou inventor das coisas da natureza como um todo. De suas idéias, no entanto, pouco se conhece; nem há certeza de que tenha escrito um livro.

Também não se conhece fragmentos seus.

Sua doutrina só nos foi transmitida pelos doxógrafos.

A cosmologia de Tales de Mileto, na qual a água constitui o princípio e a origem do universo ("Tudo é água"), foi uma das primeiras pesquisas sobre a Natureza realizadas pelos jônios.

Tales de Mileto - Biografia

Tales de Mileto
Tales de Mileto

Matemático, astrônomo, e grande pensador, Tales de Mileto percorreu o Egito, onde realizou estudos e entrou em contato com os mistérios da religião egípcia.

É atribuída a ele a previsão de um eclipse do Sol, no ano de 585 a.C.

Também realizou uma façanha incrível: seu talento matemático era tão incomum, que conseguiu estabelecer com precisão a altura das pirâmides apenas medindo-lhes a sua sombra.

Além disso, ainda foi o primeiro a dar uma explicação lógica para as ocorrências dos eclipses.

A publicação de dois trabalhos

"Do regresso do Sol de um trópico ao outro" , e "Do Equinócio" — tornou-o muito célebre entre os círculos dos sábios do seu tempo. Tales conservava a concepção "encantada" dos fenômenos da natureza. Acreditava que não só os humanos possuíam alma como também as coisas aparentemente inanimadas. Assim ele explicava a existência das pedras imantadas ou a ocorrência de eletricidade em determinados organismos.

Para provar que o conhecimento que desenvolvera tinha utilidade prática direta, afirmou que num determinado ano a colheita de azeitonas seria excepcional. E arrendou a maioria das destilarias de azeite de Mileto. Ganhou um bom dinheiro com a operação, apenas para ter o prazer de fazer calar os que diziam ser a Filosofia uma inutilidade ou um capricho de ociosos.

Tinha fama de distraído,como a maioria dos sábios.Conta-se que ao sair apressado de casa, atraído pela visão de um estrela cadente, Tales caiu num poço.

Imediatamente correu pela cidade o dito de um seu amigo que o havia repreendido : "Oh! Tales, tu presumes ver o que está no céu, quando não vês o que tens aos teus pés!"

Tales de Mileto nasceu em Tebas no ano de 625 a.C.

Tales de Mileto morreu em Atenas, a 547 a.C., aos 78 anos.

Tales de Mileto - Princípio

Tales de Mileto
Tales de Mileto

Natural de Mileto, colônia cretense no Mediterrâneo.

Considerado filósofo naturalista e pré-socrático e, também, o "pai da filosofia grega".

Nada deixou por escrito.

Suas teorias são conhecidas por intermédio de Aristóteles, Diógenes Laércio, Heródoto, Teofrasto e Simplício. Aristóteles refere-se a ele como "o fundador" da filosofia, porque concebeu como princípios das coisas aqueles que procedem "da natureza da matéria".

Descobre na água o princípio de composição de todas as coisas, conforme cita Aristóteles: Tales, iniciador desse tipo de filosofia, diz que o princípio é a água (por isso afirma também que a terra flutua sobre a água) extraindo certamente esta convicção da constatação de que o alimento de todas as coisas é úmido, que até o quente se gera do úmido e vive no úmido. Ora, aquilo de que todas as coisas se geram é, exatamente, o princípio de tudo.

Ele tira, pois, esta convicção desse fato e do fato de que todas as sementes de todas as coisas têm uma natureza úmida, e a água é o princípio da natureza das coisas úmidas. (Aristóteles, Metafísica, A 3, 983 b 20-27).

Um segundo princípio que Tales sustenta é o de que "tudo é cheio de deuses", no sentido de que: deus é a coisa mais antiga, porque ingênito. (Diógenes Laércio, I, 35). Essa proposição, não há dúvida, refere-se ao seu princípio-água, fonte, sustento e foz de todas as coisas.

Um terceiro princípio, também referido por Aristóteles: Parece que também Tales considerou a alma como princípio motor, se disse, segundo o que se afirma dele, que o ímã tem uma alma, porque move o ferro. (Aristóteles, Da Alma, A 2, 405 a 19ss.). Portanto, se o princípio-água é também "de que" e "em que" subsistem todas as coisas, o sentido de alma tem aqui a conotação de princípio.

Platão conta sobre Tales de Mileto uma anedota muito difundida na Grécia: ao caminhar olhando para cima, a fim de observar os astros no céu, caiu dentro de um poço.

Deriva daí o conceito que os filósofos possuem de serem pessoas distraídas para as coisas práticas da vida e perdidos em pensamentos abstratos.

Outra alusão a seu respeito: ele teria alugado, fora da estação de plantio e a preços baixos, todos os lagares de Tales de Mileto e Quios, prevendo uma colheita abundante de azeitonas.

Outros relatos ligam Tales de Mileto à solução de problemas práticos e a descobertas astronômicas.

Essas anedotas/histórias traduzem o seu espírito especulativo.

Acontecimentos culturais e históricos:

594 - Reformas de Sólon em Atenas
560-527
- Tirania de Pisístrato em Atenas
550
- Os gregos da Ásia submetidos ao Grande-Rei
550
- Transcrição da Ilíada e da Odisséia
500 -
Fundação da escola pitagórica

Tales de Mileto - Primeiro Filosófoso Ocidental

Tales de Mileto
Tales de Mileto

Escrever a biografia dos primeiros pensadores é tarefa árdua. Porém, ao tentar escrever biografia de alguém que talvez não tenha existido, é correr o risco de adentrar-se na ficção.

Tales de Mileto nada deixou escrito, ou melhor, não há certeza do que tenha escrito algum livro. É a mesma dúvida que paira sobre a figura de Sócrates. Mas, por haver sido mencionado por tantos outros que fizeram história em épocas posteriores, devemos reconhecer e autenticar sua existência.

Apesar de toda essa obscuridade, Tales de Mileto é tido como o primeiro filosófoso ocidental.

Alguns historiadores arriscam um palpite sobre o período que viveu: em torno dos anos 625 e 545 a.C. Sobre fatos ocorridos em sua vida, sempre é mencionada uma previsão que fez acerca de um eclipse solar, o que deve ter lhe rendido bastantes honrarias.

Outro fato bastante interessante, narrado por Aristóteles, refere-se às formas que se utilizava de seus conhecimentos em outras áreas para poder sobreviver, como por exemplo os seus conhecimento de metereologia.

Depois de prever uma supersafra de olivas no ano seguinte ao da previsão passou a arrendar por preços baixos prensas de azeitona, buscando-as pelas redondezas para que obtivesse o maior número possível em seu poder. "Quando o verão chegou", relata Aristóteles, "e houve uma demanda súbita e simultânea pelo uso das prensas, Tales de Mileto fez uma grande fortuna alugando-as pelo preço que escolhesse fixar, mostrando assim como é fácil para os filósofos tornarem-se ricos, embora não seja isso o que os ocupe na vida".

Fonte: www.philosophers.co.uk/br.geocities.com/www.saladefisica.cjb.net

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal