Breaking News
Home / Calendário Comemorativo / Dia do Psicólogo

Dia do Psicólogo

PUBLICIDADE

 

27 de Agosto

A psicologia é, ao mesmo tempo, uma profissão , uma disciplina acadêmica  e uma ciência que lida com o estudo e análise do comportamento e processos mentais de indivíduos e grupos humanos em diferentes situações, cujo campo de estudo abrange todos os aspectos da experiência humana em julho e ele faz acabar pesquisa e ensino e de trabalho, entre outros.

Existem diferentes perspectivas psicológicas, cada uma com suas próprias teorias e metodologias e, em comparação, podem coincidir, influenciar, sobrepor ou mesmo ser contraditórias e incompatíveis. Esta variedade dá origem a múltiplos significados e abordagens.

Através de suas várias abordagens, a psicologia explora conceitos como percepção, atenção, motivação , emoção, funcionamento do cérebro, inteligência, pensamento, personalidade, relações pessoais , consciência e inconsciência. A psicologia emprega métodos empíricos de pesquisa quantitativa e qualitativa para analisar o comportamento. Outros tipos de métodos qualitativos e mistos também podem ser encontrados, especialmente no campo clínico ou de consultoria. Embora o conhecimento psicológico seja frequentemente usado na avaliação ou tratamento de psicopatologias, nas últimas décadas os psicólogos também estão sendo empregados nos departamentos de recursos humanos das organizações, em áreas relacionadas ao desenvolvimento infantil e envelhecimento, esportes , a mídia , o mundo jurídico e as ciências forenses. Embora a maioria dos psicólogos estejam envolvidos profissionalmente em atividades terapêuticas ( clínica , consultoria, educação ), uma parte também é dedicada à pesquisa, das universidades, em uma ampla gama de tópicos relacionados ao comportamento e ao pensamento humano.

O profissional de psicologia é, como o próprio nome da teoria sugere, um conhecedor da mente humana. A palavra deriva do grego e significa psyche (mente ou alma) e logos (conhecimento), ou seja, “ciência da alma”: sua definição mais antiga.

Tudo começou com os filósofos, os primeiros a fazer especulações em relação a problemas psicológicos, em busca de respostas sobre a natureza da alma e de sua relação com o corpo.

Daí o costume de se dizer que a filosofia é a mãe da psicologia ou que os filósofos foram os precursores dos psicólogos.

Hoje, a definição da psicologia é outra e cabe ao psicólogo “estudar os fenômenos da mente e do comportamento do homem com o objetivo de orientar os indivíduos a enfrentar suas dificuldades emocionais e ajudá-los a encontrar o equilíbrio entre a razão e a emoção”.

PARA QUEM PENSA EM SEGUIR CARREIRA

Quem anda pensando em seguir essa profissão, alguns conhecimentos podem ajudar a se definir na escolha. Uma delas é saber sobre o seu futuro campo de atuação, ou seja, onde e como poderá trabalhar.

O psicólogo pode atuar não apenas em consultórios, mas ainda em escolas, dando orientação vocacional; em empresas, participando de processos de seleção de funcionários; em hospitais, atendendo a pacientes e seus familiares; e mesmo na área de pesquisa, avaliando perfil do consumidor.

Também pode trabalhar como psicólogo esportivo, preparando os atletas emocionalmente, ou como psicólogo educacional, auxiliando pais e professores a solucionar problemas de aprendizagem.

O campo é bem amplo. A psicologia jurídica é outra área desse universo de opções. Como psicólogo jurídico, você vai acompanhar processos de adoção ou de violência a menores ou, em caso de presídios, avaliar os detentos.

Seja qual for a sua escolha, o importante é saber que você vai estar lidando com pessoas em seus sentimentos, medos e desejos. E que isto requer muito cuidado.

27 de Agosto

Dia do Psicólogo
Sigmund Freud

É ele que conhece, melhor do que ninguém, o nosso pequeno grande mundo pessoal e existencial.

Sabe, mais profundamente, o que somos: o que, como, porque – sentimos, pensamos, fazemos.

O psicólogo é aquele que deve compreender aquilo que muitas vezes não compreendemos.

Compreendendo-nos, ele não só desvenda, como reforça o nosso eu verdadeiro, não só o nosso eu presente (quase sempre encoberto, apagado pelas defesas às múltiplas ameaças do nosso dia-a-dia).

Acima da excelência da técnica que emprega está a riqueza da sua personalidade que se dá. Imprescindível, pois, que ele a cultive, desenvolvendo os dons que Deus lhe deu. O psicólogo deve ter e ser capaz de transmitir amor, equilíbrio e segurança.

Onde quer que se encontre o ser humano, cabe a presença do psicólogo, pois a Psicologia é a arte-ciência da existência humana. O psicólogo deve ser capaz de reconhecer suas origens e finalidades divinas, se inserir no seu universo como num todo, assumindo a sua fraternidade com os demais seres da Criação, suas relações de dependência, comunidade, cumplicidade, respeito e responsabilidade, num plano comum de coabitação com a Natureza, num plano fraterno – pois tudo veio do Amor e tudo pede Amor.

Sem perder o consenso e a ética, ele deve ter o coração e a mente abertos à verdade, ou às verdades com que se depara em seus caminhos, ou seja, poder viver na consciência íntima da humildade, percebendo, na medida em que cresce (na ciência e na vivência própria) o quanto lhe falta ainda, na sua estrada, a percorrer.

A todos os psicólogos minha homenagem e admiração .

27 de Agosto

RESOLUÇÃO CFP Nº 002/2006

Estabelece referência para os
símbolos oficiais da psicologia.

O CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA, no uso de suas atribuições legais, estatutárias e regimentais, que lhe são conferidas pela Lei nº 5.766, de 20 de dezembro de 1971 e;

CONSIDERANDO a necessidade de oferecimento de referências sobre os símbolos que representam a profissão, como a pedra e o anel de grau, a cor da faixa da beca e o texto do juramento, dadas as freqüentes solicitações feitas por estudantes e profissionais;

CONSIDERANDO a possibilidade e o interesse de, paulatinamente, se ir criando uma uniformidade dos símbolos da profissão que possa ser aspecto fortalecedor da identidade dos psicólogos no Brasil;

CONSIDERANDO a decisão deste Plenário em sessão realizada no dia 31 de março de 2006,

RESOLVE:

Art. 1º – Aprovar como referência os símbolos oficiais da psicologia consistentes da faixa da beca, da pedra do anel, do juramento de grau dos psicólogos e do símbolo da psicologia.

Art. 2º – Define-se a cor azul para a faixa da beca dos formandos do curso de graduação em psicologia, a pedra lápis-lazúli para o anel de formatura e a letra grega “psi” ( Y ) para símbolo da psicologia.

Art. 3º – Fica estabelecido o seguinte texto para o juramento:
“Como psicólogo, eu me comprometo a colocar minha profissão a serviço da sociedade brasileira, pautando meu trabalho nos princípios da qualidade técnica e do rigor ético. Por meio do meu exercício profissional, contribuirei para o desenvolvimento da Psicologia como ciência e profissão na direção das demandas da sociedade, promovendo saúde e qualidade de vida de cada sujeito e de todos os cidadãos e instituições.”

Art. 4º – A presente Resolução entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Brasília (DF), 31 de março de 2006
ANA MERCÊS BAHIA BOCK
Conselheira Presidente

Fonte:  es.wikipedia.org/www.ibge.br/anamariaramos.multiply.com/www.crpsp.org.br/

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Dia da Infância

PUBLICIDADE A infância é a faixa etária que vai do nascimento até a adolescência. De …

Dia do Pi

Dia do Pi

PUBLICIDADE 14 de março – Dia do Pi Pi ou p. O Dia do Pi …

Dia Mundial da Gentileza

PUBLICIDADE A bondade é um comportamento marcado por características éticas, uma disposição agradável e uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.