Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Calendário Comemorativo / Dia Mundial do Petróleo

Dia Mundial do Petróleo

29 de Setembro

PUBLICIDADE

Composto por hidrocarbonetos e cultivado no interior de rochas sedimentares, o petróleo surgiu a partir da erosão da crosta terrestre e pelo amontoado de restos orgânicos oriundos de plânctons e destroços animais que se alojaram no fundo do mar. Isso há milhões de anos, é claro.

Para se formar uma jazida são necessários mais de dez milhões de anos, podendo esse tempo chegar a 400 milhões de anos.

A jazida é o acúmulo de petróleo dentro de uma rocha sedimentar, em abundância.

Esse valioso mineral ficou conhecido popularmente como ouro negro, mas tem seu significado oriundo do latim, através da junção de dois vocábulos: oleum (óleo) e petra (pedra), óleo de pedra ou petróleo.

Dia Mundial do Petróleo

O primeiro país a encontrar um poço de petróleo foi os Estados Unidos, em 1859, através de Edwin Drake, no estado da Pensilvânia, mas no Egito Antigo os embalsamentos dos faraós já utilizavam o produto.

A indústria Petróleo Brasileiro S.A – Petrobras é a empresa do governo responsável pela extração e refino do petróleo no país.

Fundada em 03 de outubro de 1953, pelo presidente Getúlio Vargas, proporcionou maior independência econômica do país.

Nos últimos anos o Brasil se tornou particularmente capacitado para a exploração do mineral nas camadas mais profundas do mar, através das várias plataformas montadas, extraindo o produto para o abastecimento nacional, que em 2004 já somavam 88% da quantidade necessária ao país. Não irá demorar para que o Brasil atinja a meta desejada, de se chegar aos 100%, não precisando mais importar o produto.

O petróleo é, desde muitos anos, motivo de conflitos mundiais, principalmente no Oriente Médio, onde se encontram as maiores reservas. Isso devido ao seu alto valor econômico e à importância para nossas vidas, pois grande parte dos produtos consumidos no mundo tem essa matéria prima como fonte de produção.

Dentre as guerras causadas pela disputa do petróleo tivemos a de Yom Kippur, no ano de 1973; a guerra entre Irã e Iraque, acontecida entre os anos de 1980 e 1988; e a mais recente delas, a Guerra do Golfo, no ano de 1991, onde o Iraque tentou apropriar-se das jazidas do Kuwait.

A região que mais produz petróleo no mundo é a Arábia Saudita, seguida do Iraque, Emirados Árabes, Kuwait, Irã e outros. A produção brasileira ainda é pequena se comparada a esses países.

Fonte: www.geocities.com

Dia Mundial do Petróleo

29 de Setembro

Hoje é dia de um produto orgânico importante na vida de todo mundo. O petróleo fornece quase a metade da energia utilizada no Brasil, como a gasolina, o querosene e o óleo diesel. Cerca de 70% do petróleo extraído no Brasil vem das plataformas marítimas. Mesmo assim, o país não é auto-suficiente na produção de petróleo. Nós também importamos cerca de 40% de todo o petróleo que consumimos.

O petróleo é um combustível fóssil e não-renovável, vindo da longa decomposição de matéria orgânica; com a constante exploração, suas reservas estão sendo esgotadas. Por isso, fontes alternativas de energia estão sendo pesquisadas, como a energia solar e eólica.

Devido ao provável esgotamento das fontes petrolíferas, o Oriente Médio, grande produtor de petróleo, se tornou uma região estratégica. Na década de 70, o monopólio do petróleo era tão grande pelos países do Oriente Médio, que eles resolveram aumentaro preço do barril e a economia mundial entrou em crise. O quadro deu início à primeira crise mundial do petróleo, em 1973.

Fonte: UFGNet

Dia Mundial do Petróleo

29 de Setembro

No dia 29 de setembro comemora-se o dia mundial do petróleo.

A palavra petróleo vem do latim, sendo a junção de dois termos: Petra (pedra) e Oleum (óleo), mas o mesmo ficou também conhecido como ouro negro.

O petróleo é um óleo natural composto de hidrocarbonetos, formado dentro das rochas sedimentares. Esse processo é possível em decorrência dos fatos da nossa história, como a formação das rochas sedimentares – através da erosão da crosta terrestre – e pelo acúmulo dos restos orgânicos, advindos de destroços vegetais e animais, alojados no fundo do mar há milhões de anos, que se transformaram em petróleo.

A formação de uma jazida acontece porque o petróleo vaza pelos poros de uma rocha, se alojando em outra pedra que o faz prisioneiro, acumulando-o em grandes quantidades. Uma jazida pode levar entre dez e quatrocentos milhões de anos para se formar.

O primeiro poço de petróleo foi encontrado nos Estados Unidos, no estado da Pensilvânia, no ano de 1859, por um maquinista aposentado, Edwin Drake. Mas registros históricos mostram que o produto era utilizado para embalsamar os faraós do Egito Antigo.

Em virtude de sua importância para a vida do homem e de seu alto valor de custo, o petróleo tornou-se motivo de grandes conflitos mundiais, como a Guerra do Golfo, em 1991, onde o Kuwait fora invadido pelo Iraque, na tentativa de apoderar-se de suas jazidas.

Na verdade, as guerras no Oriente Médio sempre tiveram o petróleo como fonte de inspiração, ou seja, a luta entre homens pela conquista de maiores riquezas. Por esse motivo tivemos ainda as guerras Yom Kippur (1973), Iram e Iraque, que durou cerca de oito anos (1980 a 1988).

Isso acontece porque a região possui cerca de 75% da reserva mundial de petróleo, seguida pela Venezuela, Rússia, Estados Unidos, Líbia, México e restante do mundo.

A maior indústria petrolífera do Brasil é a Petrobras (Petróleo Brasileiro S.A.), responsável pela extração e refino do produto, além dos seus derivados. A especialidade da empresa é a exploração do petróleo em alto mar, em áreas bem profundas.

As plataformas brasileiras montadas em alto mar se dividem em dois grupos: da perfuração e da produção, sendo que essa se divide em fixas ou flutuantes, dependendo da profundidade em que o petróleo é encontrado.

A Petrobras foi criada no dia 03 de outubro de 1953, pelo presidente Getúlio Vargas. Isso gerou independência econômica ao país, que em 2004 atingiu os 88% da quantidade que necessitava, tendo que importar apenas 12%.

Fonte: www.soniapedrassa.com.br

Dia Mundial do Petróleo

29 de Setembro

Ah o petróleo! Conhecido pelo sinônimo de “ouro preto”, esse liquido viscoso, que significa óleo de pedra, foi e é o responsável por gigantescas recessões econômica, guerras pelo direito de explorá-lo (embora atribuam N motivos que não o petróleo), desavenças, enfim, muitas crises passadas. O petróleo um produto natural, que ja foi usado na antiguidade como medicamento e até arma de guerra, é uma complexa mistura de hidrocarbonetos, associado a pequenas quantidades de enxofre, hidrogênio e oxigênio. Pode ser encontrado em forma gasosa, liquida ou sólida. Leva milhares de anos para formar-se, pois é um composto orgânico sedimentar.

Dia Mundial do Petróleo
Descoberta de poços de petróleo: jorrando o precioso liquido

Sabemos das diversas aplicações do petróleo e seus derivados. Na verdade, o petróleo por si só, ou crú, não tem muita serventia. Pouco pode-se fazer com ele no estado em que sai de seu recipiente natural e por isso o petróleo precisa ser refinado, o que gera uma infinidade de produtos importantes, sem os quais não saberiamos viver hoje.

Um exemplo? Ah sim, plástico. Veja você mesmo, onde não tem plástico? Praticamente em tudo temos alguma parte que envolve plástico. Portanto, esse derivado do petróleo, é de suma importância para o mundo e não conseguiriamos viver sem ele. Ou você consegue ver o seus equipamentos eletrônicos sem peças de plástico? Inviável e impossível.

O Brasil entrou em uma nova era da exploração petrolífera, com a descoberta do pré-sal, que é o petróleo disposto abaixo da camada de sal, em mar aberto e a grandes profundidades (6.000 metros +). Incrivelmente nós somos os pioneiros e os mais avançados nessa técnica de exploração do petróleo -o da exploração em alto mar- mas nosso governo ainda não decidiu o que e como fazer para explorar essas reservas gigantescas de petróleo.

Isso porque ele não quer ser um gerador de discórdias entre empresas e países que metem o bedelho onde não são chamados. Bem, que estudem bem o caso para que NÓS, povo, brasileiro, verdadeiros detentores dessa s reservas, possamos obter algum proveito (se é que, gastar bilhôes e bilhões de dólares para explorar esse petróleo e somente depois obter esses mesmos bilhões, seja tirar algum proveito).

Dia Mundial do Petróleo
Cronologia da exploração petrolífera: o pré sal é mais em baixo

Fonte: www.teusmapress.com.br

Dia Mundial do Petróleo

29 de Setembro

Introdução

Em dezembro de 2007, o Brasil alcançou o recorde histórico na produção de petróleo, ultrapassando a marca dos 2 milhões de barris por dia. Para chegar a esse nível de produção, a Petrobras inaugurou cinco novas plataformas durante o ano.

Esse petróleo é refinado em gasolina, querosene, óleo combustível e outros produtos. Para sustentar esse consumo, as companhias petrolíferas precisam constantemente procurar novas fontes de petróleo, assim como melhorar a produção dos poços existentes.

O que uma companhia faz para encontrar petróleo e bombeá-lo do solo? Você pode ter visto imagens de petróleo cru jorrando do solo ou de um poço de petróleo em filmes e séries de televisão como “Assim caminha a humanidade,” “O poço do ódio”,”Armageddon” e “A família Buscapé”. Mas, a produção moderna de petróleo é bem diferente da maneira que é retratada nos filmes.

Exploração de petróleo

O petróleo é um combustível fóssil que pode ser encontrado em vários países ao redor do mundo. Nesta seção, vamos discutir como o petróleo se formou e como os geólogos o encontram.

Formação do petróleo

O petróleo se formou dos restos de minúsculas plantas e animais (plâncton) que morreram nos mares antigos entre 10 e 600 milhões de anos atrás.

Dia Mundial do Petróleo
O petróleo se forma a partir de organismos mortos nos mares antigos

Ao longo dos anos, os organismos se decompuseram nas camadas sedimentares, onde havia pouco ou nenhum oxigênio presente. Assim, os microrganismos quebraram seus restos em compostos ricos em carbono, que formaram camadas orgânicas. Esse material orgânico acabou se misturando aos sedimentos e formando um folhelho finamente granulado, ou rocha geradora. À medida que novas camadas sedimentares foram depositadas, elas exerceram pressão e aquecimento intensos sobre a rocha geradora, proporcionando a destilação do material orgânico em petróleo cru e gás natural.

Com o passar do tempo, o óleo fluiu da rocha geradora e se acumulou em rochas calcárias ou arenito, chamadas de rocha-reservatório, que sob a ação dos movimentos da Terra aprisionaram o petróleo e o gás natural dentro delas, entre camadas de rocha impermeável ou rocha selante, como granito ou mármore.

Dia Mundial do Petróleo
Rochas-reservatório de petróleo (vermelho) e gás natural (azul) podem ficar aprisionadas por dobramento (esquerda), falha (meio) ou constrição (direita)

Esses movimentos da Terra incluem:

dobramento – movimentos horizontais, que pressionam e movem as camadas rochosas para cima em uma dobra ou anticlinal;

falha – as camadas de rochas se quebram e um lado se desloca para cima ou para baixo;

constrição – uma camada de rocha impermeável é espremida para cima e para o interior da rocha-reservatório.

Procurando petróleo

A tarefa de encontrar petróleo é designada aos geólogos, empregados diretamente por uma companhia petrolífera ou sob contrato de uma empresa privada. Sua tarefa é procurar as condições certas para uma “armadilha” (termo usado para designar um buraco de petróleo na rocha) de petróleo: o tipo certo de rocha geradora, rocha-reservatório e aprisionamento. Muitos anos atrás, os geólogos interpretavam as características da superfície, de suas rochas, seus tipos de solo e, talvez, algumas pequenas amostras obtidas por perfuração rasa.

Os modernos geólogos do petróleo também examinam as rochas superficiais e o terreno com a ajuda adicional de imagens de satélite. No entanto, eles também usam uma variedade de outros métodos para encontrar petróleo. Podem usar sensíveis medidores de gravidade para avaliar pequenas alterações no campo gravitacional da Terra que possam indicar o petróleo fluindo, assim como magnetômetros de alta sensibilidade para medir minúsculas mudanças no campo magnético terrestre causadas pelo fluxo do petróleo.

Eles também podem detectar o cheiro de hidrocarbonetos utilizando narizes eletrônicos sensíveis chamados sniffers (farejadores). Por fim, e mais comumente, eles usam a sismologia, criando ondas de choque que passam através das camadas ocultas de rochas e interpretando as ondas que são refletidas de volta para a superfície.

Dia Mundial do Petróleo
Procura de petróleo sobre a água usando sismologia

Nas prospecções sísmicas, uma onda de choque é criada pelo seguinte:

canhão de ar comprimido – dispara pulsos de ar na água (para exploração sobre a água);

caminhão impactador – golpeia chapas pesadas no solo (para exploração sobre a terra);

explosivos – são enterrados no solo (para exploração sobre a terra) ou arremessados do barco (para exploração sobre a água) e detonados.

As ondas de choque se deslocam abaixo da superfície da Terra e são refletidas pelas diversas camadas rochosas. Os reflexos se deslocam em diferentes velocidades dependendo do tipo ou densidade das camadas de rocha que devem atravessar. Os reflexos das ondas de choque são detectados por microfones ou detectores de vibração sensíveis: hidrofones sobre a água ou sismômetros sobre a terra. As leituras são interpretadas por sismólogos quanto a indícios de armadilhas de petróleo e gás. 
Apesar de os métodos modernos de exploração de petróleo serem melhores do que os anteriores, eles ainda podem ter uma taxa de sucesso de 10% para a localização de novos campos de petróleo. Assim que um impacto com perspectiva de petróleo é encontrado, a localização é marcada por coordenadas de GPS sobre a terra ou por bóias marcadoras sobre a água.

Preparando a perfuração

Logo que o local é selecionado, precisa ser pesquisado para se determinar seus limites e estudar o impacto ambiental. Acordos de arrendamento, títulos e direito a vias de acesso para a terra precisam ser obtidos e avaliados quanto aos aspectos legais. Para locais em alto-mar, é necessário determinar a jurisdição legal.

Assim que os assuntos legais são resolvidos, a equipe trata de preparar o terreno:

1.o terreno é limpo e nivelado e estradas de acesso são construídas, se necessário;

2.como a perfuração utiliza água, é necessário que haja uma fonte nas proximidades. Caso não exista nenhuma fonte natural, um poço de água é cavado;

3.a equipe cava um fosso de reserva, que é usado para o descarte dos cortes de rocha e lama da perfuração durante o processo e o forra com plástico para proteger o meio ambiente. Se o local for uma área sensível em termos ecológicos, como um pântano ou região selvagem, os cortes e a lama deverão ser descartados em outros locais com ajuda de caminhões.

Logo que o terreno estiver preparado, diversos poços secundários precisarão ser escavados para a torre e o poço principal. Um fosso retangular, chamado de escavação, é feito ao redor do local do poço real da perfuração. A escavação proporciona um espaço de trabalho ao redor do poço para os trabalhadores e acessórios de perfuração. A equipe então começa a perfurar o poço principal, freqüentemente com um pequeno caminhão-sonda ao invés de uma torre principal. A primeira parte do poço é maior e mais rasa do que a porção principal e é revestida com uma tubulação de esteio de grande diâmetro. Poços adicionais são escavados na lateral para armazenar temporariamente o equipamento. Quando esses poços são finalizados, o equipamento da torre pode ser trazido e erigido.

Erigindo a torre

Dependendo de quão remoto é o local da perfuração e seu acesso, o equipamento pode ser transportado até o local por caminhão, helicóptero ou barcaça. Algumas torres são construídas sobre barcos ou barcaças para trabalhar sobre águas interiores onde não há fundações para suportar uma torre (como em pântanos ou lagos). Assim que o equipamento chega ao local, a torre é erigida. Aqui estão os principais sistemas de uma torre de perfuração de petróleo terrestre:

Dia Mundial do Petróleo
Anatomia de uma torre de perfuração de petróleo

Sistema de energia

Grandes motores diesel – queimam óleo combustível diesel para fornecer a fonte principal de energia;

Geradores elétricos – movidos por motores diesel para fornecer energia elétrica.

Sistema mecânico – acionado por motores elétricos;

Sistema de içamento – usado para levantar cargas pesadas, consiste de um guincho mecânico (guincho principal) com um grande tambor de cabo de aço, uma polia de moitão e talha e um carretel de armazenamento para receber o cabo;

Mesa giratória – parte do mecanismo de sondagem.

Equipamento rotativo – usado para a perfuração rotativa;

Tornel – grande manipulador que segura o peso da coluna de perfuração e permite que a coluna gire e faz uma vedação à prova de pressão sobre o poço;

Conjunto de ligação – tubulação de quatro ou seis lados que transfere o movimento rotativo para a mesa giratória e a coluna de perfuração;

Mesa giratória ou mesa rotativa – aciona o movimento rotativo usando a potência dos motores elétricos;

Coluna de perfuração – consiste da tubulação de perfuração (seções conectadas de cerca de 10 m) e colares de perfuração (tubulação de maior diâmetro e mais pesada que se encaixa ao redor da tubulação de perfuração e coloca peso sobre a broca da sonda);

Broca(s) da sonda – extremidade da sonda que realmente corta a rocha. Ela é fabricada em vários formatos e materiais (aço com carboneto de tungstênio, diamantes) especializados para diversas tarefas de perfuração e formações rochosas.

Revestimento – tubulação de concreto de grande diâmetro que reveste a perfuração, evitando que o poço desmorone e permite que a lama da perfuração circule.

Sistema de circulação – bombeia a lama da perfuração (mistura de água, argila, material pesante e produtos químicos usados para trazer os cortes de rochas da broca de sondagem para a superfície) sob pressão por meio do conjunto de ligação, mesa rotativa, tubulação de perfuração e colares de perfuração;

Dia Mundial do Petróleo
Circulação de lama no poço

Bomba – suga a lama dos fossos e a bombeia para o mecanismo de sondagem;

Tubulações e mangueiras – conectam a bomba ao mecanismo de sondagem;

Linha de retorno de lama – retorna a lama do poço;

Peneira oscilante – peneira/coador que separa os cortes de rocha da lama;

Calha de folhelho – transporta os cortes de rocha para o fosso de reserva;

Fosso de reserva – recolhe os cortes de rocha separados da lama;

Fossos de lama – onde a lama da perfuração é misturada e reciclada;

Lameiro – onde a nova lama é misturada e então enviada para os fossos de lama.

Dia Mundial do Petróleo
Sistema de circulação de lama da perfuração

Torre – estrutura de sustentação do mecanismo de sondagem, que é alta o suficiente para permitir que as novas seções da tubulação de perfuração sejam adicionadas ao mecanismo de sondagem à medida que a perfuração prossegue.

Sistema de segurança contra estouros – válvulas de alta pressão (localizadas debaixo do poço terrestre ou no fundo do mar) que vedam as linhas de sondagem de alta pressão e aliviam a pressão quando necessário, para prevenir um estouro (jorro descontrolado de gás ou petróleo para a superfície, freqüentemente associado a incêndios).

Sondagem

A equipe ergue a torre de perfuração e inicia as operações de sondagem. Primeiro, a partir do poço inicial, eles perfuram um poço de superfície até uma profundidade pré-determinada (algum ponto acima de onde acham que se localiza a armadilha de petróleo). Há cinco etapas básicas para perfurar o poço de superfície:

Dia Mundial do Petróleo
Trabalhadores da mesa rotativa desengatam a tubulação de perfuração

1.posicionar a broca, o colar e a tubulação de perfuração no poço;

2.prender o conjunto de ligação e a mesa giratória e iniciar a perfuração;

3.à medida que a sondagem prossegue, circular a lama através da tubulação e para fora da broca para remover os cortes de rocha do poço;

4.adicionar novas seções (emendas) da tubulação de perfuração conforme o aumento da profundidade do poço;

5.remover (desengatar) a tubulação, o colar e a broca de perfuração quando a profundidade pré-determinada (no máximo a 600 metros) é atingida.

Assim que atingem a profundidade pré-determinada, eles devem passar e cimentar o revestimento, ou seja colocar seções da tubulação de revestimento no poço, para prevenir que ele desmorone. A tubulação de revestimento possui espaçadores em volta do lado externo, para ficar centralizada no poço.

A equipe de revestimento coloca a tubulação de revestimento no poço. A equipe de cimentação bombeia o cimento ao longo da tubulação de revestimento, usando uma retro vedação, um cimento pastoso, um tampão superior e lama de perfuração. A pressão da lama de perfuração faz com que o cimento pastoso se mova através do revestimento e preencha o espaço entre o exterior do revestimento e o poço. Finalmente, o cimento é deixado endurecer e então testado quanto a suas propriedades, como dureza, alinhamento e vedação apropriada.

A perfuração continua em estágios: eles perfuram e então passam e cimentam novos revestimentos, e começam a perfurar novamente. Quando os cortes de rocha da lama revelam a areia oleosa da rocha-reservatório, eles podem ter atingido a profundidade final. Nesse ponto, removem o mecanismo de sondagem do poço e fazem vários testes para confirmar essa descoberta:

Elaboração do perfil do poço – consiste em abaixar sensores elétricos e de gás no poço para fazer medições das formações rochosas lá existentes;

Teste da coluna de perfuração – significa abaixar um dispositivo no poço para medir as pressões, as quais deverão revelar se a rocha-reservatório foi atingida;

Amostras de testemunho – obtenção de amostras de rocha para verificar as características da rocha-reservatório.

Assim que atinge a profundidade final, a equipe completa o poço para permitir que o petróleo flua para o revestimento de uma maneira controlada. Primeiro, eles abaixam uma pistola de perfuração no poço até a profundidade de produção. A pistola possui cargas explosivas para criar furos no revestimento através dos quais o petróleo possa fluir. Depois que o revestimento é perfurado, eles passam um tubo de pequeno diâmetro (os tubo de produção) no poço como um conduto para que o óleo e o gás fluam do poço. Um dispositivo chamado vedador é enviado para baixo pelo lado externo do tubo de produção e quando ele é instalado no nível de produção, é expandido para formar uma vedação ao redor do exterior do tubo de produção. Finalmente, conecta-se uma estrutura com diversas válvulas chamada árvore de Natal na parte superior do tubo de produção que é cimentada no topo do revestimento. A árvore de Natal permite que a equipe controle o fluxo de óleo do poço.

Assim que o poço é finalizado, eles devem iniciar o fluxo de óleo para o poço. Em rochas-reservatório calcárias, é bombeado ácido para o interior do poço e para fora das perfurações, para que os canais no calcário sejam dissolvidos e conduzam o petróleo para o poço. Para rochas-reservatório de arenito, um fluido de composição especial contendo agentes de escoramento (areia, casca de noz, bolotas de alumínio) é bombeado para o poço e para fora das perfurações. A pressão desse fluido faz pequenas fraturas no arenito que permitem que o petróleo flua para o poço, enquanto os agentes de escoramento mantêm essas fraturas abertas. Assim que o petróleo estiver fluindo, a torre de perfuração é removida do local e o equipamento de produção é erigido para extrair o óleo do poço.

Extração de petróleo

Depois que a torre de perfuração é removida, uma bomba é colocada sobre a cabeça do poço.

Dia Mundial do Petróleo
Bomba em poço de petróleo.

No sistema de bombeamento, um motor elétrico aciona uma caixa de engrenagens que movimenta uma alavanca. A alavanca empurra e puxa uma vareta polida para cima e para baixo. A vareta polida é fixada a uma vareta de sucção, a qual é fixada à bomba. Esse sistema força a bomba para cima e para baixo, criando uma sucção que aspira o petróleo através do poço.

Em alguns casos, o petróleo pode ser muito denso para fluir. Então, um segundo poço é cavado no reservatório, onde é injetado vapor sob pressão. O calor do vapor diminui a viscosidade do óleo no reservatório e a pressão ajuda a empurrá-lo para cima no poço. Esse processo é chamado recuperação intensificada de petróleo.

Dia Mundial do Petróleo
Recuperação intensificada de petróleo

Com o uso de toda essa tecnologia de perfuração de petróleo e os novos métodos em desenvolvimento, a questão permanece: teremos petróleo suficiente para atender a nossas necessidades? As estimativas atuais sugerem que temos petróleo suficiente para cerca de mais 63 a 95 anos, com base nas descobertas atuais e futuras e nas demandas atuais.

Fonte: www.uol.com.br

Dia Mundial do Petróleo

A palavra “petróleo” origina-se do latim petra (pedra) e oleum (óleo). O petróleo é também chamado de “ouro negro”, em razão da grande riqueza que oferece aos países que o possuem em grande quantidade. É um óleo mineral inflamável, viscoso, com cheiro acentuado e cor escura variando entre o negro e o castanho-escuro.

Origina-se de uma combinação de moléculas de carbono e hidrogênio, os hidrocarbonetos. Está ligado à decomposição de organismos que vivem nas águas doces ou salgadas, os quais, durante milhões de anos, foram pressionados pelos movimentos da crosta terrestre, transformando-se em óleo negro, o petróleo.

O petróleo, contudo, não permanece na rocha matriz em que foi gerado; concentra-se em terrenos denominados bacias sedimentares, que são formadas por camadas de areia, arenito ou calcário e cobrem vasta área do território brasileiro, em terra e no mar.

A pesquisa petrolífera fundamenta-se em duas ciências: a geologia – que estuda não só a origem e a constituição do globo terrestre, como também os fenômenos que contribuíram para a modificação da Terra – e a geofísica, que estuda os fenômenos físicos do planeta.

A partir das informações sobre a espessura, constituição, profundidade e comportamento das camadas de rochas existentes numa bacia sedimentar, os especialistas escolhem os melhores locais para ser efetuada a perfuração terrestre ou marítima.

As perfurações exigiam máquinas específicas, que sondam as rochas e sugam o petróleo bruto, transportando-o para grandes tanques.

Nas refinarias, o petróleo passa por inúmeros processos até transformar-se em gasolina, gás, parafina e óleo diesel. As perfurações marítimas podem ser executadas em plataformas fixas ou flutuantes ou a partir de navios-sonda. Há notícias de perfurações efetuadas a mais de dois mil metros de profundidade.

No litoral brasileiro, já houve perfurações marítimas de 1.845 metros de profundidade.

Um campo de petróleo pode ser explorado por aproximadamente 30 anos. Em média, são retirados dele 25% do total encontrado; 75% ficam intocados, visto que o petróleo não é reciclável, é finito.

As maiores reservas de petróleo estão localizadas no Oriente Médio, em países como Arábia Saudita, Kuwait, Irã, Iraque, que monopolizam a economia mundial, por meio do controle do fornecimento e dos preços. Nas últimas décadas, ocorreram diversas guerras e conflitos em razão do “ouro negro”, entre as quais a Guerra do Golfo.

No Brasil, o petróleo é controlado pela empresa Petróleo Brasileiro S.A. (Petrobrás), estabelecida no Rio de Janeiro, RJ, desde o dia 2 de abril de 1954.

Fonte: quiosqueazul.blogspot.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Dia da Infância

PUBLICIDADE A infância é a faixa etária que vai do nascimento até a adolescência. De …

Dia do Pi

PUBLICIDADE 14 de março – Dia do Pi Pi ou p. O Dia do Pi …

Dia Mundial da Gentileza

PUBLICIDADE A bondade é um comportamento marcado por características éticas, uma disposição agradável e uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

QUESTION 1 You are managing a SharePoint farm in an Active Directory Domain Services (AD DS) domain. You need to configure a service account to use domain credentials. What should you do first? A. Configure the service account to use a domain user account. B. Register the domain credentials in the Farm Administrators group. C. Configure the service account to use a local user account. D. Register the domain credentials as a SharePoint managed account. Correct Answer: D Explanation QUESTION 2 A company named Contoso, Ltd. has a SharePoint farm. The farm has one Search service application configured. The Search service application contains five crawl databases, all of which contain content. Contoso plans to crawl knowledge base content from its partner company Litware, Inc. The knowledge base content must be stored in a dedicated crawl database. You need to configure crawling. What should you do? A. Add a crawl database that contains the Litware knowledge base to the existing Search service application. B. Provision a new Search service application. Configure the service application to crawl the Litware knowledge base content. C. Set the MaxCrawlDatabase parameter to 6. D. Create a dedicated Microsoft SQL Server instance for the Litware crawl database. Correct Answer: B Explanation Explanation/Reference: The maximum number of crawl databases is 5 per Search service application so we need another Search service application. This maximum limit is increased to 15 with an Office 2013 update but the question doesn't mention that this update is installed so we have to assume the question was written before the update was released. QUESTION 3 A company uses SharePoint 2013 Server as its intranet portal. The Marketing department publishes many news articles, press releases, and corporate communications to the intranet home page. You need to ensure that the Marketing department pages do not impact intranet performance. Which two actions should you perform? (Each correct answer presents part of the solution. Choose two.) A. In Central Administration, set up a User Policy for the Super User and Super Reader accounts. B. Configure IIS to use the Super User and Super Reader accounts for caching. C. Use the Farm Configuration Wizard to configure the Super User and Super Reader accounts. D. Use Windows PowerShell to add the Super User and Super Reader accounts. Correct Answer: AD Explanation Explanation/Reference: A: The way to correct this problem is to first create two normal user accounts in AD. These are not service accounts. You could call them domain\superuser and domain\superreader, but of course that's up to you. The domain\superuser account needs to have a User Policy set for that gives it Full Control to the entire web application. D: If you are using any type of claims based authentication you will need to use Windows PowerShell. And Windows PowerShell is the hipper more modern and sustainable option anyway. If you are using classic mode authentication run the following cmdlets on one of your SharePoint servers: $w = Get-SPWebApplication "http:///" $w.Properties["portalsuperuseraccount"] = "domain\superuser" $w.Properties["portalsuperreaderaccount"] = "domain\superreader" $w.Update() If you are using claims based authentication run these cmdlets on one of your SharePoint servers: $w = Get-SPWebApplication "http:///" $w.Properties["portalsuperuseraccount"] = "i:0#.w|domain\superuser" $w.Properties["portalsuperreaderaccount"] = "i:0#.w|domain\superreader" $w.Update() Note: * If you have a SharePoint Publishing site and you check the event viewer every once in a while you might see the https://www.pass4itsure.com/70-331.html following warning in there: Object Cache: The super user account utilized by the cache is not configured. This can increase the number of cache misses, which causes the page requests to consume unneccesary system resources. To configure the account use the following command 'stsadm -o setproperty -propertynameportalsuperuseraccount -propertyvalue account -urlwebappurl'. The account should be any account that has Full Control access to the SharePoint databases but is not an application pool account. Additional Data: Current default super user account: SHAREPOINT\system This means that the cache accounts for your web application aren't properly set and that there will be a lot of cache misses. If a cache miss occurs the page the user requested will have to be build up from scratch again. Files and information will be retrieved from the database and the file system and the page will be rendered. This means an extra hit on your SharePoint and database servers and a slower page load for your end user. Reference: Resolving "The super user account utilized by the cache is not configured." QUESTION 4 You are managing a SharePoint farm. Diagnostic logs are rapidly consuming disk space. You need to minimize the amount of log data written to the disk. Which two actions should you perform? (Each correct answer presents part of the solution. Choose two.) A. Set the log event level to Information. B. Set the log event level to Verbose. C. Set the log trace level to Medium. D. Set the log trace level to Verbose. E. Set the log event level to Warning. F. Set the log trace level to Monitorable. Correct Answer: EF Explanation Explanation/Reference: E: Event Levels Warning, Level ID 50 Information, Level ID: 80 Verbose, Level ID: 100 F: Trace levels: Monitorable: 15 Medium: 50 Verbose: 100 Note: When using the Unified Logging System (ULS) APIs to define events or trace logs, one of the values you must supply is the ULS level. Levels are settings that indicate the severity of an event or trace and are also used for throttling, to prevent repetitive information from flooding the log files. Reference: Trace and Event Log Severity Levels QUESTION 5 A company's SharePoint environment contains three web applications. The root site collections of the web applications host the company intranet site, My Sites, and a Document Center. SharePoint is configured to restrict the default file types, which prevents users from uploading Microsoft Outlook Personal Folder (.pst) files. The company plans to require employees to maintain copies of their .pst files in their My Site libraries. You need to ensure that employees can upload .pst files to My Site libraries. In which location should you remove .pst files https://www.pass4itsure.com/70-342.html from the blocked file types? A. The File Types area of the Search service application section of Central Administration B. The General Security page in the site settings for the site collection C. The Blocked File Types page in the site settings for the site collection D. The General Security section of the Security page of Central Administration Correct Answer: D Explanation