Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Calendário Comemorativo / Dia do Fonoaudiólogo

Dia do Fonoaudiólogo

PUBLICIDADE

 

09 de Dezembro

Um fonoaudiólogo pode ajudar crianças com diferentes tipos de dificuldades de fala, bem como questões de linguagem, como dislexia e dispraxia.
Fonoaudiólogos têm pelo menos um mestrado e devem ser licenciados para praticar.
A fonoaudiologia pode melhorar as habilidades de comunicação em crianças com problemas de linguagem.

Os benefícios da terapia da fala

A terapia da fala pode ajudar as crianças a aprenderem a falar com mais clareza. Isso os ajuda a se sentir mais confiantes e menos frustrados em falar com os outros. Crianças que têm problemas de linguagem podem se beneficiar socialmente, emocionalmente e academicamente da terapia da fala.

Para crianças com problemas de leitura, como a dislexia, a terapia da fala pode ajudá-las a ouvir e distinguir sons específicos em palavras: a palavra bat se desfaz em sons b , a e t . Isso pode melhorar as habilidades de compreensão de leitura e incentivar as crianças a ler.

A terapia da fala é especialmente benéfica quando as crianças começam cedo na vida. Em um estudo, 70 por cento das crianças pré-escolares com problemas de linguagem que passaram pela terapia da fala mostraram melhora nas habilidades de linguagem.

Profissional

Profissional da área de saúde com formação superior em Fonoaudiologia – cuida dos distúrbios da fala, audição, escrita, leitura e demais problemas que afetam a comunicação humana.

A profissão foi regulamentada no Brasil em 9 de dezembro de 1981 através da lei no 6.965, daí a razão da escolha da data para homenagear os fonoaudiólogos.

De acordo com o Conselho Federal de Fonoaudiologia, Audiologia, Linguagem, Motricidade Oral e Voz são as especialidades reconhecidas na profissão e, conseqüentemente, áreas de atuação do fonoaudiólogo.

Atuando em consultórios, clínicas, hospitais, postos de saúde, escolas e instituições especializadas, o fonoaudiólogo trata as disfunções da fala e escrita e desempenha importante papel na integração social de pessoas com tais deficiências.

Pode também auxiliar profissionais que precisam da voz para executar determinadas atividades como professores, políticos, locutores e artistas, além de elaborar programas de redução de ruído em fábricas e indústrias e reeducar músculos da cabeça e pescoço de portadores de aparelhos dentários.

O fonoaudiólogo pode atuar em quatro áreas distintas:

Audiologia

Realiza exames audiológicos para verificar a audição dos pacientes; selecionar e adaptar aparelhos de surdez e habilitar ou reabilitar deficientes auditivos. Uma pessoa pode desconfiar de alguma doença auditiva ao avaliar a capacidade de audição. Baixa audição é sinal de que algo está errado e deve ser verificado junto a um especialista que pode ser o fonoaudiólogo. E a avaliação deve ser feita ainda no bebê. Desde o quinto mês de gestação, os bebês já são capazes de reconhecer a voz da mãe.

Linguagem

Reconhece problemas relacionados ao aprendizado da língua, habilita crianças com atraso ou deficiência de linguagem ou pacientes que adquiriram a linguagem mas a perderam por algum motivo, como derrame cerebral, por exemplo.

Os problemas de linguagem podem se manifestar de forma variada como retardo na emissão das primeiras palavras, deficiência na formação de frases; omissões e acréscimos de sons na fala; troca de fonemas; gagueira, entre outros. Após reconhecer o problema, o fonoaudiólogo deve corrigir as disfunções, através de estimulação de acordo com o caso.

Motricidade oral

É a área que se concentra na musculatura da face, boca e língua. O fonoaudiólogo soluciona problemas relacionados à sucção, mastigação, deglutição, respiração e fala. Pode auxiliar quem posiciona a língua de modo errado ou engole alimentos de forma incorreta, de modo a contribuir para o mau alinhamento dentário.

Também pode facilitar a respiração nasal de quem respira pela boca.

Voz: o fonoaudiólogo que atua nessa área pode não só prevenir os distúrbios da voz como aperfeiçoá-la. A voz é produzida nas pregas ou cordas vocais, passando pelas cavidades oral e nasal e faringe, que funcionam como amplificadores naturais.

Quando se torna áspera, muito rouca ou de difícil emissão, é sinal de que pode estar sendo afetada por algum problema que deve ser diagnosticado. O fonoaudiólogo também pode trabalhar com idosos, ensinando exercícios para estimular e tonificar a musculatura facial, as qualidades da voz e o uso adequado da respiração.

Além de fornecer técnicas que proporcionam o uso correto da postura, respiração e impostação vocal a quem trabalha na área de telemarketing e em meios de comunicação oral.

O curso superior em Fonoaudiologia tem duração média de quatro anos e disciplinas básicas da área de Medicina, Psicologia e Pedagogia. Além de matérias específicas da área de Matemática e Física, e aulas de Fonética e Lingüística.

Profissão

O fonoaudiólogo é o profissional que atua com linguagem oral e escrita, voz e audição, elementos primordiais à capacidade de comunicação do homem. Seu campo de trabalho abrange atividades de promoção da saúde fonoaudiológica, clínico-terapêuticas, pesquisa, assessorias e consultorias a empresas e escolas.

É responsável pelo diagnóstico e o tratamento de problemas da comunicação oral e escrita, voz e audição em sujeitos de qualquer idade. Seu trabalho pode ser efetivado em emissoras de televisão, rádio, empresas, berçários, creches, escolas de todos os níveis, serviços públicos e privados de saúde visando ao desenvolvimento da linguagem e da audição; além de atividades em hospitais, instituições, clínicas e consultórios.

A atuação do fonoaudiólogo é ampla e abrange várias áreas descritas a seguir:

Assessoria em voz profissional, expressividade e comunicação. Trabalho junto a profissionais das áreas de comunicação social (jornalistas e radialistas); artística e cultural (cantores, dubladores, atores, coralistas, contadores de histórias); educacional (educadores, professores, palestrantes); empresarial, comércio e serviços de atendimento ao público (atendentes, teleoperadores, empresários); religiosa (padres, pastores e integrantes de grupos de louvor); políticos, advogados e demais profissionais que prezam pela qualidade na comunicação e uso da voz falada e/ou cantada.

Nas escolas pode atuar na promoção da saúde da comunidade escolar, englobando educadores, professores, alunos e familiares. Envolve aspectos do ambiente educacional, condições e organização do trabalho docente, inclusão de pessoas com necessidades especiais, processos de construção da oralidade e da escrita dos alunos e saúde vocal do professor.

Seleção e adaptação de prótese auditiva em sujeitos com alterações que comprometam suas habilidades de comunicação.

Empresas – é responsável pela implantação e desenvolvimento do Programa de Conservação Auditiva, exigido por lei em nosso pais, e do Programa de Comunicação Empresarial.

No Sistema Único de Saúde (SUS) promove a saúde da comunidade, realiza processos avaliativos, preventivos, e tratamento das alterações de audição, voz, linguagem oral/escrita e motricidade oral em: Unidades Básicas de Saúde, Estratégia de Saúde da Família, Saúde do Trabalhador, Centro de Especialidades e Hospitais.

Pesquisador e docente em centros de estudos, de pesquisas e Universidades.

A Fonoaudiologia é uma área de conhecimento que, nos últimos anos, vem abrindo inovadoras áreas de ação, conquistando novos espaços nos mais diversificados tipos de instituições.

A Fonoaudiologia se vê diante de muitos e importantes desafios. Um dos principais é melhorar a compreensão das pessoas (profissionais ou não), sobre o que é a profissão, onde e como atua.Infelizmente, o Fonoaudiólogo ainda é visto apenas como o profissional que trata de pessoas com problemas de aprendizagem, voz, audição, fala e deglutição.

Mas a ação da fonoaudiologia vai muito além: está voltada para a prevenção, aperfeiçoamento, consultoria, assessoria, perícia, diagnóstico, terapia, pesquisa e ensino. Trata principalmente da comunicação humana que é imprescindível para a vida em sociedade.

Para aperfeiçoar e ampliar a profissão, é fundamental que todos se empenhem em uma campanha de conscientização procurando mostrar ao público que o Fonoaudiólogo tem formação para trabalhar em prevenção, diagnosticar, habilitar, reabilitar, orientar, encaminhar e acompanhar seus pacientes/clientes. Divulgar a fonoaudiologia é uma meta que apresenta uma gama de benefícios para a população e para os profissionais.

A área de atuação da Fonoaudiologia é bem extensa e tem alcançado novos espaços a cada dia.

Está dividida em várias áreas:

Audiologia: realiza pesquisas e testes de avaliação da audição. Em indústrias e empresas com alto grau de ruído, desenvolve trabalhos de conservação auditiva e exames de audiometria. Em consultórios e hospitais, além da audiometria, realiza exames otoneurológicos encaminhados pelo Otorrinolaringologista e indica e adapta aparelhos auditivos em deficientes auditivos, realizando também exames em recém-nascidos para diagnóstico precoce de problemas de audição;

Fonoaudiologia Educacional: estuda os processos de desenvolvimento da linguagem oral e escrita da criança. Elabora programas de intervenção e prevenção de distúrbios da comunicação oral e escrita, através de triagens, orientações e encaminhamentos, além de programas de saúde vocal para professores;

Fonoaudiologia Estética: aplica técnicas específicas para o aprimoramento da comunicação oral, desenvolve trabalhos de impostação vocal para atores, locutores em geral, apresentadores de TV, políticos e outros que tenham a fala como instrumento de trabalho;

Fonoaudiologia da Saúde Pública: faz a prevenção e tratamento dos distúrbios de linguagem em hospitais e ambulatórios do setor público. Participa de programas de saúde materna, mental, escolar, idoso, orientando e reabilitando os casos diagnosticados;

Fonoaudiologia Clínica: faz pesquisa, prevenção, diagnóstico e tratamento dos distúrbios da comunicação oral e escrita. Em consultórios e clínicas, atende pacientes com gagueira, afasia, problemas de deglutição, respiradores bucal, atraso de linguagem, alterações de motricidade oral, apraxia, dispraxia, trocas na fala e na escrita, paralisia facial, deficiência auditiva e mental, sequelas de traumatismo craniano, problemas neurológicos, síndromes, fissura labial e/ou palatina, problemas de voz (disfonia, afonia, rinolalia…), e outros.

Os distúrbios da comunicação correspondem a uma série de alterações que podem prejudicar, em variados graus, o desenvolvimento da comunicação humana e conseqüentemente a qualidade de vida de quem esta acometido. Estes distúrbios podem atingir, principalmente, a audição, a linguagem, a fala, a voz e a motricidade oral. A faixa etária dos pacientes atendidos pela Fonoaudiologia abrange desde recém-nascidos, crianças, adolescentes e adultos até idosos.

O Fonoaudiólogo sempre que necessário atua de forma conjunta com profissionais de diversas áreas, como a área da saúde, dentre eles: odontologia, neurologia, fisioterapia, psicologia, pediatria, geriatria, otorrinolaringologia, alergistas, dentre outros, e profissionais da área da educação como: pedagogia, psicopedagogia, orientação educacional etc.

Atuam em consultórios, clínicas, hospitais, maternidades, creches, escolas, universidades, indústrias, empresas, emissoras de rádio e TV, teatros, centros e postos de saúde, no domicílio do paciente (Home Care), dentre outros.

Data

Em 9 de dezembro comemora-se o dia do fonoaudiólogo. Nesse dia, no ano de 1.981, a profissão foi regulamentada através da lei n. 6965.

A fonoaudiologia trata dos distúrbios que afetam a comunicação humana e atua também no diagnóstico complementar nas diversas áreas como audiologia, linguagem, voz e motricidade orofacial.

É extensa a área de atuação do fonoaudiólogo e pode-se dizer que desde o neonato até a 4ª. Idade a fonoaudiologia realiza trabalhos de prevenção, diagnóstico e reabilitação.

Os locais onde o fonoaudiólogo desenvolve seu trabalho são: consultórios, clínicas, hospitais, postos de saúde, escolas, empresas, instituições especializadas, teatros, TVs, call centers, além, também de home care, atendendo a domicílio pacientes acamados.

O campo da audiologia abrange a realização de exames de audição (audiometria e imitanciometria), exames otoneurológicos (diagnóstico das labirintopatias), emissões otoacústicas (teste da orelhinha), exame de processamento auditivo central (auxiliar no diagnóstico dos distúrbios de aprendizagem e de atenção), indicação e ajustes de aparelhos auditivos, reabilitação labiríntica, entre outros.

Na área da voz, o profissional atua no aprimoramento do uso da voz adequando padrões vocais, respiração, articulação e higiene vocal. A terapia vocal auxilia na melhora da voz e é indicada sempre que há voz rouca e/ou presença de alterações nas pregas vogais. A terapia fonoaudiológica auxilia no desenvolvimento de padrões vocais corretos em casos de cantores, atores, advogados, professores e outros profissionais que fazem uso da voz com freqüência, prevenindo futuros problemas.

Na área da linguagem o fonoaudiólogo atua tratando de alterações e atrasos no desenvolvimento da fala e linguagem, qualquer que seja a causa (por deficiências, problemas emocionais ou psicológicos e neurológicos). A reabilitação engloba a orientação a pais e professores, o trabalho terapêutico e a interação com outros especialistas que acompanhem o paciente, visando o desenvolvimento pleno do mesmo.

O campo de atuação de motricidade orofacial concentra-se na musculatura da face, boca e língua. O fonoaudiólogo auxilia na adequação da sucção, mastigação, deglutição, respiração e fala. Nos casos em que há alterações nesses aspectos a mioterapia fortalece a musculatura e propicia o desenvolvimento de padrões corretos no mastigar, engolir e respirar.

Inúmeras patologias são atendidas pelo fonoaudiólogo desde atrasos simples no desenvolvimento da linguagem, gagueira, afasias (alterações na fala por derrames, por exemplo), troca de letras na escrita, dificuldade de aprender a ler e escrever, dificuldade para falar em público, respiração bucal, rouquidão, disfagias (dificuldade em engolir), etc. Em todas essas e em outras mais, a fonoaudiologia propicia a melhora, a correção e a adequação dos padrões de comunicação.

O CURSO DE FONOAUDIOLOGIA

O atual símbolo da Fonoaudiologia foi escolhido através de concurso e votação por fonoaudiólogos em março de 1998 e instituído a partir da resolução 216/98 do Conselho Federal de Fonoaudiologia.

Os símbolos emblemáticos da Fonoaudiologia foram oficializados pela Resolução Nº 278, de 07/07/2001, do Conselho Federal de Fonoaudiologia.

Em seu Artigo 1°, a Resolução N° 278 estabelece os seguintes símbolos da Fonoaudiologia:

01. Heráldico: constituído da seguinte forma: um círculo contendo em sua parte superior o nome da profissão – “Fonoaudiologia” em cor azul royal; ao centro a letra “F” estilizada, na cor vermelha; ao fundo e ao redor da letra “F” duas figuras geométricas, de forma côncava, raiadas e em sua parte inferior, losangos na cor vermelha, conforme matriz à disposição na sede dos Conselhos de Fonoaudiologia.

A forma estilizada no centro do heráldico tem dupla significação e referencia-se à emissão e recepção do som pelo corpo humano.

O “F”, de Fonoaudiologia, em primeiro plano no heráldico, lembra o despertar da serpente em movimento ascensional.

Esse movimento nas práticas derivadas da sabedoria oriental, desperta o homem para a compreensão mais ampla da vida e do universo.

Nesse sentido é também força de cura, de vivificação e os raios do outro referenciando-se à emissão e recepção do som pelo corpo humano.

Dia do Fonoaudiólogo
Símbolo atual

Dia do Fonoaudiólogo
Símbolo até 1998

Anel:

O anel de grau do Bacharel de Fonoaudiologia deverá ter as seguintes características:

Pedra – Safira azul, que representa o saber, enquanto busca permanente do conhecimento, para servir ao outro. O heráldico pode ser usado nos dois lados do anel.

O profissional fonoaudiólogo poderá optar apenas pela pedra não se utilizando do heráldico da Fonoaudiologia.

Data:

Fica oficializado o dia 09 de dezembro como o “Dia do Fonoaudiólogo”.

O profissional fonoaudiólogo surgiu na década de 1930, por exigência da medicina e da educação preocupados com a terapia e correção dos erros de linguagem apresentados inicialmente pelas crianças. Essa profissão chegou ao Brasil só três décadas depois, quando foram criados os cursos da Universidade de São Paulo (1961), vinculado à Clínica de Otorrinolaringologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina e da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1962), ligado ao Instituto de Psicologia.

Dia do Fonoaudiólogo
Dia do Fonoaudiólogo

A lei n° 6965, regulamentou a profissão de fonoaudiólogo e também criou os Conselhos Federal e Regionais de Fonoaudiologia para fiscalizarem o seu exercício.

A demanda desse profissional no mercado cresceu muito pela conscientização do valor dessa terapia em todas as faixas etárias, não apenas na infância como era visto no passado. Por isso os Conselhos de Fonoaudiologia foram levados à rever toda a sua legislação, tendo sido aprovado um novo Código de Ética em 1995.

O curso de bacharelado em fonoaudiologia visa a formação de profissionais da saúde para a terapia dos problemas da comunicação humana e modo a incentivar o desenvolvimento dessa nova ciência que vai contribuir muito para a integração e reintegração da pessoa participativa na sociedade.

A fonoaudiologia é uma área atual de estudo do ser humano, o qual usa o seu organismo, num ambiente que exige a comunicação. Gagueira, dislexia, alfabetização, comunicação do deficiente aditivo, afasia, são alguns dos campos que o fonoaudiólogo pode atuar. Assim, a fonoaudiologia tem aplicações educacionais, estéticas e terapêuticas, e como ciência, está relacionada mais intimamente com a psicologia, a linguística, a medicina e a física acústica.

O Fonoaudiólogo caracteriza-se como um indivíduo criativo, curioso, versátil, com habilidades manuais, paciente, pesquisador, persistente, flexível e dinâmico.

O seu campo de atuação pode ser:

Na área de saúde: ambulatórios, UBS (unidade básica de saúde), clínicas de especialidades, hospitais e indústrias; na área de educação: escolas, instituições e indústrias; na área administrativa: estruturar a atuação do fonoaudiólogo em suas respectivas especialidades conforme a demanda populacional.

Atualmente esses profissionais reabilitam pessoas que sofrem acidentes no trânsito e de saúde, além dos doentes crônicos e todas aquelas possuem sequelas na fala. Os neurologistas atualizados não dispensam a ajuda desse profissional para a recuperação total de seus pacientes.

Fonte: www.understood.org/www.ibge.gov.br/ www.unimep.br/www.dnoto.com.br/www.fonoaudiolu.com.br/www.novafapi.com.br/www.trabalhonota10.com.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Dia da Infância

PUBLICIDADE A infância é a faixa etária que vai do nascimento até a adolescência. De …

Dia do Pi

PUBLICIDADE 14 de março – Dia do Pi Pi ou p. O Dia do Pi …

Dia Mundial da Gentileza

PUBLICIDADE A bondade é um comportamento marcado por características éticas, uma disposição agradável e uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

QUESTION 1 You are managing a SharePoint farm in an Active Directory Domain Services (AD DS) domain. You need to configure a service account to use domain credentials. What should you do first? A. Configure the service account to use a domain user account. B. Register the domain credentials in the Farm Administrators group. C. Configure the service account to use a local user account. D. Register the domain credentials as a SharePoint managed account. Correct Answer: D Explanation QUESTION 2 A company named Contoso, Ltd. has a SharePoint farm. The farm has one Search service application configured. The Search service application contains five crawl databases, all of which contain content. Contoso plans to crawl knowledge base content from its partner company Litware, Inc. The knowledge base content must be stored in a dedicated crawl database. You need to configure crawling. What should you do? A. Add a crawl database that contains the Litware knowledge base to the existing Search service application. B. Provision a new Search service application. Configure the service application to crawl the Litware knowledge base content. C. Set the MaxCrawlDatabase parameter to 6. D. Create a dedicated Microsoft SQL Server instance for the Litware crawl database. Correct Answer: B Explanation Explanation/Reference: The maximum number of crawl databases is 5 per Search service application so we need another Search service application. This maximum limit is increased to 15 with an Office 2013 update but the question doesn't mention that this update is installed so we have to assume the question was written before the update was released. QUESTION 3 A company uses SharePoint 2013 Server as its intranet portal. The Marketing department publishes many news articles, press releases, and corporate communications to the intranet home page. You need to ensure that the Marketing department pages do not impact intranet performance. Which two actions should you perform? (Each correct answer presents part of the solution. Choose two.) A. In Central Administration, set up a User Policy for the Super User and Super Reader accounts. B. Configure IIS to use the Super User and Super Reader accounts for caching. C. Use the Farm Configuration Wizard to configure the Super User and Super Reader accounts. D. Use Windows PowerShell to add the Super User and Super Reader accounts. Correct Answer: AD Explanation Explanation/Reference: A: The way to correct this problem is to first create two normal user accounts in AD. These are not service accounts. You could call them domain\superuser and domain\superreader, but of course that's up to you. The domain\superuser account needs to have a User Policy set for that gives it Full Control to the entire web application. D: If you are using any type of claims based authentication you will need to use Windows PowerShell. And Windows PowerShell is the hipper more modern and sustainable option anyway. If you are using classic mode authentication run the following cmdlets on one of your SharePoint servers: $w = Get-SPWebApplication "http:///" $w.Properties["portalsuperuseraccount"] = "domain\superuser" $w.Properties["portalsuperreaderaccount"] = "domain\superreader" $w.Update() If you are using claims based authentication run these cmdlets on one of your SharePoint servers: $w = Get-SPWebApplication "http:///" $w.Properties["portalsuperuseraccount"] = "i:0#.w|domain\superuser" $w.Properties["portalsuperreaderaccount"] = "i:0#.w|domain\superreader" $w.Update() Note: * If you have a SharePoint Publishing site and you check the event viewer every once in a while you might see the https://www.pass4itsure.com/70-331.html following warning in there: Object Cache: The super user account utilized by the cache is not configured. This can increase the number of cache misses, which causes the page requests to consume unneccesary system resources. To configure the account use the following command 'stsadm -o setproperty -propertynameportalsuperuseraccount -propertyvalue account -urlwebappurl'. The account should be any account that has Full Control access to the SharePoint databases but is not an application pool account. Additional Data: Current default super user account: SHAREPOINT\system This means that the cache accounts for your web application aren't properly set and that there will be a lot of cache misses. If a cache miss occurs the page the user requested will have to be build up from scratch again. Files and information will be retrieved from the database and the file system and the page will be rendered. This means an extra hit on your SharePoint and database servers and a slower page load for your end user. Reference: Resolving "The super user account utilized by the cache is not configured." QUESTION 4 You are managing a SharePoint farm. Diagnostic logs are rapidly consuming disk space. You need to minimize the amount of log data written to the disk. Which two actions should you perform? (Each correct answer presents part of the solution. Choose two.) A. Set the log event level to Information. B. Set the log event level to Verbose. C. Set the log trace level to Medium. D. Set the log trace level to Verbose. E. Set the log event level to Warning. F. Set the log trace level to Monitorable. Correct Answer: EF Explanation Explanation/Reference: E: Event Levels Warning, Level ID 50 Information, Level ID: 80 Verbose, Level ID: 100 F: Trace levels: Monitorable: 15 Medium: 50 Verbose: 100 Note: When using the Unified Logging System (ULS) APIs to define events or trace logs, one of the values you must supply is the ULS level. Levels are settings that indicate the severity of an event or trace and are also used for throttling, to prevent repetitive information from flooding the log files. Reference: Trace and Event Log Severity Levels QUESTION 5 A company's SharePoint environment contains three web applications. The root site collections of the web applications host the company intranet site, My Sites, and a Document Center. SharePoint is configured to restrict the default file types, which prevents users from uploading Microsoft Outlook Personal Folder (.pst) files. The company plans to require employees to maintain copies of their .pst files in their My Site libraries. You need to ensure that employees can upload .pst files to My Site libraries. In which location should you remove .pst files https://www.pass4itsure.com/70-342.html from the blocked file types? A. The File Types area of the Search service application section of Central Administration B. The General Security page in the site settings for the site collection C. The Blocked File Types page in the site settings for the site collection D. The General Security section of the Security page of Central Administration Correct Answer: D Explanation