Breaking News
Home / Calendário Comemorativo / Dia do Estudante

Dia do Estudante

PUBLICIDADE

 

11 de Agosto

O dia do estudante é comemorado em 11 de agosto, data em que, em 1827, foram criados os dois primeiros cursos de Direito do Brasil: um em São Paulo e o outro em Olinda.

Cem anos após a criação desses cursos, a data foi escolhida para homenagear a todos os estudantes.

De lá pra cá, a educação no país acompanhou seu desenvolvimento e cresceu sensivelmente. No entanto, este aspecto social ainda está longe de ser satisfatório.

Além da necessidade de melhoria da qualidade do ensino, há a necessidade de combater a repetência e a evasão escolar.

Embora estes indicativos tenham caído nos últimos anos, ainda estão presentes na realidade social Brasileira.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE – de 2001, indicam do 35.370 alunos matriculados no ensino fundamental em 2000, apenas 2.647 concluíram esta fase.

Apesar desta situação, os estudantes brasileiros têm o que comemorar.

Segundo o IBGE, há indicativos que mostram que, mesmo que a educação no país esteja longe de ser satisfatória, há indicativos de que o sistema educacional no Brasil está melhorando, como:

Aumento da taxa de alfabetização

Crescimento do índice de alunos que se matriculam nas escolas e faculdades;

Aumento do número de alunos que completam o curso nos níveis fundamental, médio e superior;

Criação de mais escolas de ensino fundamental, médio e superior;

Queda nos índices de evasão escolar;

Menor índice de repetência.

11 de Agosto

Em 11 de agosto de 1827 o imperador D. Pedro I criou dois cursos de direito: um em Olinda, posteriormente transferido para Recife, e outro em São Paulo. Um século mais tarde, durante as comemorações do centenário de criação dos cursos jurídicos no país, um dos participantes desses eventos – Celso Gand Ley – sugeriu que o Dia do Estudante passasse a ser comemorado na mesma data de assinatura do decreto imperial, o que acabou se tornando realidade.

Mas o estudante também é lembrado no dia 17 de novembro, quando se festeja o Dia Internacional do Estudante.

As pesquisas e relatórios técnicos que analisam e lançam a devida luz sobre a extensão e profundidade do problema da educação no Brasil, são praticamente unânimes na conclusão de que não é fácil ser estudante em nosso país, porque se de um lado as escolas públicas estão cada vez mais decadentes, de outro, as particulares se mostram cada vez mais caras.

Em virtude disso, os estudantes carentes que não conseguem matricular-se nas instituições públicas de ensino porque não existem vagas disponíveis para todos, são forçados a interromper seu aprendizado quase sempre definitivamente, situação essa que acaba redundando na presença também cada vez mais significativa de trabalhadores com baixo nível de escolaridade e pessimamente qualificados, buscando no mercado de trabalho qualquer tipo de colocação que lhes permita sobreviver.

É sabido que em países mais adiantados os alunos, em sua grande maioria, estudam durante o dia e não trabalham. Mas no Brasil, infelizmente, quase metade dos estudantes frequenta os cursos noturnos não porque seja essa a vontade de cada um deles, mas sim por necessidade.

Não obstante a insistente repetição dos desmentidos oficiais sobre o assunto, é do conhecimento público que criança pobre, em qualquer pedaço de chão brasileiro, necessita trabalhar para ajudar a manter a família e sustentar seus estudos: a consequência desse estado de coisas é grave, porque ela dorme mal, alimenta-se mal, cumpre tarefas com carga e tempo de duração acima do recomendável, e quando chega à escola – se isso acontece – está muito cansada.

Acrescente-se a isso o risco que correm os petizes e adolescentes dentro da própria escola – ou em suas imediações -, onde entram em contato direto com o tráfico de drogas e com a violência, enquanto os professores, por sua vez, também têm medo de lecionar em escolas públicas porque muitos deles já foram vítimas, fatais ou não, de alunos violentos e/ou traficantes.

Dessa calamidade estudantil deduz-se que não faltam motivos para o estudante desistir da escola no meio do caminho, o que é facilmente comprovado pelo índice alarmante de êxodo escolar.

Tornou-se privilégio de poucos completar o ensino fundamental, o médio e chegar à faculdade, não só porque a capacidade de custear qualquer curso particular de terceiro grau está fora de alcance da maioria dos brasileiros, mas também face à realidade de que os estabelecimentos públicos dos três níveis têm o acesso a eles dificultado pela condição financeira precária do estudante, que não lhes permitindo o preparo adequado, os impede, também, de poder enfrentar os exames vestibulares com real possibilidade de sucesso.

Mas se o jovem é ambicioso, perseverante e sabedor de que o mercado de trabalho dos nossos dias se torna mais e mais exigente quanto à capacitação e conhecimento dos que nele pretendem ingressar, deve ter em mente que o bom profissional precisa aliar a obtenção do diploma à sua vocação, nascendo daí a necessidade de que a tentativa de ingresso em curso superior deva ter relação não com a maior ou menor possibilidade de admissão (relação candidato-vaga), mas sim com a inclinação pessoal de quem vai submeter-se às provas.

Daí a importância dos testes vocacionais, que identificando os valores e as áreas de interesse do estudante, e mostrando quais profissões pedem um perfil como o dele, podem despertar sua atenção e conduzi-lo à carreira certa. Por isso é conveniente que o jovem planeje seu futuro profissional baseado no conhecimento do que cada curso universitário poderá lhe oferecer.

Fonte: UFGNet; Soleis; IBGE/www.fernandodannemann.recantodasletras.com.br

Veja também

Dia dos Pais

Dia dos Pais, Brasil, Família, Mundo, Amigo, Papel, Origem, Importância, Paternidade, Comemoração, Dia dos Pais

Símbolos do Natal

Símbolos do Natal, Origem, Árvore, Presépio, Simbologia, Velas, Guirlanda, Estrela, Papai, Noel, História, Cartões, Comidas, Ceia, O Que é Símbolos do Natal

Paráfrase ao Pai Nosso

Paráfrase Pai Nosso, Orãção, Natal, Significado, Jesus, Cristo, Criador, Salvador, São Francisco de Assis, Céus, Santificado, O Que é Paráfrase Pai Nosso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.