Breaking News
Home / Calendário Comemorativo / Dia Mundial do Canhoto

Dia Mundial do Canhoto

PUBLICIDADE

 

13 de Agosto

Para uma parte das pessoas, escolher qual mão estender para cumprimentar alguém não é automático. Ao contrário dos destros, que são 90% da população mundial, os canhotos – os 10% restantes – diariamente se adaptam a um mundo (e a tesouras e abridores de latas) que não foi feito exatamente para eles e precisam oferecer a mão direita ao invés da esquerda, pois essa é a convenção social.

Para lembrar dessas pequenas dificuldades diárias, a Left-Handers Internacional (uma associação de canhotos em Topeka, nos Estados Unidos, hoje já extinta) instituiu, na década de 70, o dia Internacional dos Canhotos em 13 de agosto.

O porquê da escolha do dia não se sabe ao certo. Mas a data é por si só sinistra (outra palavra usada para designar um canhoto e que significa funesto e pernicioso, segundo o dicionário), já que 13 sempre foi considerado número de azar e agosto é o mês oficial do mau-agouro.

Isso sinaliza um pouco dos problemas que canhotos tiveram no passado e ainda têm em algumas culturas.

A causa do canhotismo ainda é desconhecida, mas há várias teorias a esse respeito. Algumas, inclusive, sendo estudadas por pesquisadores dentro das universidades brasileiras.

De forma geral, no canhoto, as funções motoras são comandadas pelo lado direito do cérebro. E só isso é consenso entre pesquisadores.

A partir daí há teorias que dizem que o cérebro direito comanda a criatividade, emoções e intuição e que, portanto, as pessoas canhotas seriam mais sensíveis e ligadas a manifestações artísticas. Nada comprovado, diga-se de passagem.

 

13 de Agosto

Filho canhoto

Ser canhoto é uma característica da criança que não se pode, nem se deve corrigir. Os estudos indicam que entre 12 e 15% da população mundial infantil é canhota. Também revelam que o fenômeno de ser canhoto, é mais comum nos meninos (cerca de 11%) que nas meninas (em torno de 9%), sem que esteja determinado o porquê.

Uma pessoa canhota é a que tem preferência em usar a mão esquerda para a maior variedade de ações, como pegar, alcançar, jogar, brincar, assinar, escrever e manipular.

Também inclui uma predileção por preferir o pé esquerdo para dar o primeiro passo para caminhar, montar um triciclo, chutar uma bola, pular corda, etc. Em geral, ser canhoto significa ter em algum grau um domínio do lado direito do cérebro.

Há tempos atrás, uma criança canhota não era vista com normalidade. Pensava-se que ser canhoto era um problema de saúde. Hoje em dia, já se sabe que ser canhoto não é uma enfermidade. É apenas uma característica da criança que não se pode nem se deve corrigir.

Quando se detecta que uma criança é canhota

Normalmente é na escola que se detecta que uma criança é canhota, porque é quando começa a utilizar as mãos com mais frequência. Até os 3 ou 4 anos, as crianças utilizam as mãos com mais frequência. Até os 3 ou 4 anos, as crianças utilizam as duas mãos indistintamente.

Para comprovar se uma criança é canhota ou destra, deve-se observar que mão, pé ou olho ela utiliza quando:

Chuta uma bola.
Escova os dentes.
Se penteia.
Bebe um copo d’água.
Pula corda.
Tampa ou destampa um frasco.
Olha por um caleidoscópio.
Escreve.
Tira uma fotografia.

O olho, a mão ou o pé escolhido naturalmente para realizar as ações, supõe ser o dominante.

A criança que nasce destra ou canhota

Uma criança é canhota não porque ela decidiu assim. Os especialistas confirmam que uma pessoa é destra ou canhota, desde o momento que nasce. Muitos pais se perguntam se existem técnicas que possam alterar o domínio da mão esquerda do seu filho para a direita, como se isso fosse uma decisão do menino ou da menina.

O domínio da mão, seja direita ou esquerda, quem determina é o cérebro. O lado direito controla a mão esquerda e o esquerdo a mão direita. Por essa razão, a uma criança canhota, não se pode obrigar a escrever com a mão direita. Não existe treinamento algum que a faça mudar. Por mais esforços que tente, a criança continuará tendo que usar sua mão esquerda para a realização de ações, já que isto é parte da sua natureza e não de um hábito ou um costume que ela tenha adquirido.

Se obrigarmos uma criança a utilizar a mão mais débil e menos hábil na realização das tarefas, os resultados podem ser frustrantes para ela. Ela se sentirá esgotada sem razão e a tornará mais tímida. Mudar as preferências laterais das crianças implica em desvantagens como dificuldades para distinguir a direita da esquerda, transtornos na escrita, dislexia e inclusive gagueira. A principal preocupação que deve existir com a criança canhota, é a adaptação dela a um mundo feito na sua maioria para destros.

O que leva uma criança a ser canhota

Alguns estudos afirmam que a genética é uma das causas de ser canhoto. Uma criança que tem um pai canhoto, tem aproximadamente 10% de probabilidade de sê-lo também. No caso que seja a mãe canhota, esta probabilidade aumenta 20%. E se tanto o pai como a mãe são canhotos, a criança tem a probabilidade de 50% em nascer canhota. No entanto, existem outros fatores que também explicam o porque do filho nascer canhoto. Existem pesquisas que relacionam um alto nível de testosterona (hormônio masculino) presente no útero da mãe antes do nascimento do bebê.

Outras pesquisas revelam que lesões em um hemisfério cerebral do bebê, durante a gravidez ou nos dois primeiros meses de vida, podem induzir que um deles se desenvolva mais. Se é o hemisfério esquerdo o lesionado, provavelmente se desenvolva uma criança canhota.

 

13 de Agosto

 

Seu filho é destro, canhoto ou ambidestro?

De acordo com algumas pesquisas, a habilidade da criança em escrever com a mão direita, esquerda ou com ambas pode revelar um pouco do seu comportamento escolar.

Seu filho é destro, canhoto ou ambidestro? Além da habilidade em escrever com a mão direita, esquerda ou com ambas, essa característica pode influenciar no desenvolvimento escolar das crianças. Uma pesquisa realizada por uma empresa alemã de materiais de escrita, com 2.000 crianças entre 7 e 11 anos, mostrou que os canhotos são mais propensos a gostar da escola e ter um relacionamento mais próximo com os professores, além de se destacarem em aulas de arte e música.

Porém, quando se trata de lição de casa e de escrever, são os destros que se saem melhor. Dados do estudo mostram que mais de 30% deles entregam as tarefas no tempo certo e bem-feitas e 57% deles dizem que adoram escrever.

Já os ambidestros têm a vantagem de ter uma capacidade de adaptação muito grande, uma vez que dispõem de ambas as mãos ou pés nas atividades cotidianas. Entretanto, dados de uma outra pesquisa realizada com cerca de 8 mil pessoas na Finlândia sugerem que crianças com essa habilidade podem ter dificuldades escolares e no aprendizado, como déficit de atenção e hiperatividade, principalmente entre os 7 e 8 anos.

Para Antônio Carlos de Farias, neuropediatra do Hospital Pequeno Príncipe, uma possível explicação para essa dificuldade no aprendizado está no desenvolvimento dos dois lados do cérebro da criança. Enquanto o lado esquerdo responde melhor aos estímulos da fala e da escrita, o direito atende à linguagem não verbal, como as expressões faciais e os movimentos do corpo. Como nos ambidestros esse desenvolvimento se dá simultaneamente, eles poderiam apresentar alguma dificuldade de aprendizado. No entanto, segundo o especialista, a ambidestria tende a diminuir com o processo de amadurecimento do cérebro.

Quem pode ser canhoto?

Pesquisa feita no início dos anos 90 revelou que filhos de pais destros têm 9,5% de chance de ser canhotos. Mas, quando o pai ou a mãe é canhoto, a possibilidade sobe para 19,5%. Outro dado concreto é que a dominância é mais forte nas mãos, porque elas exigem atividades mais sofisticadas, ou finas, como a escrita. Essa “facilidade” com o lado esquerdo aparece logo no primeiro ano de vida. Segundo Raquel Caruso, psicomotricista, psicopedagoga e fonoaudióloga, a criança escolhe uma mão para conhecer o mundo. “Ela apalpa os objetos, tenta pegar alguma coisa, faz os primeiros rabiscos no papel”, diz. Mas a confirmação real virá em torno dos 6 anos, quando a criança começa a ser alfabetizada.

Cinco formas de facilitar a vida do canhoto

1 – Se você notou que seu filho pequeno tem tendência a ser canhoto, avise a escola para que os educadores o ajudem nessa descoberta.

2 – Caso a criança esteja sendo alfabetizada, converse com a escola para que seja providenciada uma carteira adequada.

3 – Não “corrija” a criança mudando os objetos da mão esquerda para a direita. Senão ela pode ter dificuldade de aprendizado.

4 – Mesmo com poucas ofertas, compre o que for desenvolvido para ele. Alguns cuidados melhoram o desempenho escolar dessa garotada.

5 – Para manter bem a autoestima do filho, invente histórias de reis, rainhas, heróis e heroínas canhotos.

 

Fonte: Universia Brasil/br.guiainfantil.com/revistacrescer.globo.com/

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Dia da Infância

PUBLICIDADE A infância é a faixa etária que vai do nascimento até a adolescência. De …

Dia do Pi

PUBLICIDADE 14 de março – Dia do Pi Pi ou p. O Dia do Pi …

Dia Mundial da Gentileza

PUBLICIDADE A bondade é um comportamento marcado por características éticas, uma disposição agradável e uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.