Facebook do Portal São Francisco
Google+
+ circle
Home  Dia do Padre  Voltar

Dia do Padre

04 de Agosto

Vejamos quem é o Padre:

É alguém escolhido por Deus, dentro de uma comunidade, no seio de uma família, para ser o continuador da obra salvadora de Jesus. Ele assume a missão de construir a comunidade.

Por graça e vocação, o padre age em nome de Jesus: ele perdoa os pecados, ele reconcilia seus irmãos com Deus e entre si; ele trás a bênção de Deus para todos.

O padre é aquele que celebra a vida de Deus na vida da comunidade. Na Celebração Eucarística , ele trás Jesus para as comunidades. A Eucaristia é a razão primeira do sacerdócio.

O padre alimenta seus fiéis por esse sacramento, pela sua pregação e pelo seu testemunho.

Padre é o modelo por excelência de Jesus Cristo, o bom Pastor. Por esse motivo ele deve ser como o Cristo Pastor. O Padre deve ser o pastor atencioso de seu rebanho.

Deve guiar por bons caminhos, orientando nas dificuldades e prevenindo quando necessário. Deve defender seus irmãos dos lobos modernos que devoram os menos esclarecidas e dos ladrões que atacam, que confundem e dispersam o único rebanho do Senhor.

Padre é o homem de Deus que deve estar no meio do povo: nas Paróquias, nas Pastorais, nos Seminários, nos Hospitais, nas Escolas e Faculdades, nos Meios de Comunicação Social, nas Comunidades Inseridas e entre os mais pobres e marginalizados... É um sinal de que o Reino de Deus existe entre nós.

Onde nascem as vocações?

Na família que reza unida;

Nos grupos de catequese, de adolescentes, de coroinhas ou acólitos;

Nos grupos de jovens, grupos missionários, grupos de vivência da fé;

Nas paróquias e comunidades eclesiais, onde o Padre deve ser o maior incentivador das vocações...

Eis a nossa mensagem para que tenhamos mais padres:

Vamos rezar sempre pelas vocações;

Façamos de tudo para incentivar os jovens e adolescentes para que sigam essa vocação;

Vamos falar bem da vocação sacerdotal na família, na escola, na catequese, nos grupos de adolescentes, de jovens...

Vamos implantar em nossa comunidade o trabalho vocacional, instituindo um casal ou uma equipe que se interesse pelas vocações, que promova, incentive e oriente os adolescentes e jovens a participarem dos encontros
vocacionais;

Façamos de tudo para criar na comunidade um clima favorável ao o surgimento das vocações. Este é um trabalho conjunto exercido pelo Pároco, pelos jovens, pelos catequistas, pelas famílias, pelo Movimento Serra e
demais movimentos, pelos que animam a liturgia e grupos de reflexão. Todos somos responsáveis para que tenhamos mais sacerdotes. O Papa João Paulo II, nos ensina: “Descei no meio dos jovens e chamai, não tenhais medo de chamar”. Devemos chamar sempre. Que tal fazermos algo concreto pelas vocações em nossa comunidade? O que poderemos fazer?

Parabéns aos nossos padres!

Oração pelos sacerdotes

Senhor Jesus Cristo que, para

testemunhar-nos o vosso amor infinito, instituístes o sacerdócio

católico, a fim de permanecerdes entre nós, pelo ministério

dos padres, enviai-nos santos sacerdotes.

Nós vos pedimos por aqueles que estão conosco, à frente da nossa comunidade, especialmente pro pároco da nossa paróquia.

Pedimos pelos missionários que andam pelo mundo, enfrentando cansaço, perigos e dificuldades, para anunciar a Palavra da Salvação.

Pedimos pelos que se dedicam ao serviço da caridade, cuidando das crianças, dos doentes, dos idosos e de todos os que sofrem e estão desamparados.

Pedimos por todos aqueles que estão a serviço do vosso Reino de justiça, de amor e de paz, seja ensinando, abençoando ou administrando os sacramentos da salvação.

Amparai e confortai, Senhor, aqueles que estão cansados e desanimados, que sofrem injustiças e perseguições pelo vosso nome ou que se sentem angustiados diante dos problemas.

Fazei que todos sintam a presença do vosso amor e a força da vossa Providência. Amém.

Fonte: www.sav.org.br

Dia do Padre

04 de Agosto

O Dia do Padre é comemorado em 04 de agosto, em homenagem a São João Maria Vianney, santo padroeiro dos sacerdotes. Filho de uma família de camponeses, o vigário nasceu no ano de 1786 num pequeno povoado francês chamado Ars.

No seminário, embora fosse considerado um modelo de piedade, tinha dificuldade em acompanhar os estudos de filosofia e teologia.

Mesmo com a desconfiança de seus superiores, São João Maria Vianney recebeu a ordenação sacerdotal.

Porém, o sacerdote não tinha autorização para confessar, pois era considerado incapaz de guiar os fiéis.

No entanto, logo ele se tornou um dos maiores confessores da Igreja e o Padroeiro dos párocos.

São João Maria Vianney morreu aos 73 anos, em 4 de agosto de 1859.

Antes de ser canonizado, pelo Papa Pio XI, a pequena cidade onde morava, Ars, já havia se tornado um centro de peregrinação.

Fonte: UFGNet

Dia do Padre

04 de Agosto

Dia do Padre

Chamado para ser um servo de Deus, um sacerdote, um 'pai'

O Dia do Padre é celebrado oficialmente em 4 de agosto, data da festa de São João Maria Vianney, desde 1929, quando o Papa Pio XI o proclamou "homem extraordinário e todo apostólico, padroeiro celeste de todos os párocos de Roma e do mundo católico".

Padroeiro é o representante de uma categoria de pessoas, cuja vida e santidade comprovadas estimulam a uma vida de fé em comunhão com a vontade de Deus.

Tendo em vista essa explicação, vamos entender por que a Igreja o escolheu como exemplo a ser seguido pelos sacerdotes, na condução de seus rebanhos.

Esse santo homem nasceu na França, no ano de 1786, e depois de passar por muitas dificuldades, por conta das poucas habilidades, foi ordenado sacerdote.

Mas o bispo que o ordenou acreditou que o seu ministério não seria o do confessionário, entendendo que sua capacidade intelectual seria muito limitada para dar conselhos.

Então, ele foi enviado para a pequenina Ars, no interior da França, como auxiliar do padre Balley, o mesmo que vislumbrou, por santa inspiração, seu dom de vocação, e por confiar nele o preparou para o sacerdócio. E esse pároco, outra vez inspirado, acreditou que o dom dele [São João Maria Vianney] era justamente o do conselho e o colocou servindo no confessionário.

Assim, padre João Maria Vianney, homem justo, bom, extremado penitente e caridoso, converteu e uniu toda Ars. Amado e respeitado por todos os fiéis e pelo clero da Igreja, sua fama de conselheiro correu por todo o mundo cristão.

Assim, ele se tornou um dos mais famosos confessores da história da Igreja.

Conhecido também como “Cura d’Ars”, mais tarde, foi o pároco da cidade, onde morreu em 1858, sendo canonizado em 1925.

Sem dúvida, São João Maria Vianney é o melhor exemplo das palavras profetizadas pelo apóstolo Paulo: "Deus escolheu os insignificantes para confundir os grandes". Ser padre é isso, exatamente a vida inteirinha do seu padroeiro.

Ele entende o chamado para ser um servo de Deus, um sacerdote, um "pai" (padre) à semelhança de Cristo, que amou e deu a vida ao povo pobre, simples e marginalizado. Nunca hesita. Tudo aceita, confia e acredita em Deus e na sua Providência, e caminha seguro para missão que lhe é designada.

A vida simples e a simplicidade dos ensinamentos Jesus Cristo são o fundamento do seu ministério, único parâmetro e exemplo a seguir. A sua tarefa é continuar a missão de Jesus Cristo, o único e eterno Sacerdote. É o padre, que através do Evangelho, leva os homens a Deus, pela conversão da fé em Cristo. Por isso, são pessoas que nascem com esse dom e, logo cedo ou no momento oportuno, ouvem o chamado de Deus para se consagrarem a servir à comunidade, nos assuntos que se referem a Ele.

Ser padre é ser "pai" de uma comunidade inteira. Como tal, é o homem da Palavra de Deus, da Eucaristia, do perdão e da bênção, exemplo de humildade, penitência e tolerância; o pregador e conversor da fé cristã. Enfim, um comunicador e entusiasta da Igreja, que luta por uma vivência cristã mais perfeita. Dessa Igreja missionária, que não sobreviveria sem o sacerdote, como indicou o próprio Jesus Cristo, seu fundador pela Paixão por nós.

Sua missão é construir comunidades, entender a alma humana e perdoar os pecados, evangelizar, unir e alimentar a comunidade pela Eucaristia.

Entendem, como diz Lucas 21, 15: "Eu vos darei eloqüência e sabedoria, às quais nenhum de vossos adversários poderá resistir nem contradizer" , e são verdadeiras testemunhas da fé, por sua oração, sacrifício e coragem cristã.

Qual a diferença entre frei e padre?

Há gente que pergunta com freqüência sobre a diferença entre padre e frei. Qual estudou mais? Quem é mais importante? Quem é melhor?

Brincando para fazer pensar: tem frei que é padre e tem frei que não é padre. Tem padre que é frei e tem padre que não é frei. “Padre” e “Frei” são títulos como “Bacharel”, “Doutor”, entre outros.

Vamos alinhavar isso:

Padre vem de “pater”, que significa “pai” em latim.

É um título para o sacerdote: um homem retirado do povo para servir o sagrado, para santificar... como um bom pai de família. Ao falar em padre, normalmente se pensa em padre que trabalha numa paróquia. Pensa-se numa espécie de pai para a comunidade.

Ou se pensava?

Frei vem de “frater” que significa “irmão”, “frade” em latim. Frade é membro de uma congregação religiosa, homens que vivem uma mesma regra e mesmo ideal, num convento. É título do religioso. Entre si e perante os outros, os frades se chamam de “frei”, uma abreviação de “frade”.

Sacerdócio – ser padre – é uma vocação. Como o casamento é uma vocação. Ser religioso é outra vocação (ser franciscano, jesuíta, salesiano, redentorista, dominicano, etc.; mais de uma dessas congregações seus religiosos são chamados de freis, como título interno. Os beneditinos se intitulam de “dom”). As duas vocações não se repelem. Colaboram. Há religiosos que também se tornam padres e há também frades (freis) que não são ordenados padres.

Chamamo-los de “Irmãos Leigos”. Dentro de um convento podem até ser superiores, assim como vocês conhecem “freiras”, “irmãs” no mundo feminino; temos os “freis” e os “irmãos” no mundo masculino.

Então, um religioso que é ordenado padre tem dois títulos: Padre e Frei. O grau de sacerdócio é o mesmo.

Nem há diferença nos estudos: todos os padres devem ter cursos de Filosofia e Teologia como base. Alguns se especializam em alguma matéria, tanto entre os chamados padres diocesanos (ou seculares) como entre os religiosos.

Fonte: www.cancaonova.com.br

Dia do Padre

04 de Agosto

NOVICIADO

O Jovem, seguindo Jesus, vive uma experiência de fé ao estilo de Santo Inácio e seus primeiros companheiros. Conhece mais profundamente a Companhia e esta ajuda-o no discernimento e amadurecimento de sua vocação. Depois de dois anos de atividades e experimentos, o noviço compromete-se com o Senhor através dos votos de pobreza, castidade e obediência.

JUNIORADO

O jovem Jesuíta aprofunda a opção firmada com os votos religiosos, aliando à intensa vida de estudo a vida comunitária, a atividade apostólica e a vida espiritual, para anunciar um Jesus que seja resposta às inquietações do mundo de hoje. Dura normalmente dois anos. A partir desta etapa, diversifica-se a formação para padres e irmãos.

FILOSOFIA

O jesuíta continua buscando uma maior identificação humana e religiosa. Analisa nossa realidade em seus fundamentos últimos, com rigor e senso crítico. Entra em diálogo com as ideologias e demais fenômenos de nossa cultura e civilização, como instrumentos aptos para dar razão à fé cristã e à própria vocação, contribuindo na construção do Reino. Sua duração é de três anos.

MAGISTÉRIO

O jesuíta, identificado com Cristo e preparado para o diálogo com o mundo de hoje, deve fazer uma prática que o integre ao corpo apostólico da Companhia, ou permita conhecer-se mais, testemunhar sua fé e conhecer melhor os destinatários de sua missão. Esta experiência se realiza nas diversas obras da Companhia e dura normalmente dois anos.

TEOLOGIA

Com formação adquirida, preparando-se de maneira mais imediata para receber a ordenação presbiteral, o jesuíta estuda Teologia, ciência que busca a resposta do Evangelho e da Tradição católica às interrogações do mundo de hoje, em vista da construção de uma sociedade de justiça e de paz. Sua duração é de três anos.

TERCEIRA PROVAÇÃO

Após alguns anos de trabalho como padre ou irmão, e antes de ser acolhido pública e definitivamente pela Companhia, o jesuíta faz uma experiência renovando o grande amor que um dia lhe permitiu nela entrar. Durante seis meses faz uma síntese de todo o processo da formação vivido até o momento.

FORMAÇÃO PERMANENTE

Sobretudo no nosso tempo, em que as circunstâncias se encontram submetidas a uma mudança e a uma evolução rápida, um apostolado adequado exige de nós um processo de formação permanente.

Fonte: www.jesuitas.com.br

Dia do Padre

04 de Agosto

Dia do Pároco ou dia do Padre, o importante é homenagear estes sacerdotes da fé e da religião que cuidam das pessoas. Eles são os administradores de uma paróquia e da orientação espiritual da sua comunidade. Então para você que frequenta sua paróquia do seu bairro aproveite o dia de hoje e parabenize estes homens de bem.

Dia do Padre
São João Maria Vianney - Padroeiro do Clero

Hoje, dia 04 de agosto, é comemorado o dia do Padre.

O Padre entende, desde muito cedo, o chamado para ser um servo de Deus, um “pai” espiritual do povo, que leva o Evangelho e o Amor de nosso Pai lá no Céu ao coração de cada pessoa.

Essa não é uma missão fácil, pois o Padre é um ser humano e está sujeito a tentações, fraquezas, emoções e sentimentos. Mas toda a força, carinho e orações que a comunidade possa dar ao sacerdote é a certeza e a prova da graça divina na vida e na missão dele aqui no mundo.

Em um dia de festa como hoje, felicitem o padre de sua comunidade. Agradeçam e louvem a Deus pela sua vida e pela sua missão hoje e sempre. “Ser Padre é atingir a alegria da vida religiosa; Viver com entusiasmo os ensinamentos de Cristo; Propagar o amor fraterno; Promover a partilha na comunidade; Ser mensageiro da Boa Nova; Fazer opção pelos mais desfavorecidos; Alimentar a fé na presença viva de Jesus na Eucaristia…”

Dia do Padre

Ser padre é ser abençoado e verdadeiramente escolhido por Deus. Sem dúvida nenhuma, somente alguém que tem Deus ao seu lado é capaz de realizar tantos feitos como celebrar a Eucaristia, pregar o Evangelho, acolher os pecadores, orientar e acompanhar como somente um pai pode fazer. Um pai espiritual dado pelo Senhor para nos guiar no caminho da salvação.


Ser padre não é uma tarefa fácil! Deixar tudo é entregar-se completamente nas mãos do Senhor pede vocação, força e fé. Muita fé.O padre é um ser humano sujeito a tentações, fraquezas e também emoções e sentimentos. É claro que, em alguns casos, nem sempre os limites humanos são superados, mas a graça divina e a oração constante são a melhor ajuda para os momentos de dificuldade.


O padre precisa de nós tanto quanto nós dele. Precisa do nosso apoio, colaboração e compreensão; precisa do nosso amor, da nossa amizade e de nossas orações. Precisa que rezemos pedindo que Deus o santifique, ampare e console nos instantes de fraqueza; que Deus lhe dê animo e coragem para seguir confiante e com alegria em sua missão.

Este dia deve ser repleto de agradecimentos e louvor pelo padre que temos. Deve ser o dia de um abraço caloroso e fraternal, de um “muito obrigado” sincero e de festa. Ter um padre em nossas comunidades é uma benção de Deus e isto precisa ser celebrado com muito amor e alegria.Felicidades a todos os padres. Que Deus sempre os abençoe e guarde, hoje e sempre.

PARA QUEM QUER SEGUIR O SACERDÓCIO:

Segundo o adorado Papa João Paulo II na sua Exortação Apostólica Dar-vos-ei Pastores segundo o meu Coração”, o padre tem que possuir 5 qualidades essenciais:

1° Ser homem, física e psicologicamente, sadio.

2° Ser pessoa de oração e piedoso, deve ter devotamento filial aos pais. Um padre deve ter um devotamento filial para com Deus nosso Pai Maior.

3° Ser uma pessoa culta. A formação intelectual de um Padre exige um mínimo de 7 anos de estudos universitários, incluindo as Faculdades de Filosofia e de Teologia, além da comprovada competência pastoral.

4° Ser um verdadeiro pastor e conhecer os verdadeiros problemas que assolam a humanidade dentro de uma visão eclesiástica coerente.

5° Ser um elemento de equipe, que saiba viver em comunidade e para a comunidade.

Fonte: nejmiaziz.com.br

Dia do Padre

04 de Agosto

O Padre entende o chamado para ser um servo de Deus, um sacerdote, um pai (padre) à semelhança de Cristo que amou e deu sua vida ao povo pobre, simples e marginalizado.

Nunca hesita.

Dia do Padre

Tudo aceita, confia e acredita em Deus e na sua Providência, e caminha seguro para missão que lhe é designada.

É o padre, que através do Evangelho, leva os homens a Deus, pela conversão da fé em Cristo.

Por isso, são pessoas que nascem com esse dom e logo cedo ou no momento oportuno, ouvem o chamado de Deus para se consagrarem a servir à comunidade, nos assuntos que se referem a Ele.

Fonte: smartkids.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal