Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Dia do Dublador  Voltar

Dia do Dublador

 

Dia do Dublador

A dublagem é o processo de gravação e substituição de vozes em um produto de cinema ou televisão de produção após seu lançamento original. O termo geralmente referindo-se a substituição do diálogo falado pelos atores em uma linguagem de outros diálogos idênticos original na outra língua.

A dublagem também é descrito como o processo de reescrever linhas de diálogo falado por um "ator" na produção original, e deve ser substituído para melhorar a qualidade de áudio ou refletir as mudanças de diálogo.

A música também é dobrada em um filme após a edição estiver completa. Filmes, vídeos e, por vezes, os jogos de vídeo são dublados no idioma local para o mercado externo. Dublagem é comum em filmes lançados nos cinemas, programas de TV, desenhos animados e anime como dada a sua distribuição externa.

Dia do Dublador
O interior e o exterior da sala de gravação em estúdio de dublagem de voz.

Crítica e defesa da dublagem

A dublagem tem muitos detratores, especialmente em países onde esta prática não é comum. Os opositores da prática argumentam que desvaloriza filmes ou programas de televisão. Em alguns casos, a dublagem pode tornar o filme menos autêntico. Em casos de má qualidade a sincronização dos movimentos dos lábios dos personagens quando se fala se perdem.

A dublagem que mantêm legenda no subtítulo há uma redução significativa do texto original e confunde o observador, uma vez que não pode ser totalmente envolvido com a imagem do filme a ser declive legendados , e existem várias pessoas que não sabem ler legendas e até mesmo pessoas saudáveis que, por problemas de visão ou a idade, a legenda se torna um problema.

Em muitos países da Europa, algumas pessoas afirmam que a tradução criativa (não necessariamente fiel às palavras Inglês originais) pode ou não trazer mais diversão para os filmes mas esquecendo o verdadeiro significado da tradução.

Na Hungria, é comum para os tradutores que o texto húngaro rime em seriados e desenhos animados com renomados artistas locais, que fornecem as vozes para ler.

O exemplo mais famoso é talvez o da série de animação “Os Flintstones”, com todo o seu texto húngaro em rimas.

Referências

1. ? Jorge Diaz Cintas, Teoria e prática da legendagem. Inglês-Espanhol. , Barcelona: Ariel, 2003, p. 67

Fonte: es.wikipedia.org

Dia do Dublador

Dublador

"Profissional que além de interpretar as falas, respira nos momentos certos, adapta a voz à personagem e à cena"

O que é ser dublador?

Dubladores têm como função ceder sua voz à interpretação, em idioma local, de certo personagem, a fim substituir a voz dos atores ou dubladores originais de filmes, animações, seriados, etc.

As falas de um dublador normalmente não são escritas por ele próprio, mas sim por um tradutor, que faz a adaptação da obra original ao idioma local.

Há também dublagem no mesmo idioma, usada para melhorar a entonação do som original, algo utilizado em comerciais principalmente.

Quais as características necessárias para ser um dublador?

Deve possuir formação artística, saber com perfeição passar a emoção com sincronia, fazendo com que as palavras em português caibam direitinho em lábios que falam inglês ou outro idioma.

Características desejáveis:

- versatilidade vocal
- talento artístico
- leitura dinâmica
- linguagem coloquial
- ter boa memorização para textos
- ter boa capacidade de interpretação
- ler muito
- assistir a peças de teatro e filmes
- ouvir muito rádio

Qual a formação necessária para ser um dublador?

É necessário ter DRT, que é o comprovante de que o curso de graduação em artes cênicas ou artes dramáticas (o que te coloca na posição de ator/atriz) já está concluído.

Esse DRT pode ser retirado junto ao Ministério do Trabalho e Emprego e é pré-requisito obrigatório para quem quer fazer dublagem.

Porém, até os catorze anos de idade não há exigências do registro profissional, pois não se caracteriza dublador de fato, contudo exige-se autorização expedida pela Vara da Infância e Juventude.

Depois de adquirir o DRT, você pode tentar a profissão fazendo cursos de dublagem, que são muito oferecidos nas capitais, principalmente em São Paulo. Eles são profissionalizantes e contam com professores profissionais do ramo, famosos e reconhecidos.

Principais atividades

As atividades dos dubladores incluem:
- dar voz a um personagem
- sincronizar a voz com as ações, expressões faciais e labiais do personagem

Áreas de atuação e especialidades

O dublador pode fazer documentários, desenhos animados, filmes, seriados, trilhas, comerciais, jingles, novelas, entre outras coisas.

Dublagem e legendagem: Os tradutores tradicionais descobriram um novo nicho da profissão (dublagem e legendagem) e se aprofundam na função. Hoje existem, inclusive, cursos para tradução para dublagem e legendagem.

Mercado de trabalho

Para ingressar no mercado de trabalho, geralmente são feitos testes com os profissionais aspirantes, onde eles colocam seus talentos para fora e são selecionados em um processo. Os dubladores ganham pelo que eles chamam de anel, que corresponde a 20 minutos de gravação de voz.

Eles assinam uma folha todos os dias, quando trabalham, registrando o número de anéis que trabalhou naquele dia. Dificilmente um dublador trabalha em uma única empresa, e geralmente não tem um único emprego fixo, mas sim possuem contratos temporários por trabalho.

Algumas produtoras oferecem também, oportunidades de trabalho com contrato por tempo indeterminado ou até mesmo registro em carteira.

Curiosidades

História

Os primeiros filmes sonoros apareceram em 1925, mas o cinema começou a "dublar" somente em 1927 com o filme "The Jazz Singer - O Cantor de Jazz" que incluía algumas falas, porém o primeiro filme totalmente dublado foi "Luzes de Nova York" lançado em 1929.

O advento do som causou uma revolução no cinema da Europa e Estados Unidos. As falas dos personagens, que até então eram representadas por cartelas e podiam ser traduzidas a todos os idiomas, enfrentaram o primeiro desafio.

Como a legendagem, em princípio, não obteve bons resultados, pensaram até em filmar as cenas em vários idiomas com os mesmos atores ou com outros atores de diferentes partes do mundo. Esta solução é claro, não era economicamente viável. Mas em 1930 Jacob Karol inventou um sistema de gravação que permitia sincronizar áudio e imagem.

Era o nascimento da técnica que seria chamada de dublagem. O recurso da dublagem permitiu o aprimoramento da qualidade sonora dos filmes, visto que os equipamentos de filmagens eram extremamente barulhentos, o que nem sempre permitia uma boa captação do som.

Foi também uma boa solução para as tomadas externas em condições adversas. A maior vantagem do advento da dublagem talvez tenha sido a possibilidade que ela proporcionou aos artistas falarem em muitos idiomas, o que abriu um grande campo de trabalho para outros tantos artistas em muitas partes do mundo.

No Brasil, os desenhos animados começaram primeiramente a ser dublados para o cinema, o que permitiu ao público infantil entender e se deliciar com as grandes obras do cinema de animação.

Em 1938, nos estúdios da CineLab, em São Cristóvão, Rio de Janeiro, o filme Branca de Neve e os Sete Anões marcou o início das atividades da dublagem brasileira, seguido por outras criações dos Estúdios de Walt Disney como Pinóquio, Dumbo, Bambi. Carlos de la Riva, atual dono da Delart, foi o primeiro técnico de áudio a trabalhar com dublagem no Brasil.

Com o sucesso da televisão, a necessidade de dublagem para a tela pequena se tornou imperativa e aos poucos os brasileiros se acostumaram à idéia, quase inconcebível na época, de grandes astros de Hollywood falando português.

Fonte: www.brasilprofissoes.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal