Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Dia Nacional do Turismo  Voltar

Dia Nacional do Turismo

2 de Março

Dia Nacional do Turismo

No dia do turismo, comemora-se uma atividade geradora de inúmeros serviços.

Hospedagem, alimentação, transporte e entretenimento são alguns setores que se beneficiam do movimento trazido pelo turismo e muitas vezes são preparados para operar exclusivamente em função deste ramo. Isto pode ser muito vantajoso, pois o turismo atrai investimentos, gera empregos e permite o crescimento econômico e a melhoria da qualidade de vida da população.

Fazer turismo sempre soa como algo agradável e divertido.

Pode também acrescentar-nos cultura e conhecimentos sobre lugares diferentes, com novos hábitos e costumes, ou ainda é sinônimo de aventura. Existe também o turismo de negócios e congressos, principalmente nas cidades grandes. O Brasil atende a todas estas modalidades de turismo e registra um grande crescimento relativo ao setor. Porém, além de comemorar este avanço, é preciso aprender a praticar o turismo consciente, voltado à necessidade de se preservarem os patrimônios naturais e culturais do País.

Definição

De acordo com documento das Nações Unidas e da Organização Mundial do Turismo, em 1994, define-se turismo como “as atividades praticadas pelos indivíduos durante as suas viagens e permanências em locais situados fora do seu ambiente habitual, por um período contínuo que não ultrapasse um ano, por motivos de lazer, negócios e outros”.

O crescimento atual do turismo tem trazido novas necessidades de planejamento e gestão. O tratamento estatístico das informações relativas ao movimento turístico é essencial para detectar o novo perfil do setor e, com isso, possibilitar a tomada de decisões políticas e econômicas. Para tanto, é importante recolher dados não só referentes a entrada e saída de viajantes, nível socioeconômico, tempo de permanência na região visitada e nacionalidade, por exemplo. Mais que isto, estão sendo estudados os resultados da atividade turística no país.

Principais atividades do ecoturismo

Acampamento

Pernoite em meio à natureza, utilizando equipamento apropriado, que geralmente inclui uma barraca. É realizado em locais próprios, com certa infra-estrutura (banheiros, luz elétrica) ou em áreas sem qualquer estrutura prévia de apoio, o que se chama “acampamento selvagem”.

Caminhada

Pode ser feita em trilhas ou caminhos abertos na natureza. Exige um mínimo de equipamento adequado, de acordo com a distância percorrida, as características do terreno e as atividades paralelas (fotografia, por exemplo). É sempre bom usar um calçado resistente e levar uma mochila.

Cavalgada

Uma opção para a caminhada, principalmente quando o terreno é de difícil acesso ou a distância é longa. Contemplar a paisagem de cima de um cavalo pode ser uma experiência tranqüilizante.

Ciclismo:

Praticado geralmente em grupo, exige um certo condicionamento físico. É ideal para contemplar paisagens e, o melhor: não polui!

Escalada

A subida de montanhas ou paredes rochosas exige condicionamento. Também não se aconselha esta atividade sem a presença de alguém experiente!

Rapel

Conquistando cada vez mais adeptos, consiste em descer de uma rocha, montanha, queda d’água e afins, pendurado por uma corda. Uma espécie de escalada ao contrário.

Espeleoturismo

Também conhecido como caving, este nome que pouco ouvimos designa uma atividade mais comum que imaginamos: a exploração de cavernas. O Brasil é riquíssimo em cavernas e grutas. Vale a pena explorar!

Mergulho

Explorar o mundo submarino é uma boa opção, mesmo para quem não tem muita experiência. Há atividades de mergulho para todos os níveis de intimidade com a água: de simples snorkels, máscaras e pés-de-pato para um mergulho livre, até equipamentos profissionais e específicos que exigem apoio ou conhecimento prévio.

Montanhismo

Atividades em regiões de montanha. Aí podem estar combinadas caminhadas, escaladas, acampamentos, cavalgadas. Vale tudo o que o local puder oferecer.

Descida de bote (rafting)

Consiste em descer rios ou corredeiras em um bote de borracha. Também tem se tornado mais e mais popular no País, que possui inúmeros locais próprios para a atividade.

Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

Dia Nacional do Turismo

2 de Março

Dia Nacional do Turismo

Turismo é uma grande indústria em todo o mundo. O que surpreende é o crescimento do chamado Ecoturismo: 20% a cada ano. Não à toa esse segmento ganhou uma data comemorativa: 1º de março – Dia do Turismo Ecológico. De acordo com o WTTC (World Travel & Tourism Council), que organiza estatísticas do turismo mundial, o Turismo Ecológico representa hoje entre 15 e 20% do setor turístico.

Ecoturismo pode ser classificado como sendo uma prática de turismo de lazer, esportivo ou educacional, em áreas naturais, que se utiliza de forma sustentável do patrimônio natural e cultural, incentiva a sua conservação, promove a formação de consciência ambientalista e garante o bem estar das populações envolvidas.

O ecoturismo pode ser praticado em um banho de cachoeira, numa caminhada por trilhas, num passeio a cavalo ou num estudo biológico. Impulsionados pela vontade de se entrosar com os reinos vegetal e animal e harmonicamente fazer parte deles, os chamados ecoturistas andam, seguem trilhas desconhecidas, suam, e quase perdem o fôlego apenas para poder contemplar as paisagens.

turismo ecológico se evidencia de qualquer outro tipo de turismo tradicional pela iniciativa de que viajantes se deslocam do seu local de origem em busca de áreas relativamente pouco conhecidas, com objetivos específicos de estudo, admiração e prazer. Acredita-se que no Brasil existem mais de meio milhão de pessoas que praticam o ecoturismo, num total de 50 milhões no mundo. Deverá ser uma das principais modalidades do lazer e turismo nos próximos anos.

A base do Turismo Ecológico são as caminhadas, pois para se praticar qualquer modalidade tem que chegar ao atrativo natural dando, nem que seja uma pequena caminhada, e para se caminhar não é necessário grandes equipamentos, mas vale algumas dicas:

  • Planeje o seu roteiro pesquisando em guias e mapas
  • Leve boné, protetor solar e labial, óculos de sol, binóculo, lanterna bússola e canivete, capa de chuva, máquina fotográfica e cantil
  • Caminhe sempre de mãos livres e coloque os seus acessórios em mochila ou pochete
  • Use roupas leves no verão e escolha um bom calçado, bota ou tênis de caminhada com boa aderência para diversos tipos de terrenos.
  • Fonte: www2.portoalegre.rs.gov.br

    Dia Nacional do Turismo

    2 de Março

    Já vai longe o tempo em que o Turismo era simplesmente sinônimo de fazer excursão ou viagem de recreio a lugares interessantes.

    No dia do turismo, comemora-se uma atividade geradora de inúmeros serviços.

    Hospedagem, alimentação, transporte e entretenimento são alguns setores que se beneficiam do movimento trazido pelo turismo e muitas vezes são preparados para operar exclusivamente em função deste ramo. Isto pode ser muito vantajoso, pois o turismo atrai investimentos, gera empregos e permite o crescimento econômico e a melhoria da qualidade de vida da população.

    Fonte: www.cidadaopg.sp.gov.br

    Dia Nacional do Turismo

    2 de Março

    Dia Nacional do Turismo

    Lazer significa a lista de atividades gratificantes desenvolvidas fora do sistema produtivo (trabalho), das obrigações sociais, religiosas e familiares. O lazer é um direito tão legítimo quanto o direito à educação, a saúde, a segurança, ao transporte etc.

    Turismo é uma atividade do terceiro setor, ou seja, do setor de serviços. É o complexo de atividade e serviços relacionados aos deslocamentos, transportes, alojamento, alimentação, produtos típicos, atividades relacionadas aos movimentos culturais, visitas, lazer e entretenimento.

    É também o conjunto de serviços que têm por objetivo o planejamento, a promoção e a execução de viagens e serviços de recepção, hospedagem e atendimento aos indivíduos e aos grupos temporariamente fora de suas residências habituais.

    Resumindo

    Turismo é a viagem feita por prazer a locais que despertam interesse, o conjunto dos serviços necessários ao atendimento às pessoas que fazem esse tipo de viagem. Assim, gera múltiplas inter-relações de importância social, econômica e cultural.

    Fonte: www.unisc.br

    Dia Nacional do Turismo

    2 de Março

    Dia Nacional do Turismo

    O que é Turismo?

    Turismo constitui-se numa atividade econômica que pertence ao setor terciário e compõe se em um conjunto de serviços que se vende aos turistas.

    Estes serviços constituem-se em: vias de acesso boas e bem sinalizadas, aos locais a serem visitados, transporte, meios de hospedagem, (hotéis, pensões, campings, pesque e pague, etc), gastronomia (alimentação), locais para compras e entretenimento. Tais serviços estão necessariamente interrelacionados de tal forma que a ausência de um deles pode inviabilizar a venda ou a prestação de todos os outros.

    Turismo também é definido como um conjunto de atividades realizadas pelas pessoas durante viagens em diferentes lugares, que não o seu habitat, com a finalidade de lazer, negócios ou outros motivos.

    Fazer turismo não é só pegar as malas e viajar, é muito mais que isto, é descobrir tudo o que é interessante e principalmente tudo que é diferente daquilo que estamos acostumados a fazer, ver, ouvir, comer, etc...

    Fazer turismo é descobrir o que cada cidade, cada local visitado tem de especial, procurando não apenas monumentos e lugares históricos, mas principalmente a cultura, as festas e costumes do povo do local visitado.

    Quando viajamos, somos recebidos em outra cidade, nos chamam de turistas. O turista está em busca de algo que possa ser acrescentado à sua experiência de vida e principalmente ser bem recebido e bem tratado pela população local.

    A cidade ou local que recebe os turistas chama-se destino turístico. Seja um pesqueiro, um parque, um município a ser um destino turístico, se receber bem o turista, ele volta e traz mais pessoas.

    Receber bem o turista significa ser educado e hospitaleiro, bem como oferecer informações corretas sobre a cidade, sobre os pontos turísticos a serem visitados além de manter a limpeza e boa sinalização turística para recebê-los.

    Turismo é negócio, geração de renda e empregos diretos e indiretos, proporcionando também a interação e aproximação de pessoas de culturas e locais diferentes.

    A pesca hoje, constitui-se num atrativo turístico que leva muitas pessoas à vários destinos diferentes, desde a realização de uma grande viagem como por exemplo ao Mato Grosso ou Amazonas ou à um passeio de um dia à um pesqueiro pelo prazer de sentar-se à beira de um lago e tirar os peixes da água.

    A atividade da pesca esta relacionada ao relaxamento, ao lazer, ao sair da rotina diária, a busca do não estressar. Atualmente várias são as alternativas de pesqueiros que oferecem toda a estrutura turística necessária, não sendo preciso que nos afastemos tanto dos centros urbanos. Esta atividade constitui um grande potencial dentro do trade turístico pela facilidade de acesso a muitas propriedades, pelo baixo custo do destino turístico e o fator preponderante relaciona-se ao lazer e divertimento que a pesca proporciona.

    Silvia Ludin Motta de Morais

    Fonte: www.uov.com.br

    Dia Nacional do Turismo

    2 de Março

    Dia Nacional do Turismo

    De acordo com a Organização Mundial do Turismo – OMT 2003 entende-se Turismo como as atividades realizadas pelas pessoas durante suas viagens e estadas em lugares distintos do seu entorno habitual, por um período consecutivo, inferior a um ano, por lazer, negócios e outros.

    A palavra deriva de tour, do latim tornare e do grego tornus, cujo significado é giro ou círculo. Turismo seria, portanto, o ato de partir e posteriormente regressar ao ponto inicial, sendo que o realizador deste giro é denominado Turista.

    No contexto histórico, o Turismo tem início com os jogos olímpicos na Grécia e sua ascensão ocorreu durante a Revolução Industrial na Inglaterra por volta do Século XX. Após a Segunda Guerra mundial, com o acesso aos meios de transportes, mais econômicos e o surgimento de companhias aéreas comerciais, as viagens tornaram-se mais presentes na vida das pessoas, intensificando a atividade turística em todo o mundo. Atualmente seu crescimento é impulsionado pela maior disponibilidade de tempo, pela facilidade nas condições de pagamento, pelo aumento da renda, a segmentação do mercado turístico baseado nas preferências e motivações das pessoas e, devido à grande globalização, a busca pela singularidade local e pela fuga da rotina.

    O turismo não pode ser considerado uma indústria visto que situa-se no setor terciário da economia. É, portanto, uma atividade de prestação de serviços. Apresenta, dentre outros fatores positivos, a geração de emprego, renda e desenvolvimento econômico local, regional, estadual e nacional, estimula a comercialização de produtos locais, propicia melhoria de equipamentos urbanos e de infra-estrutura de apoio (estradas, segurança, saneamento), investimentos voltados à proteção do meio ambiente e à cultura, melhoria do nível sociocultural da população residente e intercâmbio de idéias, costumes e estilos de vida.

    É um fenômeno complexo e abrangente que envolve não só viagens, mas toda uma cadeia de bens e serviços como cultura, gastronomia, compras, negócios, teatro, dança, música, artesanato, eventos, transporte, segurança e entretenimento. Movimenta mais de cinquenta segmentos da economia e é um dos principais geradores de divisas para um país.

    Somente um conjunto de atrativos não garante o fluxo turístico ou a permanência das pessoas em determinado destino. É necessária a existência de equipamentos e serviços de qualidade e de infra-estrutura básica que permita a fixação dos turistas em um local por um determinado tempo. Para suprir as necessidades desta demanda real ou da que se espera, é necessário, dispor, além da oferta original (atrativos), uma oferta agregada diversa (hotéis, restaurantes, entretenimento, transporte, dentre outros serviços).

    É preciso trabalhar o Turismo sistematicamente, de maneira sustentável, entendendo-o como uma rede de relações e como um processo, contextualizando e organizando-o no tempo e o espaço em que acontece. Incluindo as pessoas e preservando a identidade, os valores e atrativos locais.

    O turismo pode ser um importante instrumento transformador de economias e sociedades, mas não deve ser visto como a solução para os municípios se estabelecerem. O não planejamento desta atividade pode gerar impactos ambientais, sociais e econômicos irreversíveis e que podem causar o declínio de um destino ou a depredação e até a extinção de um atrativo. Em cidades que são pólos turísticos, nos períodos de alta temporada, a população local sofre com o aumento dos preços, com a poluição das águas e com a degradação de áreas naturais ou de seu patrimônio histórico-cultural. Os costumes locais podem ser alterados drasticamente no intuito de adequar a oferta de produtos, como artesanato ou manifestações folclóricas e religiosas ao gosto dos visitantes.

    Para minimizar os impactos negativos e potencializar os efeitos positivos da atividade é fundamental e indispensável este planejamento, que não deve abranger somente uma localidade, mas todo seu entorno. É de responsabilidade do setor público o cuidado com a infraestrutura de apoio e do setor privado investimentos em equipamentos e serviços turísticos. O Terceiro Setor, por sua vez, atuará na capacitação da mão de obra. Ações conjuntas podem agregar ainda mais valor à atividade e contribuir com o seu efeito multiplicador.

    Referências:

    BENI, Mário Carlos. Análise Estrutural do Turismo. São Paulo: SENAC, 2000.

    LEMOS, Leandro de.Turismo: Que negócio é esse? Uma análise da economia do Turismo. São Paulo: Papirus, 2001.

    OMT – Organização Mundial do Turismo. Turismo Internacional: uma perspectiva global. 2. ed. Porto Alegre: Bookmann, 2003.

    TRIGO, Luiz Gonzaga Godoi. Turismo Básico. São Paulo: Senac, 2002.

    Ana Cristina Faria

    Fonte: www.artigonal.com

    Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal