Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Dia Mundial do Coração  Voltar

Dia Mundial do Coração

 

26 de Setembro

Dia Mundial do Coração

Doenças cardíacas e ataques do coração são as maiores causas de mortes no mundo, sendo responsáveis por 45% de todas as mortes em países industrializados, e até 25% em outros. Também é muito limitador viver com doenças cardíacas.

Mas o "Dia Mundial do Coração” não é só sobre prevenção de doenças, é também sobre viver a vida plenamente, não importando a idade ou situação.

Você pode provocar uma grande diferença mudando alguns de seus hábitos:

Exercite-se regularmente (sim, sabemos que é difícil)

Só 30 minutos de caminhadas diárias ou algumas voltas de 10-15 minutos algumas vezes ao dia o ajudarão a ter um coração saudável por toda a vida.

Algumas atividades divertidas são:

jogging

esportes de praia

natação

ciclismo

golfe

dança

jardinagem

trabalhos domésticos

Coma bem

É uma das melhores coisas da vida. Mas não descuide de sua dieta e tente não comer comidas gordurosas, mantendo o nível de colesterol baixo.

Mantenha um peso saudável

É muito mais confortável. Se você estiver acima do peso, você estará forçando o seu coração.

Tente parar de fumar

Sabemos que é difícil, mas existem vários grupos de apoio que podem ajudar e isso fará uma grande diferença na prevenção de doenças cardíacas e também diminuirá o risco de sofrer com câncer de pulmão. Encoraje e apoie os seus amigos também.

Relaxe, corte o estresse

Sorria para a vida quando puder e tente relaxar quando possível. Você não só ficará mais feliz, como também mais saudável.

Cheque sua pressão arterial

Visite seu médico para checar sua pressão e verificar se você é hipertenso. Seu médico pode lhe recomendar um tratamento e reduzir as chances de você ter uma doença cardíaca ou um ataque do coração.

Verifique se tem diabete

Se você é diabético, terá um risco maior de ter uma doença no coração se a diabetes não for adequadamente controlada.

Verifique o nível de seu colesterol

Níveis altos de colesterol contribuem para doenças cardíacas mas, normalmente, uma dieta saudável é o bastante para trazer o nível de colesterol de volta ao normal.

Cheque sua saúde

Vá ao seu médico uma vez ao ano para um check-up, mesmo quando estiver se sentindo bem, já que os sintomas podem não ser notáveis. Seu médico irá verificar se você está realmente saudável.

Tenha um coração para a vida

Cuide bem dele para poder viver mais e melhor. Quanto mais cedo começar, melhor. Mas nunca é tarde para começar.

Fonte: World Heart Federation

Dia Mundial do Coração

26 de Setembro

O Dia Mundial do Coração, com o objetivo de conscientizar a população sobre as doenças que atingem o sistema cardiovascular e que são responsáveis por quase um terço das mortes no mundo por ano.

A Sociedade Européia de Cardiologia definiu como epidemia global e crescente a mortalidade por doenças cardiovasculares, em geral, e pelo infarto agudo do miocárdio.

De acordo com as estimativas da entidade, nas próximas três décadas, a incidência da doença irá quase dobrar globalmente, passando de 85 milhões de incapacitações anuais, registradas em 1990, para 160 milhões, em 2020.

“O mais alarmante desta estimativa é o fato de que 80% dessas ocorrências recairão sobre os países em desenvolvimento, grupo no qual o Brasil está incluído”, afirma a endocrinologista e nutróloga Ellen Simone Paiva, diretora-clínica do Centro Integrado de Terapia Nutricional - Citen.

Em 2005, a Sociedade Brasileira de Cardiologia apresentou, durante o seu congresso anual, os resultados da pesquisa “Projeto Corações do Brasil”.

O estudo foi centrado no levantamento dos fatores de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Segundo a pesquisa, os principais fatores de risco modificáveis para a saúde do coração do brasileiro são:

Hipertensão Arterial: 28,5% dos brasileiros são hipertensos;

Glicose elevada: 9% dos brasileiros têm glicemia;

Obesidade: 34,5% dos brasileiros têm sobrepeso e 22,5% são obesos;

Tabagismo: 24,2% dos brasileiros fumam regularmente;

Sedentarismo: 83,5% dos brasileiros não fazem qualquer tipo de exercício físico;

Gorduras no sangue: 14% dos brasileiros têm triglicérides acima de 200mg/dL e 21% deles têm colesterol acima de 200mg/dL;

Bebidas alcoólicas: 13% dos brasileiros fazem uso diário do álcool e 77% deles o consomem de 1 a 3 vezes por semana.

O aumento das doenças cardiovasculares em países em desenvolvimento resulta de três fatores principais: a queda da mortalidade por doenças infecciosas que aumenta a expectativa de vida; mudanças no estilo de vida associadas à urbanização nas nações em desenvolvimento e, em especial, à susceptibilidade genética de certas populações expostas anteriormente à situações de privação, com seleção de genes que favorecem o estoque de energia e obesidade.

“Estamos vivendo mais, adoecendo menos por causas infecciosas e sobrevivendo incautamente, nos expondo de maneira ingênua à dietas aterogênicas e hipercalóricas associadas à inatividade física, ao tabagismo e ao estresse da vida moderna”, diz a nutróloga.

Prevenção de doenças cardiovasculares

Nas últimas décadas, a globalização da produção e a indústria alimentícia têm disponibilizado “uma grande quantidade de alimentos ricos em gordura, baratos, saborosos e de péssima qualidade nutricional.

Além de não atender às necessidades nutricionais dos indivíduos, esses alimentos são, em sua grande maioria, pobres em fibras e micronutrientes, altamente calóricos e ricos em gordura saturada e gordura hidrogenada”, alerta a endocrinologista.

Para prevenir o aparecimento de doenças cardiovasculares, Ellen Paiva fornece algumas orientações nutricionais:

Comer com menos sal para prevenir e favorecer o controle da hipertensão arterial;

Atingir e manter um peso ideal, pois a obesidade é claramente um dos maiores fatores de risco para o coração;

Manter o diabetes sob controle, pois ele é seguramente o outro maior fator de risco para o coração;

Evitar alimentos ricos em colesterol e evitar as dietas hipercalóricas. Gorduras elevadas no sangue não costumam causar sintomas e podem passar desapercebidas. Uma dieta saudável é fundamental para normalizar os níveis de colesterol e triglicérides;

Acrescentar à dieta duas porções de peixes por semana, principalmente aqueles ricos em gordura benéfica, os famosos ômega-3;

Substituir o leite e seus derivados integrais por desnatados;

Trocar a manteiga e a margarina cremosa comum pelas versões menos calóricas e sem as gorduras hidrogenadas, requeijão light, queijo branco ou ricota;

Evitar o consumo de banha de porco, bacon, gordura de coco e azeite de dendê;

Retirar a pele do frango antes do cozimento;

Dar preferência aos óleos vegetais (soja, milho, canola e oliva);

Consumir alimentos com maior quantidade de fibras, como grãos e cereais integrais, verduras, legumes e frutas.

Fonte: www.apiai.sp.gov.br

Dia Mundial do Coração

26 de Setembro

Manter hábitos saudáveis é a receita para diminuir os fatores de risco e prevenir doenças do coração.

Ao se alimentar corretamente, optando por comidas com o mínimo de gorduras saturadas, além de frutas e verduras, você dá o primeiro passo para manter baixo o nível de colesterol na corrente sanguínea, já que ele é um grande inimigo do coração.

Mas só isso não basta.

O corpo também pede movimento.

É importante praticar atividade física regularmente, a fim de reduzir o perigo de doenças e controlar outros fatores de risco. Aproveite para deixar o cigarro.

Fumar eleva a pressão arterial e aumenta a tendência de coagulação do sangue.

Para evitar um primeiro ataque cardíaco ou derrame, a avaliação de risco cardiovascular deve iniciar-se aos 20 anos de idade, de acordo com a American Heart Association.

Confira abaixo a tabela de exames recomendados para prevenir problemas cardíacos.

Teste recomendado
Frequência
A partir de
Pressão arterial Verificar toda vez que for a um médico ou pelo menos uma vez a cada 2 anos, se sua pressão for menos que 120/80 mm Hg. 20 anos
Colesterol Para as pessoas que estão fora de risco, a cada 5 anos.
Verificar com maior frequência, se você:

- Tiver o colesterol acima de 200 mg/dl;
- For homem maior de 45 anos ou mulher maior de 50 anos;
- Tiver colesterol HDL (bom) abaixo de 40 mg/dl;
- Tiver outros fatores de risco para doenças coronorianas ou cerebrais.

20 anos
Peso A cada consulta médica 20 anos
Largura da cintura De acordo com a largura da cintura, pode-se avaliar o risco cardiovascular. 20 anos
Glicose no sangue A cada 3 anos. 45 anos

Fonte: www.unimedfortaleza.com.br

Dia Mundial do Coração

26 de Setembro

As doenças do coração e derrame são as maiores causas demortes do mundo, causando 17.5 milhões de mortes a cada ano. Muitos de nós não estamos conscientes de que nosso estilo de vida e hereditariedade pode nos colocar em risco.

Alguns fatores de risco contribuintes podem ser controlados – por exemplo, pressão arterial alta, colesterol e fumo; outros não podem, como sexo e histórico familiar.

Qualquer um desses fatores de risco, ou uma combinação, pode fazer você vulnerável as doenças do coração e derrame. É por isso que o foco do Dia Mundial do Coração 2009 é ajudar você a identificar seu risco total e tomar atitudes para controlá-lo. “Conheça seu risco!” e tenha um coração para a vida.

Fatores de risco modificáveis (que podemos controlar):

Pressão arterial alta

O número um dos fatores de risco para derrame e o principal fator para aproximadamente metade de todas as doenças do coração e derrame. Ela não tem sintomas aparentes, mas pode causar danos significantes em seu coração e artérias e levar a riscos maiores de doenças do coração e derrame.

Pessoas com pressão arterial alta têm três vezes mais riscos cardiovasculares do que pessoas com pressão arterial normal. O único jeito de descobrir se você tem pressão arterial alta é checando a pressão com um profissional de saúde. Medições repetidas são necessárias, pois a pressão arterial pode variar de um dia para o outro.

Circunferência Abdominal - O acúmulo de gordura na região abdominal eleva a pressão arterial, o nível de colesterol e a glicemia, aumentando os riscos de desenvolver doenças cardiovasculeres. É importante manter sua circunferência abdominal dentro dos valores de referência da IDF (Federação Internacional de Diabetes) que são:até 90 cm para homens e até 80 cm para mulheres.

Colesterol alto: Causa em média um terço das doenças do coração e derrame mundialmente. Ele é composto pelo bom (HDL) e mal (LDL) colesterol. Altas taxas de triglicérides, outra gordura encontrada em seu sangue, também estão associadas com as doenças do coração.

Altas taxas de glicose: Diabéticos são duas vezes mais propensos do que não diabéticos, de sofrer de doenças do coração e derrame.

Fumo

Fumantes tem o dobro do risco comparado com não fumantes.

Excesso de peso/ obesidade

Eleva o risco de desenvolver pressão alta, diabetes e enrijecimento ou entupimento das artérias. Aumenta o Índice de Massa Corporal (IMC), a relação peso-medida, está relacionada ao aumento do risco.

Sedentarismo

Aumenta em 150% o risco de desenvolver doenças do coração.

Dieta

Muito sal pode levar ao aumento da pressão arterial; muitas gorduras podem levar ao entupimento das artérias; e baixo consumo de frutas e vegetais constituem cerca de 20% das doenças do coração e derrame nomundo.

Fatores de risco não-modificáveis (que não podemos controlar)

Idade

Acumulo ou desenvolvimento dos fatores de risco conduz para aumento dos níveis de risco de pessoas mais velhas, duplicando a cada 10 anos depois dos 55 anos de idade.

Histórico Familiar

Se os pais ou irmãos tiveram doença arterial coronariana ou derrame antes dos 55 anos (homens) ou 65 anos (mulheres), seu risco aumenta.

Sexo

Homens são mais propensos às doenças do coração do que mulheres na pré-menopausa. Mas, antes da menopausa, o risco das mulheres é similar ao dos homens. O risco de derrame é similar para homens e mulheres.

Boa notícia!

A boa notícia é que tanto a pressão arterial alta como os outros fatores de risco podem ser reduzidos por meio de mudanças no estilo de vida, como redução do consumo de sal e aumento da atividade física, e/ou com medicação, se necessário. Por isso tome uma atitude:

Coma mais frutas e vegetais

Coma pelo menos cinco porções de frutas e vegetais por dia.

Exercite-se

Pelo menos 30 minutos de atividade física por dia pode reduzir sua pressão arterial.

Use menos sal e evite alimentos processados

Tente limitar seu consumo de sal para menos de 5 gramas por dia (aproximadamente uma colher de chá).

Pare de fumar

Seu risco de doença arterial coronariana será reduzido a metade em um ano e voltará ao nível normal em 15 anos.

Mantenha um peso saudável

Menos peso, especialmente se associado com um reduzido consumo de sal, leva a redução da pressão arterial.

Por fim, sugiro que você coloque seu corpo em movimento, para que você possa se movimentar pela vida toda!

Fonte: www.itacor.com.br

Dia Mundial do Coração

26 de Setembro

Sociedade Brasileira de Hipertensão lembra a importância de manter a pressão sob controle para evitar doenças cardiovasculares.

A melhor forma de celebrar este dia é exercer ações conjuntas para diminuir a principal causa de morte nos países ricos e nos países emergentes que são as doenças cardiovasculares, principalmente as doenças do coração.

Dentre as principais causas das doenças cardíacas como o infarto do miocárdio e a insuficiência cardíaca, estão a hipertensão arterial, o diabetes, a obesidade, o tabagismo e o sedentarismo. 

Por ser a mais prevalente, a hipertensão arterial é o principal vilão, responsável direto por milhares de mortes atribuídas às doenças cardíacas.

Quando não controlada, isto é, quando acima de 140 / 90 mmHg, a pressão arterial causa lesões na aorta, o vaso principal que conecta o coração com os principais órgãos, que produzem uma sobrecarga extra para o coração, que fica com o músculo mais rígido e com o tempo aumenta de tamanho e dilata, isto é, fica inchado.

Em consequência, o paciente tem insuficiência cardíaca, apresentando sintomas como falta de ar para fazer esforços e inchaço nas pernas. 

A pressão muito alta também dificulta a circulação de sangue pelas artérias coronárias, que são as artérias que nutrem o coração, podendo levar ao infarto.

Assim, uma das melhores maneiras de prevenir doenças cardíacas, além de diminuir o peso e parar de fumar, é controlar muito bem a pressão arterial.

Para conseguir este controle é preciso fazer uma dieta com pouco sal, praticar exercícios físicos controlados, e principalmente tomar corretamente a medicação para diminuir a pressão arterial conforme o médico prescrever. 

Neste dia mundial do Coração vamos fazer de tudo para ter um coração mais saudável. Vamos controlar nossa pressão, o melhor possível, pois só dessa maneira poderemos viver com um coração feliz para o resto de nossas vidas.

Fonte: www.itarget.com.br

Dia Mundial do Coração

26 de Setembro

Para desfrutar a vida plenamente, você precisa ter um coração saudável. Então, a FEDERAÇÃO MUNDIAL DO CORAÇÃO organizou o DIA MUNDIAL DO CORAÇÃO, para conscientizar todas as pessoas do mundo de como seus corações são extraordinários, e como cuidar e reduzir os riscos de danificá-los.

UMA PEQUENA MUDANÇA PODE LEVAR LONGE

Você pode provocar uma grande diferença mudando alguns de seus hábitos.

Exercite-se regularmente (sim, sabemos que é difícil). Só 30 minutos de caminhadas diárias ou algumas voltas de 10-15 minutos algumas vezes ao dia o ajudarão a ter um coração saudável por toda a vida.

Algumas atividades divertidas são: jogging, esportes de praia, natação, ciclismo, golfe, dança, jardinagem, até trabalhos domésticos!

Coma bem É uma das melhores coisas da vida. Mas não descuide de sua dieta e tente não comer comidas gordurosas, mantendo o nível de colesterol baixo.

Mantenha um peso saudável É muito mais confortável. Se você estiver acima do peso, você estará forçando o seu coração.

Tente parar de fumar Sabemos que é difícil, mas existem vários grupos de apoio que podem ajudar e isso fará uma grande diferença na prevenção de doenças cardíacas e também diminuirá o risco de sofrer com câncer de pulmão.

Encoraje e apoie os seus amigos também.

Relaxe, corte o estresse Sorria para a vida quando puder e tente relaxar quando possível. Você não só ficará mais feliz, como também mais saudável.

Cheque sua pressão arterial Visite seu médico para checar sua pressão e verificar se você é hipertenso. Seu médico pode lhe recomendar um tratamento e reduzir as chances de você ter uma doença cardíaca ou um ataque do coração.

Verifique se tem diabete Se você é diabético, terá um risco maior de ter uma doença no coração se a diabete não for adequadamente controlada. O tratamento da diabete é o básico para a saúde do coração pergunte ao seu médico.

Verifique o nível de seu colesterol Níveis altos de colesterol contribuem para doenças cardíacas mas, normalmente, uma dieta saudável é o bastante para trazer o nível de colesterol de volta ao normal.

Cheque sua saúde Vá ao seu médico uma vez ao ano para um check-up, mesmo quando estiver se sentindo bem, já que os sintomas podem não ser notáveis. Seu médico irá verificar se você está realmente saudável.

Tenha um coração para a vida Cuide bem de seu coração para poder viver mais e melhor. Quanto mais cedo começar, melhor. Mas nunca é tarde para começar.

10 DICAS PARA UM CORAÇÃO SAUDÁVEL.

Coisas que você pode fazer:

Exercícios melhor pouco do que nenhum

Uma dieta saudável poderá melhorar sua saúde

Fique de olho no seu peso

Tente parar de fumar sabemos que é difícil

Tente evitar o estresse

Consultar o seu médico

Checar sua pressão arterial

Verifique a sua diabete

Monitore seu nível de colesterol

Faça um check-up

Mas o mais importante:

Tenha um coração para a vida tome conta de seu coração e fale com familiares e amigos.

Fonte: www.monica.com.br

Dia Mundial do Coração

26 de Setembro

Dez mandamentos para prevenir um ataque cardíaco

1- Pare de fumar. Se você é fumante , parar de fumar diminui muito o risco de ocorrer um infarto do miocárdio ( ataque cardíaco ). Este risco diminui 50% em dois anos , podendo tornar-se igual ao de alguém que nunca fumou em 7 a 12 anos. O risco relativo de um infarto dobra a partir de 5 a 10 cigarros por dia . Este risco aumenta em até oito vezes , nos indivíduos que fumam cerca de duas carteiras por dia ( 40 cigarros ).

2- Faça exercícios físcos regularmente.Recomenda-se a realização de exercícios físicos aeróbicos ( andar , correr , pedalar , dançar , nadar e fazer hidroginástica ) , pelo menos 3 vezes por semana ( 5 a 7 vezes para os indivíduos que precisam perder peso ) , por no mínimo 30 minutos , com uma intensidade moderada ( ao fazer o exercício você fica um pouco ofegante , mas consegue falar frases inteiras ) . As atividades físicas do dia-a-dia ( ex: caminhar por 15 minutos para ir ao trabalho e mais 15 minutos para voltar do trabalho ) , também trazem resultados positivos .

3- Alimente-se de uma forma saudável.Procure ingerir um quantidade de calorias diárias , que lhe ajude a atingir um peso adequado . A ingestão diária de frutas , verduras e legumes, ajuda a prevenir um infarto do miocárdio . Limite a ingestão de sal em menos de seis gramas ao dia ( cerca de seis colheres rasas de chá de sal , ou seja , 4 colheres rasas de chá de sal para o preparo dos alimentos , mais duas colheres de sal próprio dos alimentos ). Evite os alimentos ricos em colesterol ( ingira menos de 300mg de colesterol ao dia ) , os quais são exclusivamente de origem animal ( derivados do leite com alto teor de gordura , gordura aparente das carnes , gema dos ovos , pele das aves , miúdos , embutidos e certos frutos do mar ) .

Evite também as gorduras saturadas (frituras) e as gorduras trans ou hidrogenadas , as quais são encontradas em alguns produtos industrializados como molhos , sorvetes , bolos e certos biscoitos .Procure ingerir peixe , principalmente os ricos em ácidos graxos ômega- 3 (sardinha , truta , salmão e bacalhau ) , pelo menos duas vezes por semana. Os fitoesteróis são substâncias antioxidantes de origem vegetal que podem ser encontradas em margarinas enriquecidas , que são uma ótima opção para substituir a manteiga ou as margarinas com gorduras hidrogenadas. Procure ingerir alimentos ricos em fibras (cereias , frutas , verduras e legumes ). Derivados da soja , grão integrais , nozes , assim como outros alimentos , apresentam efeitos comprovadamente benéficos sobre as gorduras do sangue e a aterosclerose ( leia as páginas sobre alimentos funcionais ).

4- Procure ingerir bebidas alcoólicas moderadamente. A ingestão regular de bebidas alcoólicas , como o vinho tinto , não deve ser estimulada com o objetivo de prevenir um infarto do miocárdio . Se você é homem e costuma beber , procure restringir a ingestão de álcool em 30 gramas de etanol por dia (700 ml de cerveja = 2 latas de 350 ml ou 300 ml de vinho = 2 taças de 150 ml ou 100 ml de destilado = 3 doses de 30 ml) . Se você é mulher , essa ingestão deverá ser de 15 gramas de etanol , ou seja, 50% da quantidade permitida para homens. Lembre-se: o álcool é calórico , pode aumentar os níveis de açúcar , ácido úrico e triglicerídeos , além de poder causar dependência física e psíquica ( alcoolismo ).

5- Persiga o seu peso ideal. Um índice de massa corporal ( IMC = peso dividido pela altura ao quadrado ) inferior a 25 kg/m2 e uma circunferência abdominal inferior a 94 cm nos homens e 80 cm nas mulheres , são as metas a serem obtidas quando o assunto é peso e medidas. Para uma perda de peso , uma dieta hipocalórica e a prática diária de exercícios físicos , são fundamentais. A utilização de medicamentos poderá ser útil. A cirurgia bariátrica pode ser indicada para casos selecionados .

6- Não deixe de ir em consultas médicas periódicas.Consulte regularmente seu (s) médico (s) de confiança. Retorne ao consultório para as reavaliações clínicas dentro do tempo estipulado por seu médico.

7- Realize todos os exames complementares solicitados pelo seu médico.O resultado destes exames serão fundamentais para avaliação do seu quadro clínico e , consequentemente , para a definição de um plano de prevenção e tratamento adequado para você.

8 - Não deixe de usar as suas medicações de uso contínuo. Para o combate dos fatores de risco para o infarto do miocárdio (como a hipertensão arterial , as dislipidemias , o diabete melito , a obesidade , o hábito de fumar , entre outros , poderá ser necessária a utilização de medicamentos . A maioria destas drogas serão de uso contínuo e indefinido. Use as medicações prescritas por seu médico regularmente. Não pare de usá-las sem a sua permissão.Evite trocas no balcão das farmácias.

9- Combata o estresse e a depressão. Se você está estressado ou até depressivo , procure o seu médico de confiança. Estas duas situações aumentam o seu risco de você sofrer de um infarto do miocárdio.Provavelmente será necessária a avaliação de um profissional especializado na área, como um psiquiatra ou psicólogo. Exercícos físicos , técnicas de relaxamento , psicoterapia e o uso de medicamentos , poderão ser necessários.

10 - Dedique pelo menos um dia da semana totalmente voltado para você e o convívio junto de seus familiares. Permaneça a maior parte do tempo possível junto das pessoas que você ama. Procure viver em paz e harmonia com o mundo que está em sua volta .

Fonte: portaldocoracao.uol.com.br