Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Dia Mundial Turismo  Voltar

Dia Mundial do Turismo

27 de Setembro

Turismo

Embora não haja uma definição única do que seja Turismo, as Recomendações da Organização Mundial de Turismo/Nações Unidas sobre Estatísticas de Turismo, o definem como "as atividades que as pessoas realizam durante suas viagens e permanência em lugares distintos dos que vivem, por um período de tempo inferior a um ano consecutivo, com fins de lazer, negócios e outros."

Turista é um visitante que desloca-se voluntáriamente por período de tempo igual ou superior a vinte e quatro horas para local diferente da sua residência e do seu trabalho sem, este ter por motivação, a obtenção de lucro. O Turismo propriamente dito nasce no Século XIX como deslocamento cuja finalidade principal é o ócio, descanso, cultura, saúde, negócios ou relações familiares. Estes deslocamentos se distinguem por sua finalidade dos outros tipos de viagens motivados por guerras, movimentos migratórios, conquista, comércio, etc. Não obstante o turismo tem antecedentes históricos claros.

Dia Mundial do Turismo

Ecoturismo

Segundo a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), o Ecoturismo é um segmento da atividade turística que utiliza de forma sustentável o patrimônio natural e cultural, incentiva sua conservação e busca a formação de uma consciência ambientalista através da interpretação do ambiente, promovendo o bem estar das populações envolvidas.

Para o Instituto de Ecoturismo do Brasil, ecoturismo “é a prática de turismo de lazer, esportivo ou educacional, em áreas naturais, que se utiliza de forma sustentável dos patrimônios natural e cultural, incentiva a sua conservação, promove a formação de consciência ambientalista e garante o bem estar das populações envolvidas. Das diferenças existentes entre o turismo comum (clássico) e o ecoturismo (turismo ecológico) ressalta-se que enquanto no turismo clássico as pessoas apenas contemplam estatisticamente o que elas conseguem ver sem muita participação ativa, no ecoturismo existe movimento, ação e as pessoas, na busca de experiências únicas e exclusivas, caminham, carregam mochilas, suam, tomam chuva e sol, tendo um contato muito mais próximo com a natureza.

O ecoturismo ainda se diferencia por passar informações e curiosidades relacionados com a natureza, os costumes e a história local o que acaba possibilitando uma integração mais educativa e envolvente com a região. Considerando que o Ecoturismo é uma tendência em termos de turismo mundial que aponta para o uso sustentável de atrativos no meio ambiente e nas manifestações culturais, devemos ter em conta que somente teremos condições de sustentabilidade caso haja harmonia e equilíbrio no "diálogo" entre os seguintes fatores: resultado econômico, mínimos impactos ambientais e culturais, satisfação do ecoturista (visitante, cliente, usuário) e da comunidade (visitada).

O ecoturismo é uma atividade sustentável e, por se preocupar com a preservação do patrimônio natural e cultural, diferencia-se do turismo predatório. É uma tendência mundial em crescimento e responde a várias demandas: desde a prática do esporte radical ao estudo científico dos ecossistemas. O nome “ecoturismo” é novíssimo, surgiu oficialmente em 1985, mas somente em 1987 foi criada a Comissão Técnica Nacional constituída pelo Ibama e a Embratur, ordenando as atividades neste campo.

O Backpacker

Ser um viajante, bem mais do que um turista, é quase uma filosofia de vida. A filosofia backpacker. Sair pelo mundo com uma mochila, experimentar, desbravar, descobrir. Australianos, norte-americanos e europeus já encaram isso como uma tradição, um ritual de passagem (alguma passagem, nem que seja a passagem aérea...). A cultura backpacker é uma tradução literal seria "cultura mochileira".

E é ótimo ser mochileiro! Mas esta idéia pode levar a interpretações facciosas. A ideologia não é somente colocar uma mochila nas costas e sair por aí. Também não significa que deva se viajar obrigatoriamente de mochila. Certamente não é a concepção da bagagem o xis da questão.

A cultura backpacker e a filosofia viajante acreditam na responsabilidade de um cidadão do planeta - ecológica, pacifista, convicta nos direitos humanos - sem obrigação, no entanto, de levantar bandeiras. O importante é a consciência. Talvez utopicamente possamos acreditar em um mundo com menos violência, menos dependentes químicos, menos traficantes, menos racismo, menos preconceito, e em troca uma sociedade bem mais humana, com pessoas mais experientes, produtivas, com visão de mundo, somando para um país e um planeta melhor, e definitivamente, com cabeças mais saudáveis. O bom viajante encara sua viagem como uma grande oportunidade de descobertas, aprendizado e autoconhecimento. Tudo isso, é claro, temperado com bastante diversão, aventura, emoção e calor humano.

Fonte: www.portalgeobrasil.org

Dia Mundial do Turismo

27 de Setembro

O turismo é uma indústria que movimenta bilhões de dólares em todo o mundo. Há vários tipos de turismo: ecológico, religioso, cultural, de aventura, etc.

Além de ser considerado uma indústria, o turismo tem seu lado social. Há uma troca simbólica imensa quando uma pessoa se desloca para um lugar diferente do que está acostumada a viver.

Aprende-se novas formas de viver, de comer e de festejar.

Dia Mundial do Turismo

Os turistas, em algumas ocasiões, são figuras caricaturais. Os japoneses são conhecidos pelas inúmeras câmeras fotográficas que carregam.

Os americanos que procuram países tropicais parecem ser aqueles que vestem as camisas mais floridas. Independente disso, o Dia Mundial do Turismo comemora as viagens e todos aqueles que são beneficiados com elas: o turista, o guia turístico, as redes de hotel, as agências de viagem...

Fonte: UFGNet

Dia Mundial do Turismo

27 de Setembro

Histórico do Turismo

O turismo tem origem no século XIX, quando o inglês Thomas Cook, em 1841, organizou uma viagem de um dia partindo de Lancaster para Loughborug, reunindo 570 pessoas que iam participar de um congresso antiálcool e cobrou pelos seus serviços.

Este simples fato criou o Turismo e o primeiro profissional de serviços de viagem. Cook ficou tão entusiasmado que se transformou em empresário, montando uma empresa para desenvolver um sistema de funções e serviços para viajantes que existe até hoje - as agências de viagem. Surgiu logo depois a figura ou a função do guia de turismo.

A conseqüência desta iniciativa é o crescimento da indústria de alojamento e alimentação. O desenvolvimento da aviação comercial deu nova dimensão ao Turismo. Surgem os vôos charters (fretados) e as transportadoras aéreas passaram a exercer um papel fundamental no desenvolvimento turístico.

Dia Mundial do Turismo 

Com o desenvolvimento dos serviços de transportes, alojamento, alimentação e recreação passou-se a reivindicar a profissionalização de quem presta estes serviços. Assim, surgiram escolas de hotelaria e as de serviço.

Hoje, países como a Suíça, Itália, Estados Unidos, Espanha, Inglaterra e México em especial investem fortemente na formação de recursos humanos na área, pois Turismo só funciona com especialização. Afinal o progresso econômico criou necessidades de conhecer, saber e ter status, logo de viajar.

Histórico do Turismo

O turismo tem origem no século XIX, quando o inglês Thomas Cook, em 1841, organizou uma viagem de um dia partindo de Lancaster para Loughborug, reunindo 570 pessoas que iam participar de um congresso antiálcool e cobrou pelos seus serviços.

Este simples fato criou o Turismo e o primeiro profissional de serviços de viagem. Cook ficou tão entusiasmado que se transformou em empresário, montando uma empresa para desenvolver um sistema de funções e serviços para viajantes que existe até hoje - as agências de viagem. Surgiu logo depois a figura ou a função do guia de turismo.

A conseqüência desta iniciativa é o crescimento da indústria de alojamento e alimentação. O desenvolvimento da aviação comercial deu nova dimensão ao Turismo. Surgem os vôos charters (fretados) e as transportadoras aéreas passaram a exercer um papel fundamental no desenvolvimento turístico.

Com o desenvolvimento dos serviços de transportes, alojamento, alimentação e recreação passou-se a reivindicar a profissionalização de quem presta estes serviços. Assim, surgiram escolas de hotelaria e as de serviço.

Hoje, países como a Suíça, Itália, Estados Unidos, Espanha, Inglaterra e México em especial investem fortemente na formação de recursos humanos na área, pois Turismo só funciona com especialização. Afinal o progresso econômico criou necessidades de conhecer, saber e ter status, logo de viajar.

Fonte: www.abih.com.br

Dia Mundial do Turismo

27 de Setembro

O dia mundial do turismo é comemorado em 27 de setembro.

A data foi instituída pela OMT (Organização Mundial do Turismo), órgão que compõe o Sistema das Nações Unidas, em setembro de 1979.

Durante a realização de uma Assembleia Geral da organização, os membros participantes decidiram que a cada ano seria abordado um tema diferente, no dia 27 de setembro.

A escolha da data se deu em homenagem à implantação do Estatuto da entidade, adotado desde 1970, um marco na história do turismo mundial, portanto, comemorando seus nove anos de vigor, em 1979.

A intenção dos organizadores do evento foi a de transformar o Dia Mundial do Turismo numa data capaz de conscientizar a sociedade dos valores culturais, políticos, econômicos e sociais que esse ramo ocasiona.

O turismo é uma atividade relacionada ao entretenimento, onde as pessoas se divertem ao passearem por diferentes lugares.

Além disso, é tido como a área profissional que cuida de toda a movimentação que esses passeios ocasionam, o conjunto de serviços que os mesmos geram, com o intuito de promover o bem-estar dos visitantes ou turistas, sendo que seu maior objetivo é de que o viajante sinta-se satisfeito e retorne ao local.

Dia Mundial do Turismo

As movimentações turísticas abrangem boa parte da economia de um país, pois ocasionam a circulação de um número bem maior de pessoas nas regiões visitadas. Isso faz com que aumentem os empregos, os investimentos na estrutura da cidade, melhorando a qualidade de vida das pessoas que ali vivem.

Hotéis, restaurantes, feiras, shows, teatros, museus, dentre outros são os grandes atrativos para os turistas, levando ao aumento das arrecadações financeiras desses estabelecimentos, provocando maior arrecadação dos impostos, aumentando também a arrecadação municipal.

Em 2008, o tema abordado no encontro da OMT foi sobre aquecimento global, abordando os prejuízos que as mudanças climáticas desordenadas causam ao turismo. Constantemente vemos nos jornais pessoas saindo de férias e se deparando com tempestades, furacões, inundações e outros abalos climáticos, causando total desconforto nas mesmas durante os passeios.

Em 2009 o objeto da pauta da Organização é “Mudanças Climáticas: o turismo em busca da ecoeficiência”, levando o assunto como grande interesse da área, buscando alertar a população sobre os danos da degradação do meio ambiente e apresentando os bons resultados das práticas turísticas de preservação.

Fonte: www.soniapedrassa.com.br

Dia Mundial do Turismo

27 de Setembro

O TURISMO E A OMT

Embora não haja uma definição única do que seja Turismo, este é entendido como “as atividades que as pessoas realizam durante suas viagens e permanência em lugares distintos dos que vivem, por um período de tempo inferior a um ano consecutivo, com fins de lazer, negócios e outros.”

O Turismo refere-se a viagens ou excursões realizadas, por prazer, a lugares que despertam interesse, por pessoas que recebem a denominação de turistas. O turista é, portanto, um visitante que desloca-se voluntáriamente por período de tempo igual ou superior a vinte e quatro horas para local diferente da sua residência e do seu trabalho, sem ter por motivação a obtenção de lucro.

O Turismo é movimento de pessoas: é um fenômeno social, econômico e cultural que envolve pessoas, enquadrando-se como um ramo das ciências sociais e não das ciências econômicas (apesar de poder ser esta última a razão de tal movimento, o turismo transcende as esferas das meras relações da balança comercial).

A tendência da humanidade, nos últimos séculos, é de se concentrar nos grandes núcleos urbanos, e, assim, criou-se a necessidade de se abster de tal neurose urbana, a procura de uma “fuga” do cotidiano caótico das cidades em busca de uma paisagem paradisíaca ou bucólica, onde a preocupação maior é com o NADA…

Dia Mundial do Turismo

Entende-se portanto que Turismo é a realização de viagens para local diverso do qual a pessoa more, seja a lazer, passeio, negócio, religião ou outra atividade diversa da econômica. Evidentemente, tal definição provoca uma divergência quanto à correta utilização do termo “Turismo de Negócios”, ao qual se confronta.


A principal organização internacional no campo do turismo é a Organização Mundial de Turismo (OMT), uma agência especializada das Nações Unidas, com sede em Madri, Espanha (membros em 2005: 145 países, 7 territórios e mais de 300 Membros Afiliados), que funciona como um fórum global para questões de políticas turísticas e como fonte de conhecimento prático sobre o turismo.

Categorias do Turismo:

Segundo a OMT, dependendo de uma pessoa estar em viagem para, de ou dentro de um certo país, as seguintes formas de turismo podem ser distinguidas:

Turismo receptivo – quando não-residentes são recebidos por um país de destino, do ponto de vista desse destino.

Turismo emissivo – quando residentes viajam a outro país, do ponto de vista do país de origem.

Turismo doméstico – quando residentes de dado país viajam dentro dos limites do mesmo.

Turismo Receptivo:

O turismo receptivo refere-se ao conjunto de bens, serviços, infra-estrutura, atrativos, etc, prontos a atender as expectativas dos indivíduos que adquiriram o produto turístico. Trata-se do inverso do turismo emissivo. Corresponde à oferta turística, já que se trata da localidade receptora e seus respectivos atrativos, bens e serviços a serem oferecidos aos turistas lá presentes.

Para se organizar de modo que seja bem estruturado, o turismo receptivo deve ter o apoio de três elementos essenciais para que seu planejamento seja executado com sucesso:

Relação turismo e governo em harmonia

Apoio e investimentos dos empresários

Envolvimento da comunidade local.

A partir da inter-relação desses elementos é que pode nascer um centro receptor competitivo, lembrando que eles são apenas os essenciais, mas não os diferenciais, uma vez que é o diferencial que fará com que o turista se desloque até esse possível centro.

Nesse centro receptor, além de haver esses três elementos de fundamental importância para a formação do produto turístico, também devem haver outros que devem estar presentes na localidade. Alguns deles: atrativos naturais e histórico/culturais, acessos, marketing, infraestrutura básica e complementar, condições de vida da população local, posicionamento geográfico, entre outros.

Fonte: www.turismorj.wordpress.com