Breaking News
Home / História Geral / Cidade Proibida

Cidade Proibida

PUBLICIDADE

 

Cidade Proibida (Palácio Museu)

Situada no centro da cidade e chamado Gu Gong em chinês, foi o palácio imperial durante vinte e quatro imperadores durante as dinastias Ming e Qing.

Ela foi construída ao longo de 14 anos, durante o reinado do Imperador Chengzu na Dinastia Ming (1368-1644).

Os astrônomos chineses antigos acreditavam que a estrela roxa (Polaris) estava no centro do céu e do Imperador Celestial viveu no Palácio Roxo.

O Palácio do imperador na terra foi chamado a Cidade roxo.

Era proibido entrar sem permissão especial do empeor.

Daí o seu nome “A Cidade Proibida“.

Agora conhecida como o Museu do Palácio, é a norte da Praça da Paz Celestial .

De forma retangular, é o maior complexo palaciano do mundo e abrange 74 hectares.

Rodeado por um de largura 52 metros fosso e uma parede de 10 metros de altura, são mais de 8.700 quartos.

A parede tem uma porta de cada lado. Em frente à porta de Tiananmen, ao norte é o Portão de Grandeza Divina (Shenwumen), que enfrenta Jingshan Park.

A distância entre essas duas portas é de 960 metros, enquanto a distância entre os portões leste e oeste é de 750 metros.

Há torres originais e delicadamente estruturadas em cada um dos quatro cantos da parede de cortina. Estes oferecem uma vista sobre tanto o palácio e a cidade lá fora.

Cidade Proibida
Cidade Proibida Beijing China

Está dividido em duas partes.

O trecho sul, ou o Tribunal Outer era onde o imperador exercia o seu poder supremo sobre a nação. A seção do norte, ou o átrio interior, onde ele morava com a família real. Até 1924, quando o último imperador da China foi expulso do Pátio Interior, catorze imperadores da dinastia Ming e dez imperadores da dinastia Qing reinava aqui. Tendo sido o palácio imperial durante cerca de cinco séculos, abriga inúmeros tesouros e curiosidades raras.

Classificado pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade em 1987, o Museu do Palácio é hoje uma das mais populares atrações turísticas em todo o mundo.

A construção do complexo do palácio começou em 1407, o quinto ano do reinado de Yongle, o terceiro imperador (Emperor Chengzu, Zhu Di) da dinastia Ming. Foi concluída 14 anos mais tarde, em 1420, e depois a capital foi transferida de Nanjing para Pequim no próximo ano.

Dizia-se que um milhão de trabalhadores, incluindo cem mil artesãos foram levados para o longo prazo trabalho duro. Pedra necessário foi extraído a partir de Fangshan District. Dizia-se que um poço foi escavado a cada cinqüenta metros ao longo da estrada, a fim de derramar água sobre a estrada no inverno para deslizar pedras enormes no gelo na cidade. Enormes quantidades de madeira e outros materiais foram despachadas de províncias distantes.

Povo chinês antigo exibido suas habilidades consideráveis na sua construção. Tome a grande parede vermelha da cidade, por exemplo. Tem uma ampla base de 8,6 metros reduzindo a 6,66 metros de largura na parte superior. A forma angular da parede totalmente frustra tentativas de escalá-lo. Os tijolos foram feitos de calcário branco e arroz glutinoso, enquanto o cimento é feito de arroz glutinoso e ovos brancos. Estes materiais incríveis fazer a parede extraordinariamente forte.

Desde o amarelo é o símbolo da família real, que é a cor dominante no processo.

Telhados são construídos com azulejos amarelos; decorações no palácio são pintados de amarelo; mesmo os tijolos no chão são feitas amarelo por um processo especial. No entanto, existe uma excepção. Wenyuange, a biblioteca real, tem um teto preto. A razão é que se acreditava água representado preto então e pode extinguir o fogo.

Fonte: www.travelchinaguide.com

Cidade Proibida

Comumente conhecida como “A Cidade Proibida“, o Palácio Imperial da China foi construído no centro de Pequim por Yunglo, o terceiro imperador da dinastia Ming, em 1420, por mais de 200.000 trabalhadores.

O palácio alojou os imperadores da China até 1922, ano da queda do sistema imperial.

Por que “A Cidade Proibida”? Porque ninguém, exceto o imperador, sua família e empregados especiais podia entrar no conjunto de prédios do palácio.

O projeto simétrico do conjunto, que ocupa 74 hectares, com templos e grandes pavilhões, reflete o senso de ordem e harmonia dos chineses. Apesar da Cidade Proibida ter sido quase que totalmente queimada em 1644 e reconstruída diversas vezes, sua planta básica continua a mesma.

O projeto da Cidade Proibida foi feito em um eixo norte-sul, com três seções distintas: os portões, os salões cerimoniais, e a área residencial.

Os quatro portões frontais da Cidade Proibida são suficientemente grandes para serem confundidos com o palácio propriamente dito.

Nos salões centrais do conjunto do palácio,o imperador realizava importantes cerimônias. A parte traseira do Pátio Interno do palácio imperial, era dedicada a pequenos templos, palácios e aposentos residenciais da família imperial e de seus empregados.

Localização

A Cidade Proibida, localizada exatamente no centro da antiga cidade de Pequim, é o nome popular do Palácio Imperial da China, construído Yunglo (terceiro imperador da Dinastia Ming) em 1420.

Este conjunto arquitetônico com 74 hectares envolveu mais de 200.000 trabalhadores em sua construção e foi a residência dos imperadores até o ano de 1922 com a queda do sistema imperial.

O título de Cidade Proibida surgiu pelo fato de somente o imperador, sua família e empregados especiais tinham a permissão para entrar no conjunto de prédios do palácio.

Fonte: monumentos.vilabol.uol.com.br

Cidade Proibida

Cidade Proibida se situa no centro da cidade de Beijing. Ela foi construída na Dinastia Ming (1368-1644) e servia como o complexo de palácios imperial na Dinastia Ming e na Dinastia Qing (1644-1911).

A construção do complexo começou no ano 1407 e ficou pronta no ano 1420. Durante a história, catorze imperadores da Dinastia Ming e dez da Dinastia Qing moraram lá e no total, eles tinham governado a China por 491 anos.

No ano 1924, o último imperador chinês, Pu Yi, saiu da Cidade Proibida. No ano 1925, a cidade foi aberta para o público.

Ocupando uma área de mais que 720.000 metros quadrados, a Cidade Proibida é o maior e o mais completo complexo de palácios que existe hoje na China.

A cidade Beijing foi desenhada na Dinastia Yuan (1271-1368) como uma cidade simétrica e tem até hoje um eixo central. A Cidade Proibida é situada exatamente neste eixo.

A Cidade Proibida foi construída na forma de uma cidade retangular, e é circundada por muralhas da altura de 10 metros. A parte de baixo da muralha é da largura de 8,62 metros, e a parte de cima 6,66 metros.

Fora da muralha, construíam-se fossos fechados, de largura de 52 metros. A Cidade Proibida tem quatro portões. Dentro da cidade, há mais de nove mil palácios e cômodos.

Segundo o desenho e o uso, a Cidade Proibida consiste em duas partes principais: a parte dianteira, a qual servia para grandes cerimônias e eventos do país; e a parte traseira, a qual servia para o trabalho e a vida diariamente do imperador e da família imperial.

A parte dianteira

A entrada principal da Cidade Proibida se chama Portão Wu. Ele é situado no lado do sul da cidade. Chamado portão, ele na verdade é uma torre com cinco portões.

O portão principal da torre fica no centro da torre. Na época antiga, ele servia somente para o imperador, com poucas exceções. Na cerimônia do casamento do imperador, a imperatriz, pela única vez na vida dela, entrou pelo portão principal.

A cada três anos, realizou-se um exame imperial na Cidade Proibida para escolher os intelectuais melhor educados para servirem como funcionários públicos de níveis altos.

Depois do exame, os melhores três intelectuais saíram da Cidade Proibida pelo portão principal, com maior honra.

Aos dois lados do portão principal, há mais dois portões, os quais serviam para os ministros e oficiais altos.

Na Dinastia Qing, os ministros usavam o primeiro portão lateral do lado esquerdo (tradicionalmente na China, o lado esquerdo é do nível mais alto que o direito); e os duques e os príncipes usavam o primeiro portão lateral do lado direito.

Os dois portões nos extremos de ambos os lados estavam abertos somente durante cerimônias e eventos importantes, para funcionários públicos.

Em cima da torre Wu, construíram-se dois pavilhões: o Pavilhão de Tambor e o Pavilhão de Sino, onde se colocaram tambores e sinos.

Quando o imperador saiu da Cidade Proibida para adorar os deuses, tocou-se o sino; quando o imperador saiu para visitar o Templo Ancestral Imperial, bateu-se o tambor; no caso de realizar cerimônias ou eventos na Cidade Proibida, tocaram-se o sino e o tambor ao mesmo tempo.

Na primeira foto desta página, os dois pavilhões no extremos de ambos os lados são pavilhões de tambor e de sino.

A parte dianteira fica no lado do sul da Cidade Proibida. Essa parte é governada por três palácios principais: o Palácio Tai He, o Palácio Zhong He e o Palácio Bao He. A parte dianteira era o lugar onde se realizaram grandes cerimônias e eventos do país.

A parte traseira

A parte traseira servia para a vida diária do imperador. Ele tinha seu escritório e quarto de dormir lá. Realizaram-se as cerimônias da família imperial lá. A família do imperador vivia também na parte traseira.

Toda mulher da família imperial, a imperatriz, as concubinas, a rainha-mãe, e as mulheres do imperador anterior, tinham seus próprios palácios para viver.

Na parte traseira há também três palácios principais: o Palácio Qian Qing, o Palácio Jiao Tai e o Palácio Kung Ning.

O Palácio Qian Qing era onde os imperadores moravam e trabalhavam diariamente. Na época antiga, o imperador era considerado como o céu, ou o filho do céu.

O nome Qian Qing significa “céu claro”, que estava com uma esperança que o imperador fosse justo e ficasse iluminado. Dezesseis imperadores da Dinastia Ming e 2 imperadores da Dinastia Qing tinham morado nesse palácio.

O imperador morou, estudou, trabalhou lá, e também recebeu funcionários públicos e enviados diplomáticos; realizaram cerimônias e banquetes familiares.

O imperador Kang Xi da Dinastia Ming era um imperador poderoso. Ele governou a China por 61 anos e conseguiu construir um país próspero.

Depois que ele morreu, o filho dele, o imperador Yong Zheng subiu ao trono. Para respeitar o pai dele, o imperador Yong Zheng mudou para o Palácio Yang Xin. Desde aí, o Palácio Yang Xin começou a servir como o palácio do imperador.

Na área ao redor do Palácio Qian Qing, encontram-se casas de funções diferentes.

Há casas onde se administravam documentos e relatórios; casas onde se guardavam livros e artigos de escritórios; casa de informações militares, por onde passaram as informações militares para o imperador; casa onde príncipes ou netos do imperador estudavam; casa do médico imperial; casa de chá onde se preparam chá, frutos, doces, e também banquetes sazonais para o imperador; casa onde se guardavam as roupas do imperador; casas para armazenar diversas coisas; e também, uma casa onde se acolhiam sempre quatro membros da Academia Imperial como conselheiros do imperador, etc.

O Palácio Jiao Tai servia para a festa do dia do aniversário da imperatriz. No seu aniversário, a imperatriz recebia lá os cumprimentos das princesas, das concubinas, e das esposas dos duques e dos príncipes.

Nesse palácio, também estão guardados 25 selos do imperador até hoje.

Todo selo tem sua própria função, por exemplo, o selo para o exame imperial, o selo para recompensar funcionários públicos, o selo para negócios militares, etc.

O Palácio Kun Ning servia como o palácio da imperatriz na Dinastia Ming. A imperatriz era considerada na época antiga como a terra. O nome Kung Ning significa “terra tranqüila”, que significa a tranqüilidade e a calma da imperatriz.

Na Dinastia Qing, mudou-se o palácio para sacrifícios; ao mesmo tempo, uma parte do palácio servia também como o quarto de casamento do imperador.

Até hoje, mantém-se no quarto a aparência da cerimônia do casamento do imperador Guang Xu, o segundo último imperador da monarquia autocrática chinesa, que se casou no ano 1889 na Cidade Proibida.

A parte no final da Cidade Proibida é um jardim imperial, a qual é uma combinação de quase 20 palácios e pavilhões, árvores, verdes, pedras bonitas e bonsais, etc.

Em ambos os lados dos palácios principais, ficam palácios de funções diferentes: palácios para as mulheres da família imperial, palácio onde se colocam as placas memoriais de ascendentes, jardins, teatros, armazenagens, etc. Uma das coisas interessantes é o palácio de Ci Xi, o Palácio Chu Xiu.

Ci Xi entrou na Cidade Proibida como uma concubina e morava no Palácio Chu Xiu. Neste palácio, nasceu o filho dela. Depois da morte do imperador, o filho da Ci Xi, como o único filho do imperador, subiu ao trono.

Porque o filho era pequeno e não podia governar, o imperador anterior tinha apontado oito ministros para educá-lo e ajudá-lo antes que ele morresse.

Mesmo assim, Ci Xi ganhou: depois que o filho dela subiu ao trono, ela derrotou os oito ministros e ficou no poder do imperador, ficando o verdadeiro imperador como um imperador decorador.

Daí, ela ficou governando a China por 48 anos, até a morte. Embora ela nunca tivesse o título, ela tinha o verdadeiro poder de um imperador. O palácio dela, o Palácio Chu Xiu, é o melhor palácio entre os palácios laterais.

O túmulo dela, se situa no oeste de Beijing, é também um dos túmulos mais luxuosos.

A Cidade Proibida inteira é feita de madeira. Por causa disso, é muito importante preveni-la de fogo. Na Cidade Proibida se adotava um sistema de aquecimento subterrâneo. Usava-se somente carvão vegetal.

A Cidade Proibida é enorme, é cheia de histórias.

Para conhecê-la, precisa-se de um dia e de uma coisa mais importante: um par de tênis.

O Palácio Tai He é o maior palácio na Cidade Proibida. Ele é de uma área de 2.377 metros quadrados, e de uma altura de 35,05 metros.

Na época antiga, todo ano se realizavam aqui cerimônias no primeiro dia do ano, no solstício de inverno (no dia em que começa o inverno) e no dia do aniversário do imperador, etc.

Realizaram-se também outros eventos importantes, por exemplo, quando o novo imperador subiu no trono, ou quando o imperador intitulou a imperatriz e lhe deu os direitos da imperatriz, ou quando o imperador despachou generais para campanhas militares, etc.

O Palácio Tai He representa o maior poder do imperador.

Dentro do Palácio Tai He, o trono do imperador tinha sido colocado no ponto central do palácio, o que era um símbolo do maior poder do imperador.

No teto em cima do trono, fica em espiral um dragão, o qual guarda uma pérola na boca dele. Fala-se que o dragão está guardando o trono do imperador. Além do imperador, qualquer outra pessoa que se sentasse no trono do imperador, cairia a pérola da boca do dragão e mataria a pessoa no trono.

Houve uma história interessante sobre o dragão e a pérola dele. No final da última dinastia, Dinastia Qing (1644-1911), ocorreu a revolução contra a monarquia autocrática.

Para forçar o último imperador a sair do trono e por fim na monarquia autocrática, o então líder da revolução, Sun Zhongshan, que é considerado até hoje o Pai da China, pediu ajuda de Yuan Shikai, o então líder militar do imperador.

Combinou-se que, se Yuan Shikai desistisse da Dinastia Qing e ajudasse a forçar o imperador a sair do trono, Sun Zhongshan irá lhe dar a presidência da China.

Assim, ajudou. Depois que o último imperador saiu do trono, Yuan Shikai se tornou o primeiro presidente da nova época no ano 1912.

Mas isso não demorou por muito tempo: na verdade, Yuan Shikai queria, e também tentou restaurar a monarquia autocrática, e conseguiu subir ao trono no ano 1915.

Sabendo que ele não era o verdadeiro imperador, Yuan Shikai tinha medo do dragão na cima do trono. Ele mandou recolocar o trono para trás. Mesmo assim, Yuan Shikai não podia mantê-lo no trono. A restauração da monarquia autocrática causou muitas rebeliões na China.

Depois de levar uma vida de imperador por 83 dias na Cidade Proibida, Yuan Shikai foi deposto do trono, e morreu pouco tempo depois. Mas até hoje, o trono do imperador no Palácio Tai He não fica no centro do palácio. Ficando fora do seu lugar, o trono está contando uma história.

O Palácio Zhong He era o lugar, onde o imperador fez uma pausa antes de uma cerimônia realizada no Palácio Tai He. Durante a pausa, ele recebeu o administrador da cerimônia lá. É também, antes do sacrifício, o imperador ficou lá para ler a oração.

O Palácio Bao He era o lugar onde o imperador fez banquete com seus ministros, duques e príncipes na véspera do ano novo chinês. Também, a cada três anos, realizou-se neste palácio o exame imperial.

Na época antiga, escolheram-se os funcionários públicos por exames realizados pelo governo central. O sistema se chama Sistema de Exame Imperial.

Nesse sistema, realizaram-se todo ano exames e a última etapa do exame final foi realizada a cada três anos na Cidade Proibida.

Os melhores intelectuais da China, que já tinham passado dois exames dos níveis baixos, reuniram-se na Cidade Proibida. O imperador decidiu o tema do exame e apontou ministros para examinar os resultados; ele mesmo examinou os 10 melhores resultados.

Os três melhores intelectuais escolhidos no exame iriam ganhar alta fama e receber postos bem altos. Depois do exame, os três saíram da Cidade Proibida as cavalos, pelo portão principal, a cidade inteira saiu na rua para vê-los.

Fotos da Cidade Proibida

Cidade Proibida
Salão da Harmonia Suprema – Cidade Proibida

Cidade Proibida
Pátio e salas

Cidade Proibida
O trono imperial

Cidade Proibida
Leão de bronze antigo no relógio

Cidade Proibida
Telha Amarela no telhado

Cidade Proibida
Corrimões de mármore branco

Fonte: www.minhachina.com

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Políticas Sociais

Políticas Sociais

PUBLICIDADE Definição Política social é um termo que é aplicado a várias áreas da política, geralmente …

Políticas Públicas

Políticas Públicas

PUBLICIDADE Definição A política pública é o guia de princípios para a ação tomada pelos poderes executivos …

Gerontocracia

Gerontocracia

PUBLICIDADE Definição Um estado, sociedade ou grupo governado por pessoas idosas. O que é uma …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.