Breaking News
Home / História Geral / Rio Amarelo

Rio Amarelo

PUBLICIDADE

 

Rio Amarelo
Rio Amarelo

Desde os primeiros tempos da história da humanidade, a água, na forma de lagos, mares e rios, especialmente, tem desempenhado um papel fundamental no desenvolvimento da civilização. Esta é uma verdade universal para culturas em todo o mundo.

E a grande quantidade de informação arqueológica disponível sobre antiga civilização chinesa nos diz que seus modos de vida foram fortemente influenciados pelo Amarelo e Yangtze civilizações do rio.

O rio Amarelo, em particular, foi essencial para o desenvolvimento da civilização chinesa.

Na história chinesa, e na história da civilização humana, o Rio Amarelo não é simplesmente um conjunto de caracteres em uma página eo nome de um rio. Na verdade, ele representa um tipo de cultura e civilização. Sem dúvida, a civilização do rio Amarelo tem desempenhado um grande papel no desenvolvimento da civilização em todo o mundo.

Por milhares de anos, o rio tem sido conhecido como o rio mãe da nação chinesa, tanto nos escritos dos poetas e dos escribas, e nos corações do povo chinês.

Quase todos os chineses vêem a si mesmos como os filhos do rio Amarelo.

Diz-se que o Egito é um dom concedido pelo Nilo. Se não houvesse o Nilo, então é difícil ver como poderia haver uma civilização egípcia.

O Rio Amarelo tem a mesma relação com a China. Se a China não tinha rio Amarelo, os chineses não têm um lugar para concentrar as suas energias espirituais diante.

Bacia de drenagem do rio Amarelo é o berço da nação chinesa e, entretanto, é o berço da civilização chinesa.

Neste vasto berço da civilização rio Amarelo, que é a parte principal de toda a civilização chinesa e desempenha um papel crucial na história do desenvolvimento da civilização, cresceu com vitalidade. Ele tinha resistido ao teste de quase todos os tipos de transtornos e dificuldades, e, finalmente, criou a civilização chinesa contínua.

Da Xia (século 21a – 16o aC) e Shang (século 16 a 11 aC) Dinastias à Dinastia Tang (618-907), a área do rio Amarelo era sempre o centro da política, economia e cultura.

Além disso, em termos de ciência e tecnologia, esta área está na posição de liderança em todos os momentos.

Há muitos ingredientes da civilização rio Amarelo, como olarias, sedas, de bronze, personagens e assim por diante. Comumente, que surgiu entre os anos 4000 aC e 2000 aC, que abrangeu mais de 2.000 anos.

Durante este período de tempo, um grupo de civilizações regionais foram crescendo.

Mas, infelizmente, em momento posterior, alguns deles intermitente, alguns foram para a maré baixa. Apenas civilização rio Amarelo assimilado as essências de outra civilização regional e desenvolveu-se em um nível superior. A fase de desenvolvimento da civilização rio Amarelo foi também um período para a sua sublimação. E a época da prosperidade desta civilização foi o momento histórico em que a China entrou na civilização império feudal.

O Rio Amarelo esmagadora é o símbolo da nação chinesa. A partir da Montanha Kunlun altaneiro do imenso Oceano Pacífico, que passa através das pastagens, recebendo ao longo dos desertos, dividindo o Planalto de Loess e umedecimento da terra. É este caldeirão de centenas de rios que gesta brilhante cultura chinesa, limpando o peito espaçoso do povo chinês e nutrir a maior nação do mundo — a nação chinesa.

E, novamente, em alguma medida, este rio é também o símbolo do espírito do povo chinês: aspereza, diligência e assiduidade. É uma ponte que liga toda a terra da China, que liga a história chinesa e juntar todo o povo chinês em todo o mundo com a sua pátria: a China.

Fonte: www.travelchinaguide.com

Rio Amarelo

Comprimento

Conhecido como o rio mãe por todo o povo chinês, a 5.464 quilômetros (cerca de 3.395 milhas) do Rio Amarelo é o segundo mais longo da China após o rio Yangtze.

As cabeceiras do rio essa mentira poderoso em Kunlun, no noroeste da província de Qinghai.

Ele funciona através de nove províncias e regiões autônomas em seu caminho para o mar de Bohai.

Não é exagero dizer que este rio é um porto de fusão, porque há mais de 30 filiais e inúmeros córregos que alimentam-lo através de seu curso.

A parte mais alta vigorosa do rio começa na província de Qinghai para Hekouzhen na Mongólia Interior.

Este magnífico rio flui silenciosamente, como uma menina tímida nesta seção, irrigar os campos agrícolas e alimentando o povo.

Seu meio de atingir termina no Taohuayu na cidade de Zhengzhou, província de Henan. Aqui o rio divide o Planalto de Loess ao meio, formando o maior desfiladeiro contínua em toda a área de drenagem do rio. O curso inferior termina em delta no Mar Bohai.

É consenso por quase todos os chineses que o Rio Amarelo é o berço da civilização chinesa, o lar espiritual do povo chinês.

São as águas do rio e do seu espírito que nutrir toda a nação chinesa. Por milhares de anos, este rio foi admirando por gigantes literários, artistas, bem como pelas pessoas comuns.

O Rio Amarelo não é apenas algumas letras, nem é apenas o nome de um rio amarelo-ocre. Ele tem um significado especial: o símbolo da nação chinesa, o espírito do povo chinês e, mais importante, a própria civilização.

Rio Amarelo
Rio Amarelo

Neolítico (7.000 aC-3, 700 aC), Bronze (3700 aC-2, 700 aC) e Ferro Sites Idade (770 aC), e assim por diante podem ser encontrados na bacia de drenagem do rio Amarelo, que tinha sido o centro da antiga cultura chinesa desde o Azilian (Middle Stone Age). Aqui, a história de três heróis culturais: Suiren-shi que ensinou os chineses para fazer fogo por perfuração de madeira, Fu Hsi, que foi o inventor de caça, armadilhas e pesca e Shennong-shi que inventou a agricultura, foi espalhada.

Foram essas três pessoas lendárias, que começou o desenvolvimento da civilização na bacia do Rio Amarelo.

Depois disso, muitos antigos imperadores chineses, como o imperador Qin Shi Huang , Genghis Khan (1162-1227, avô de Kublai Khan, que é o primeiro imperador da dinastia Yuan (1271-1368)) empurrou a civilização rio Amarelo para um nível totalmente novo de refinamento, graça e espiritualidade que chamou a atenção de todo o mundo.

Ricas relíquias culturais, história e paisagens naturais belíssimas tornar o Rio Amarelo um ótimo lugar para se visitar. Ao longo do rio, há dezenas de atrações que valem a pena.

Fonte: www.travelchinaguide.com

Rio Amarelo

Rio Amarelo
Rio Amarelo

O Rio Amarelo, ou Huang He, o segundo maior rio da China em 5.464 quilômetros de comprimento, percorre nove províncias do norte da China.

Como o chinês que diz respeito amarelo como um emblema da terra loess, o imperador, a pele amarela e do lendário dragão chinês. Portanto chineses se referem ao rio não apenas como um rio, mas “o Rio Mãe” e “o berço da civilização chinesa”.

30 milhões anos atrás, chinês antigo começou a viver às margens do rio Amarelo e jogou a abertura da antiga civilização chinesa. As cinzas, que remontam a 10 mil anos atrás, espalhados por toda a bacia do rio Amarelo. É o berço das antigas civilizações chinesas e é a região mais próspera da história chinesa cedo. 6000 anos atrás, como um representante da cultura matriarcal, Banpo clã tinha existência na terra Loess da China norte.

O reinado de antigos imperadores chineses de várias dinastias promove o desenvolvimento de antigas civilizações chinesas para o pico.

A pólvora, a bússola, a fabricação de papel, impressão, poesia, Song Ci, a civilização do rio Amarelo é a Dinastia Yuan em jóias reluzentes, todas essas invenções e realizações científicas não só promover o desenvolvimento da cultura chinesa, mas também se espalhou para o resto do mundo , fez uma importante contribuição para o desenvolvimento da cultura dos seres humanos.

Fonte: www.chinahighlights.com

Rio Amarelo

Rio Amarelo
Rio Amarelo

Atualmente, quando falamos dos chineses, lembramos de uma grande extensão territorial ocupada por uma população gigantesca. Contudo, essa compreensão da China esquece dos milhares de anos que integram a sua história.

Os mais antigos documentos que falam deste povo possuem mais de quatro mil anos de idade, atestando a condição de uma das mais antigas civilizações de todo o mundo.

Os indícios mais remotos do povo chinês comprovam a sua formação múltipla traçada pela influência de vários povoados que habitaram pioneiramente o território.

Entre as povoações que delineiam a origem dos chineses podemos destacar a cultura Daxi, a cultura Majiapang, a cultura Hemudu e a cultura Yangshou, estabelecida nas proximidades do rio Amarelo.

De acordo com as lendas originárias do povo chinês, as populações que ocupavam a porção norte do rio Amarelo se unificaram. Com o passar do tempo, tivemos a formação de uma nação expansionista liderada por dois bravos imperadores conhecidos como Amarelo e Impetuoso. Sob o seu comando, forças militares foram organizadas com o intuito de se conquistar a parcela sul dos domínios próximos ao rio Amarelo.

Sob essa nova configuração, os chineses formaram uma sociedade patriarcal sustentada pelo desenvolvimento da economia agrícola. O desenvolvimento material dessa época é reconhecido nas técnicas de fabricação da seda, no invento de instrumentos que facilitavam a agricultura e o domínio de metais que aprimoraram os armamentos empregados pelos exércitos.

O mais extenso período da história chinesa compreende os séculos V ao XIX, quando observamos um imenso império centralizado organizando a vida desta grande civilização. Até o século XV, os chineses ocuparam posição destacada na produção intelectual e tecnológica. Eles foram os inventores da pólvora, do compasso, das primeiras prensas e da medicina.

Na Idade Contemporânea, a supremacia do Império Chinês foi abalada pelo contato com as nações europeias envolvidas no processo de expansão da economia industrial. Durante o século XIX, a ação imperialista acabou estabelecendo uma série de conflitos que contribuíram para um novo período da história chinesa. Os chineses modernizaram suas instituições e, hoje, ocupam a condição de potência mundial.

Rainer Sousa

Fonte: historiamarista.wikispaces.com

Rio Amarelo

Rio Amarelo
Rio Amarelo

A importância do amarelo na cultura chinesa

Desde os tempos antigos, a cor amarela sempre esteve intimamente ligada à cultura tradicional chinesa, inclusive se diz que a cultura chinesa se originou no “Planalto Amarelo”, que o berço da nação chinesa é o “Rio Amarelo”, e que os descendentes do Imperador Yan e do Imperador Amarelo têm “pele amarela”.

Confúcio, filósofo chinês e fundador do confucionismo, em seu esforço por defender os “Ritos da Dinastia Zhou”, definiu o preto, o vermelho, o ciano (azul-verde), o branco e o amarelo como as “cores puras” e “cores supremas”, e aplicou-lhes os valores tradicionais da “benevolência, retidão, ritos, sabedoria e confiança”.

Até nas Dinastias Qin e Han, os imperadores tinham escolhido uma cor simbólica para seus respectivos reinos com base na correspondência que têm as cores preta, vermelha, ciana, branca, e amarela, com os cinco elementos água, fogo, madeira, metal e terra da teoria Yin-Yang.

Os antigos chineses creem que os cinco elementos são os elementos fundamentais que criaram todas as coisas da natureza, e são a origem de tudo, incluindo das cores, que estão intimamente ligadas aos princípios dos cinco elementos e a realização das leis celestiais. Inclusive escolhiam a cor de suas roupas de acordo com a mudança natural das estações e a teoria dos cinco elementos.

Os imperadores da Dinastia Han acreditavam que, depois que a Dinastia Han sucedeu a Dinastia Qin, esta simbolizava a virtude da terra. De acordo com a teoria dos cinco elementos, a terra supera a água, e a terra era de cor amarela, de modo que a cor amarela era muito popular na Dinastia Han.

Neste período, adivinhos do horóscopo da sorte também combinavam a teoria dos cinco elementos e o conceito das cinco dimensões no horóscopo, e pensavam que a cor amarela era da Terra, e que simbolizava o centro do universo. O ciano era interpretado como sinônimo de madeira e simbolizava o Leste; o vermelho, como sinônimo de fogo, simbolizava o Sul; o branco representa o metal e simboliza o Oeste; e o preto representava a água e representava o Norte. Devido à cor amarela estar no centro dos cinco elementos, se considerava uma cor neutra e a primeira de todas as cores.

Também era considerada como a cor mais nobre, e uma boa cor para as roupas dos imperadores. Ao primeiro-ministro do tribunal na época era concedido um “selo de ouro com uma fita de seda púrpura”. É um símbolo do poder mais alto junto ao imperador. Esta foi a maneira como as cores amarela e roxa conseguiram posições importantes na cultura tradicional chinesa.

Na Dinastia Tang, o amarelo foi amplamente utilizado na cultura tradicional e nas artes. Nas cavernas de Dunhuang há mais de 10 mil preciosos afrescos que cobrem uma área total de mais de 50 mil metros quadrados. Os afrescos de diferentes períodos de tempo variam em cor. Por exemplo, afrescos feitos no período Wei do Norte são principalmente de cor vermelho-marrom, acompanhado de azul e preto. A partir da Dinastia Tang em diante, o amarelo se tornou mais popular, e estes afrescos são diversificados e atraentes, brilhantes e belos.

Durante as Dinastias Ming e Qing, Pequim se tornou a capital, e a cor amarela tornou-se exclusividade da família imperial. Plebeus não eram autorizados a usar amarelo. Os imperadores usavam “túnicas amarelas”, seu carro se chamava “carro amarelo”, a rota do caminho era chamada de “estrada de tijolos amarelos”, as bandeiras usadas em suas viagens eram “bandeiras amarelas” e o material de embalagem para os selos também era amarelo. Como consequência, a cor amarela se tornou um símbolo do poder supremo. Apenas os membros da família imperial e de suas famílias podiam viver em casas com paredes vermelhas e de telhas esmaltadas pintadas de amarelo. As pessoas comuns só podiam usar a cor ciana para os tijolos e tabiques.

Hoje, ao subir à parte superior de Jingshan e passar sobre a Cidade Proibida, pode-se ver uma seção do telhado de telhas esmaltadas em amarelo. Em ambos os lados das salas, na frente e atrás, há uma enorme tina dourada de bronze e figuras de animais. São magníficos, aumentando o brilho e a luminosidade de cada um representando a soberania suprema.

Na verdade, o amarelo é a cor mais comum na Escola Buda. A figura de Buda foi chamada de “corpo dourado”, e os templos que usaram a cor amarela foram chamados de “templos de ouro”, as vestes dos monges eram feitas de um material amarelo e as figuras de Buda eram douradas para mostrar sua nobreza e preciosidade, pois, desde a antiguidade, os chineses acreditam que a cor amarela veio do céu.

Para a cultura tradicional chinesa, o céu representa os deuses dos níveis mais elevados, e a razão pela qual o imperador podia governar um império na Terra se devia ao céu ter-lhe outorgado o poder para governar. Portanto, ainda que o imperador fosse o governante supremo de um país, ele era tão somente um “filho do céu”, não o céu, e atrás dele estava “o céu” para contê-lo. Em outras palavras, um imperador estava limitado pela moral, e esta restrição indicava que o poder dos deuses era superior ao de um imperador, e o imperador tinha de respeitar o céu e atuar em consonância com seu dever.

Além disto, os imperadores tinham que ocupar-se com questões do mundo humano de acordo com a vontade do céu, quem as obedecia, prosperaria no céu, e aqueles que eram contra o céu, morreriam. Somente aqueles que seguiam a vontade do céu podiam tornar-se “imperadores com uma clara visão e moral”.

Assim, o amarelo foi usado pelos imperadores, dinastia após dinastia, representando seu poder outorgado pelos deuses, sagrado e nobre sem limites.

Fonte: www.epochtimes.com.br

Veja também

Populista

Populista

PUBLICIDADE Definição Populista, em geral, é uma ideologia ou movimento político que mobiliza a população …

Corrida Espacial

Corrida Espacial

PUBLICIDADE Definição A corrida espacial da Guerra Fria (1957 – 1975) foi uma competição na exploração do …

Caso Watergate

Caso Watergate

PUBLICIDADE Watergate Watergate pode ser a história mais famosa na história americana de jornalismo investigativo. Isso …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.